sexta-feira, junho 03, 2011

Evangélicos comunistas! Que aberração é essa?

Por Renato Vargens

Parece que virou moda entre os evangélicos o esquerdismo.  É comum encontrarmos nesse brasilzão de meu Deus, uma relativa quantidade de crentes em Jesus identificados com o comunismo. Para isso, basta andarmos pelas ruas ou visitarmos algumas reuniões evangélicas que encontraremos jovens vestidos com camisetas estampadas com as fotos de Che Guevara, Fidel Castro e outros tantos mais. Se não bastasse isso, volta e meia vejo pastores e teólogos fazendo alusões “positivas” tanto no púlpito, como nos seminários a idealistas como Karl Marx e Friedrich Engels.

Pois é, a coisa é tão louca que em 2008 na cidade de Curitiba foi criado um comitê evangélico do PC do B.
 
Caro leitor, talvez você não saiba mas o comunismo matou mais pessoas do que o Nazismo de Hitler. De acordo com "Le livre noir du communisme" (Livro Negro do Comunismo)  o comunismo produziu quase 100 milhões de vítimas, em vários continentes, raças e culturas.

Os números de mortos pelo comunismo estão assim classificados por ordem de grandeza: China (65 milhões de mortos); União Soviética (20 milhões); Coréia do Norte (2 milhões); Camboja (2 milhões); África (1,7 milhão, distribuído entre Etiópia, Angola e Moçambique); Afeganistão (1,5 milhão); Vietnã (1 milhão); Leste Europeu (1 milhão); América Latina (150 mil entre Cuba, Nicarágua e Peru); movimento comunista internacional e partidos comunistas no poder (10 mil).

O comunismo fabricou três dos maiores carniceiros da espécie humana - Lênin, Stálin e Mao Tse-tung. Lênin foi o iniciador do terror soviético. Enquanto os czares russos em quase um século (1825 a 1917) executaram 3.747 pessoas, Lênin superou esse recorde em apenas quatro meses, após a revolução de outubro de 1917.

Fidel Castro é o campeão absoluto da "exclusão social", pois 2,2 milhões de pessoas, 20% da população de Cuba, tiveram que fugir durante o regime comunista. Fidel criou uma nova espécie de refugiado, os "balseros", (fugiam de Cuba em balsas improvisadas), milhares dos quais naufragaram antes de alcançarem a liberdade.

Prezado irmão,  alguém já disse que o o comunismo é uma das mais bem sucedidas armas satânicas dos últimos tempos, e  que tem destruido milhões de pessoas no mundo, incutindo na mente de jovens e adultos tanto o ateísmo como  o materialismo. O famoso primeiro ministro inglês Winston Churchill (1874-1965), afirmou que o socialismo é o evangelho da inveja, o credo da ignorância, e a filosofia do fracasso. Martin Luther King chegou a afirmar que o comunismo existe  por que o cristianismo não está sendo suficientemente cristão. 

Isto posto, a  luz destas afirmações, além é claro de entender que o comunismo ASSASSINOU milhares de cristãos no século XX, sou levado a acreditar que boa parte dos evangélicos  se envolveram  com essa filosofia satânica e maldita por desconhecimento histórico, até porque, recuso-me a acreditar que existam pessoas regeneradas pelo Espírito de Deus que verdadeiramente acreditem neste sistema do mal.

Pense nisso!

Renato Vargens
Felipe Costa disse...

Hitler negou o Marxismo por acreditar que nele continham ideais da Torah, como "cuidar do pobres", "divisão de propriedades", entre outros.

Isso pode ser confirmado numa rápida leitura na obra de Hitler, Mein Kampf (Minha Luta):

Algumas citações do próprio Hitler, a maior parte tiradas do seu Minha Luta:

“O estado alemão está sendo gravemente atacado pelo marxismo.”

“Nos anos entre 1913 e 1914 expressei a convicção de que a questão do futuro da nação alemã dependia da destruição do marxismo.”

“Os marxistas marcharão com a democracia até que sejam bem-sucedidos em obter indiretamente, para seus propósitos criminosos, o apoio de até mesmo o mundo intelectual nacional, destinado por eles à extinção.”

“O marxismo em si planeja sistematicamente entregar o mundo nas mãos dos judeus.”

“Quando reconheci o Judeu como líder da democracia social, as escamas caíram-me dos olhos.”

“A doutrina judia do marxismo rejeita o princípio aristocrático da natureza e o substitui pelo eterno privilégio do poder e da força da massa dos números, e do seu peso morto.”

“A principal plataforma do programa do nazismo é abolir o conceito liberalista de indivíduo e o conceito de marxista de humanidade e substituí-lo pelo de comunidade nacional, enraizada no solo e unida pelos seus laços de sangue.”

Pastor, não sou marxista. Não sou neo-nazista. Não sou da Esquerda nem da Direita. Sou de Cristo. Só isso. Se dentro da Esquerda houver pontos que mostram o caráter bíblico, acredito que vale a pena dar uma olhada. O mesmo acontece com a Direita. Como nem tudo é perfeito, não abraço nem uma nem outra extremidade.

Abraços, Felipe.

Pablo disse...

Bom, irmão. Não sou comunista e vejo uma enorme inutilidade no comunismo diante de um cristianismo decente. Mas achei os argumentos meio rasos nesse post. Bom, o "cristianismo" inquisidor tinha Jesus como desculpa e matou muita gente. O capitalismo mata muita gente. Todos os sistemas matam muita gente. Na verdade, não creio que "ideias" comunistas possam corromper um cristão. Não todas elas. Enfim, só achei um pouco fraca a argumentação em cima dos números de assassinatos em países comunistas. Morre muita gente em outros regimes também. Quero dizer que todo sistema é mal, seja qual for, inclusive o nosso capitalista, já que o mundo já está no próprio maligno. A Paz!

Cesar Auth disse...

Comunismo não mata ninguém, Homens sem Deus matam pessoas. O comunismo só quer uma repartição do que a terra produz de forma mais igualitaria, apenas isso.

" de cada um segundo suas capacidades, à cada um segundo sua necessidades"

é tão dificil de entender assim?

Anônimo disse...

Nos países comunistas ser cristão era um motivo para morrer, e ainda é, se vocês entrarem no site do Portas Abertas vão ver que o país mais perigoso para um cristão viver há um bom tempo é a Coréia do Norte onde ainda hoje você pode ser mandado para um campo de Trabalho forçado. Na União Soviètica muitos cristãos foram mortos além do ateísmo ser influenciado pelo governo. Na Romênia um cristão teve seu filho assassinado em sua frente porque se negou a negar a Cristo. Além disso nos países comunistas o governo incentiva o aborto.
Dizer Hitler é de direita é os comunistas são de esquerda é bobagem. Os comunistas também obrigavam os países os quais foram dominados pela URSS a falar Russo, e Hitler foi influenciado pelas idéias de alguém muito valorizado pelos esquerdistas Darwin.
Ivan

Anônimo disse...

4 motivos para um cristão ser contrário ao socialismo

1)O socialismo diz que: "De cada um segundo sua capacidade, a cada um segundo suas necessidades".

Mas como fazer (ou assegurar) com que o indivíduo produza segundo a sua capacidade? Isso é utópico!!!

E será mesmo que a Bíblia diz que se deve dar o sustento material ao indivíduo segundo as suas necessidades? Pelo que eu entendo, a Bíblia prescreve uma recompensa ao indivíduo proporcional ao trabalho realizado por este... (um dos textos que falam disso é 2 Tessalonicenses 3.6-12, especialmente na Nova Versão Internacional).

Outra coisa que a Bíblia faz distinção é entre as diversas profissões/trabalhos, ou seja, cada profissão tem uma remuneração adequada à responsabilidade e dificuldade inerente ao ofício desempenhado:

"Devem ser considerados merecedores de dobrados honorários os presbíteros que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino." (1 Timóteo 5.17, versão Almeida Revista e Atualizada).

2) O socialismo pressupõe a bondade dos homens, visto que quer que acreditemos que aqueles que estão no poder serão justos ao fazer a distribuição dos bens produzidos para o povo.

Na prática vemos que isso é uma furada: os altos escalões do governo da URSS eram corruptos!

E biblicamente sabemos que aqueles que não são cristãos são totalmente depravados (Romanos 3.9-18)

3) O socialismo é contrário à propriedade privada, ao passo que a Bíblia a institui e isso fica explícito, por exemplo, no décimo mandamento:

"Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que pertença ao teu próximo." (Êxodo 20.17, versão Almeida Revista e Atualizada)

4) O deus do socialismo é o Estado!

Colocam outro deus em vez do SENHOR... O socialismo é uma religião que abomina completamente o Cristianismo e qualquer outra religião: "A religião é o ópio do povo", disse Marx.

Ivan

Dkj79 disse...

A grande questão é: no manifesto comunista de Marx é clara a afirmação que a religião é o ópio do povo, ou seja, o comunismo visa um Estado ateu. Sem liberdade religiosa, mas na prática há sim uma religião, já que os falecidos "líderes" são venerados (vide pex, a veneração ao antigo ditador da Coréia do Norte).
Não bastasse isso, a Bíblia é bem clara que haveria sim desigualdades sociais, como resultado do pecado, por isso ela nos admoesta a cuidar e amparar as viúvas e necessitados.
Entretanto, essa falácia de que Jesus tinha pensamentos socialistas, são deturpações, até de má fé, do que a Bíblia nos ensina. O capitalismo tem suas falhas certamente, mas ele não nos coage e proibe a prática do cristianismo, o comunismo, ao contrário, busca essa proibição.
Espero que possa ter colaborado com a discussão.
Abraços a tds em Cristo,
Daniel Kim

Luis Henrique disse...

Alguns outros aspectos perversos poderiam ser mencionados.

Como o polilogismo das classes, que é a negação de que toda a linguagem humana é baseada em uma mesma lógica (lei da não contradição). Assim Marx definiu que cada classe possui um lógica - é evidente que ele nunca provou isso - e a lógica correta é a lógica proletária e a perversa e satânica é a capitalista. Ele não apenas não demonstrou como tais lógicas são diferentes, mas definiu isto como dogma central da sua folosofia e erigiu um edifício sobre. O resultado prático é o abandono da razão, ou do argumento racional; as disputas entre classes deveriam ser resolvidas na base das revoluções sangrentas e o meio transformaria as mentes. Isso se via nos grupos terroristas comunistas, inclusive no Brasil, financiados e treinados por Cuba, promovendo atentados e mortes em nome da revolução.

Outro aspecto perverso ficou evidente na queda do muro de Berlim. Quando um governo se dispõe a colocar a igualdade absoluta marxista em ação, ao invés de todos ficarem igualmente ricos todos vão para o mesmo lugar: o fundo do poço. O grande problema está no fato de que quando se retira a economia de livre-mercado (baseada nas relações entre indivíduos) você precisa de um terceiro mediando essas relações, definindo um preço "justo" e "distribuindo a riqueza". É impossível para o Estado conhecer esse valor real e arcar com a extensão disso. Outras implicações surgem disso: fracasso em atender demandas de consumo, péssima produção e distribuição de bens.

Esse tipo comunismo não tem mais vida hoje, exceto na Coréia do Norte. O que permanece no mundo todo, em especial no Brasil, é a prática intervencionista do estado do bem-estar social. É alegria dos burocratas e dos corruptos. Quanto maior o Estado, mais dinheiro pode escorrer nas sangrias da burocracia e incompetência centralizadora, maior é a oferta de serviços super-faturados e mais gente sem mérito algum (políticos) podem administrar montantes absurdos de dinheiro sob a desculpa de promover a igualdade. É nesse caso também o estado a fonte dos monopólios, fazendo concessões de prestação de serviços a determinados grupos empresariais. Surgem os lobbystas e ainda uma vasta gama de gente a espera de uma mamada na enorme teta estatal.

Ainda existem os filhos de Antonio Gramsci nas faculdades, ou melhor, os "intelectuais orgânicos". Como essa história de revolução proletária envolveu muito sangue e morte, esse tio italiano teve uma solução mudando o campo da revolução da guerra armada para a doutrinação nas faculdades, igrejas, escolas e etc. É o famoso marxismo cultural que ostenta seus muitos docentes nas universidade. Ao invés dos proletários as idéias de Gramsci ganharam força entre outros supostos excluídos e minorias "injustiçadas": os gays, as feministas, o pessoal do sexo livre e maconheiros em geral... A tática ainda assim permanece a de guerrilha: infiltração no campo inimigo, tomada de confiança, e subversão sorrateira de valores pelos valores marxistas.

Vale lembrar que os valores marxistas não são valores em si, mas a negação de três pilares ocidentais básicos: a filosofia grega, o direito romano e a ética judaico-cristã.

Aliás, sobre o marxismo cultural fica a dica:
http://www.institutosapientia.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=1327:do-marxismo-cultural&catid=31:artigos-filosoficos&Itemid=111

Camila disse...

Para quem não conhece, link de um documentário essencial: Soviet Story http://www.youtube.com/watch?v=SZHhrSo2yJo
Com legendas em português.

Anônimo disse...

Caro Pr. Renato Vargens, acho que sou um desses "evangélicos comunistas", que você carinhosamente denomina de "aberrações". Longe de ser um modismo, trata-se na verdade de uma posição a que cheguei depois de um processo reflexivo. Caso queira dialogar, leia algumas ideias minhas nesse artigo: http://elielvieira.wordpress.com/2011/04/05/evangelho-marxismo-e-eu-no-meio/

Juan de Paula disse...

Bravo Renato,

Evangelho e cosmovisão marxista são extremamente antagônicos.

Não é que defendamos uma ideologia política contrária ao comunismo. É que o comunismo é inimigo declarado do Evangelho.

Abraços,
Juan

Claudio Nossa disse...

Acredito que assim como o capitalismo tem suas mazelas o comunisno também o tem. Todos os dois sistemas são perversos. Principalmente, em virtude dos homens serem egoístas, avarentos e outras coisa mais.
Quando em um comunismo que deu certo, lembro-me da igreja primitiva, onde os fiéis depositavam aos pés dos apóstolos as suas fazendas. Acho que ali os irmãos abriram mão do direito de serem proprietários e, passaram, a ter todas as coisas em comum.
Rapaz, a mente de direita do evangélicos me assusta. Por acaso, foi um país socialista que lançou um bomba atômica sobre outra nação?
E as bombas químicas do Iraque? Gente, abre o olho o capital, para não dier os EUA foram e são os principais financiadores das guerras.
Pelo amor de Deus!!! Deixemos de ingenuos! Depois, tem que se fazer uma diferenciação entre comunismo, socialismo, capitalismo. Havendo liberdade religiosa eu prefiro uma sociedade mais igual, pois, tende a ser mais justa. Não faço apologia a nenhuma destas vertentes, porém, achei o texto de um pobreza visível. A perseguição religiosa dos socialistas devem ser combatidas, agora, abramos os olhos, na França, já existe uma proibição para que as mulheres muçulmanas não usem a sua vestimenta típica e isto pode gerar uma perseguição religiosa aos adeptos daquela religião. Mas o protestantismo tem sim que agradecer ao capitalismo pela força que deu na reforma.
Paz e Graça da parte Daquele que é a verdade!!!!!!!!!

William disse...

Meus parabéns pela postagem!
Esse mistura de crentes metidos a comunistas(ou comunistas metidos a crentes,) infelizmente, tem crescido muito.
Muito bom!

Márcio Daniel disse...

Aberração é esse blog, com essas argumentações absurdas, todas provindas de defensores do capitalismo que tentam a todo custo passar a imagem de que o socialismo não presta, para que os próprios trabalhadores, alienados, defendam os "direitos" dos que os exploram.

o capitalismo sim, é um sistema diabólico que mata bilhões de pessoas de fome enquanto alguns se dão ao luxo de ter mais DE 1 bilhão de dólares na conta bancária. Bem disse Jesus que é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha que um rico entrar no céu.

Jesus não fez distinção de pessoas, Jesus dava atenção ás crianças enquanto os discípulos murmuravam, ele deu atenção à prostituta "criminosa" que os fariseus queriam matar. Jesus nunca defendeu a riqueza ou que sequer tenhamos bens fúteis e desnecessários, muito pelo contrário, ele mandava os ricos de Jerusalém darem suas riquezas aos pobres. JESUS FOI SIM, O MAIOR SOCIALISTA DA HISTÓRIA.

Agora , Max Weiber, em "A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo" bem explica posição do de certas sociedades burguesas adeptas do calvinismo que consideravam riquezas sinal de predestinação e defendiam a acumulação de capital como fruto do trabalho, em detrimento da Bíblia que diz para não ajuntarmos tesouros na Terra. Legitimados por esta teologia de valorização do trabalho como mecanismo válido pra ser juntar muito dinheiro, colocaram seus funcionários pra dirigirem máquinas por 12 horas seguidas em condições subumanas de exploração, no aflorar do capitalismo industrial. Quantos trabalhadores morreram de exaustão na Europa, vítimas da exploração dos detentores dos meios de produção? Quantos ficam inválidos hoje, de tanto trabalhar? Não há dados sobre isso, sabe por quê? Porque a história e feita pelos vencedores. é muito cômodo pra um defensor do capitalismo falar do capitalismo em uma sociedade capitalista, em o mundo em que, recentemente, o sistema capitalista se sobrepôs a alguns sistemas socialistas mal sucedidos citados aqui, como a URSS e a Coréia do Norte.

é preciso que se saiba que uma coisa é o Marxismo e a ideologia Socialista, outra coisas foram resultados isolados de tentativas de aplicação de princípios considerados socialistas, como a Coréia do Norte e a URSS. Não vo entrar nesse debate ridículo de quem mata mais e quem mata menos, mas lembre-se que os mulçumanos capitalistas também matam cristãos direto.

Não associe a ideologia socialista ao ateísmo ou perseguição a cristãos, isso é um tremendo equívoco. A crítica de Marx à religião é completamente válida e verdadeira. Lembre-se que Deus todo poderoso está muito acima de instituições religiosas corruptas feitas por homens, como as igrejas de que Marx foi contemporâneo, e que nós somos inclusive. A crítica de Marx não se direciona a Jesus, mais sim às instituições religiosas corruptas que mais afastam que aproximam as pessoas de Deus.

SOU CRISTÃO, SOU CONTRA A INJUSTIÇA SOCIAL, SOU SOCIALISTA, e dou graças a Deus por isso!

Renato Vargens disse...

Márcio,

Se o BLOG é uma aberração por que o lê? Vc tem opção de não fazê-lo não é verdade?

Para encerrar o assunto reproduzo abaixo o comentário da Maya Féliz que por si só se explica:

Renato Vargens

"Uma das diferenças mais marcantes entre comunismo e capitalismo é a visão que ambos têm da religião e do culto a Deus. Enquanto o comunismo oficialmente declara ser mau crer em Deus e ter uma religião e por isso o Estado comunista oficialmente a proíbe, o capitalismo deixa a cada cidadão a possibilidade de pensar e decidir, bem como a liberdade de ter sua igreja e nela praticar seus ritos. Foi nos estados democráticos capitalistas que o cristianismo mais cresceu, tendo liberdade para desenvolver-se e ampliar-se. Também foi sob a égide do capitalismo que tivemos o desenvolvimento das noções de Estado, democracia e cidadania modernas. Foi também sob o capitalismo que surgiram a penicilina, a anestesia e a internet, bem como todas as vacinas, a televisão, o automóvel etc. Existem injustiças? É claro que sim. Lutamos democraticamente para vencê-las. Nenhum problema se compara, entretanto, aos milhões de mortos produzidos pelo regime comunista, à extinção da liberdade de expressão e da democracia, ao massacre de toda forma de oposição, ao expurgo de padres, pastores e igrejas cristãs. Onde o comunismo prosperou, senão na mente dos comunistas? Onde, em que lugar do mundo, vemos próperas e livres nações comunistas? Com todas as críticas feitas, nenhum país fez mais pela democracia que os Estados Unidos, a grande nação capitalista. Em nenhum país se critica o Governo e os poderes instituídos como nas democracias capitalistas. O que contrapomos ao modelo dos EUA? O Irã, cujo Estado islâmico e esquerdista subjuda toda a população, sobretudo mulheres e cristãos? Cuba? China, cujo comunismo chegou ao mais violento estado de usurpação d edireitos individuais e respeito ao ser humano? A falida URSS, responsável por milhões de mortos opositores ao regime? Aos que amam o comunismo, sugiro que passem 50 dias em Cuba, ou na Coreia do Norte. É vergonhoso, absolutamente vergonhoso e paradoxal ver pessoas que se dizem cristãs defenderem o comunismo muitas vezes sem jamais terem lido nada acerca do comunismo, nenhuma crítica inteligente desse sistema satânico que retira do homem sua maior dádiva: o livre arbítrio."

Anônimo disse...

Vi que o sr. republicou minha resposta nesta postagem. Obrigada! De fato, nada mais paradoxal que alguém se dizer cristão e adotar uma visão materialista de mundo, sobretudo tendo em vista a perspectiva idealista do cristianismo e de qualquer religião. Ademais, o "novo homem" oriundo do comunismo é sem dúvida uma afronta ao fato de que "novo homem", na verdade, só existe depois de ser lavado e remido pelo sangue de Cristo. O que ocorre é que muitos se deixam levar por uma visão romântica do socialismo. Mesmo Che Guevara, que foi um assassino frio, que matava pais de família, mulheres - seres humanos! - tranquilamente, é visto como herói. Esses "cristãos" ignoram os mais de 100 milhões de mortos que o socialismo deixou. Ignoram o que ocorre aos cristãos hoje, em países como Cuba e Coreia do Norte. São "cristãos" que não conhecem nem a Bíblia nem o marxismo. Quando passamos de fato a amadurecer espiritualmente, não há sombra de dúvida: é preciso fazer uma escolha. Um cristão que diz ser marxista é como um cristão que diz ser nazista. Não há lá grande diferença.

Maya Félix

Anônimo disse...

Ao Irmão Renato...
Ótimo artigo. Concordo plenamente que o socialismo, apesar de existirem versões romanceadas e utópicas a seu respeito, não foi,não é e jamais será um sistema sócio-político-governamental satisfatório. Nenhum dos "belos" pensamentos dos seus teóricos se cumpriu. Tudo o que tivemos foram governos ditatoriais sangrentos e autoritários ao extremo,nos quais a chamada "classe dominante" ainda existia,deixando o resto da população na mesmíssima situação de antes. Isso sem falar que, de acordo com alguns intelectuais bem mais informados,o teórico prior do socialismo, Karl Marx tinha envolvimento com práticas rituais satânicas.

http://www.youtube.com/watch?v=Lu8kZO-inWE&feature=player_embedded#at=36

Parece-me completamente estúpida a idéia de cristãos aderirem a esses pensamentos esquerdistas. A própria Bíblia, que é a Palavra de Deus, exprime largamente em suas páginas, conceitos como:

Propriedade privada;
Trabalho Assalariado (Salvo quando fala em escravidão, óbvio);
Oferta e procura;
Hierarquias sócio-econômico-políticas;

Enfim, vários conceitos essencialmente capitalistas são expressos pela Palavra de Deus, não como regra é claro, mas como reflexo de como era a estrutura sócio-econômico-política da época. Não só vemos descrições disso, mas também vemos Deus dando não poucas diretrizes para a regulamentação e administração dessa estrutura.
Certamente, o capitalismo praticado hoje ainda está longe de ser o "Capitalismo Bíblico" se é que posso usar o termo. Nosso Senhor Jesus não nos impediu de adquirir e conquistar nossas propriedades através do trabalho. Mas não poucas vezes também, Jesus nos admoestou a olhar para os pobres e necessitados, e a atendê-los em suas necessidades.

Mas isso não é pretexto para aderir às ideologias esquerdistas. Cristãos verdadeiros, que buscam conhecer a Deus e à Sua Palavra, não se deixam levar por ventos tão funestos e inúteis quanto esses.

E aí vai uma pergunta: Por que esses esquerdistas cristãos que tanto citam Atos 2. 44, 45, usando-o como base para sua aderência ao esquerdismo, não colocam em prática o referido texto nos dias de hoje?

Estou aberto a correções em possíveis erros em meu texto. Se perceberem algum (o que é possível) por favor corrijam-me.

Pela Graça do Senhor.
Elemar "Spurgeon" Jr:.:

augusto elias disse...

Pois é,esses evangélicos sipatizantes ao comunismo,socialismo e outras coisas a mais,precisam dar uma voltinha nas ruas de Cuba e gritar bem alto que são evangélicos protestantes,principalmente no horário da tarde,no momento em que os auto-falantes são ligados para o Fidel falar.
Quero aqui,passar para os senhores o que eu li hoje.

"Passaram ontem noventa anos sobre a Revolução de Outubro. Chamou-se assim por força do calendário juliano que o velho império russo ainda seguia em 1917, embora fosse já Novembro de acordo com o gregoriano. Por causa dela nasceu o primeiro Estado comunista da História e por causa dela o comunismo espalhou-se por meio mundo, das Caraíbas à península coreana. Por causa dela milhões de pessoas morreram, estimando-se que vinte desses milhões se devam atribuir apenas à URSS. Por causa dela gerações de jovens se exaltaram e julgaram construir o paraíso na terra.

Que esta revolução suscite tão pouco entusiasmo hoje mostra como as paixões políticas são exactamente como as outras: arrebatadoras enquanto duram, recalcadas para sempre depois. Mas o cortejo de tragédias do comunismo talvez devesse permanecer na memória. Há anos, quando foi publicado O Livro Negro do Comunismo, logo surgiu a resposta com O Livro Negro do Capitalismo. O exercício era legítimo, já que afinal a História (do capitalismo e de tudo o resto) pouco passa de uma sucessão de tragédias. Mas também era errado, pois esquecia que o comunismo se apresentou como o regime para acabar com as tragédias da História da humanidade. Literalmente, pois com ele viria também o “fim da História”. E no entanto quase todos podemos ver que apenas acrescentou uma das mais trágicas páginas a essa História. Eis o que dá todo o sentido à ideia de Raymond Aron, para quem, em política, apenas se escolhe entre “o preferível e o detestável”. A democracia, o liberalismo, o capitalismo podem ser todos muito criticáveis, mas isso não autoriza a substituí-los pelo detestável. Não basta criticar o obviamente criticável. É preciso saber o que pôr no seu lugar.

A religião desempenha um papel cada vez menor na vida dos homens ocidentalizados, e foi substituída no século XX pela crença na salvação através da política. Enquanto antes os indivíduos pensavam salvar-se para além da morte recorrendo à piedade e a certos preceitos morais, o comunismo foi talvez o maior exemplo da crença na salvação na terra através de um regime político. Mas afinal ninguém se salvou cá em baixo por causa do comunismo. E no Além também não é de crer que o tenha feito".
Bom,lógico que nós,protestantes, temos um entendimento no final deste texto a luz da bíblia,mas deu para entender né?

augusto elias disse...

o que eu postei foi uma reportagem em 8 de novembro de 2007 no Jornal "Meia Hora".

Johnnÿ Sleazer disse...

Abandonei o comunismo por causa desses atos do comunismo, mas ainda concordo com uma atitude esquerdista contra o q está ai. É um posicionamento político q tenho desde muleque e não pretendo mudar, mas obviamente sou contra a radicalização do socialismo/comunismo e anarquismo, acho q deve-se como alguns já disseram pegar o que tem de bom de cada um dos sistemas políticos existentes e alinhar com a vontade Divina, q deve ser a verdadeira e soberana em nossas vidas.

Anônimo disse...

Parece que o inferno se alegra(???) com esta história!
Vejam em

http://hellleaks.wordpress.com

Anônimo disse...

É acho que os meus irmãos que gostam dos comunas deveriam se alistar numa agência missionária e evangelizar a Coréia do Norte. Pois penso que achariam mercê dos seus irmãos ideológicos orientais para pregar o evangelho. Dariam um bom testemunho de que o Cristianimo é uma religião que pode conviver com as ideias de Marx, Mao etc. Pensem nisso.

José Emerson A. da Costa

"É um erro popular muito comum acreditar que aqueles que fazem mais barulho a lamentarem-se a favor do público sejam os mais preocupados com o seu bem-estar." Edmund Burke

"Toda cultura surge da religião. Quando a fé religiosa decai, a cultura também decai." Russell Kirk

“Chegamos ao extremo limite dos horrores com o comunismo, o socialismo, o niilismo, deformidades horríveis da sociedade civil e quase a sua ruína.” (Leão XIII)

Palavra de Vida em Cristo disse...

Caros leitores e participantes deste debate, tenho orgulho de dizer que sou cristão e comunista, contudo não comungo nem dos extremos cristãos, nem dos extremos políticos, quer sejam ditaduras de direita, quer sejam ditaduras de esquerda. Justificar que o marxismo é do demônio porque matou milhões é o mesmo que afirmar que o cristianismo é demoníaco também, pois por séculos torturou, matou, oprimiu e excluiu em "nome de Deus". o que entendo é que o demônio tanto pode agir de um lado quanto de outro, basta ao homem não ser entendido das duas doutrinas e, não buscar a compreensão dos propósitos epistemológicos de cada uma. O cristianismo quer o bem estar do ser humano em todas as áreas de suas vidas, material e espiritual. Jesus socorria o homem na doença, na fome e na alma, seu objeto foi salvar o homem, reconciliá-lo com Deus consertando o que Adão desmantelou. O propósito de Marx, apesar de refutar a Deus e tê-lo como inexistente, era de acabar com as injustiças sociais buscando uma sociedade igualitária, algo muito próximo do que foi a Igreja nos três primeiros séculos é só consultar a história e verão. Então ter uma sociedade justa, que viva harmoniosamente nas diferenças ideológicas, respeitando a religião, orientação sexual, cor, raça etc.,dos seus componentes seria tudo de bom e nisso Jesus e Maxr são parecidos. Mas também em igualdade social, não havendo fome, ricos ou pobres seria muito bom é nisso que acredito, por isso, não vejo nenhum problema em ser cristão e comunista ao mesmo tempo, desde que este comunismo ou cristianismo não ofenda ninguém, pois vivemos hoje em dia em Estado de Direito, o ser humano desenvolveu-se para o bem, respeita e ama mais do que na 1ª e 2ª Guerras Mundiais ou na Idade Média aonde os comunistas, tiranos e déspotas eram os cristão. Ass.: Professor Nilton Carvalho Historiador, Teólogo Pós-Graduado em Educação pela PUC-GOIÁS e Mestrando em Ciências da Religião. ndc30@hotmail.com http://palavradevidaemcristo.blogspot.com/
http://educabrasilculturaehistoria.blogspot.com/

Fernando Scarparo disse...

Olá, boa noite a todos. gostaria de expor minha opinião em relação ao assunto em questão.
Perdoem-me quaisquer simpatizantes de esquerda, de direita, anarquistas, terroristas ou outro sistema qualquer criado, regido e mantido por mãos de homens. O sistema de governo ao qual eu sirvo é o do reino selestial. Aquele ao qual Cristo foi eleito o Rei. Sucessor direto do trono do rei Davi. O qual sacrificou sua própria vida para que eu tivesse vida e vida em abundância. Sou sujeito sim, ao meio ao qual vivo e ao sistema a que ele pertence. Tenho que viver e sobreviver nesse mundo que, cada vez mais, tem se voltado para o individualismo, para a ganância, para o amor próprio, destruindo e pervertendo a idéia principal que Jesus Cristo instituiu, inclusive como forma de mandamento, reforçando os dois fundamentos (mandamentos) básicos e mais importante que qualquer outro princípio ou fundamento possa ser: Que amemos aos outros como ele nos amou.
Me perdoem, mas eu não vejo amor em um sistema onde o fundamento principal é juntar riquezas. Não há riquezas para todos. O que eu vejo é a miséria distribuída, a desigualdade, a fome, a falta de cuidado dos governos em relação ao próximo.
Também não vejo o amor num sistema que imprime regimes e regras, que controla a vida das pessoas e o que elas podem ou não fazer e falar. Intolerância, mortes, guerras, atentados, destruição é só o que tenho visto ao se defender tais regimes e governos. O capitalismo têm matado tanto quanto o nazismo matou se não matou mais, porque continua a matar diariamente. Não há um foco como um Hitler, mas indiretamente está distribuído entre bandidos criados por um sistema que oprime com a falta de oportunidade e de preparo, com governantes que criam guerras em nome da paz e matam milhões, com pessoas que matam por dinheiro todos os dias, entre outros. Enquanto não houver o governo divino, enquanto Jesus não assumir o controle e destruir todos esses governos corruptos e falsos, não haverá paz. Até lá, o melhor a se fazer é pedir a proteção de DEUS, pois esse não abandona nunca, não desampara, faz brotar água da pedra, se assim for preciso! E como disse Jesus Cristo aos centuriões: A Cesar o que é de Cesar. Eu não sou deste mundo, estou nele de passagem, espero o mundo que há de vir, esse sim, governado por Cristo, justo, puro, incorruptível, imaculado! Enquanto espero, busco conhecer cada vez mais o meu Deus, pedindo a Ele conhecimento e alimentando o meu espírito com o que realmente importa, com a Verdade, A Palavra de Deus, Jesus Cristo.

A paz a todos.
Deus abençoe a todos.

Caline Galvão disse...

Tb é uma aberração confundir capitalismo com Cristianismo, como fazem muitos! E ainda por cima quem gosta de alguns pontos do comunismo é visto como ateu ou "lobo vestido de cordeiro".

Frank Brito disse...

Qualquer um que já tenha lido os profetas sabe da importância que eles davam ao cuidado dos pobres, desamparados, orfãos, viúvas, etc.:

"Até quando proferirão, e falarão coisas duras, e se gloriarão todos os que praticam a iniqüidade? Reduzem a pedaços o teu povo, ó SENHOR, e afligem a tua herança. Matam a viúva e o estrangeiro, e ao órfão tiram a vida. Contudo dizem: O SENHOR não o verá; nem para isso atenderá o Deus de Jacó. Atendei, ó brutais dentre o povo; e vós, loucos, quando sereis sábios?"- Salmo 94.4-8

"Ai dos que decretam leis injustas, e dos escrivães que prescrevem opressão. Para desviarem os pobres do seu direito, e para arrebatarem o direito dos aflitos do meu povo; para despojarem as viúvas e roubarem os órfãos!"-Isaías 10.1-2

Foi esse tipo de preocupação que levou ao estabelecimento dos diáconos na Igreja:

"Ora, naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério cotidiano... Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio".- Atos 6.1,3

Como ensinou o Apóstolo Tiago:

"A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo".- Tiago 1.27

O problema de esquerdistas é que eles, sem qualquer justificativa, interpretam a necessidade de cuidar dos desamparados como sendo a responsabilidade disso ser feito pelo governo civil. Apesar do cuidado dos desamparados ser enfatizado por toda a Bíblia, não há qualquer ordem, mandamento bíblico ou qualquer evidência bíblica que seja de que isso seja uma tarefa do governo civil. Não há qualquer base bíblica para o governo civil tomar a renda de determinados cidadãos com mais dinheiro pra dar pra outros cidadãos com menos dinheiro. A Bíblia deixa claro que os desamparados devem ser alvo de cuidados. Mas a Bíblia não ordena que isso seja feito pelo governo civil, mas por uma decisão individual e pessoal livre. E há um motivo muito importante pra isso que é ignorado por socialistas.

Frank Brito disse...

"Porque vós mesmos sabeis como convém imitar-nos, pois que não nos houvemos desordenadamente entre vós, nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós. Não porque não tivéssemos autoridade, mas para vos dar em nós mesmos exemplo, para nos imitardes. Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também. Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes fazendo coisas vãs".II Tess 3.7-11

O texto se refere a pessoas economicamente dependente de outras. Elas dependiam de outras pra comer. Mas essa dependência era por vagabundagem. Eles não trabalhavam porque eram vagabundos. E porque eram vagabundos, Paulo ensina que não havia qualquer responsabilidade de ninguém sustentá-los ou socorrê-los por parte de ninguém. Nas palavras de Paulo, "não coma também", ou seja, devem permanecer no estado de ruína econômica na qual se encontram a ponto de passar fome.

Ele confirma isso quando escreve a Timóteo:

"Honra as viúvas que verdadeiramente são viúvas... Ora, a que é verdadeiramente viúva e desamparada espera em Deus, e persevera de noite e de dia em rogos e orações; Mas a que vive em deleites, vivendo está morta".- I Timóteo 5.3,6

A lógica é a mesma da anterior aos Tessaloniscenses. A lógica é que ser desamparado, pobre, necessitado não garante que o indivíduo deva ser alvo de ajuda social. A lógica é que moral tem soberania sobre a situação socioeconômica. Como escreveu Salomão: "Melhor é o pobre que anda na sua integridade do que o de caminhos perversos ainda que seja rico". - Provérbios 28.6 O fato de alguém ser pobre não significa que ela tenha caráter ou que tenha um comportamento correto, da mesma forma que ser rico não significa. É melhor ter um comportamento correto do que ser rico. Mas não ser rico não significa que tenha um comportamento correto.

Frank Brito disse...

Esse tipo de distinção não tem como ser feita pelo governo civil. Esse tipo de distinção só pode ser feito individualmente pelas pessoas que tem contato com tais pobres e desamparados economicamente. Os programas de coação do governo civil parte da falsa premissa de que todo mundo que é pobre, é pobre porque foi injustiçado e todo mundo que é rico, é rico porque é um opressor. Essa lógica não é bíblica, mas é anti-bíblica, pois faz com que ética/moral seja equivalente a situação econômica.

Vejamos algo muito importante que Paulo falou a Timóteo sobre isso:

"Honra as viúvas que verdadeiramente são viúvas. Mas, se alguma viúva tiver filhos, ou netos, aprendam primeiro a exercer piedade para com a sua própria família, e a recompensar seus pais; porque isto é bom e agradável diante de Deus... Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel".- I Timóteo 5.3,4-5)

A responsabilidade de cuidar das idosas é antes de qualquer outro, responsabilidade de sua própria família. Outras pessoas só tem a responsabilidade diante de Deus de fazer isso quando a família não faz. A família não deve colocar sobre outras pessoas a responsabilidade que pertence a eles. Se a família não fizer por irresponsabilidade com os seus, comete um pecado terrível e outras pessoas devem ajudá-la pra suprir a negligência da família. Se é porque, sem culpa própria caiu na pobreza (pela opressão de tiranos, por exemplo) e não pode sustentar seus idosos, ai sim não há culpa da pessoa por isso. A pobreza não faz com que a pessoa seja uma vítima. Somente quando tal pobreza não é causada por irresponsabilidade pessoal, mas por opressão alheia.

Frank Brito disse...

A existência de um mandamento bíblico não significa necessariamente que seja obrigação do governo civil fazer com que tal mandamento seja cumprido. A Bíblia manda não cobiçar a mulher do próximo. Mas não há qualquer mandamento bíblico que diga que seja responsabilidade do governo impedir ou punir qualquer pessoa por cobiçar a mulher de seu próximo. Também a Bíblia manda amar a Deus sobre todas as coisas. Mas não há qualquer mandamento que diga que seja responsabilidade do governo fiscalizar quem ama de verdade e punir quem não ama. Também a Bíblia manda não se prostituir e não ser um bêbado. Mas também não há qualquer lugar na Bíblia manda o governo punir mulheres por serem prostitutas ou punir bêbados por passar dos limites. Portanto, não basta Ariovaldo Ramos demonstrar que a Bíblia ordene o cuidado pelos pobres. Ele precisa demonstrar que ela ordene que esse cuidado deva ter como meio a coação do governo civil.

O que existe é o seguinte mandamento:

“Não farás injustiça no juízo; não farás acepção da pessoa do pobre, nem honrarás o poderoso; mas com justiça julgarás o teu próximo”. (Levítico 19.15)

“Não fareis acepção de pessoas em juízo; de um mesmo modo ouvireis o pequeno e o grande; não temereis a face de ninguém, porque o juízo é de Deus; e a causa que vos for difícil demais, a trareis a mim, e eu a ouvirei”. (Deuteronômio 1.17)

Aqui Deus explicitamente ordena que a riqueza e a pobreza não sejam o fundamento de qualquer decisão em juízo, mas que os direitos de cada um existe independente de ser rico ou ser pobre. O pobre, portanto, não tem o direito de exigir direitos diferentes do rico com base em sua pobreza. Apesar de esquerdistas acreditarem que justiça consiste no governo civil favorecer os pobres porque são pobres, Deus declara isso como sendo injustiça. A definição de justiça de esquerdistas, portanto, não vem das Escrituras Sagradas ou de Jesus Cristo, mas de Robbin Hood.

Lucas Marim Santos disse...

Sistema perfeito de governo só em Jesus. O comunismo prega, assim como a maçonaria e outras instituições, que trará o bem estar para a sociedade, negando ou suprimindo a necessidade de que Jesus venha te salvar.

1 Coríntios 12:3 Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema! E ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo.

Digo que, qualquer que diz que Jesus não é digno da posição que tomou por seu sacrifício, diz de Jesus "Desprezível", "Anátema".

O Senhor Seja conosco em cada instante. Não nos levemos por essas ideologias de revolução ,(Lucífer quis ser o primeiro revolucionário, era rebelde e insujeito) por ideologias anti-cristãs de paz e igualidade terrena. Só Deus pode reinar com justiça e tem dado a cada um o fruto do seu agir (Se fosse assim o Deus Soberano já teria feito muitas vezes uma reforma agrária, reforma econômica,etc. - mas Ele preferiu nos dar a Seu Filho, para por Ele chegarmos ao Céu).

Jadson Carvalho disse...

Querido Pablo, você disse que não crê que o comunismo possa corromper um cristão. Você parece não está atento no que essa ideologia prega, ou parece concordar com os pensamentos marxistas. Segundo o blogueiro pró-vida Julio Severo, "A moda entre os ateus desde Karl Marx é o socialismo. Em sua essência, o socialismo entroniza o Estado no centro de tudo, como se o Estado tivesse algum tipo de vocação ou permissão divina para substituir Deus e preencher todas as necessidades humanas: educação, saúde, moradia, emprego, etc. Querendo ou não, todo governo que promete tal provisão total é socialista."
Não sou socialista, nem pretendo ser, sou um seguidor de Cristo.
Posso lhe mostrar várias razões pelas quais não sou socialista, nem comunista.
1-Não sou socialista porque não sou idólatra.
2. Não sou socialista porque não sou burro.
3. Não sou socialista porque amo a Jesus Cristo com todo o meu coração.
4. Não sou socialista porque não sou blasfemador.
5. Não sou socialista porque não sou inocente útil e cego.
6. Não sou socialista porque não aceito que o próprio Estado tenha se tornado uma religião, exigindo adoração para si acima de todas as religiões, mandamentos, preceitos, etc.
7. Não sou socialista porque não sou cínico.
8. Não sou socialista porque sou cidadão do Reino de Deus.
9. Não sou socialista porque prego outro sistema de governo.
10. Não sou socialista porque não quero ajudar a construir o governo mundial da Besta.
11. Não sou socialista porque não sou cúmplice de ladrão e mentiroso.
12. Não sou socialista porque creio, conforme Romanos 13, que o papel do Estado é somente castigar os criminosos, inclusive com a pena de morte quando necessário, e elogiar os bons.
13. Não sou socialista porque creio nas revelações da Palavra de Deus.
14. Não sou socialista porque tenho olhos para ver e ouvidos para ouvir o que a Palavra de Deus mostra e diz.
15. Não sou socialista porque não existe nenhuma ideologia que esteja lutando tanto para que “venha o reino da Besta” quanto o socialismo.
16. Não sou socialista porque sou filho de Deus, não fruto de ideologias que impregnam o imbecil coletivo das universidades e escolas.
17. Não sou socialista porque não sou manipulado.
18. Não sou socialista porque sou seguidor de Jesus Cristo.
estes são alguns dos motivos pelo qual rejeitamos as ideias comunistas, Jesus nunca pregou comunismo por ser essa doutrina maléfica à sociedade, uma doutrina que matou e mata milhões de pessoas no mundo, desde ao aborto, até em guerras, espalhando a dor o ódio e o ateismo.

Jadson Carvalho disse...

Idiota, não existe ideia sem ação, como vc diz que comunismo não mata niguem? quem é o pai dessa doutrina? Karl Marx, esse cara era satanista, criou essa ideologia satanica para matar pessoas desde a gestação, bebês, e até em guerras.
Então leia mais um pouco sobre Marxismo Cultural, leia aqui: http://www.midiasemmascara.org/


leia este artigo de julio severo: http://juliosevero.blogspot.com.br/2010/01/por-que-nao-sou-socialista.html

Jadson Carvalho disse...

vc tem razao irmão, o que se vê acima são pessoas cometando asneiras, que se quer entendem do assunto que estão falando...

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only