Um documentário que você não pode deixar de assisitr

Por Renato Vargens

Renato Vargens em abril de 2010 com as crianças do Projeto PEPE
Como já relatei anteriormente o Peru é um imenso país e nele encontramos as mais variadas realidades sociais, o que proporciona a Igreja de Cristo um enorme desafio na consolidação do trabalho de evangelização . Realidades como a de Lima, Cusco, Trujillo, Piura, além obviamente das pequenas cidades e vilarejos do país, impõem a necessidade de se trabalhar com afinco e determinação na pregação do Evangelho da Salvação Eterna. No entanto, para dificultar a missão, as cidades peruanas são heterogêneas, repletas de sub-culturas diversificadas, marcadas substancialmente pela violência e desigualdade social. Se não bastasse isso, o país é sincrético, místico e secularizado cujos valores de alguns lugarejos ainda são os da pré-modernidade. Para complicar mais a situação a população peruana encontra-se submergida em pecado, desconstruindo a cada novo dia, os conceitos relacionados a moral, decência e dignidade defendido pelas Escrituras.

Bom, de todos os contrastes e desigualdades que vislubrei no Peru, a mais chocante  foi a realidade das crianças dos “assentamentos humanos” (grandes bolsões de pobreza que compõem boa parte do território das grandes cidades peruanas). Destas crianças, 26% estão fora da escola. Além disso, uma de cada 3 crianças em idade pré escolar sofrem com os efeitos da desnutrição.

Entre os trabalhos que o Pr. Leonardo Gonçalves desenvolve na terra dos Incas, um deles se dirige especificamente as crianças. Por meio do projeto PEPE “La Buena Tierra”, meninos e meninas estão recebendo educação 100% gratuita e de qualidade, cuidados médicos e odontológicos de prevencão , boa alimentaçao (uma necessidade urgente, se pensamos que muitas dessas crianças chegam no limite da desnutrição, o que dificulta o apredizado e crescimento saudável), e são instruidas na Palavra de Deus.

Isto posto, gostaria de sugerir aos irmãos que separassem 30 minutinhos do seu tempo e assistissem a este documentario.

Com certeza valerá a pena!

Renato Vargens


0 comentários: