O falso deus de alguns dos evangélicos

Por Renato Vargens

Lamentavelmente alguns dos evangélicos tem feito da música o seu único e exclusivo deus. Para estes, o louvor é mais importante que tudo o que acontece no culto, incluindo é claro, a pregação da Palavra.  Infelizmente, estes adoradores de  GEZUIS  fizeram do louvor um tipo de bezerro moderno, onde o deus adorado satisfaz os desejos, sonhos e vontades do adorador.

Recordo que há alguns anos fui convidado a pregar em um Congresso Missionário numa igreja de porte médio na cidade de São Gonçalo. Bom, quando lá cheguei, fui abordado pelo líder de missões que me disse o seguinte:

"- Pastor, o povo da nossa igreja não está acostumado com mais de 20 minutos de pregação. Na verdade, nós aqui não gostamos muito de gastar o tempo do culto ouvindo a Palavra. Nosso povo gosta mesmo é de adorar a Deus. O louvor liberta pastor, o louvor liberta!"

Pois é,  assim como essa igreja existem outras mais que não estão interessadas em ouvir a exposição das Escrituras. Para estes, o que importa é o louvorzão, a música descontraída e a alegria de ser gospel.

Caro leitor, esse falso deus precisa ser desmascardo. Ao contrário do que alguns tem ensinuado, o momento de louvor com música nunca foi um sacramento cristão, todavia, em virtude dos interesses comerciais do famigerado movimento gospel, não são poucos aqueles que fizeram tanto da adoração como dos adoradores, deuses e sacerdotes. 

Sim é isso mesmo! Cantores se transformaram em sacerdotes iluminados, cujo estilo de vida enaltece o deus da música. Ora, tudo aquilo que fazemos, segundo as Escrituras, deve ser feito para a glória de Deus. Nosso objetivo final deveria ser glorificar ao Senhor não só com os nossos lábios, mas com nossas vidas e contudas, entretanto, os adoradores da música, tem roubado para si a glória de Deus, construindo falsos altares, elevando diante dos homens seus parcos e pobres nomes.

Definitivamente a coisa está feia! Minha oração é que o Senhor destrua essa falso deus do evangelicalismo moderno,  nos reconduzindo assim a sala do trono e que lá possamos adorá-lo integralmente entendendo que a glória, o louvor, a soberania pertence exclusivamente a Ele.

Pense nisso!

Renato Vargens

6 comentários:

Caro Pr. Renato

Como o irmão bem disse, a coisa está feia!

Recentemente eu disse à um irmão que a igreja estava dando muita atenção ao louvor e esquecendo-se da Palavra.

Enfurecido, ele me respondeu: "Irmão, lá no céu não vai existir Palavra! Lá nós vamos cantar 24h!"

Agora, reúna um grupo de 1OO jovens de cada igreja e pergunte a eles se conhecem Lutero, Calvino, Spurgeon, Jonathan Edwards, John Wesley. Aliás, não precisa nem ir tão longe, aqui no Brasil mesmo, pergunte se sabem quem é Hernandes Dias Lopes, Augustus Nicodemos Lopes, Antônio Gilberto, Walter Mcalister, Maurício Zágari, Renato Vargens, Ciro Zibordi?

A maioria vai dizer que nunca ouviu falar. Agora pergunte quem é Davi Sacer, Ana Paula Valadão, Régis Danese e outros astros gospel. Conhecem a biografia completa!

Realmente, a coisa está feia

31 de maio de 2012 07:15 comment-delete

Amém, oremos pela volta do Senhor! Ora vem Senhor! Se está feia agora, ainda vai ficar pior enquanto Ele não retornar.

Luís

Anônimo
31 de maio de 2012 10:12 comment-delete

Eu não sei o que o Pr. pregou nessa igreja, mas esta mensagem iria ser bem proveitosa.
Abraços

31 de maio de 2012 13:56 comment-delete

Eu sempre fiz parte do grupo de louvor da minha igreja, mas Deus, vem me mostrando algumas verdades e hoje tenho vergonha de tocar e cantar algumas músicas que antes cantava de boca aberta e cheia. Pertencia a uma igreja que era tradicional em tudo desde criança. Às vezes, liderava grupos de adolescentes que questionavam o pastor porque nossa igreja era diferente. Não batia palmas, não podia ir de bermuda na igreja, nem pra ensaiar, as mulheres não podiam ir de calça na igreja, enfim essas coisas. Hoje, como sinto falta daqueles dias! Sinto falta dos hinos, da reverência, das pregações expositivas, dos retiros que eram verdadeiramente espirituais e sobretudo da comunhão dos irmãos. Daqueles adolescentes que apertavam o pastor, a grande maioria está lá, servindo a Deus e os que estão desviados, que garanto, são poucos, desviaram-se quando tudo foi liberado. Em suma, o que eu tento mostrar é que essa mentalidade de louvorzão não atrai os convertidos, apenas alimenta os carnais, enquanto aqueles passam fome espiritual. Beleza de texto! Espero que muitos o leiam.

31 de maio de 2012 14:28 comment-delete

Podemos dizer que essa idolatria góspel é fruto da apostasia das igrejas paganizadas!Cristão de verdade, sabe muito bem que Deus abomina qualquer tipo de idolatria, e que somente Ele é dono de toda a glória! Não é de se admirar o que vemos acontecer nos palcos iluminados dessas ditas "igrejas"Foi por isso que o proprio Jesus nos disse que os verdadeiros adoradores o adorarão em espirito e em verdade!É mesmo vergonhoso a forma como essas estrelas gospel emergentes se auto idolatram,fazem do que poderia ser até trabalho secular ,mas não, movidos de vaidade e ganância promovem a sua propria idolatria e com ganância enchem os bolsos de dinheiro, e o que é pior, chamam isso tudo de MINISTÉRIO!!! Raça de víboras , duas vezes filhos do inferno!!!Rejeitem mesmo á voz do Espirito Santo!!Foi assim que Lucifer foi arremesado lá de cima!Não foi esse o Evangelho que o Mestre nos deixou,há quem defenda isso, dizendo estarem "evangelizando"Aí eu pergunto:qual evangelho?só se for o outro (falso)evangelho de que o Apostolo Paulo relata em Galatas cap.primeiro...LIberte-se dessa massa de manobra!!!!o $how tem que parar!!!!

19 de março de 2013 11:12 comment-delete

É fogo estranho pr'á todo o lado.

21 de julho de 2014 11:17 comment-delete