Aluna agride professora em sala de aula com tapa na cara.

Por Renato Vargens

Há pouco, um amigo sugeriu a um adolescente que estudasse pedagogia. Antes mesmo que a sugestão acabasse de ser feita, o adolescente repondeu: Deus me livre! Professor? Jamais! Eu não quero ganhar um salário de fome!

Pois é, volta e meia e ouço alguns amigos professores reclamando da profissão. Na verdade, não são poucos aqueles que se arrependem de terem adentrado ao magistério. Se não bastasse o péssimo salário que recebem, os professores do Brasil tem sido atacados fisicamente. Foi exatamente isso que aconteceu com uma professora Coronel Fabriciano, na Região do Vale do Aço, em Minas Gerais. Um vídeo mostra o momento em que uma aluna dá um tapa no rosto da professora.

A agressão aconteceu na Escola Estadual Rotildino Avelino. Um aluno tentou controlar a confusão, mas a agressora ainda deu outro tapa no rosto da professora, ao sair da sala. Segundo a superintendente de ensino de Coronel Fabriciano, Maria do Carmo Silva Melo, a estudante se irritou porque a professora pegou um bilhete que estaria sendo passado pela aluna a uma colega de classe.

O conteúdo do bilhete não foi revelado. A superintendente disse ainda que foram tomadas medidas educativas e que a professora já desculpou a aluna. O Conselho Tutelar disse que vai levar o caso ao conhecimento do Ministério Público.

Diante disso, resta-nos lamentar profundamente a forma com que os nossos professores tem sido tratados tanto pelo estado, como pelos alunos.

Verdadeiramente, ser professor não é nada fácil.

Com tristeza,

Renato Vargens


4 comentários:

Carissim@s!
Sou professora, com muito orgulho. No caso dessa agressão, a estudante deveria (obrigada pelos pais, ou não)
pedir desculpas publicamente à professora. As testemunhas da agressão seriam as testemunhas da retratação.
É assim que ajo na escola em q atuo à frente da gestão.
Se teve topete pra agredir a professora, tem q ter pra pedir desculpas diante da geral.
Saudações docentes!
Rita

Anônimo
13 de março de 2012 07:07 comment-delete

O professor tem sofrido todo tipo de humilhação..Uma profissão tão linda sendo marginalizada pelo estado e pela sociedade. Sou formada em pedagogia, não exerço a profissão, mas conheço a realidade de muitos amigos queridos que têm sofrido dentro e fora de sala de aula. Relatos chocantes. É um descaso grande e uma falta de respeito com pessoas que querem em sua maioria ver o nosso país progredir.

13 de março de 2012 11:42 comment-delete

Irmão Renato.
.
Infelizmente a sociedade em geral demonstra uma total falta de reverência com todo e qualquer tipo de autoridade.
.
Na verdade "irreverente" é o adjetivo atribuido a ídolos da mídia cultuado por muitos.
.
Não somente mestres mas autoridades governamentais, religiosas e familiares não gozam mais do respeito dos outros. Isso somente confirma que estamos nos últimos dias.
.
"Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.
Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem,
traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus,
tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se também destes."
2 Timóteo 3:1-5 (NVI)

13 de março de 2012 23:07 comment-delete

Lamentável e sabemos pela Palavra de Deus que as coisas vão piorar aindamas

Deus nos Guarde

14 de março de 2012 20:20 comment-delete