sexta-feira, maio 18, 2012

Carta aberta ao Bispo Justino Soberbo

Por Renato Vargens

Prezado Justino,

Que bom ter notícias suas. Fico feliz em saber que se encontra com saúde. Lembro que a última vez que nos encontramos foi há alguns anos atrás por ocasião do aniversário de sua mãe. Me recordo que na ocasião você era membro de uma igreja séria, comprometida com Deus e com sua palavra. Jamais poderei esquecer o quanto você amava aquela comunidade.

Caro Justino, confesso que fiquei assustado com a informação de que você abandou a sua antiga igreja e que em nome de uma nova revelação havia fundado a Igreja Apostólica da Bênção Divina,  igreja esta, que você se considera Bispo Presidente.

Justino, permita-me chamá-lo assim. Gostaria que  você me explicasse como é que pode um homem com apenas 30 anos de idade, sendo pastor de uma só igreja, com poucas pessoas ser considerado bispo? Gostaria que também me respondesse como é que pode um homem despreparado como você, visto que nem o primeiro grau completo possui, advogar para si o titulo de profeta ungido da sabedoria eterna?

Justino,  posso te dizer uma coisa? Eu estou impressionado com a quantidade de "ministérios" no Brasil, de gente novinha e inexperiente, querendo mentorear pessoas com  muito mais experiência que eles. Estou dizendo isso, porque soube que você está oferecendo para alguns pastores cobertura espiritual.

Justino deixe de ser soberbo, pare com essa palhaçada e abandone essas heresias.

Para encerrar essa pequena missiva, gostaria de lhe dar um pequeno conselho: Volte para as Escrituras e se arrependa dos seus pecados, talvez assim, haja esperança para sua vida e ministério.

Renato Vargens

Obs: Essa carta é uma obra de ficcão. Qualquer semelhança não passa de mera conscidência.
Xavier Campos Joaquim disse...

Muito interessante essa carta de ficção,pastor Renato!
Me fez lembrar o que meu professor disse na sala de aula essa semana. "Os filmes de ficção científica geralmente estão sempre à frente de nós,só depois então vimos a realidade".

Em Cristo,
Xavier

Deavellar Programas disse...

Bom ser ficção sua, porém uma pena pois temos visto isto acontecer por este Brasil afora!!
Valeu o alerta!
José Mauro

Juliana Sidle disse...

|Boa história,pastor.
Agora,infelismente a realidade é que nos assusta.
Deus abençõe

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only