Minha refutação ao universalismo defendido por Ed Rene Kivitz

Por Renato Vargens

Outro dia eu escrevi um texto refutando a teologia universalista defendida pelo pastor Ed Rene Kivitz. (leia aqui

Pois é, ainda que as afirmações do pastor da  Igreja Batista da Água Branca tenham sido bem claras, alguns irmãos queridos visando defender a prédica do Ed Rene, afirmaram que foi não bem isso que ele disse em sua mensagem e que na verdade, ele não era universalista.

Bom, antes de qualquer coisa gostaria de afirmar que não possuo absolutamente nada contra o caráter do Ed  e que minhas divergências com ele não são pessoais e sim teológicas.

Isto posto e esclarecido, vamos aos fatos: 

Kivitz em uma de suas mensagens (veja aqui) afirmou alguns pressupostos teológicos os quais divirjo. No vídeo intitulado "Um lugar à mesa" ele negou as doutrinas bíblicas e ortodoxas da soteriologia defendendo ABERTAMENTE o UNIVERSALISMO, senão vejamos:   

Em sua mensagem Ed Rene falou da ''justiça de Cristo  afirmando que o pecado não é mais um critério entre Deus e os homens . Afirmou também  que Hitler e Herodes estão  à mesa ao lado de Jesus . Declarou  que arrependimento e confissão de pecados não são critérios para assentar-se à mesa de Deus no reino celestial. Tendo como texto base João 1.29, ele defendeu que o cordeiro de Deus tirou o pecado do mundo, e que isso envolve todos os pecados de todas as pessoas, quer tenham se arrependido ou não, de modo que as pessoas podem ser salvas, sem a necessidade de se arrependerem e confiarem em Jesus.

Caro leitor como já escrevi anteriormente os que ensinam que TODOS os homens serão salvos afrontam as verdades  defendidas pelas Escrituras. Segundo os universalistas, o inferno simplesmente não tem sentido, mesmo porque, todos viverão para sempre com o Senhor Jesus no céu.

Sinceramente acreditar nisso significa negar a verdade pregada por Paulo que ensinou que o salário do pecado é a morte. 

Ora, por favor, pare e pense se todos serão salvos para que então  pregar o evangelho? Se todos serão salvos o inferno não existe, e se ele não existe o que fazer com os inúmeros textos bíblicos que afirmam sua existência?

Sim para contragosto dos liberais e universalistas o inferno existe! Ele é  uma verdade clara  e indiscutível na Bíblia. Como afirmei anteriormente eu não me alegro com o inferno. Na verdade, já até escrevi sobre isso (leia aqui). Todavia, o fato de não gostar dele, não me concede o direito de negar a sua existência. 

Veja por exemplo o que a Bíblia tem a dizer sobre a existência do Inferno:
  • Mat 5:22  Eu, porém, vos digo que todo aquele que sem motivo se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito a julgamento do tribunal; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito ao inferno de fogo.
  • Mat 5:29 Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não seja todo o teu corpo lançado no inferno.
  • Mat 5:30  E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não vá todo o teu corpo para o inferno.
  • Mat 10:28  Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo.
  • Mat 11:23  Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se fizeram, teria ela permanecido até ao dia de hoje.
  • Mat 16:18  Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.
  • Mat 18:9  Se um dos teus olhos te faz tropeçar, arranca-o e lança-o fora de ti; melhor é entrares na vida com um só dos teus olhos do que, tendo dois, seres lançado no inferno de fogo.
  • Mat 23:15  Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque rodeais o mar e a terra para fazer um prosélito; e, uma vez feito, o tornais filho do inferno duas vezes mais do que vós!
  • Mat 23:33  Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?
  • Marcos 9:43  E, se tua mão te faz tropeçar, corta-a; pois é melhor entrares maneta na vida do que, tendo as duas mãos, ires para o inferno, para o fogo inextinguível
  • Marcos 9:45  E, se teu pé te faz tropeçar, corta-o; é melhor entrares na vida aleijado do que, tendo os dois pés, seres lançado no inferno
  • Marcos 9:47  E, se um dos teus olhos te faz tropeçar, arranca-o; é melhor entrares no reino de Deus com um só dos teus olhos do que, tendo os dois seres lançado no inferno,
  • Lucas 10:15  Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno.
  • Lucas 12:5  Eu, porém, vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno. Sim, digo-vos, a esse deveis temer.
  • Lucas 16:23  No inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio.
  • Mat 13:42 e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes.
  • Mat 3:12 A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível.
  • Mat 25:41 Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. E irão estes para o castigo eterno, porém os justos, para a vida eterna.
  • João 15:6 Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam.
  • Mat 22:13 Então, ordenou o rei aos serventes: Amarrai-o de pés e mãos e lançai-o para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger de dentes.
Isto posto afirmo:

1-) Ed Rene e os universalistas estão errados pelo fato de que a Palavra de Deus contrapondo-se aos seus ensinos afirma categoricamente que “Os perversos serão lançados no inferno, bem como  todas as nações   que se esquecem de Deus.” 

2-) Ed Rene e os universalistas estão errados pelo fato da Bíblia descrever o inferno como um lugar terrível, de tormento e onde estarão por toda a eternidade todos aqueles que não tiveram seus pecados perdoados por Cristo.

3-) Ed Rene e os universalistas estão errados pelo fato da Palavra de Deus ensinar que na volta de Jesus todos os homens serão ressuscitados. Os justos para a Glória e os injustos para o castigo eterno ( Mt 25.31-46)

Prezado amigo, as referências de Jesus ao inferno, como o castigo eterno dos ímpios, formam reconhecidamente um dos temas dominantes do ensino do Messias esperado, contudo, para nossa tristeza,  ao defender o UNIVERSALISMO, Ed Rene se contrapõe aos ensinos do Senhor jogando no lata do lixo verdades inquestionáveis defendidas pelos apóstolos, pelos pais da Igreja, pelos reformadores, bem como todos aqueles que fizeram e fazem da Palavra de Deus sua única e exclusiva regra de fé.

Termino esse artigo afirmando que creio piamente que a única maneira dos homens serem salvos é mediante Cristo, e que se não houver arrependimento, confissão de pecados, bem como fé no Cordeiro de Deus  ninguém poderá ser salvo.

Em Cristo,

Renato Vargens


37 comentários:

Acredito que heresias como essas vem com o fato de endeusarem o amor herança do liberalismo.....oremos por essa geração que a cada dia cede ao gosto de freguês.....

15 de novembro de 2013 12:18 comment-delete

Excelente post, Renato. Infelizmente o universalismo vem adentrando o segmento evangélico, inclusive igrejas conservadoras. Há um insensibilidade à gravidade do pecado e à politicamente incorreta EXCLUSIVIDADE da fé cristã (Eu sou O caminho, A verdade e A vida, NINGUÉM vem ao Pai SENÃO por mim...). Um abraço e que Deus continue a lhe abençoar.
Solano Portela

15 de novembro de 2013 13:07 comment-delete

mais essa, não falta mais nada, não existe pecado todos vão ser salvos indepentente do que façam, Deus está até levantando demonio protetores, que situação!

15 de novembro de 2013 16:05 comment-delete

será o que vem mais por aí, não existe pecado? mais essa, podemos ficar tranquilo então, porque se não há pecado e os demonios estão protegendo os crentes como disse feliciano, vamos lá matar uns 6 milhões de judeus, e depois com cara de pau sentar na mesa no grande banquete preparados para os santos. isso é de esfriar a espinha

15 de novembro de 2013 16:13 comment-delete

Pastor Renato,

Li tua consideracao sobre o Universalismo e considero toda tua posição. Comungo da mesma fé e doutrina a respeito de tudo pelo senhor exposto.

Da mesma forma, conheço as pregações e posições do Reverendo Solano Portela, exposta nos comentários deste post.

Por se tratar do Ed René, pastor que também tenho grande estima, mesmo discordando de algumas opiniões dele (uma delas se tratando da soberania de Deus), sei que Deus o tem ajudado junto da comunidade da IBAB, da qual, vez ou outra, assisto a celebração online.

Dos links listados pelo senhor, teu post anterior eu já havia comentado. O outro link se referia a pregação do pastor Ed René.

Confesso que compreendi tudo o que ele pregou e não vi caráter universalista na pregação por ele exposta. Vi sim uma pregação com caráter de necessidade de ARREPENDIMENTO nosso para com Deus e também uma necessidade (urgente) da igreja PERDOAR. Vi que por muitas vezes ele usou de parábolas, ao invés de expor de maneira contundente. Foi a figura de linguagem por ele usada, que talvez tenha causado as dúvidas no senhor e no Reverendo Solano.

Exponho o que compreendi na pregação de Ed René Kivitz:

- Quando ele expõe que “o pecado não é mais um critério entre Deus e os homens”, entendi que não é critério para que Deus nos REJEITE ao O PROCURARMOS de volta.

- Não o vi afirmando que “Hitler e Herodes estão à mesa ao lado de Jesus”. O vi dizendo que o LUGAR deles está lá. Se eles vão aparecer ou não é problema deles. Hitler e Herodes foram usados como exemplo de pecadores repugnantes, quando aos Olhos de Deus, pouco diferem de nossos pecados. Somos execráveis da mesma maneira, necessitando nos arrependermos e aceitarmos a mensagem do Evangelho.

- Quando Ed René diz sobre o arrependimento e confissão de pecados, entendi perfeitamente que se trata dos “RITUAIS” religiosos que obrigam perante o pecador se confessar e arrepender diante de um Pastor ou Membros para ser aceito novamente naquele meio. O ato de VOLTAR A CASA do Pai é um arrependimento muito maior do que palavras ou rituais.

- Quando é tratado sobre o texto de Joao 1.29, Cristo TIROU SIM o pecado do mundo. Porém, como já afirmado acima o ATO DE VOLTAR a casa do Pai é o sinal de arrependimento.


Se lembrarmos da parábola exposta por Cristo, houve uma confissão de pecado do rapaz esbanjador. Ele reconheceu o seu pecado, sua ignorância, besteira que fez e se arrependeu. Voltou para a casa do Pai que pouco quis saber das palavras, rituais ou cerimônias. Ele só voltou porque se arrependeu.


Sabe, pastor. Todos somos pecadores.

Paulo rechaçou andar com Marcos e brigou feio com Barnabé por causa disso, se separando dele.
Pedro esqueceu dos gentios e foi se sentar com os judeus.

Ambos eram APOSTOLOS, usados por Deus para nos deixar textos INSPIRADOS. Mas eram pecadores. Da mesma forma Lutero, Calvino, Wesley, Knox, Spurgeon, pecaram.

E diante de Deus? Qual a diferença dos pecados de Calvino e Hitler?
Humanamente nós os classificamos: Calvino como um servo de Deus. Hitler como um diabo. Porém aos Olhos de Deus, AMBOS SÃO EXECRAVEIS.

Quem pode salvá-los? Só Cristo, O Cordeiro que tira o pecado do mundo.
Para isso, temos que nos arrependermos e voltarmos à mesa. Se Hitler se arrependeu, eu não sei. Deus o sabe.

O ladrão da cruz se arrependeu nos últimos minutos da vida dele. Creu que Jesus era o Cristo e pediu para que se lembrasse dele quando o Mestre entrasse no Reino.

“Ainda hoje estarás comigo no paraíso”.

O ladrão voltou a mesa.


É isso.
Um abraço. Na paz.

HP
15 de novembro de 2013 18:31 comment-delete

NÃO CREIO QUE O PASTOR ED RENE SEJA UNIVERSALISTA. O QUE FIZERAM COM ELE, FOI DE UMA TREMENDA IRRESPONSABILIDADE ARBITÁRIA DEDUTIVA.
ANTES DE POSTAREM COMENTÁRIOS COMO ESSE, DEVERIAM PERGUNTAR PARA O PRÓPRIO. ALÉM DISSO, NUNCA VI NENHUM INDÍCIO DESSA TEORIA TEOLÓGICA EM SEUS LIVROS OU REAFIRMADA POR ELE PUBLICAMENTE.

15 de novembro de 2013 19:12 comment-delete

Junior,

Ninguém está dizendo nada, na verdade quem disse foi o próprio Ed Rene Kivitz no video (veja aqui http://ibab.com.br/mensagens/mensagem/lugar-a-mesa)

Abraços,

Renato Vargens

15 de novembro de 2013 19:41 comment-delete

Concordo. E como postado, o próprio Ed René colocou um texto no site da IBAB dizendo CLARAMENTE que não é Universalista:
http://ibab.com.br/blog/post/o-inferno-nao-e-aqui

15 de novembro de 2013 20:10 comment-delete

Excelente, seria perda de tempo Jesus citar tantas vezes sobre o inferno em sua Palavra se no fim todos serão salvos.
Sola Scriptura.

15 de novembro de 2013 22:59 comment-delete

O universalismo se perde em meio as Escrituras, seria perda de tempo Jesus citar tantas vezes sobre o inferno em Sua Palavra se no final todos serão salvos.
Sola scriptura.

15 de novembro de 2013 23:01 comment-delete

Ed René Kivitz: “todos serão salvos, com ou sem fé e arrependimento”.
Kivitzetes: “Não Ed, você não disse isto, foram as pessoas que interpretaram mal e não entenderam o que você quis dizer”.

15 de novembro de 2013 23:54 comment-delete

Querido Renato Vargens, percebo uma insistência de sua parte em publicar e republicar sua refutação ao que você considerou ser a opinião do Ed. Não sei bem o que você pretende com isso, imagino que esteja bem intencionado, no entanto, me parece que você não considera a opção de aceitar opiniões, interpretações e ângulos diferentes daqueles que você enxerga. Há alguma possibilidade de que nem vc e nem o Ed estejam errados? Ou melhor, que ambos estejam sinceros naquilo que percebem, entendem, interpretam?! Dependendo da forma com que você esteja analisando, talvez o próprio Ed concorde com vc. Às vezes, enxergamos coisas diferentes, pq analisamos de posições diferentes. Sugiro, que antes de rotular o Ed como "univesalista", e até mesmo utilizar esse termo "universalista" como algo pejorativo, ou melhor, de raciocínio herético, que você procure o próprio, e tente encontrar um denominador comum. Só depois, se de fato você continuar achando que ele está com ideologias anti-cristãs, q vc exponha a opinião dele da forma q vc tem exposto, que ao meu ver, induz as pessoas a criarem uma imagem ruim do Ed, mas isso é só minha descartável opinião. Aja conforme sua consciência e coração exigirem. E outra descartável opinião minha é: vc não acha que publicar e republicar a principal notícia do evangelho não seria mais interessante? E qual é? Que o inferno é o lugar dos injustos, dos desobedientes? Ou que, embora todos mereçam o inferno, Cristo é capaz de levar qualquer pecador ao céu? Vejo que, as pessoas encontram Cristo quando são constrangidas com um amor imerecido. Simplesmente, quando estão cientes de sua culpa e falta de mérito, é que Cristo se aproxima. Talvez porque ele não tolere soberba, prepotência, arrogância, mas esvaziamento, humildade, e talvez ele mesmo seja o autor do executar e do querer. Talvez ele crie as situações que façam as pessoas cairem em si, e perceberem o quanto não merecem o céu. Acho que tal amor, ainda está sendo pouco divulgado diante daquilo que ele faz: aceita qualquer um. Muda qualquer um. Salvar qualquer um. Qualquer um que esteja doente, se sinta doente, se sinta só, vazio, e assim finalmente perceba o quanto o pai sempre amou, ama e amará. O verdadeiro amor redime, não precisa de ajuda, ele tem a força necessária pra mudar em si mesmo. Ele é a força. Ele tudo suporta, tudo sofre, tudo espera e NÃO SUSPEITA MAL. Ele prefere pensar BEM do outro. Que outro? Qualquer um! Não podemos julgar a intenção das pessoas, apenas as atitudes. Uma pessoa não deu lugar a um velhinho no ônibus. Podemos julgar q ela não tomou uma atitude coerente. Mas não podemos julgar que ela fez isso de propósito, mal intencionada. PQ? Pq não sabemos. Não acessamos o coração alheio. Ela pode não ter cedido um lugar por não ter prestado atenção ou por egoísmo. Só Deus tem poder de julgar qual foi a intenção. Abraço!

16 de novembro de 2013 00:17 comment-delete

Todos serão salvos no final?
Augustus Nicodemus Lopes

Os que acreditam que Deus, no final, vai perdoar, receber e dar a vida eterna a todos os seres humanos são geralmente chamados de universalista ou restauracionistas. Esta última expressão vem de apokatastasis, termo grego tirado de Atos 3:21. Ali, o apóstolo Pedro fala da “restauração de todas as coisas”. Apesar de Pedro estar se referindo à restauração da criação, os universalistas entendem que a salvação de toda a raça humana está incluída no processo.

O universalismo, portanto, é a crença de que, ao final da história deste mundo, Deus haverá de salvar todos os seres humanos, reconciliando-os consigo mesmo mediante Jesus Cristo. Nesta crença, não há lugar para a doutrina da punição eterna, a saber, a ideia de um inferno onde os pecadores condenados haverão de sofrer eternamente por seus pecados.

Muitos podem pensar que o universalismo é coisa recente de pastores modernos, como o famoso Rob Bell, por exemplo. Todavia, a salvação universal de todos é uma ideia muito antiga. O conceito já era encontrado entre os primeiros mestres gnósticos, e constituiu uma heresia que ameaçou o Cristianismo no primeiro século. Cerca de cem anos depois de Cristo, pais da Igreja como Clemente de Alexandria e seu famoso discípulo Orígenes defendiam explicitamente o universalismo. Orígenes acreditava, inclusive, que o próprio diabo seria salvo no final. Já na Reforma do século 16, Lutero, Calvino e os demais protagonistas das mudanças na Igreja igualmente rejeitaram a ideia da salvação universal de todos ao final.

continua...

Anônimo
16 de novembro de 2013 01:00 comment-delete

Todos serão salvos no final - par 2
Augustus Nicodemus

O principal argumento usado em defesa do universalismo é que a Bíblia descreve Deus como sendo essencialmente amor: A consequência lógica é que o amor de Deus haverá de vencer ao final, salvando todos os homens da condenação merecida por seus pecados.

Mas, será que a Bíblia diz que o Senhor é somente amor? Encontramos no Novo Testamento quatro afirmações sobre o que Deus é, e três delas são feitas por João: Deus é “espírito” (João 4.24); “luz” (1João 1.5); e “amor” (1João 4.8,16). A quarta é contundente: “Deus é fogo consumidor” (Hebreus 12.29, reiterando o texto de Deuteronômio 4.24). É claro que essas afirmações não são definições completas de Deus – não têm como defini-lo no sentido estrito do termo –, mas revelam o que ele é em sua natureza. “Deus é amor” significa que ele não somente é a fonte de todo amor, mas é amor em sua própria essência. É importante, entretanto, reconhecer que, se Deus é amor, ele também é espírito, luz e fogo consumidor.

É preciso manter em harmonia esses aspectos do ser de Deus, pois só assim é possível compreendê-lo como um Senhor que é amor e castiga os ímpios com ira eterna. “Fogo” e “luz” são metáforas, é verdade; porém, metáforas apontam para realidades. No caso, elas querem simplesmente dizer: “Deus é santo e verdadeiro; ele se ira contra o pecado e não vai tolerar a mentira. E punirá os pecadores impenitentes.”

Anônimo
16 de novembro de 2013 01:04 comment-delete

odos serão salvos no final? Parte 3
Augustus Nicodemus

O maior problema que os universalistas enfrentam é lidar com as passagens da Bíblia onde, claramente, se estabelece uma divisão na humanidade entre salvos e perdidos e aquelas outras onde, abertamente, se anuncia o inferno como o destino final dos pecadores não arrependidos. A divisão da humanidade em salvos e perdidos é central nas Escrituras do Antigo Testamento (Deuteronômio 30.15-20; Jeremias 21.8; Salmo 1; Daniel 12.2 e muitas outras). Foi o próprio Jesus quem anunciou esta divisão de maneira clara no seu sermão escatológico, ao profetizar o juízo final onde a humanidade será repartida entre ovelhas e cabritos – sendo os segundos destinados ao fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos, ao contrário daqueles destinados à felicidade eterna (Mateus 25.31-46).

Foi o próprio Jesus quem anunciou a realidade do inferno, mais do que qualquer outro personagem do Novo Testamento: “Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não seja todo o teu corpo lançado no inferno”(Mateus 5.29); “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo (10.28). Mais adiante, no capítulo 23 do evangelho de Mateus, a advertência de Cristo é clara: “Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?”

No evangelho de Marcos, uma série de admoestações alerta sobre a realidade do inferno. Ao longo de três versículos do capítulo 9, o Mestre diz que é melhor ao fiel perder uma mão, um pé ou um dos olhos a ser “lançado no inferno”, caso aqueles membros o levem ao pecado. Já Lucas registra um diálogo travado entre Abraão, o patriarca, e um homem rico e impiedoso que foi lançado no fogo eterno, descrito como um lugar de “choro e ranger de dentes”. E, finalmente, uma passagem do evangelho de João explica bem a diferença entre morrer crendo ou rejeitando a salvação: “Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam”(João 15.6).

O universalismo é um erro teológico grave. Na verdade, mais que isso, é uma perigosa heresia. Além de não pertencer ao mundo teológico dos autores do Antigo Testamento e do Novo Testamento, a ideia da salvação universal traz diversos riscos.

Em primeiro lugar, por enfraquecer e, finalmente, extinguir todo espírito missionário e evangelístico. Se todos serão salvos ao final – inclusive os ímpios renitentes, pecadores não convertidos, incrédulos e agnósticos –, por que pregar-lhes o Evangelho? Os universalistas transformam a chamada ao arrependimento da Igreja num simples anúncio auspicioso de que todos já estão salvos em Cristo, e traveste sua missão em apenas ação social.

Anônimo
16 de novembro de 2013 01:05 comment-delete

Todos serão salvos no final? Parte 4
Augustus Nicodemus

Segundo, porque essa doutrina falsa, levada às últimas conseqüências, acarreta necessariamente no ecumenismo com todas as demais religiões mundiais. Se todos serão salvos, as religiões que professam não podem mais ser consideradas certas ou erradas, e se tornam uma questão indiferente. Logo, o correto seria buscar uma união de todos, pois ao final teremos todos o mesmo destino.

Por último, o universalismo é um forte incentivo a uma vida imoral. Por mais que sejamos refratários à ideia das pessoas fazerem o que é certo por terem medo do castigo de Deus, ainda assim, temer “aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma quanto o corpo” (na descrição de Mateus 10.28) ainda é um dos mais poderosos incentivos de Jesus para que vivamos vida santa e reta. A tendência natural do pecador que está seguro de que não sofrerá as consequências de seus pecados é mergulhar ainda mais neles. Assim, o universalismo retira os freios da consciência e abre as portas para uma vida sem preocupações com Deus.

O fato de que eu defendo a verdade bíblica do sofrimento eterno dos ímpios não significa que eu tenha prazer nisto. Só deveríamos falar deste assunto com lágrimas nos olhos e uma oração pelos perdidos em nossos lábios.

Anônimo
16 de novembro de 2013 01:06 comment-delete

Veja isso:

https://www.youtube.com/watch?v=pIY0_E1jlnE#t=80

16 de novembro de 2013 01:50 comment-delete

Pastor Renato,

O vídeo pelo senhor postado é o mesmo do áudio, porém resumido, o que pode levar a más interpretações.

Prefiro usar o original, do qual entendi perfeitamente a mensagem de ARREPENDIMENTO entre as almas e Deus e a necessidade da Igreja em PERDOAR sempre.

Perdoe se choca, mas penso que o senhor não aceita a idéia de uma alma se arrepender DIRETAMENTE com Cristo, como aquele ladrão na cruz fez.

O ladrão na cruz não foi batizado, não pagou dizimo, não participou da Santa Ceia, não confessou pecado diante da Igreja, não participou de missões, não plantou igrejas, mas ENTROU no paraíso.

Isto é escandaloso, tal quanto o Ed Rene pregou.

E se Hitler fez o mesmo?

Eu não sei, mas vejo que NÓS não temos capacidade de aceitar isto.

A pregação do Ed mostra bem isto. NÃO ACEITAMOS OS FILHOS PRODIGOS. Não queremos sentar com eles à mesa.

Não consigo enxergar universalismo em nada. Ao contrário. Enxergo Evangelho de Cristo em tudo, tirando REGRAS impostas por farisaismo, antes mosaico e hoje evangélico.

Deus te abençoe.

HP
16 de novembro de 2013 06:43 comment-delete

Pr, acho válida sua luta em defesa do evangelho,mas com relação as postagens do Ed,o mesmo na IBAB reconheceu diante da Igreja,que pelo amor as vidas,gostaria que toda a humanidade fosse salva,MAS que biblicamente falando sabia que isso não era possível.
Amor as vidas,este é o defeito do Pr Ed René Kivitz,e assim como ele fico triste ao ver a desejo que alguns irmãos tem em ver pessoas indo para o inferno.

16 de novembro de 2013 11:18 comment-delete

FATO!!!!!!FAÇO SUAS MINHAS PALAVRAS.

16 de novembro de 2013 11:22 comment-delete

Andrés, parece que quem tem problemas em aceitar opiniões diferentes é o pastor Ed, como pode ser observado no post no facebook nessa semana. Eu gosto muito das palavras dele e já li alguns livros também. Na verdade, nos últimos quatro anos, foi o pastor que eu mais li artigos e ouvi mensagens. Eu escutei todo aquele estudo de Romanos, do qual foi retirado a polêmica pregação. Mas nada disso significa que temos que aceitar tudo o que ele fala. Embora ele não tenha dito claramente que é universalista, algumas pregações dele tem essa mensagem sim. E não adianta ele apelar, pois foi ele mesmo quem deu margem para essa crítica.
Se ele tem boas intenções, o que eu acredito, isso é outra questão. Mas, se houver algo que ele fale que contrarie o que a Bíblia diz, da mesma forma que a teologia da prosperidade que muitos gostam de criticar por ser facilmente refutada, isto deve ser exposto e corrigido, como o pastor Renato Vargens o fez.
Abraço!

16 de novembro de 2013 14:11 comment-delete

"Quando Deus olha para a humanidade não tem mais pecado [...] Entre mim (Deus) e os homens não há nada no meio só há o meu Filho... não tem pecado"

Se esta fala do Ed não é heresia é o que então?

Que ponto chegou a igreja evangélica brasileira.

Pra mim, o Ed é um dos hereges mais perigosos de nossos dias e de nosso solo brasileiro!

16 de novembro de 2013 14:40 comment-delete


Impressionante como os fundamentalistas mostram a cara na hora dando seus pitis espiritualóides e teológicos quando alguém ousa ultrapassar as fronteiras da mente do homem religioso. Esses são os que veem seus nomes, os nomes de seus líderes e o de suas agremiações religiosas sendo ameaçados com pregações assim. Esses são os mesmos que ficam malucos quando se diz que publicanos e meretrizes os precederão nos céus! Os mesmos que já colocaram no inferno Hitler, Herodes e Judas, três das personificações hediondas que vivem em menores doses dentro de seus corações de 'pastores' e líderes 'espirituais' espalhados nas mais diversas entidades ditas cristãs e que todos os dias oprimem e matam o seu rebanho fria, cruel e gradativamente, mas que acham que o céu é deles.

É mesmo impressionante o quanto as pessoas são tão bitoladas que não conseguem sair um milímetro de suas convicções que lhes dão o falso poder de colocar pessoas no inferno, impondo condições de sua religião, fazendo vista grossa e se sobrepondo ao único e justo JUIZ.

Por outro lado, que pregação perfeita! Que celebração lúcida e racional!
Aliás, Ed René é um dos poucos hoje em dia (apesar de sua formação batista rss)
Louvo a Deus por sua vida de pregador. Essa, sim, é a pregação acerca da BOA NOVA na medida certa. O mais (ou menos) é critério de religioso/juiz.

Deus disse ao pecador que chega aos céus preocupado e aflito com a sua lista de pecados:

- Fique tranquilo pois nada disso está no meu registro, somente no seu.

E eu acrescentaria:

- No seu... E NOS REGISTROS DOS SEUS ALGOZES!

Que pena que as pessoas em vez de se envergonharem diante do Amor e da Soberania de Deus, preferem fazer críticas baseados em seus próprios sentimentos mesquinhos (inveja, competição...) sem nem mesmo se aperceberem disso.

16 de novembro de 2013 19:42 comment-delete

Bem...

Texto fora de contexto, gera pretexto.
Fala fora de discurso também.

Abraço

HP
17 de novembro de 2013 07:02 comment-delete

Gostaria de saber se o pastor Renato Vargens ja leu isso:

http://ibab.com.br/blog/post/o-inferno-nao-e-aqui

E assistiu isso:

http://ibab.com.br/mensagens/mensagem/o-evangelho-todo

Serve também para os outros que explicitamente não foi o caso do pastor Renato Vargens, mas de muitos aqui que o colocam no inferno e como porta voz de demônios...

17 de novembro de 2013 11:34 comment-delete

regina farias, voce falou falou falou e não disse nada alem de chamar por exemplo o apostolo Paulo de espiritualoide quando deu uma lista de pecados ediondos cometidos pelos desobedientes a Deus e disse que são dignos de morte os que tais coisas praticam, o que dizer então de herodes, hitler, lenin, mussoline, stanley, etc.não entendo de que forma teria uma cadeira a espera deles para se assentar com os que morreram sangrando na era da igreja primitiva no coliseu romano, na inquisição e muito mais isso me parece meio injusto,por isso que paulo disse conhecendo a justiça de Deus, quem conhece a justiça de Deus, não faz julgamentos,somente exorta dizendo que Deus é justo e da a cada um segundo as suas obras.caso contrario não seria necessario nem ceu para os justos nem inferno para os injustos, poderiamos viver aqui fazer o mal ou bem, até chegar a morte, ja que não temos autoridade para mostrar a justiça de Deus aos homens e dizer que vão para o inferno caso não se arrependam e dizer isso é julgar fica dificil, até onde sei falar da punição do inferno para os desobedientes é o verdadeiro amor o resto é emprementação.

18 de novembro de 2013 15:44 comment-delete

A resposta do próprio Ed:
https://www.youtube.com/watch?v=pnw7siKR5_o

29 de novembro de 2013 11:21 comment-delete

Muito bacana a sua abordagem pastor Renato. Refutando a ideia e não denegrindo o Ed René. Todos somos passivos de crises, erros e equívocos, principalmente quando mergulhamos no conhecimento humanista.

Diferente de outras abordagens aos liberais feita por alguns blogueiros, admiro a sua.

Abraço.

3 de fevereiro de 2014 13:26 comment-delete

Vitor, concordo em número, gênero e grau com seu comentário. Vc. foi muito feliz. São somos obrigados a concordar com tudo o que o Pastor A, B ou C fala, mesmo que elese seja um servo de Deus.

15 de fevereiro de 2014 22:18 comment-delete

Pastor Renato, como vai? Eu ouvi a mensagem, e claro observei alguns dos pontos considerados universalistas. Mas veja, essa citaçao sua: "Em sua mensagem Ed Rene falou da ''justiça de Cristo afirmando que o pecado não é mais um critério entre Deus e os homens . Afirmou também que Hitler e Herodes estão à mesa ao lado de Jesus ." Desculpe, isso não foi dito na mensagem, o que foi dito é que: Hitler e Herodes tinham um lugar separados à mesa, mas ele completa: se virão ou não, não é um problema de Deus, mas sim, de quem se fecha ao convite para estar à mesa. Ate divirjo, do conceito de que pecado, nao é critério, mas o que você afirma, nao dito desse jeito.

20 de fevereiro de 2014 20:43 comment-delete

Este link enviado na verdade só complica as coisas.
Neste vídeo na minha opinião ele nada disse e nada falou.
Fala como se fosse por parábolas, sobre esse assunto tem se mostrado um covarde.

11 de março de 2014 09:57 comment-delete

Este link enviado na verdade só complica as coisas.
Neste vídeo na minha opinião ele nada disse e nada falou.
Fala como se fosse por parábolas, sobre esse assunto tem se mostrado um covarde.

11 de março de 2014 09:58 comment-delete

Este link enviado na verdade só complica as coisas.
Neste vídeo na minha opinião ele nada disse e nada falou.
Fala como se fosse por parábolas, sobre esse assunto tem se mostrado um covarde.

11 de março de 2014 09:59 comment-delete

Todos criticam os irmãos com muita facilidade, difícil é fazer o que está em Tiago 1:19 pronto para ouvir, tardio para falar. Todos querem acusar o Ed Rene Kivitz, niguém quer ouvir suas pregações inteiras de ponta a ponta sem preconceitos e comparar com a Bíblia. A pregação dele é Bíblia e qualquer um que tiver coragem de ler a Bíblia de forma sincera, crendo em Cristo, não irá ter coragem de dizer que a pregação dEle não é Bíblica.

Abraços que Deus abençoe a todos nós.

DAniel

29 de abril de 2014 00:57 comment-delete

Fui na IBAB domingo participar do culto, gostei de tudo, mas houve um momento que o Espírito Santo falou claramente comigo: CUIDADO. Hoje pesquisei sobre o pastor Rene e assisti alguns vídeos, não tenho mais dúvidas, ele é um herege. Triste.

7 de junho de 2016 02:25 comment-delete

Estou vendo vários amados irmãos em Cristo Jesus se desviando por causa dessa falsa teologia. Homens que se demonstram muito sábio, dizendo que o importante é fazer missões ajudar ao próximo, demonstra ter um conhecimento avançado de teologia e filosofia, são muito bons em seus discursos. Mas Paulo nos exortou, Amados em Cristo Jesus, ficou claro que este e o tempo da apostasia que havia de vir sobre a igreja estai atento a verdade, para que ninguém vos engane, estes homens tem aparência de piedade, porém negam o poder dela, desconfie de qualquer mensagem que não confronte o comportamento humano, e quando vocês que se dizem teólogos muito cuidado a o falarem da igreja pois não estão falando do templo estão falando da noiva do Senhor Jesus. Veja oque Paulo nos exortou.
1 Timóteo 4:1,2
Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;
Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência.
2 Timóteo 3:1-7
Sabe, porém, isto, que nos últimos dias virão tempos difíceis;
pois os homens serão amantes de si mesmos, avarentos, pretenciosos, soberbos, maldizentes, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios,
sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem,
traidores, insolentes, presunçosos, amando mais os prazeres do que a Deus,
TENDO APARENCIA DE PIEDADE, porém negando o poder dela.
Pois deste número são os que se introduzem nas casas e cativam as mulherinhas carregadas de pecados, seduzidas por toda a sorte de paixões,
SEMPRE APRENDENDO, MAS NUNCA CHEGAM AO CONHECIMENTO DA VERDADE.
AFASTA-TE, POIS DESSES.
2 Coríntios 11:3,4
Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.
Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofreríeis.

4 de agosto de 2016 17:10 comment-delete

Pessoal, já ficou provado que o Ed René disse que Herodes e Hitler teriam lugar no céu, mas não necessariamente compareceriam. Certo? Também está claro que o próprio Ed René disse que não é universalista, certo? Então, assunto encerrado. Ele é inocente da acusação de ser universalista até prova em contrário. Insistir nessa acusação pode ser dar falso testemunho contra um irmão. Cuidado e vigiem o próprio pecado!

6 de janeiro de 2017 22:55 comment-delete