Vai passar o dia dos namorados sozinha? E agora?

Por Renato Vargens

"Não acredito! Vou passar mais um dia dos namorados sozinha? Puxa, será que não vou desencalhar?"

Pois é, foi exatamente isso que uma jovem de vinte poucos anos me disse. Para ela, o fato de não ter um namorado no dia dos namorados era uma grande tragédia.

Caro leitor, quantos não são aqueles que como essa moça encontram-se angustiados?  Na verdade, ouso afirmar que não são poucos os que acreditam que o caminho da felicidade encontra-se num namoro feliz.

Ora, não sejamos simplistas, é claro que o jovem sonha com o par perfeito, com carinhos, afagos, afetos e expressões elogiosas do tipo "eu te amo, te desejo, ou quero viver com você por toda vida."

Pois bem, a luz desse contexto, gostaria de fazer de Abraão um exemplo pedagógico, senão vejamos:
O Senhor semeou no coração de Abraão a visão de uma família e de uma descendência que abençoaria nações inteiras, todavia, ele não se deu conta que entre o nascimento e a concretização do sonho existe um hiato, cujo tempo nem sempre é aquilo que gostaríamos que fosse.

Então, com a semente criando raízes em seu coração, Abraão sentiu-se desafiado a mudar o rumo de sua história. Na verdade, depois de encontrar-se com o Senhor, Abraão passou a enxergar a vida de forma diferente, isto porque, fora tomado pela visão de uma nova terra. Esta visão, por conseguinte, fez com que muitos sonhos encontrassem espaço em seu coração. 

Prezado amigo, por acaso você já se deu conta que os sonhos sempre nos impulsionam, nos enchem de desejos e vontade de lutar? Ora, quando Deus planta sonhos em nossos corações, parece que a vida que antes era gélida, sem graça e sem cor se transforma numa efervescente primavera onde tudo são flores e alegria. Este sentimento de efusão faz com que sejamos tomados por um forte entusiasmo. Foi isto o que aconteceu com Abraão. Lá estava ele levando a sua vidinha numa repetitiva mesmice como um cidadão comum em Ur dos Caldeus, até que mediante a maravilhosa graça do Senhor pôde desfrutar da presença amorosa do único e verdadeiro Deus. Esta experiência proporcionou a Abraão uma radical mudança no seu modo de pensar, viver e agir. Deus tinha falado com ele, semeando em sua alma o sonho de abençoar nações. Devido a esta experiência, em vez de permanecer em sua cidade servindo a outros deuses, Abraão sentiu-se impulsionando a andar, caminhar, percorrer a terra, ir aonde Deus assim quisesse.

Quero afirmar-lhe que quando Deus planta sonhos no coração de quem quer que seja, este se sente incentivado e motivado a acreditar que vale a pena percorrer qualquer distância para alcançar aquilo que Deus de antemão preparou para ele. Entretanto, como falei anteriormente, nem sempre a distância entre o nascimento e a concretização do sonho se dá de modo rápido como gostaríamos que fosse.

Deus fez a seguinte promessa a Abraão: “De ti farei uma grande nação...” (Gn 12:02). Com certeza, esta promessa motivou-o a sair de sua cidade, e de sua parentela e ir pra aonde Deus o quisesse enviar. Contudo, é importante que não esqueçamos que até então, Sara sua esposa, estava impossibilitada de ter filhos, pois era estéril.

Talvez ao ouvir Abraão contar a sua experiência com os anjos do Senhor, e como de forma tão clara Deus havia se manifestado, Sara tivesse sido tomada pela expectativa de que, no ano seguinte estaria com o seu filho no colo. Entretanto, a Bíblia nos afirma que não foi assim que as coisas aconteceram. Pelo contrário, o tempo passou e a cada ano, além do aparente tempo perdido, Sara esmorecia diante da impossibilidade de seu sonho se transformar em realidade.

Foram necessários aproximadamente 25 anos para que o sonho se cumprisse nas vidas de Abraão e Sara. Ora, não são poucas as vezes que o sonho de uma família saudável, de um cônjuge abençoado, ou de um trabalho promissor o demora em se cumprir na vida da gente. Quantas vezes nos sentimos abatidos, ou desanimados diante das circunstâncias que teimam em nos afirmar que os nossos sonhos na verdade não passam de devaneios da alma? Diante disto, quero incentivá-lo a depositar aos pés do Senhor suas expectativas e ambições na certeza de que aquele que começou a boa obra em sua vida no tempo certo há de terminá-la.

Lembre-se: Deus está no controle de todas as coisas! E Ele sabe o tempo certo, para transformar seus sonhos em realidade, portante, espere e confie no Senhor.

Pense nisso!

Renato Vargens

0 comentários: