O crescimento do ateísmo no Brasil e no mundo.

Por Renato Vargens

Há pouco eu publiquei um texto no meu blog onde abordei sobre o surgimento da Escola Dominical Ateísta.

Hoje eu li uma pesquisa na Folha deSão Paulo de 22/03/2011, que  que a religião poderá  ser extinta em até nove nações ricas que foram analisadas em um estudo científico.  A pesquisa identificou uma tendência de aumento no número de pessoas que afirmam não ter religião na Austrália, Áustria, Canadá, Finlândia, Irlanda, Holanda, Nova Zelândia, Suíça e República Tcheca --o país com o índice mais elevado, com 60%.  Usando um modelo de progressão matemática, o levantamento --divulgado durante um encontro da American Physical Society-- mostra que as pessoas que seguem alguma religião vão praticamente deixar de existir nestes países.  Na Holanda, por exemplo, 70% dos holandeses não terão religião alguma até 2050. Hoje, esse grupo é de 40% da população. 
  
Outra reportagem afima que o número de americanos que se identificam como cristãos – considerando suas inúmeras variações – teve uma queda de 10 pontos percentuais no mesmo período, passando de 86% para 76% da população. Estes são dados que impressionam, principalmente quando se considera que os mesmos são provenientes dos Estados Unidos, vistos por muito tempo como um verdadeiro celeiro de pastores e missionários.

No Brasil, também aumentou o número de pessoas que declaram não ter religião, incluindo os ateus. Pelos dados do IBGE, atualmente esse contingente representa 7,3% da população, contra 1% dos anos 70.

Caro leitor,  o crescimento do secularismo além da multiplicação do número de pessoas decepcionadas com Deus e a religião, como também a ênfase do liberalismo teologico, e de  um neopentecostalismo doentio que ensina sobre  um deus falso, tem contribuido em muito para o redescobrimento por parte do povo das filosofias atéias que se opõem com veemência a pessoa de Deus.

É claro, que o Brasil, devido a inúmeros fatores está ainda bem aquém do quadro desesperador que por exemplo se encontra a Europa. Todavia, acredito que os números são preocupantes, e que nós como cristãos devemos acender a luz amarela, mesmo porque, senão fizermos alguma coisa, corremos o risco de em poucos anos termos uma nação absolutamente secularizada.

Pense nisso!

Renato Vargens

17 comentários:

Não vejo como perigo não , aliás é perigoso somente para aqueles que não sabem responder àqueles que pedem razão da sua fé . Vejo até com bons olhos . Enfim este movimento vai dar lugar ao Evangelho do Bom Senso . Enfim os apologistas cristãos poderão usar o seu arsenal contra os sofistas .

Também pastores terão que se preparar melhor para o ministério , pois nem todo mundo engolirá qualquer ensinamento .

Por estas e outras que vejo com bons olhos este movimento . Na Inglaterra ele já existe a muito tempo , encabeçado por Richard Dawkins , mais conhecido como o "rotwiller de Darwin" . Na Inglaterra , Dawkins tem um adversário a altura , me refiro a Alister McGrath .No EUA , há homens como :Norman Geisler , William Lane Craig, Phillip E. Johnson , Dallas Willard , J.P.Moreland e outros , que confrontam com total sucesso os ateus proeminentes .

No Brasil há pouquíssimos pastores que teriam sucesso num debate com um ateu militante . Os únicos que vejo capazes de nos representarem bem são : Luiz Sayão , Paulo Romeiro , Ezequias Soares , Natanael Rinald , Eneias Tognini , Augusto Nicodemos , Hernandez Dias Lopes ... são os nomes que consigo lembrar de imediato .

Quando os evangélicos brasileiros forem confrontados em razão da sua fé pelos ateus , com toda a certeza procurarão Igrejas que tenham líderes à altura para responder as suas dúvidas .

Tive o privilégio de debater algumas vezes em fóruns ateus , mas percebi que aquilo estava gerando vaidade no meu coração e parei de debater . O que é bem diferente agora com este movimento crescente em todo o Mundo .

Precisamos enfrentar e responder com autoridade a todas as indagações !!

Anônimo
30 de abril de 2011 13:35 comment-delete

É preciso olhar por detrás da estatística do IBGE. Muitos que são "sem-religião" muitas vezes são:

1) Pessoas que adotam uma espiritualidade da nova-era.
2) Maridos de mulheres católicas que se convertaram numa igreja Pentecostal e por esse motivo se consideram "sem-religião"
3) um contingente bem menor de ateus.

Muitos que se definem como "sem religião" até frequentam cultos e missas e eventualmente oram.

Costumo dizer que os "sem religião" no Brasil são mais devotos que muitos religiosos europeus.

30 de abril de 2011 17:46 comment-delete

Existe uma Mobilização dos Militantes ateístas pelo Mundo . A Tática é divulgar o ateísmo com frases em ônibus e outdoors . No Brasil o Movimento até tentou , mas nenhuma empresa quis corroborar com o Movimento . Vez ou outra aparece algum ateu na televisão , eu fico envergonhado pelos ateus , assim como me envergonho pelos pastores que se dispõem a debater . Tanto estes ateístas televisivos como os demais pastores , falam água com açúcar , eu somente fico a rir .

Um verdadeiro militante toca em temas mais complexos e profundos do que o tema tão banal como o evolucionismo , isto hoje em dia é conversa de criança no jardim de infância .

Os temas mais complexos , são : Se Deus é bom , então porque o mal existe ? Se Deus é criador de tudo , então Deus criou o mal , e portanto toda a desgraçado mundo é culpa de Deus . Isto é só uma das várias abordagens dos militantes ateístas .

Para qualquer pastor é muito mais fácil lidar com uma pessoa com uma legião de demônios , do que enfrentar a sabatina deum militante ateu .

Vivemos dias que não adianta provar a existencia de Deus , através dos sinais . Todas as Religiões do mundo tem o seu "quê" sobrenatural . O Cristianismo de hoje somente terá sucesso através de consistência : histórica , documentária e vivencial .

Só para deixar claro , eu creio que somente o Espírito Santo é que pode convencer o homem do pecado , da justiça e do juízo .

Este emu arrazoado se remete tão somente ao debate de idéias , entre cristãos e ateus

Carlos
30 de abril de 2011 18:23 comment-delete

Interessante esse blog, Renato.

Algumas colocações e perguntas:

Cerca de 2006 vi uma estatística no Canadá declarando que em torno de 40% se declaravam "sem religião." Concordo com Daniel Clark que os números podem ter várias interpretações...e por isso até é interessante cruzarmos outras informações relevantes.

Como vivemos no Canadá entre '95 e 2007, sentimos na pele a realidade de uma cultura cada vez mais secular. Lá conhecemos o fenomino da "perda de memória" Cristã--ou seja, a perda de associação de termos geralmente ligados ao Cristianismo. Como ilustração, achava muito estranho ouvir pessoas perguntarem por que cristãos gostam de "inserir um sentido religioso na Páscoa, e no Natal." (É evidente que não tinham a mínima idéia da origem desses dois feriados.) Os mesmos podem não identificar a Bíblia como o livro do povo cristão. E alguns (mesmo de igreja histórica) tem se escandalizado ao ouvir o nome "Jesus Cristo," entendendo com isso que a pessoa (eu) estava falando palavrão.

Imagino que, com o mal uso de palavras como "benção" (ou seja, algo que Deus nos deve), "fé" (uma forte emoção que se cria através de uma experiência religiosa, ou em um concerto de rock "cristão"), "graça" (a licença para ser preguiçoso, e para fazer vista grossa), "pastor" (o "dono" da franquia do templo), e outras mais... imagino que virá uma geração que não mais tolere a igreja, e que resista até a apresentação fiel do Evangelho, pois já lhe falta referência fiel.

Oro, e espero que assim não seja.

Já ouvi dizer que o Cristianismo estar sempre "apenas a uma geração da extinção." Que Deus reverta essa previsão!

30 de abril de 2011 23:49 comment-delete

Olá!

A questão não é deixar de professar uma religião pra chegar até o ateísmo. O ponto é deixar de ser o "sujeito religioso". Abandonar religiões, não implica em apagar o ser religioso. John Dewey fez essa distinção de maneira clara. A pesquisa, pra falar de ateísmo, tinha que dar destaque ao outro espectro do assunto.

Em uma outra perspectiva, penso que ser ateu é ser religioso visto que a negação da Divindade perpassa por Ela. Logo, a religião nunca morrerá.

Obs.: Quando puderem, visitem http://www.blogdokimos.com

1 de maio de 2011 12:14 comment-delete

O secularismo ajuda a garantir a coexistência de diversos pensamentos ou religiões num mesmo território. Não é coincidência que esses países mais "secularizados" estão entre os mais desenvolvidos. Vejo um mundo muito mais pacífico com o fim do domínio religioso das estruturas de poder no planeta. Um grande exemplo disso é o que está acontecendo no norte da áfrica e oriente médio: levantes contra estados fundamentalistas.

Anônimo
3 de maio de 2011 19:38 comment-delete

Sou ateu e não acho que a religião católica esta ameaçada. Nem o cristianismo. Acho que a secularização deve atingir o Estado. Assim a liberdade religiosa, que a meu ver é uma forma de expressão, será garantida a todos, porque ninguém será privilegiado. Talvez vocês prefiram uma posição mais favorável ao cristianismo, por serem cristãos, mas um Estado democrático de direito e de fato tem que ser secular. As escolhas das pessoas podem incomoda-los, mas terão que ser respeitadas. Assim como estou respeitando a de vocês e percebi que não há um único comentário preconceituoso a respeito do ateísmo. Grato!

3 de maio de 2011 23:44 comment-delete

Acredito que esta tendência é natural (a redução do número de religiosos e o aumento de pessoas que não tenham religião). Podemos perceber claramente que com o advento da informação, internet e outros, saimos da regionalização para a globalização. Agora todas as pessoas podem saber de tudo a todo tempo por conta própria, e isso leva à independência do pensamento a respeito também de um ser divino (Deus, Buda, Maomé, Cristo, e outros que ocupam títulos divinos)
Nossos antepassados viviam num mundo limitado com crenças impostas, nossa geração é transformadora e as próximas terão novos perfis condizentes com seu tempo.

brito (@kbritu)
9 de maio de 2011 14:57 comment-delete

Interessante. Não creio que um grupo de pessoas com determinada crença deva enxergar o outro grupo como ameaça. O Brasil é um dos poucos lugares onde o islâmico pode ser vizinho do judeu sem que atentados terroristas ligados a crenças aconteçam por causa disso. Então, por que precisa haver uma disputa entre cristianismo e ateísmo?

4 de setembro de 2011 21:52 comment-delete

Ser ateu é uma opção que inclusive encontra respaldo na história. O deus cultuado e adorado pelos cristãos é o deus cultural de Israel. Nos primeiros séculos da e.c. este mesmo deus era execrado e comparado ao diabo, coisa que a maioria dos crentes desconhece. A legislação romana protegia a religião judaica em retribuição aos favores concedidos ao estado romano pela dupla Antípatro (pai de Herodes, o grande) e o Sumo sacerdote judeu, João Hircano. Em agradecimento, Júlio César instituiu uma legislação protecionista ao judaísmo que haveria de ser cumprida por todos os imperadores. Não se tratava de uma troca de favores pessoais, mas uma concessão do Estado. Calígula tentou infringi-la e Adriano criou dificuldades como represália a rebelião dos judeus.

Havia muito tempo que os gregos não viam com bons olhos a independência cultural dos judeus. A legislação protecionista romana só fez agravar a ciumeira grega que também existia entre os sírios e os egípcios. Um ambiente religioso antijudaico se formou em decorrência disso, explorando oportunamente samaritanos e galileus, que foram convertidos pelas espadas judias e, além de não receberem apoio cultural algum, pois sinagogas são construídas na Galiléia somente depois do segundo século. Os povos convertidos não eram considerados como iguais pelos judeus, o que naturalmente gerava mal-estar. Aí estão os ingredientes que fomentaram a execração do deus cultural de Israel. Os teólogos passaram a denominar eufemisticamente as resultantes de tal situação de judaísmo heterodoxo.

Foi desse ambiente inconformista e antijudaico que surgiu o cristianismo.
Einstein distinguia a evidência de uma inteligência cósmica do deus cultural de Israel. Esta inteligência não estabeleceu aliança com povo algum, não impôs leis morais, não exige ser adorada, louvada etc. e nem cobra dízimos. Os cristãos aprenderam a chamar a inteligência cósmica de Deus porque esse aprendizado foi imposto à força e por séculos a fio, depois que os gregos se viram na contingência de combater o judaísmo com ele próprio, com um antídoto. São estas as causas históricas do cristianismo evidenciadas pela teologia da substituição. O cristianismo não surgiu de uma seita judaica, sim de um movimento internacional e antijudaico.

Como ateu, eu deixo o deus de Israel para os judeus e não tenho a menor dificuldade de admitir a existência de uma inteligência cósmica. Minha ignorância não precisa do nome “Deus” e nem fingir conhecimentos tão profundos que ninguém vê.

6 de setembro de 2011 09:37 comment-delete

"É claro, que o Brasil, devido a inúmeros fatores está ainda bem aquém do quadro desesperador que por exemplo se encontra a Europa". Esqueceu de mencionar estes inúmeros fatores. Entre eles estão os que seguem: baixa educação do povo, acesso e publicação à informação não vastamente democráticos, alienação cultural e científica, entre outros.

2 de outubro de 2011 18:01 comment-delete

MEUS IRMAOS DEUS NAO DEIXOU RELIGIAO NO MUNDO, ISSO E COISA DO HOMEM NATURAL.JESUS DISSE IDE PELO MUNDO E PREGAI O MEU EVANGELHO.DEUS E DEUS SEM O HOMEM, E O QUE E O HOMEM SEM DEUS. NA TERRA SOMOS MORTAIS(DO PO TU VIESTES E AO PO RETORNARAS)E MELHOR MORRER COM O BEM OU MORRER ENCIMA DO MURRO.

13 de junho de 2012 17:07 comment-delete

Como foi dito num comentário acima: o acesso à informação, internet, liberdade de pensamento, etc... naturalmente trás ceticismo e secularismo. Não se submeter cegamente à uma religião será algo cada vez mais natural. não tenham dúvida. não vou me alongar... darei apenas um exemplo: alguém com um mínimo de raciocínio lógico, ao ler este artigo, por mais que sua mente já tenha sido lavada... poderá ler até o fim, incluindo os comentários.
Esta pessoa vai precisar de poucos neurônios pra perceber que dentre milhões, muitos duvidam e raciocinam como ele também.
Este "fenômeno" acontecerá mais e mais, dia após dia! Seja vc de que religião for - aquele que estiver ao seu lado vai pouco a pouco perder o medo e ver que questionar é normal... e que outros já passaram por este processo e vivem muito bem, obrigado.
Duendes, fadas, mula sem cabeça, hades, osiris, thor, odin, bruxa, lobisomen, vampiro, coelho da páscoa, gnomo, anjo, demonio, zeus, hera, buda, vishnu, seth, tupã, ogun, papai noel, oxalá, curupira, bicho papão, mostro, alma, espirito, fantasma .... uuuuufa... fique tranquilo, nada disso existe, tudo foi criado pelo homem. Basta vc ter coragem e informação pra amadurecer e compreender a origem de lendas e mitos... e que vc não precisa de mais nada disso...
já escrevi demais, fui

14 de junho de 2014 00:33 comment-delete

é uma pena nossa sociedade que lutou tanto por uma igualdade social, melhor condições de vida para todos, chegou em um desenvolimento tecnologico muito bom, agora nesse seculo XXI, voltar a ter a mentalidade dos pagões na Epoca de Abraão.

9 de novembro de 2014 14:24 comment-delete

Assim como em tempos atras, o homem por ter atingido um nivel de autonomia manipulando os fenomenos da natureza, começou a duvidar do Pai, e se considerou um deus, exemplo no antigo egito (farao), o farao tbem era ateu, ele se considerava um deus, o que está acontecendo hoje. Os ateus desprezam o proprio Pai, que os ama tanto, querem tbem ser orfãos, donos do seu proprio destino, fazer suas proprias leis, ou não ter leis, donos do seus proprios corpos, fazer o que quiser de seus corpos, homem com homem, mulher com mulher, com cachoro, cavalo sei lá, cultivo do egoísmo, eu sou o mais, o melhor (quero chegar ao topo na empresa, nem que tenha que derrubar o chefe, fazer mais com menos, nem que todo mundo venha trabalhar em feriados, ora é o meu desejo egoísta que vale mais) quero ser a estrela, o mais famoso, cultivar todo tipo de sentimento egoísta e hipocrita. Na cidade de Laodiceia na Roma antiga estava cheio de gente assim, realmente o Pai não tem como atuar no coração de gente com esse espirito egoísta. Jesus nos mostrou algo totalmente diferente que até hoje ninguem entende, amar o proximo, umildade (Jesus nasceu em um curral ora, pergunta alguem se tem coragem de deixar seu filho 2 min em um curral).
O homem orfão no mundo só tem feito porcaria e provocado desordem e exploração ao longo dos anos, acredito que todos estão bem orientado dos numeros que a FAMOSA EUROPA, OS PAISES DESENVOLVIDOS VEM SOFRENDO AO LOGO DESDA DECADA!!! TODOS ESTAMOS CIENTES QUE A DESIGUALDADE SOCIAL A EXPLORAÇÃO DO HOMEM PELO HOMEM, O CRESCIMENTO DAS MULTINASCIONAIS, CONCENTRANDO RIQUEZAS NAS MÃOS DE POUCOS FAZENDO CADA VEZ MAIS COM MENOS, infelismente obra de nosso egoísmo e falta de fé (APOSTASIA). Na tão admirada Alemanha, que não via pobreza, hoje está contando com uma taxa crecente de 16% de sua população proximo a linha da miseria. Graças ao nosso bom Deus que seus governos AINDA tem boas reservas, mais infelismente isso vai acabar. A desigualdade social só está crescendo cada vez mais na Europa, a pobreza, e tudo de procaria da sociedade está crescendo, ninguem está vendo isso???? isso, infelismente consequencia do Apostasia que se instala nestes países. Pessoal, é só ler um pouquinho de historia, sempre que a raça humana abandona a Deus, quer ficar orfão (quer que Deus tenha a culpa de tudo agora, inclusive dos atos e ações dos homens), o povo vai para o buraco, começa a exploração, aumena a prostituição (falta de controle sobre o proprio organismo), olhem na Alemanha, em 1996 tinha 2 prostibulos, agora são mais de 900. Os jovens formados na Alemanha estão tendo que negociar com sindicatos, salarios cada vez mais miseraveis para conseguir entrar no mercado de trabalho. E isso vai piorar cada vez mais, pois toda empresa tende a explorar, mais os funcionario, empresa orfã tende a ser egoísta e soberba assim como a população que ela explora. Jesus fala que temos que ajudar sempres os necessitados, e fazer ações justas, como posso fazer algo justo se não existe uma referencia? como saberei se é justo ou não? Jesus tem uma referencia gigante, ele disse ao servo rico, de ao pobres tudo o que vc tem e me siga. Se eu considero a religião uma coisa ruim o que Cristo falou tbem não vou seguir e seus ensinamentos ficarão em vão.
convido a todos a ajudar as igrejas, não com dinheiro não é isso que elas precisam mas com sua presença, assim poderemos continuar uma nação prospera e abençoada ano a pos ano.

9 de novembro de 2014 15:00 comment-delete

Me sinto feliz por saber que finalmente as pessoas estão acordando dessa fantasia, espero que o número de ateus/seculares continue a crescer e que um dia eu possa ver no Brasil o que já acontece em países de primeiro mundo, inclusive nos EUA, a população lúcida, livre dos charlatões, mercadores da fé e de toda essa bobagem...

20 de julho de 2015 08:54 comment-delete

Nossa,quanto choro,a tendência da humanidade é evoluir,vcs achavam q essas crenças bobas iam segurar o ser humano pra sempre??? Claro q ñ,só os fanáticos q tem medo da morte é q ainda tentam acreditar nesse deus assassino de criancinhas

3 de novembro de 2015 18:56 comment-delete