Paul Washer: Deus odeia tanto o pecado como o pecador!


Por Renato Vargens


Nesta semana publiquei um pequeno texto sobre um vídeo que contém uma mensagem de Mark Driscoll sobre a ira de Deus sobre o pecado e os homens. Como não  poderia deixar de ser o post produziu uma enorme polêmica.

Bom,  como o assunto é extremamente rico resolvi publicar outro  vídeo, protagonizado por Paul Washer onde ele  afirma que"Deus odeia tanto o pecado como o pecador. 

Nesse vídeo Paul Washer nos fala biblicamente sobre a Ira de Deus que é manifesta contra os pecadores; explica o porque Jesus Cristo precisou vir ao mundo para que a Salvação dos pecadores fosse possível; fala também dos clichês e frases prontas que vemos em qualquer canto e aceitamos como sendo verdade, mas que na realidade estão longe daquilo que a Bíblia nos ensina sobre Deus.

Renato Vargens



15 comentários:

É ISSO!
QUEM FICAR "CHOCADO" COM ESSA DOUTRINA OU NÃO LEU A BÍBLIA OU NÃO CRÊ NELA...

16 de outubro de 2011 10:52 comment-delete

Não é preciso fazer uma hermenêutica tortuosa para se entender o que a Bíblia diz.

16 de outubro de 2011 12:16 comment-delete

A Paz do Senhor Pr: Renato....!

Esse video é o mais profundo que eu já vir e ouvi.
foi a melhor explicação sobre o assunto.
se tem pessoas que não comcordam é porque não pregam.

em cristo jesus
kleber santos

16 de outubro de 2011 15:31 comment-delete

Olá!

Um artigo do Solano Portela, para ajudar no tema.


http://tempora-mores.blogspot.com/2009/10/deus-odeia-o-pecado-mas-ama-o-pecador-e.html

Abs

18 de outubro de 2011 13:46 comment-delete

Na vdd, essa pregação é uma versão moderna da famosa pregação de Jonathan Edwards "Pecadores na mão de um Deus irado", o erro de ambas pregações é querer impactar o ouvinte, tirando uma vdd incontestável e ao msm tempo essencial para a vdd fé cristã, e essa vdd é: q existe um apaziguador para essa ira, e esse apaziguador foi providenciado pelo próprio Deus, e esse é Jesus Cristo. E tem mais, 1 João 1:8 afirma:"Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós". Então segundo essa lógica, Deus odeia toda a humanidade, ñ consigo ver como alguém q odeia algo ao msm tempo providencia q esse seja justificado e salvo. Na Bíblia há várias afirmações, mas apenas uma vdd, e essa vdd é coesa com o todo, ñ com versículos isolados

18 de outubro de 2011 23:38 comment-delete

A verdade coesa que conheço é:

A ira de Deus será manifesta contra todos os que negam a fé em Cristo.

Os pecadores a quem Deus odeia não são os que, quando confrontados se arrependem e se entregam a Ele, mas são os que persistem no erro mesmo após terem sido confrontados. São aqueles que reprimem o Espírito Santo de convertê-los e abrir-lhes os olhos.

A verdade diz que ao crer em Cristo "as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo". Diz também que há um "novo nascimento" que gera uma "nova criação". Essa "nova criação" possui o Espírito de Deus - o Espírito Santo, como marca. Está escrito que "todo aquele que é nascido de Deus não peca.".

A visão que Deus tem do homem nascido de novo verdadeiramente ( aquele cujas obras testemunham do seu novo nascimento ) é de que ele não é mais um pecador. Mas um Justo. Justificado pela fé no sacrifício de Cristo. Arrolado a uma nova aliança de sangue com o Pai por meio do Filho.

Precisamos de uma restauração da identidade Cristã, e ela virá sem dúvidas, pois Paulo escreveu que "em parte conhecemos e em parte profetizamos" - mas o nosso conhecimento e as profecias cessarão quando vier o que é perfeito e continua com:

"Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido." 1 Co 13:12

PRECISAMOS CONHECER COMO SOMOS CONHECIDOS E TER NOSSA IDENTIDADE RESTAURADA. VERMOS COMO O PAI NOS VE. - E ele não nos vê como pecadores a quem odeia, mas como filhos TÃO JUSTOS quanto o próprio Cristo. Ele vê como haveremos de ser, por aquilo que Cristo fez. E assim devemos ser: imitadores de Cristo - Pequenos Cristos - Cristãos.

nEle,
Murilo

21 de outubro de 2011 10:32 comment-delete

Sabe irmãos, pensando a respeito disso: da posição de arminianos e calvinistas em relação ao comportamento de Deus para com os pecadores, e em relação a pregação da Palavra de Deus, cheguei numa conclusão:

A mensagem da salvação para a vida do homem (pregada por arminianos e calvinistas) sempre deverá ser a mesma:


de que "Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16).

Nem arminianos, nem calvinistas tem o direito de mudar isso! Não que tenham mudado, mas é um princípio imutável. Nenhum pregador saberá quantas pessoas serão salvas num auditório, por isso ele deve pregar a Palavra! Nada mais que a Palavra, e não deve levar essas polêmicas ao púlpito!

Creio assim.

Em Cristo,

Tiago Baldo

21 de outubro de 2011 14:42 comment-delete

Apenas como curiosidade, ontem estava estudando esse texto e me foi interessante o estudo de algumas palavras chaves:

"Houtos gar egapesen ho Theos ton kosmon, hoste ton Huion ton monogene edoken, hina pas ho pisteuon eis Auton me apoletai all eche zoen aionion." João 3:16

Palavras chaves do texto original:

- egapesen: derivado de agape - Amor de Deus => "Porque amou Deus com seu amor..."
- kosmon: derivado de kosmo - Universo, na biblia, o universo é a Criação do Eterno, comumente traduzido por mundo, porém a idéia é maior. Trata da própria criação e não especificamente 1 homem, ou apenas a humanidade, mas fala das plantas, dos animais, dos planetas, das estrelas, e de tudo aquilo que reflete a Glória do Criador.
- pas: qualquer um que
- pisteuon: derivado de pistis - Fé. Não apenas crer. Mas viver como se crê. Manifestar obras de arrependimento segundo aquilo que se crê, por meio da fé.

Considerando o exposto acima, uma tradução mais abrangente do versículo poderia ser:

Porque amou Deus com seu amor o universo (ou à sua criação), que deu seu filho unigenito, para que qualquer um que deposita sua fé e age de acordo com essa fé, segundo as boas novas de Cristo, não pereça, mas tenha a vida eterna." João 3:16

Que o Eterno seja louvado e restaure sua criação por meio de Cristo, para que sua glória resplandesça como lhe é devido!

nEle,
Murilo

21 de outubro de 2011 15:44 comment-delete

Este comentário foi removido pelo autor.

10 de novembro de 2011 18:48 comment-delete

Ariovaldo Ramos gosta de dizer que antes de Deus ter dito "Haja luz", e já havia dito "Haja cruz". Entender o ódio contra o aborto, a prostituição, etc., é perfeitamente justo. Mas contra os pecadores, é completamente incoerênte com o que se pode conhecer de Deus, em Jesus. Afinal, quem nos mandou amar nossos inimigos, não amaria os seus? Prefiro ficar com o Apóstolo João: "E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e nele não há trevas nenhumas." IJo 1.5

21 de janeiro de 2012 13:22 comment-delete

Lucas,

Então os pecadores, os que não creram em Cristo e se aliaram a Satanás não serão lançados no lago de fogo e enxofre, conforme Ap 20:15, Ap 21:8 ?

Se você creu em Cristo, e vive uma fé ativa (com obras que testificam da sua fé e glorificam a Deus), você é visto como justo perante o pai e não como pecador, por causa daquilo que Cristo fez e da sua aliança com Ele. (At 13:39, Rm 3:24, 5:1, 8:1, 1 Co 6:11, Gl 2:16 e finalmente Gl 2:17 que é um versículo chave!). DEUS NOS ENXERGA COMO JUSTOS E NÃO COMO PECADORES.

nEle,
Murilo

21 de janeiro de 2012 15:25 comment-delete

Murilo,

Respondendo a sua pergunta:
Eu creio em tudo o que a Bíblia diz. Só não sei se ela disse tudo! - Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Qão insondáveis são os seus juízos e inescrutáveis os seus caminhos! Rm 11.33

26 de janeiro de 2012 01:45 comment-delete

Se Deus odeia pecadores,tbém devo odiá-los? Por exemplo,Deus odeia o homossexualismo e o homossexual?

Então pq os crentes ficam dizendo q Deus ama os homossexuais?

Quantas vzes vi crentes dizerem q não odeiam os homossexuais, q os ama,q odeiam é a prática deles!

Devemos amar os pecadores?Sim ou não?Se nem Deus q é amor os ama pq eu, q não sou, vou amá-los?

Agora me lembrei do Pr.Malafaia, quando ele tá falando dos homossexuais parece odiá-los, se for assim, então ele q tá certo mesmo ,né? Ou não???

Edinalva
11 de abril de 2012 01:48 comment-delete

Acho que o perigo aqui está em confundir o que Deus "sente" com aquilo que nós agora podemos "sentir" ou deixar de "sentir".
Alguém pode deduzir: bem, se Deus odeia o pecado e o pecador, qual é o problema em eu odià-los?
Ok. Neste caso, comecemos odiando a nós mesmos (Rm 3. 23).

Agora, se Deus odeia ou ama, essa é uma questão que diz respeito a Ele e à sua soberania para tal. Pois é Ele quem também vai julgar. O nosso juízo apenas antecipa o julgamento e corremos o risco de usurpar uma função que não nos compete!

13 de abril de 2012 11:58 comment-delete

Deus não ama o pecador. O fator de ter morrido pela humanidade não dá o diretiro do homem viver no pecado. No dia do julgamento será que Deus julgará o pecado e deixará o homem de lado? Deus condenará o pecado? Deus condenará quem comete o pecado! O homem se tornou tão intimo de Jesus que esqueceu a reverencia por Ele. Claro que Deus nos ama, mas isso não quer dizer que Ele nos ama quando estamos no pecado! Isso é simplesmente absurdo! Imagine um juiz julgando o pecado de um assassino e condenado somente o pecado. O assassino poderia então sair livre, pois seu pecado iria cumprir a pena por ele. O juiz condenará o assasino pelo assassinato e não o contrario. Acredito em um Deus de amor, sim, acredito, mas não posso enxergar esse Deus aliançado com meus pecados. Imagine eu encontrar um membro de minha igreja casado saindo de um motel com sua amante, então, direi a ele: fique em paz, pois Deus odeia seu pecado, mas ama voce assim mesmo! Isso seria patetico! Deus odeia tanto o pecado como o pecador, até que esse venha a Ele e se arrependa. Safira e Ananias que o diga. Deus abençoe a todos!

20 de março de 2017 14:07 comment-delete