quarta-feira, novembro 24, 2010

A onda de violência no Rio de Janeiro

Por Renato Vargens

Ontem ao sair de casa para a igreja, um dos porteiros do meu prédio me disse: - "pastor, não sei aonde vamos parar, acabou de acontecer mais um assalto a pedestre na rua. É bom ficar atento!"

Pois é, definitivamente a região metropolitana do Rio de Janeiro está mergulhada em violência. Um exemplo claro disso é a  onda de ataques violentos que a cidade está passando nestes dias.

A coisa está tão feia que os Portais de grandes redes de comunicação como a BBC (Reino Unido), Los Angeles Times e Washington Post (Estados Unidos),Clarín (Argentina), e Correio da Manhã (Portugal) destacaram a ação da polícia em tentar  conter os ataques.

A britânica BBC destacou que mais de mil agentes da polícia foram colocados para atuar na "batalha" contra as gangues. O portal também afirmou que a pacificação na cidade é um dos objetivos da sede da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016.Os americanos Washington Post e Los Angeles Times anunciaram o reforço policial no Rio. Os sites afirmaram que o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, assegurou a executivos da Fifa que o Brasil está preparado para sediar os eventos esportivos dos próximos anos em "paz e tranquilidade".O português Correio da Manhã abriu a matéria com um pedido de ajuda do governador carioca, Sérgio Cabral, a Barreto. Para o portal, "o ministro ofereceu bem mais que o que o governador pediu", ao reforçar não apenas o contingente de policiais rodoviários, mas também colocar tropas da Força Nacional de Segurança Pública e disponibilizar vagas em prisões federais espalhadas pelo País. O Argentino Clarín elaborou uma galeria de 11 fotos sobre os estragos que os ataques causaram na cidade. Nelas, há imagens de batalhões de polícia baleados, vidros quebrados pelas balas e policiais armados andando pelas ruas.

A onda de ataques teve início na tarde de domingo, dia 21, quando seis homens armados com fuzis abordaram três veículos por volta das 13h na Linha Vermelha, na altura da rodovia Washington Luis. Eles assaltaram os donos dos veículos e incendiaram dois destes carros, abandonando o terceiro. Enquanto fugia, o grupo atacou um carro oficial do Comando da Aeronáutica (Comaer) que andava em velocidade reduzida devido a uma pane mecânica. A quadrilha chegou a arremessar uma granada contra o utilitário Doblò. O ocupante do veículo, o sargento da Aeronáutica Renato Fernandes da Silva, conseguiu escapar ileso. Ainda no domingo, em arrastão na Via Dutra, uma quadrilha armada bloqueou um trecho da pista sentido São Paulo, na altura de Pavuna, e roubaram um Kia Cerato e um Prisma. Na ação, uma das vítimas, identificada como Guilherme Feitosa da Silva, 26 anos, foi baleado na cabeça e levado em estado grave para o Hospital Getúlio Vargas.

Na manhã de segunda-feira, cinco bandidos armados atacaram motoristas no Trevo das Margaridas, próximo à avenida Brasil, em Irajá, também na zona norte. Os criminosos roubaram e incendiaram três veículos - uma van de passageiros que fazia o trajeto de Belford Roxo para o Centro, um Monza e um Uno. Também na segunda pela manhã, criminosos armados com fuzis atiraram em uma cabine da PM na rua Monsenhor Félix, em frente ao Cemitério de Irajá. A PM acredita que o incidente tenha sido provocado pelos mesmos bandidos que queimaram os carros no Trevo das Margaridas. À noite, criminosos atearam fogo em outros dois veículos na rodovia Presidente Dutra, sentido Capital, na altura da Pavuna. Na zona norte, uma cabine da Polícia Militar (PM) foi metralhada próximo ao shopping Nova América, em Del Castilho.

Já na manhã desta terça-feira, dois homens foram mortos a tiros em um Honda Civic na rodovia Washington Luís, altura do km 122. A PM diz que não há relação entre este crime e os ataques anteriores.

Caro leitor, estou cansado de tanta violência! Estou cansado de todos os dias ouvir notícias de chacinas, assaltos, assassinatos e crimes bárbaros. Estou cansado das desculpas do Estado, da falta de politicas públicas, das desculpas descabidas dos que governam. Estou cansado do blá-blá-blá social das ONG´S, do "Emblomation" estatal, das mentiras contadas, das lágrimas derramadas pelos pobres, da corrupção nacional.

Chega! Basta! Sinceramente se o Senhor nosso Deus não intervir no Rio de Janeiro não sei o que será do nosso povo.

Isto posto, conclamo a todos a rogarem ao Senhor que intervenha poderosamente em nossa cidade, porque caso contrário, experimentaremos dias de tragédia, luto e dor.

Que Deus tenha misericórdia de cada um de nós!

Renato Vargens

Ciro Sanches Zibordi disse...

Pastor Renato, a situação da cidade maravilhosa está difícil às vésperas da Copa do Mundo e das Olimpíadas. Os governos federal, estadual e municipal, as polícias, as igrejas, ONGs, todos devem se unir para combater essa grande onda de violência. Nós, como igreja, podemos fazer muito em prol da pacificação.

Um grande abraço.

Ciro Sanches Zibordi

OH ! GLÓRIA. disse...

Amém !

Roberio Olinto disse...

Este Post me fez lembrar as palvras do profeta Habacuque: Até quando, Senhor, clamarei eu, e tu não me escutarás? Gritar-te-ei: Violência! E não salvarás? Por que me mostras a iniqüidade e me fazes ver a opressão? Pois a destruição e a violência estão diante de mim; há contendas, e o litígio se suscita.Por esta causa, a lei se afrouxa, e a justiça nunca se manifesta, porque o perverso cerca o justo, a justiça é torcida.

Vamos clamar!
Pr. Robério Olinto

Anônimo disse...

O ser humano não tem equilibrio no que faz. Ou é ditadura com seus excessos ou democracia e direitos humanos com a liberdade descambando para a desordem. Somente o nosso Deus que é Justo e Misericordioso pra dar jeito nesta situação.

Carlos Gomes

Johnny Torralbo Bernardo disse...

Triste, muito triste a situação que vive o Rio de Janeiro. Realmente não entendo como um povo, cercado por tantas maravilhas naturais, pode ter atitudes tão drásticas a tal ponto de espalhar medo na população e no mundo. O Rio de Janeiro é um paraíso e preciso ser preservado desses marginais.

Está mais que na hora que os nossos representantes em Brasilia endureçam mais as leis, com prisão perpétua e pena de morte para os que realmente forem culpados. Precisamos livrar a terra desses marginais.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only