sábado, março 16, 2013

Libertem José Dilson e Zeneide

Por Renato Vargens

Há alguns dias fiquei sabendo da prisão  no Senegal de dois missionários brasileiros. 

"Os missionários presbiterianos José Dilson da Silva e Zeneide Moreira Novaes estão presos no país africano há algumas meses sob a acusação de recolher menores de ruas sem autorização do governo. Eles foram presos no final de outubro por evangelizarem crianças na rua.  Os brasileiros são membros do projeto assistencial Obadias, que retira menores de ruas em total estado de pobreza. O projeto é da Igreja Presbiteriana do Brasil e consiste em receber crianças abandonadas, que vivem nas ruas de Dakar, capital do Senegal, dar-lhes educação, ressocialização, orientação profissional, atendimento à saúde, alimentação e moradia digna."

COMPREENDA O CASO:


O missionário José Dilson recebeu voz de prisão juntamente com uma das missionárias do projeto, Zeneide Moreira Novaes, e ambos foram transferidos para a cidade de Thiés, vizinha ao local onde foram detidos, para prestarem novos depoimentos, onde estão detidos.

Segundo a esposa do pastor José Dilson, Marli, a acusação de evangelizar muçulmanos sem autorização poderá fazer com que eles permaneçam presos por algum tempo.

Em carta enviada do Senegal, Marli revela que os missionários foram obrigados a assinar documentos sem a possibilidade de ler o que estava escrito, e que o local onde estão detidos, não reúne condições mínimas de respeito aos direitos humanos.

“Meu marido e a missionária Zenaide foram obrigados a assinar este documento, impostos pelo governo, sem terem possibilidade de ler. Quem nos conhece sabe o quanto temos nos empenhado para o bem de centenas de crianças. Agora estão em uma cela como malfeitores, sem luz, sem água, numa cela imunda. Por favor, orem!”, diz um trecho da carta divulgada pela APMT.

ABAIXO ASSINADO PELA LIBERTAÇÃO DOS MISSIONÁRIOS:

Participe do abaixo assinado e apele para o governo do Senegal que liberte os cidadãos brasileiros José Dílson da Silva e Zeneide Moreira Novais, presos desde novembro de 2012 por acusações comprovadamente infundadas, após apurações realizadas pelas autoridades locais. 

Clique (aqui)  e assine em favor da libertação de missionários brasileiros presos no Senegal.

 Renato Vargens
Rafael disse...

Assino mas faço questão de ressaltar que devemos não nos restringir somente a uma denominação,existem outras denominação que passam a mesma situação.Espero que a presbiteriana se manifeste a favor destes tambem.

Raquel Coelho disse...

Assino, claro!!! Libertem-o sim!!!!!

Ezequias Lourenço disse...

Assino vamos nos unir para salvar vidas. Independentemente da denominação e prática.

felipe disse...

claro com certeza
assino pelo pastor

Rinaldo disse...

Verdade seja dita: o objetivo não é ajudar as pobres criancinhas senegalesas. O verdadeiro objetivo é converter os muçulmanos ao cristianismo. Isto se comprova facilmente se considerarmos que crianças sem escola, sem comida e desemparadas temos milhares aqui no Brasil, porém estas crianças brasileiras, em tese, já estão evangelizadas.
O Senegal é um país soberano e quem decidi entrar neste país tem que respeitar as leis locais sob pena é claro de ser punido conforme estabelece a legislação do local.

Noticias Do Mineiro disse...

Assino! Paulo e Silas em cadeia também foram injustiçados.
Espero que este irmão seja liberto em nome do Senhor JESUS.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only