sábado, março 16, 2013

O que penso sobre a Bíblia Free Style

Por Renato Vargens

Já haviam me falado sobre a Bíblia Free Style, no entanto, por falta de tempo, ainda não havia procurado saber o que é.

Pois bem, depois que vi que inúmeras pessoas estavam comentando o assunto resolvi  pesquisar sobre a Bíblia em questão. Infelizmente o que encontrei foi um trabalho absolutamente questionável e que na minha perspectiva depõe contra as verdades inequívocas e inexoráveis das Escrituras.  Até entendo que o desejo dos autores tenha sido contextualizar a Palavra de Deus tornando-a  acessível as mais variadas tribos, todavia, penso que ao fazê-lo banalizando o conteúdo bíblico os autores erraram e erraram feio. 

Veja por exemplo três dos textos da bíblia supracitada:

"Na manhã do dia seguinte, todos os líderes relgiosos das denominações mais influentes estavam lá pra unir forças, tentando pressionar para que Jesus fosse morto. O amarraram então e levaram pro governador, um sujeito chamado Pilatos. Judas, percebendo a merda que havia feito, procurou os religiosos pra devolver o dinheiro que havia recebido. E lamentava dizendo: "Putz gente! Ferrei com Jesus! Bora destrocar esse negócio! Eu devolvo o dinheiro e vocês soltam ele vai!". E os religiosos responderam: "Problema seu, palhaço! Combinado nunca é caro.". Judas ficou tão bodado, que jogou a grana pra cima dos caras e foi se matar. Os religiosos quando souberam do que rolou, aproveitaram a grana pra comprar um terreno na periferia pra enterrar os estrangeiros e indigentes. Tudo isso aconteceu igual o profeta Jeremias havia previsto no passado..." (Mateus 27)

“Quem se envergonhar de mim e do meu ensino, eu também vou me envergonhar desta pessoa no dia que eu voltar. Quem falar alguma merda sobre minha pessoa, eu relevo de boa. Mas quem zoar o Espírito Santo, esse aí tá ferrado pra frente, por que pra esse pecado não tem perdão. Por isso tomem cuidado pra não saírem falando besteira!”. (Lucas 12)

 “Pedro continuava sentado do lado de fora, mocado no meio dos peões. Até que chegou uma empregada doméstica e disse: “Ei… você tava andando com Jesus também, né?”. E Pedro mentiu dizendo que não sabia nem do que ela tava falando. Alguns minutos depois, outra empregada doméstica o viu e disse a mesma coisa. E ele repetiu a história de que nem conhecia Jesus. Por fim, a galera toda começou a desconfiar e disseram: “Ahhh maluco! Teu jeito de falar dá a entender que você é um deles sim!”. E pra escapar de ser pego, Pedro começou a xingar e a jurar: “Puta que o pariu, viu! Quantas vezes vou ter que falar que eu juro que não conheço esse homem?”. E naquela hora o celular tocou o despertador (tá, eu sei que não foi o celular, foi o galo). E Pedro lembrou do que Jesus havia dito sobre ele o negar. Por fim acabou saindo dali completamente arrasado com a cagada que havia feito”. (Mateus 26)

Caro leitor vamos combinar uma coisa? Os textos originais não possuem palavras chulas como as descritas pela Bíblia Free Style, além disso, queira ou não os "parafraseadores"  a Bíblia é a Palavra inerrante de Deus e colocar palavras torpes na boca daquele que nunca cometeu pecado é blasfêmia e aberração. Ora, considero um despropósito dos tradutores o uso por exemplo da palavra "merda", nos lábios do Cristo. 

Sem a menor sombra de dúvidas ouso afirmar que os responsáveis pela Bíblia em questão pecaram contra a santidade do Eterno. Junta-se a isso o fato de que os textos parafraseados são desprovidos de pureza e equidade, atributos esses inquestionáveis nos manuscritos originais.

As Escrituras são claras em afirmar que:

“Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem”. (Efésios 4.29)

“Não haja obscenidade nem conversas tolas nem gracejos imorais, que são inconvenientes, mas, ao invés disso, ação de graças”. (Efésios 5.4)

“Mas agora, abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar”. (Colossenses 3.8)

Diante do exposto não recomendo a leitura dos textos da referida Bíblia.

É o que penso!

Renato Vargens

Ps:  Por favor não me venham falar em contextualização da mensagem, eu sei bem o que é isso, e entendo que a igreja precisa em alguns momentos relacionar-se com a cultura contextualizando a pregação. Todavia, a Bíblia Free Style está muito além disso. Ao empregar termos chulos a Palavra de Deus, os autores pecam contra o Senhor além é claro de contribuirem para uma péssima imagem do Evangelho da Salvação Eterna.

Ps2:  Alguns irmãos comentaram que o meu texto é injusto visto que a proposta da Biblia Free Style não é uma tradução e sim uma paráfrase. Tudo bem, como já escrevi entendo a motivacão dos autores, no entanto, continuo discordando do que foi dito. Para mim tanto a traducão como a paráfrase estão equivocadas.

OH ! GLÓRIA. disse...

Daqui a pouco teremos este linguajar nas igrejas, tô fora.

AGcursos de Cabeleireiro disse...

Concordo com você irmão. O inimigo quer distorcer a palavra de Deus e enganar as pessoas.

klebson vieira disse...

Contextualizar é uma coisa isso ai é esculhambar.

Olá! Eu sou a Sâmia! disse...

Eu nem sabia que existia esse tipo de Bíblia....concordo em atualizar a linguagem, guardando SEMPRE o sentido correto; mas bagunçar é heresia...

Vando Félix disse...

Eu a chamaria de Bíblia "free demon".

Renato Araujo dos Santos disse...

Antes eu não entendia e veladamente não aceitava a "loucura da pregação". Parecia-me muito simples, antiquada, retrógrada, obsoleta e tudo mais que referir-se a coisas que não pareciam ser de nosso contexto. No entanto após ler a bíblia com mais reverência, meditar em bons comentários, graças a Deus a palavra mudou meu conceito. Essas contextualizações insanas sim são o extremo da religiosidade, pois elas descartam a poderosa atuação do Espírito Santo e evidenciam um desejo ardente em seus próprios méritos. Com certeza os donos de tal obra encheriam a boca para dizer; "viu só, foi por causa do jeito como eu expliquei que esta pessoa se converteu". Para mim essas contextualizações insanas tem muito mais roupagem de farisaísmo moderno do que de piedade. É interessante ver que Paulo foi bem obsoleto diante dos atenienses, no entanto Deus separou os seus para ouvirem a "infundada" pregação de Paulo.
Se essas pessoas que elaboram tais "obras" de traduções ou versões, conhecessem a história de tradutores como William Tyndale que sofreu horrores e deu sua vida por causa de uma versão inglesa da bíblia, no mínimo teriam vergonha de chamar tal "obra" de bíblia.

Juliano Fabricio disse...

Eu acho que esse tipo de trabalho não representa a totalidade dos jovens. Pra mim soa com uma tipo de humor gospel.

PS: A melhor tradução que já vi da biblia na minha vida tem nome: Minha mãe. Isso sim foi um boa tradução

Fillipe Da Matta Cerqueira disse...

Achei o artigo um pouco preconceituoso. Não relata nem mesmo a real intenção dos autores da Bíblia Free Style que está exposta claramente para qualquer um ler. Não se trata de uma tradução e sim, de uma paráfrase, mas especificamente, uma leitura bem humorada no linguajar da geração Y, que sim, usa gírias.

Ele deixa claro também, que a BFS “Não é uma tradução, não possui fins acadêmicos e nem sequer a pretensão de substituir uma leitura bíblica integral. Mas, quem sabe, com um pouco de humor, muitos que nunca tiveram contato algum com o texto bíblico sejam animados a estudar e aprender um pouco mais.”

Quanto aos palavrões… Não acho que merda seja um termo chulo. Eles usam outros termos mais pesados, que também acho que poderiam ser substituídos. Acho que estão sendo radicais demais apesar de também achar que eles poderiam substituir certas expressões para evitar esse mal estar.

As traduções hoje defendidas quase que como santas, sofreram várias modificações em relação ao seu texto original, mas como a igreja já está tão acostumada com as mesmas, a defendem como sendo inerrantes, quando na verdade não são. As Escrituras Sagradas sim, são inerrantes e infalíveis, mas as traduções passam longe disso, mesmo as mais tradicionais.

O livro de Cantares, no seu original é bastante erótico, mas os tradutores, para não causar incômodo em alguns irmãos suavizaram as expressões claramente eróticas do texto original. Isso não é mudar o texto sagrado?
Sem falar em vários outros casos que precisamos consultar os originais, em hebraico e grego, para se ter uma idéia real do que o texto traduzido está tentando dizer.

Portanto, recomendo a leitura do texto escrito pelo Rev. Angelo Vieira da Silva (Ministro Presbiteriano) sobre a BFS. Apesar de ser conservador, ele é mais tolerante em sua análise da mesma. Segue o link (http://revavds.blogspot.com.br/2013/03/biblia-free-style-uma-reflexao.html).

Esse outro link é para mostrar que a mesma, tem edificado várias vidas. (http://www.bibliafreestyle.com.br/apoio/).

Portanto, amados irmãos, antes de criticar tão asperamente, devíamos analisar com mais cuidado a intenção das pessoas. Não sou dos que aceitam qualquer coisa. Sou cristão Reformado, não consigo nem mesmo me identificar como evangélico, pois a realidade em nosso país é lamentável. Em termos doutrinários sou bastante conservador. Mesmo assim não vejo motivos para tanto alarde em relação a BFS. Tenho lido e tenho sido edificado.

Que o amor de Cristo inunde nossos corações e mesmo que você continue discordando do pastor Ariovaldo Jr., ao invés de atirar pedras, não seria mais cristão orar por ele?

Soli Deo Glória!

Fillipe Cerqueira

João Paulo disse...

A paz do Senhor, pastor Renato!

Os verdadeiros salvos em Cristo jamais ousariam em adquirir um exemplar dessa "bíblia". Penso que os próprios autores dessa lamentável engenhoca precisam nascer de novo (Jo 3), se, na verdade, desejam o Céu de glória.

Cada dia que passa, novas invenções insurgem-se contra a verdadeira Palavra de Deus. Mas, indubitavelmente, serão, conforme forem aparecendo, combalidas pelos genuínos servos do Senhor, que, em momento algum, se dobrarão diante de modismos, heresias e profanações.

Forte abraço!

JPMS

Renato Vargens disse...

Joao Paulo,

Os caras que fizeram a parafrase sao cristaos, e nao isso que eu estou pondo em questao. Eu so acho que eles erraram a mao.

Abracos,

Renato Vargens

Renato Vargens disse...

Fellipe,nao se trata de preconceito. Na minha perspectiva os caras erraram a mao. Tentaram acertar , mas erraram e os motivos eu ja expliquei no post.

Abracos

Renato Vargens

Renato Vargens disse...

Prezados,

Alguns irmaos comentaram que o meu texto é injusto visto que a proposta da Biblia Free Style nao é uma traducao e sim uma paráfrase. Tudo bem, como já escrevi anteriormente entendo a motivacao dos autores, no entanto, continuo discordando do que foi dito. Para mim tanto a traducao como a parafrase estao equivocadas.

Renato Vargens

Jesus Dos santos disse...

Perdoe-me colega, mas a frase "verdadeiros salvos em Cristo", me remete a Marcos 9:38 , quando a falta de compressão dos desígnios supremos de Deus levou-os a percepção de um evangelho minimista ,partidario e exclusivista. Acredito que Paulo, compreendeu a dimensão ao afirmar " com segundas intenções ou com sinceridade Cristo esta sendo anunciado. Nao conheço os autores mas, se mesmo por curiosidade , sua obra conseguir conduzir uma alma ao criador terá valido a pena. Ademais , irmão nao existe tradução inerrante . As vezes o excesso de zelo, acaba por transformar-mos em religiosos amargos e insensíveis as necessidades latentes em um mundo pluralista. Afinal de que lado estamos? E quem esta contra nos?

claudiopimenta disse...

minhas mais profundas condolencias aos autores desta coisa

alopraram de verdade
absurdo

claudiopimenta disse...

imagina sao grandes vultos no meio evangelico imagina missao integral

Marcos Antonio Maia Martins disse...

Se é este tipo de material que eles ( os autores da BFS) publicam, fico imaginando os ensinamentos internos. Se eles ganham alguns com esse linguajar chulo, escandalizam muitos outros não cristãos. Qual o proveito?!

Adriano Modolo disse...

Concordo com o Pr. Renato Vargens. Tem muitas traduções hoje, e nenhuma delas avacalha com o caráter de Jesus, seus discípulos e outros personagens como essa faz. Se a geração de hoje não tem respeito por nada, não devemos nos transformar, mas nós é que devemos transformar essa geração (Rom 12:2). Infelizmente, eu diria, a Palavra é loucura pra quem não entende (I Cor 1:18). Uma coisa é querer contextualizar, a outra é fazer isso deturpando.

RCMG disse...

Essa Bíblia parece gostar bastante da palavra "merda". Isso é porque ela é uma. Achar que para transmitir uma mensagem é necessário usar palavrões é subestimas ao quadrado o público alvo. Jamais conheci alguém que só entendesse uma mensagem se ela incluísse o suo de palavrões. Uma verdadeira estupidez galopante!

Renato Vargens disse...

RCMG,

O fato dos parafraseadores terem usado essa expressão, que no meio ponto de vista á chula, não nos dá o direito de a usarmos também. Como escrevi anteriormente acredito que os caras sejam cristãos, no entanto no desejo de contextualizar a mensagem se perderam na banalização da mensagem.

Abraços,

Reanto Vargens

Edson disse...

Tem certas coisas que foram feitas para ser do jeito que é. Daqui a tempos vai aparecer um grupo adotando isso como padrão e vai ser difícil voltar atrás.

Solano Portela disse...

Caro Renato:
Excelente texto e posição. Se a Bíblia necessitasse de palavras chulas para comunicar a mensagem, os originais trariam diversas ocorrências. Mesmo o livro de Cantares utiliza vocábulos adequados para tratar a questão do amor sensual e existem inúmeros exemplos, nas Escrituras, onde linguagem respeitosa e apropriada é utilizada para tratar de partes do corpo - e o sentido nunca é perdido. A "Free Style" pode divertir alguns e até promover a perenização desse tipo de linguajar, em vez da ascensão para formas mais corretas de comunicação, ao nível do que as igrejas cristãs têm observado e promovido junto aos fiéis. No entanto, não creio que essa iniciativa agrade a Deus, com base nos próprios textos bíblicos que Ele colocou em sua Palavra, e que você tão bem relacionou.
Solano Portela

JV Cardoso disse...

Pastor Renato,gostaria que você fizesse um comentário ou então um post sobre a participação do cantor Thalles Roberto no programa Esquenta(quando eu falo esse nome,me dá uma úlcera bem no meio do pâncreas) no dia 17 de março de 2013,ou seja,ontem.

Agradeço pela paciência e fique com Deus!

Marcia Moldero disse...

Só uma palavrinha para descrever esse "experimento"...H O R R Í V E L !!!

Danilo Elias disse...

Só uma duvida? "Raça de Viboras" quando Jesus chamou os fariseus na epoca num era um belo de um chingamento não?

Leonardo Oliveira disse...

Minha humilde opinião sobre a bíblia e o texto to querido pastor Renato.

Quando li sobre a bíblia free style eu pensei que seria uma ótima ideia para a diversidade da sociedade. Não vejo problema algum em colocar uma linguagem mais chula na bíblia. Cristo era simples, sentava-se com pecadores, conversava com pecadores.

Tenha amigos que se converteram a pouco tempo, alguns eram viciados em drogas e pararam de estudar, alguns sem ter terminado até o ensino fundamental e trazer a bíblia para a linguagem deles creio que seja algo bom. Fico-me imaginando um novo convertido destes que citei no seu quarto lendo a bíblia como ela é, com toda a sua linguagem. Provavelmente eles não entenderiam muitas coisas. Não estou dando uma desculpa para que eles não devam voltar a estudar. É a minha maior vontade, porém, um novo convertido ex-viciado em drogas precisa de muita comunhão com Deus e de palavra!

Mas, de maneira nenhuma concordo com a linguagem de algumas palavras na bíblia. Creio que ela é a escritura e que devemos manter uma forma de respeito para com ela e para com Deus.

Abraço.

Renato Vargens disse...

Respondendo ao Danilo Elias que perguntou: "Só uma duvida? "Raça de Viboras" quando Jesus chamou os fariseus na epoca num era um belo de um chingamento não?"

Claro que não. Afirmar que Jesus xingou significa também afirmar que Jesus pecou e segundo as Escrituras o Filho do Homem não cometeu pecado.

Renato Vargens

Leda disse...

É fortíssima e extremamente presente a banalização do pecado. O que antes era adultério, hoje é caso extra-conjugal; o que era prostituição, hoje é 'programa', incluindo profissionais do sexo; o que a Bíblia chama de fornicação, hoje é 'ficar', irreverência não é mais falta de respeito para com autoridade...agora é uma marca registrada de quem é autêntico (??)... e por aí segue a lista...

No bojo, vem a banalização da Palavra de Deus, fidelizando, aos poucos, a banalização citada.

Isaías 5.20 - Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!

Leda disse...

Renato,

Um dos professores, em nosso meio, nos promoveu essa informação, propondo discussão. Essa prática tem sido uma constante e louvo a Deus por isso. Às vezes o pregador traz uma palavra, uma expressão, ou mesmo um ponto de vista muito próprios, até bem pessoais, e compromete algum detalhe hermenêutico, creio que ainda que ele próprio não perceba. Essa liberdade que desenvolvemos, em amor pelo Reino, em fidelidade à Palavra e em compromisso para com nossos irmãos, tem nos ajudado a crescer, tem despertado interesse pela Palavra, enfim.... vivemos uma experiência ímpar.

Desejei compartilhar essa experiência pois ao ler tudo isso, nesse meu 'corrido' horário de almoço, além de minhas impressões a respeito, saio glorificando ao Senhor pelo espaço de que temos comungado, e que edifica, promove conhecimento e crescimento.

Citando não pra fundamentar, mas para justificar...

E logo os irmãos enviaram de noite Paulo e Silas a Beréia; e eles, chegando lá, foram à sinagoga dos judeus.
Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.
Atos 17:10-11

@yuriandrerson disse...

Sim, e orar iria corrigir em quê?

A Bíblia fala, para exortar uns aos outros, corrigir mediante as escrituras, não preciso citar versículos pois todo mundo já deve saber disso, mas se precisar...

Paz :)

Cristiano g dias disse...

nunca tinha ouvido falar dessa tradução achei um falta de respeito e tremendo mal gosto !

Rafael Judson disse...

Exortar tem significado bem diferente de corrigir caro Yuri. Favor saber antes de escrever. grato.

El Misionero Matsuura Junichiro disse...

Alguém precisa explicar para esses "caras" qual a diferença entre loucura da pregação, e pregação da loucura.

Pastor Renato, com todo o respeito, QUE MERDA É ESSA????

Já não bastam os "louvores" vazios???? As "pregações" vazias???? Um bando de "crentes" sem noção do perigo, e da realidade???? A relativização do pecado???? O esfriamento do amor???? Estamos passando dos limites no quesito "pensar que DEUS é idiota".

Ainda bem que eles não fizeram a "contextualização" do Antigo Testamento, porque, ao chegar ao livro de Cantares, com certeza iria dar MERDA.

VAMOS NOS CONVERTER, PELO AMOR DE DEUS!!!!

Krull disse...

só se for nas "igrejas"... :)

Thiago Felipe disse...

Fiquei mais assustado quando vi que a ideia veio de um pastor.

Aí pensei, até entendo a intenção do homem, como o próprio Pr. Renato citou.

Mas essas palavras usadas, como 'merda' são muito chulas mesmos e acaba contradizendo os textos citados pelo pr. renato:

“Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem”. (Efésios 4.29)

“Não haja obscenidade nem conversas tolas nem gracejos imorais, que são inconvenientes, mas, ao invés disso, ação de graças”. (Efésios 5.4)

“Mas agora, abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar”. (Colossenses 3.8)

Teve um irmão que citou a questão do Cantares de Salomão. Sim os textos tem um teor erótico, mas é um texto totalmente poético e que remete muitas vezes a figura de Cristo.

Seria interessante o autor rever essas palavras chulas.

Semprime disse...

Irmão Fillipe Da Matta Cerqueira, podemos dizer que sou da geração "X" e já passei por várias gírias no meu tempo. Tenho 30 anos hoje e vejo que as palavras de 6000 anos atrás ainda mexe comigo. Palavras modificadas para nossa linguagem de hoje, que infelizmente, são consideradas chulas sim. Merda é uma palavra chula. Eu na minha infância, ai de mim seu soltar um "merda", eu receberia um tapa na boca e uma correção boa por ter falado essa palavra. Com todas as palavras traduzidas do hebraico, aramaico, romano e outras escritas antigas, elas foram colocadas na bíblia para edificar. Não se falava essas palavras que vemos hoje em dia. Se nas igrejas de hoje, congressos bíblicas, retiros bíblicos você ouvir um jovem falar "merda", entre outras que não vejo como palavras que edificam, eu saio da igreja. O texto “Mas agora, abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar”. (Colossenses 3.8) é que tenho praticado, pois antes falava muitos palavrões. Deus tem me ajudado muito. Na graça tenho andado e na sua palavra medito e prego. Com palvras da bíblia, sendo elas de Deus eu vou continuar a ler e não me enganar e incentivar o uso de bíblias criadas para humorizar a Palavra de Deus.

Cristiano Machado disse...

o texto é bem arrogante e preconceituoso... não o da BFS mas o do Renato...

Parafrases biblicas existem aos milhares por ai... Quando um pastor RE-CONTA uma historia biblica em termos mais acessiveis para o seu auditório, está fazendo uma parafrase. Eu mesmo já li dois livros de parafrase do antigo e do novo testamento. A questão aqui é muito mais cultural do que "espiritual". O fato de o tradutor não usar os termos que julgamos corretos, o tomamos por herege, mas temos que concordar que o avanço do evanlho não se deu sempre com termos polidos e quem já leu os textos de Lutero sabe bem do que eu estou falando. O Objetivo é, como em tantas outras obras paralelas ao texto biblico, apenas dispertar o cidadão a conhecer O CRISTO e não amaneira socialmente aceita como correta para se falar. Varios missionarios fizeram muitas bobagens ao julgar que a cultura dos habitantes locais não era boa para o evangelho, quem estuda a historia da igreja, vai ter que concordar comigo. A questão que temos que pensar aqui é: 1) Quem está lendo, está buscando mais de Deus ou limita-se à BFS? Se limita-se, talvez o autor tenha que caprichar mais ou pedir mais inspiração de Deus para tal... 2) A pessoa que lê, está acreditando realmente que aquele texto é conforme as palavras que Jesus e outras personagens biblicas disseram por ocasião do registro, ou está entendendo que é uma "adaptação" ? Se achar que jesus falava da maneira do autor, temos que levar o cidadão para estudar um pouco de historia e ter um pouco mais de discernimento quanto a isso.

Para terminar, digo que COMO NA MAIORIA DAS VEZES alguns lideres estão tomando uma atitude PRECONCEITUOSA sem nem ao menos pensar sobre o caso e julgando o autor sem ter o minimo de cuidado em saber de que se trata a obra e de quem se trata o autor.

Para o bem do mais... Deixem de ser babacas, e vamos nos preocupar menos com erdas que não vão dar em nada, e nos preocupar com os VERDADEIRO inimigos da nossa fé, que não são nem os ateus, nem oo Ariovaldo Jr, nem os gays e nem os católicos, mas os BANDIDOS das igrejas neopentecostais, que realmente MENTEM usando o texto biblico de maneira completamente demonica com o intuito unico de roubar os fieis...

#Bjo... Acessem meu blog :)

Marcello Vieira disse...

Merda na boca de Jesus é pecado?

E Deus mandou Ezequiel cozinhar sobre oq mesmo? Ah, tá! Na tradução está escrito estrume, esterco...

Você tem o direito de discordar e refutar a BFS. Porém, tenha coerência na argumentação.

Oesly Nunes disse...

ho Marcello, PELO AMOR DE DEUS, como podemos apoiar uma profanação dessas, colocar palavras de baixo escalão dentro da bíblia sagrada e vc ainda vem com "tenha coerência na argumentação", devemos ter cuidado para não estar sendo condenado e achar que ta sendo salvo por nossa arrogância, pense nisso.

Rafael Ferreira de Souza disse...

Parabens Renato, você foi muito feliz em sua interpretação e é a mesma que tenho sobre o tema, para mim este ser está deturpando a palavra de Deus.

Marcelo Garcia disse...

Boa mano!

Marcelo Garcia disse...

Tenho apenas 3 coisas a dizer a respeito do que li:

1- Façam assim, leiam a bíblia em linguagem original, aramaico, romano e etc, afinal, a versão brasileira é uma adaptação, porque tem algumas palavras que são intraduzíveis. Estudem um pouco.

2- Por causa de chatos como vocês que as pessoas não vão a igreja, ficar discutindo religião é perda de tempo.

3- Menos frescura e mias movimento pelo reino. A BFS alcança muitos, façam algo melhor, que atraia mais pessoas com essa doutrininha barata.

Pregando o Evangelho disse...

Concordo plenamente com o Sr. Pr. Renato!

Juventude Tribo de Judá disse...

Leonardo Oliveira,

Para esses recém convertidos, vc pode entregar uma bíblia NTLH (Nova Versão na Linguagem de Hoje). A mesma foi produzida para alcançar os neófitos, tem linguagem simples, e não fere os princípios interpretativos, além de não cometer os abusos que a "freestyle" vem cometendo. Não ha motivação séria para esses termos esdrúxulos e desrespeitosos que são incorporados a "freestyle" mesmo se tratando de uma paráfrase (uma reafirmação das ideias de um texto ou uma passagem usando outras palavras). Outro ponto interessante é que aqueles que são alcançados por Cristo, são impelidos a uma transformação (Conversão), que abrange todas as áreas da sua vida, inclusive o linguajar, olhe para os textos supracitados pelo Pr. Ranato. Também trabalho com pessoas viciadas e moradores de rua, e até eles acharam essa obra desrespeitosa.

Em Cristo.

Felipe Alves

Wanderlei disse...

Marcelo Garcia, suas colocações foram infelizes, com todo o respeito! Também tenho 3 coisas a dizer a respeito do que voce escreveu:

1) É exatamente isso o que nós crentes Reformados fazemos: ESTUDAMOS! E estudamos para manter as traduções ou mesmo as paráfrases, fiéis aos textos originais, esses sim, divinamente inspirados!
2) O Evangelho de Jesus foi dado aos eleitos! Não se preocupe se as pessoas não vão à Igreja! Os escolhidos de uma forma ou de outra, pela pregação fiel da Igreja, serão chamados ao arrependimento e fé! Jesus não veio para morrer por todos os homens! Ele veio para morrer pelos eleitos, aqueles que o Pai lhe deu desde a eternidade!
3) É a primeira vez que vejo alguém chamar a fidelidade às Escrituras de "doutrininha barata"! Voce deveria medir melhor suas palavras, pois Jesus o Supremo Juiz, diz em sua Palavra que voce dará conta no dia do juízo de cada palavra frívola que houver proferido!

Na minha opinião, a BFS é uma tentativa de zombar da santidade de Deus, trazendo conceitos mundanos para a Igreja! Não recomendo sua leitura!

Em tempo: Pr. Renato Vargens, sua reflexão é coerente, sábia e muito esclarecedora! Que Deus te abençoe, amado!

Wanderlei disse...

"MERDA" mesmo, é o que essa BFS está tentando fazer com a pureza do Evangelho de Jesus! Ainda bem que o Senhor Jesus, o Supremo e Justo Juiz, julgará a cada um de acordo com cada palavra que houver proferido!

André Peixoto disse...

Gostei dessa bíblia hein. Vou dar para uns desbocados amigos meus de presente que não entendem nada da linguagem erudita da bíblia. Onde posso comprar?

Rafael G. disse...

Seu argumento é muito fraco, Marcello. No nosso idioma existem várias palavras que têm o mesmo sentido, contudo, algumas são torpes. Essa palavra que o Ariovaldo Jr. usa constantemente nas suas "paráfrases" é ridícula, e leva o Sagrado Texto ao fundo do poço. Nós devemos buscar nos originais a palavra usada, transliterar e traduzir da melhor maneira pra que os Santos textos continuem Santos - e neste caso, não coopera.

Rafael G. disse...

Marcelo, você atesta sua ignorância ao escrever estas palavras. Esse pragmatismo que você defende é totalmente refutado pela Bíblia. As palavras que não têm tradução trazem seu sentido pelo contexto, ou então, necessitam de contextualização, explicação e ressignificação de sentido - não banalização. Se as pessoas não vão à Igreja é por pessoas como você, que apoia o mau testemunho de pessoas como esses autores, não estuda a Bíblia e, portanto, não pode evangelizar com base nas Escrituras. E pra terminar, não existe "original em Romano", aliás nem existia esse idioma. Os romanos falavam latim, porém não existe original em latim também. Orare et Labutare.

Thiago Felipe disse...

O que mais me impressiona são os termos chulos usados, como se o leitor fosse um retardado que só compreende se tiver um palavrão no meio. É o resultado de uma sociedade vulgar.

Se não compreende uma leitura erudita e prolixa como na maioria das versões, recomendo a NVI (Nova versão internacional).

Thiago Felipe disse...

Que o Senhor continue abençoando e usando o Pr. Renato Vargens. Ser fiel às Escrituras custa muito caro. Ter que ser alvo de tais comentários sujos e baratos que envergonham o Evangelho deve ser muito difícil. O Comentário de Marcelo Garcia mostra o "gospel brasileiro" que acha que pode "atrair" pessoas para o Reino com seus esforços pessoais.. só o Espírito Santo do Senhor é capaz de convencer o homem do pecado e do juízo..o cara não tem ideia dos atributos de Deus, entre eles a Soberania.

vera disse...

Horrível ,não vejo porque mudar as palavras da Bíblia para agradar esse povo de boca suja !

Davi Silva disse...

Não todos conseguem enxergar isso Marcelo. Em vez de "FAZER" alguma coisa pelo reino, ficam de mi mi mi... E ainda tem esse "papo" de eleitos?!

pr giovani disse...

o problema de algumas pessoas, é que eles querem dar uma ajudinha a Deus. Como se o que temos como bíblia não seja suficiente para alcançar a vidas dos eleitos de Deus. Acho que alguns pensam que fazendo uma linguagem mais contextualizada, farão com que, até alguns que nem eram eleitos se convertam. E ainda alguns dizem que são calvinistas e creem na predestinação. Como pode isso? Deus nos ajude.

Juliana Correia de Souza disse...

Santo Deus. O que mais me assusta nessa história toda é a falta de senso de alguns irmãos que até criticaram de forma dura o texto do pastor Renato, chamando-o de "critico", e não atentam para o problema real que o pastor expôs!
O problema irmãos não é fazer uma Bílbia com uma linguagem mais fácil, que alcance um grupo A ou B de pessoas,etc. O problema é a heresia descarada no texto! Desde quando, colocar palavrões no texto sagrado facilita a compreensão de alguma coisa? Como fica então o texto de Efésios que nos orienta a não usar palavras torpes em nosso modo de falar? Por favor, vcs acham mesmo que Cristo falava assim? Que Pedro, Paulo e tantos outros amados falavam assim?
Ora, se o problema é ter uma Bílbia em linguagem mais simples, muito bem, usem uma NVI(Nova Versão Internacional), ou uma versão lançada recentemente que também é boa, a Século 21, feita pelo pastor Luiz Sayão. São linguagens mais simples, que não ferem o sentido original do texto biblico, pois gostem alguns ou não, mas o critério que determina se uma tradução, ou mesmo uma paráfrase é boa ou não, é se ela É FIEL AO SENTIDO ORIGINAL DO TEXTO SAGRADO, OU SEJA, AO HEBRAICO, AO ARAMAICO E AO GREGO! E parem de dizer que os irmãos reformados são isso ou aquilo, e analisem com atenção o que estamos defendendo.
Eu sou de uma linha tradicional reformada, e tenho muito orgulho dessa história, como também respeito os amados de linha pentecostal. Não tenho nada contra a se usar mais de uma versão da Biblia nas igrejas, acho até que é saudável. Agora, pensem: será que alguém em seu juízo perfeito teria coragem de ler na frente de uma congregação inteira um texto que use expressões como "puta que pariu" e dizer que está lendo um texto da Bíblia? Francamente, me perdoem, mas essa Biblia FS não é um insturmento de benção, e sim de maldição! E foi sim inspirada pelo diabo! Pois até onde eu aprendi nesses 17 anos de vida cristã. é que nós é que temos que influenciar o mundo, e não o mundo nos influenciar!
A meu ver, o texto do pastor Renato é muito bom e nos serviu pra abrir os olhos para mais um truque do inimigo, que infelismente, está conseguindo enganar muita gente...

Vagner Senabio disse...

Até que enfim um sano!

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert disse...

A propósito, quando o rei Saul chama a seu filho Jônatas de "filho da perversa em rebeldia", esse termo poderia ser traduzido como o quê, hoje em dia???? Não precisa responder que é filho de "pulícia". Mas nada justifica uma "versão" da Bíblia recheada de palavrões.

fabianopalhano disse...

O que falta a muita gente se define numa pequena palavra chamada "temor". Duvido muito que o autor ou os seus seguidores se pronunciem de forma torpe semelhante perante um Juíz de Direito. Não o fazem porque sabem que podem ser presos por desacato, assim, o temem. Quero ver, portanto, a ousadia destes quando estiverem diante do JUSTO JUÍZ. Aí sim entenderão o que estou dizendo.

morenalove disse...

Falta de respeito, a Biblia é inspirada por Deus que é Santo, em apocalipse diz que quem mudar as palavras deste livro é maldito.

Pr.Conferencista Internacional Claudio Renato disse...

A linguagem dessa Bíblia mistura gíria e vulgaridade, o que detona com o teor sagrado das Escrituras.

Pura eisegese, linguagem chula e profana. Sai dela povo meu!!!

Danielle Ribeiro Santos disse...

O que mais me espanta é que o pastor Ariovaldo Jr. se considera um reformado.

MrBissula disse...

Gostaria de saber qual o tipo de relacionamento com Deus que os autores tem!
Se realmente acreditam que podem utilizar termos chulos para explicar as escrituras para quem quer que seja.
Lembrem-se do que disse Jesus:Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom, ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore. Mateus 12:33

E ainda:Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, 2 Timóteo 3:2

Silas F.Silva

VERA LUCIA PEREIRA GONÇALVES disse...

Meu Deus! Que absurdo esta pseuda contextualização. Simplesmente estão tentando ridicularizar o verdadeiro evangelho. Mas "ai daqueles pelos quais o escândalo vier".. é a apostasia se manifestando...

El Misionero Meu Cérebro Minhas Regras disse...

Talvez essa "bíblia" seja a preferida do "pastor" Arnaldo, se é que vocês me entendem.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only