Cristianismo hibrido!

Por Renato Vargens

Sabe aquele tipo de bebida que encontramos no mercado a qual não sabemos se é refrigerante ou água? Pois é, tenho a impressão de que o evangelho pregado por alguns segmentos dos chamados evangélicos é parecido com isso. Na verdade, determinados grupos sincretizaram de tal forma a fé que não dá para definir sua essência. Isto porque, a mensagem pregada em seus púlpitos é fruto de um cristianismo híbrido onde se encontram pressupostos cristãos e pagãos, espiritualidade e espiritismo, protestantismo e catolicismo.

Para piorar a coisa, tal práxis doutrinária e comportamental encontrou uma enorme aceitabilidade por parte da sociedade, e isto se deve ao fato de que as pessoas deste tempo, buscam desesperadamente por experiências e não a verdade. Elas não querem pensar, querem sentir; não querem doutrina, desejam novidades; não querem estudar a Palavra, querem escutar testemunhos eletrizantes; não querem adorar, querem shows; não querem Escolas Bíblicas, querem circo; não querem o evangelho da cruz, desejam o evangelho dos milagres; não querem Deus e sim as bênçãos de Deus.

Infelizmente estamos vivendo um tempo de paganização, onde cultos se fundamentam em impressões e achismos. Na verdade, o que determina o sucesso do culto não é mais a Palavra, mas o gosto da freguesia. A igreja prega o que dá ibope, oferecendo ao povo o que ele quer ouvir. Esse evangelho híbrido anuncia Cristo juntamente com o evangelho do descarrego, da quebra de maldições , da prosperidade material e não da santificação, da libertação e dos decretos humanos.

Prezados, como inúmeras vezes afirmei neste blog, confesso que estou absolutamente perplexo e preocupado com os rumos da igreja evangélica brasileira. Chego a conclusão de que mais do que nunca a igreja evangélica brasileira precisa URGENTEMENTE de uma nova reforma.

Soli Deo Gloria.

Renato Vargens

3 comentários:

O foco não é JESUS, nem o reino do céu.
A vida termina aqui literalmente.
Somos animais sem espirito.
Precisamos só do tijolo e do aço.
3º milênio, o retrocesso.

Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

12 de novembro de 2010 11:31 comment-delete

Renato,
concordo plenamente com você.

Temos que reagir, falar, agir contra os maus testemunhos.

Mas uma coisa que eu vejo é que Jesus já está voltando!
Isso não é uma desculpa para a gente parar de guerrear.
Mas eu não consigo enxergar uma nova reforma...

Joelho ao chão. Fé em Deus!
um abraço.

12 de novembro de 2010 11:33 comment-delete

Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído;
Isaías 29:13


Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;
2 Timóteo 4.3

É a Palavra de Deus se cumprindo nos nossos dias.
Carlos Gomes

Anônimo
14 de novembro de 2010 12:05 comment-delete