terça-feira, maio 14, 2013

A importância dos dons espirituais na Igreja

Por Renato Vargens

Outro dia eu afirmei que acredito na contemporaneidade dos dons espirituais. (leia aqui)

Pois é, hoje eu gostaria de falar sobre a  importância dos dons para a igreja.

Acredito que a igreja de Cristo poderá   deixa de alcançar a sua verdadeira estatura na realização dos propósitos de Deus enquanto os seus membros negligenciarem o significado e a importância dos dons do Espírito na vida  da comunidade da fé. Ora, bem sei que quem trabalha e edifica a igreja é o Senhor, no entanto, entendo também que coube ao Eterno decidir que os dons do Espirito Santo deveriam servir como instrumentos de edificação da igreja.

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos há alguns anos entre 1200 cristãos ativos revelou-nos uma conclusão assustadora: 80% dos entrevistados não conheciam os seus dons espirituais. Só 20% afirmaram que conheciam e estavam usando os seus dons. Apesar desta pesquisa ter sido feita em um país tão diferente do nosso, acredito que a realidade brasileira não seja tão diferente.

O que é dom Espiritual?

 "Um Dom Espiritual é uma habilidade especial que o Espírito Santo dá a cada membro do Corpo de Cristo de acordo com a graça de Deus para ser usada na edificação da igreja."

Pontos importantes a serem observados sobre os dons espirituais:

1º Os dons espirituais são concedidos pelo Espírito Santo de Deus. Ora, em outras palavras, isto significa dizer que o Espírito é o agente responsável por conceder dons espirituais a igreja. (I Co 12:1-11.)

2º Os dons espirituais são concedidos pelo Espírito aos membros do Corpo de Cristo. O Novo testamento nos ensina que cada membro do Corpo de Cristo tem pelo menos um Dom. (I Co 12:12-31). Isto posto, afirmo que aquele que não conhece os seus dons, não é porque Deus não lhe deu dons; é simplesmente porque ainda não os descobriu.

3º Os dons espirituais são concedidos pelo Espírito gratuitamente a todo membro do corpo de Cristo.(I Co 12:07;  I Pd 4:10). 

Isto significa que:

a) Deus não nos dá dons como recompensa pela firmeza de caráter ou maturidade espiritual. Ele nos dá dons somente em virtude da sua graça (Rm 12:06).

b) Dons espirituais não são recompensa por nossa fidelidade especial na caminhada da fé. Dons espirituais são distribuídos por Deus de acordo com a sua vontade soberana.

 4º Os dons espirituais são concedidos pelo Espírito com vistas a edificação da igreja. 

Todas as afirmações significativas que o Novo Testamento faz sobre os dons (Rm 12; Ico 12; Ef 4), estão relacionadas ao Corpo de Cristo e à sua edificação. Os dons espirituais não são dados apenas para a edificação de cada membro individualmente, mais para o bem de todos (I Co 14:2-5,26; Ef 4:12).

Pense nisso!

Renato Vargens
Thiago F. Queiroz disse...

"3º Os dons espirituais são concedidos pelo Espírito gratuitamente a todo membro do corpo de Cristo.(I Co 12:07; Ef 4:07-12; I Pd 4:10)."

Você não estaria misturando os 9 dons extraordinário do Espírito Santo ( 1 Co 12) com os dons ordinários, ministérios ou ofícios (Ef 4)?

Os dons extraordinários citados em Coríntios 12 cessaram conforme mostrado por Paulo em Coríntios 13.10, permanecendo apenas a fé, a esperança e o amor.

Já os dons ordinários citados em Ef 4 continuam na Igreja atual!

Renato Vargens disse...

Thiago,

Vc esta enganado. Eu nao fiz confusao. Eu creio no continuismo dos dons extraordinarios. So isso!

Abracos,

Pr. Renato Vargens

Thiago F. Queiroz disse...

Mas se Paulo disse que só permaneceria a fé, a esperança e o amor, por que o senhor crê que os outros 9 dons extraordinários ainda continuam?

Andressa Guerreiro disse...

Caro Thiago e / ou "profetas sem dom":

Se o cessacionismo se baseia em Coríntios 13.10 para acabar com os dons extraordinários hoje, é muita falta de exegese do texto de Coríntios. O que é perfeito já veio? será que a ciência e o conhecimento também deveriam ser exterminados juntamente com as profecias e línguas???

Simples opnião.
Sem. Andressa Guerreiro
Eu creio no continuismo.

Zilton Alencar disse...

Thiago, Paulo não fala que os dons cessariam. Esperança e amor,por exemplo, NÃO SÃO DONS, ou pelo menos não estão listados como dons do Espírito em 1 Co 12.

O texto, deturpado, que menciona que os dons cessaram é 1 Co 13: , que diz que “A caridade [ou amor] nunca falha, mas, havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;”. Observe que a CIÊNCIA não desapareceu; logo, por que profecias e línguas cessaram?

O cessacionismo, tomando tal texto como base, comete um erro grave: criar doutrina baseado em texto único, isolado. Ademais, citar UM ÚNICO VERSÍCULO que teoricamente prova a cassação não justifica duas ou três dezenas, em 1 Co 12 e 14 que mostra que os mesmos não cessaram.

uhun disse...

Legal, poderia ter entrado mais a fundo no assunto mas mesmo assim muito bom, deixou um gostinho de quero mais por ter tão poucos textos e exposições( e até muito pouco interesse né por parte do corpo) sobre.... Abraços...

Fabiano Bronzeado disse...

Concordo plenamente com o senhor. Quanto mais o conheço mais o admiro, principalmente pelo equilíbrio entre os temas mais polêmicos da fé cristã. Por sinal, gostei muito do seu livro "Reforma Agora" , o qual utilizei na Escola Bíblica da minha igreja, visando disseminar o conhecimento sadio da palavra e as bases da nossa fé.
Enfim... Parabéns pastor! Continues, com seu ministério, a abençoar vidas que nem imaginas.

Forte abraço!

disse...

E quem disse que a ciência que Paulo fala é ciência humanas e natural Zilton??
“Ciência” aqui deve ser entendida, não como o que entendemos hoje por ciência, ciência humana, ciência natural. Não. “Ciência” é sinônimo de “conhecimento”. É um dom do Espírito Santo, dom de um conhecimento sobrenatural. Aqui não se diz que a “ciência” vai cessar no sentido atual da palavra ciência. Pelo contrário, Daniel diz, neste sentido, que a ciência se multiplicará. Não está Paulo falando de ciências físicas ou naturais. Não está falando dos conhecimentos tecnológicos do mundo. Estes estão se multiplicando, não estão cessando. Aqui “ciência” é um dom sobrenatural de conhecer verdades que o Espírito Santo revela. Em outras palavras, aqui entram revelações, revelações especiais de Deus. E os três dons iriam cessar, disse Paulo, línguas, ciência e profecias.Até porque o capitulo 13, fala de conhecimento. Procurem fazer uma hermenêutica do texto e vejam que esta falando de conhecimento, o que conheciam e parte. Paz!

Fábio Victtor disse...

As Igrejas desse país precisariam ter no mínimo, três coisas em comum: a verdadeira teologia, os dons do Espírito Santo, e os frutos deste mesmo Espírito. Entretanto, o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas virtudes não há Lei. (Gálatas, 5. 22,23)

_—•

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only