Coisas que Deus gosta!

Por Renato Vargens
Deus gosta de música, de dança, de arte e cultura.

Deus gosta dos ritmos diferenciados, de instrumentos diversificados, de contemplação, balanço e gingado.

Deus gosta da música do sabiá, da canção afinada do pintassilgo, da melodia do curió, da suavidade do rouxinol.

Deus gosta de cores, gosta da mata, dos verdes campos, do azul do mar, do vermelho das flores. Deus gosta dos animais, das plantas, dos vegetais, dos simples pardais.

Deus gosta de poesia, de belas canções, de doces melodias, de festa, do sorriso, de alegria.

Deus gosta da vida, do silêncio, dos tons musicais, das interpretações teatrais, da gargalhada descompromissada, do choro emocionado, de ternos abraços apaixonados.

Deus gosta da amizade guardada a sete chaves debaixo do peito, Deus gosta de cumplicidade, de carinho, dignidade e respeito.

Deus gosta do almoço de domingo, da família unida, do por do sol, das noites de verão, das tardes festivas, do beijo entre irmãos, de carinho, perdão e reconciliação.

Deus gosta de paz, de harmonia, de afeto noite e dia. Deus gosta do sorriso da criança, Deus gosta de mim, gosta de você.

Como Deus é maravilhoso!

Renato Vargens

9 comentários:

Olha, depois de cada aberração, nós merecemos refresco do nosso Deus.
"Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome".Sal.23-3
Abraços, Zilene de Águas Formosas.

29 de setembro de 2010 09:05 comment-delete

Lindo texto, meu irmão!É mto bom constatar que a dureza do ministério profético (o irmão sabe que tem, não? É um João Batista clamando nesse deserto...) não impede que o amor do Pai Eterno flua com liberdade do seu coração através das linhas que escreve com tanta doçura nesse artigo. Deus continue abençoando sua vida e ministério! Dominique, Espírito santo

29 de setembro de 2010 09:27 comment-delete

Que coisa boa de ler, pastor! Me fez sorrir. Depois do belo texto e de uma foto inspiradora, que tal um pouquinho de poesia?

Manhã colorida

Pela manhã Deus sorriu pra mim.
Os seus dentes eram brancos como nuvens
Brincando nos limites dos céus;
E o brilho dos seus olhos calmos
Era o sol.

Não um sol qualquer,
Mas o tipo que brilha
Na medida precisa que aquece o frio
E me esquece do calor.

Ao ver as borboletas
Fazendo cócegas nas flores,
Deus se fez incontido
E deu uma espaçosa risada.

Foi uma grande gargalhada colorida,
Como a das crianças que choram de rir,
Sentem dor na barriga
E (OPS!)
Fazem xixi.

Sandro Pinto.

29 de setembro de 2010 11:01 comment-delete

Lindo texto pastor, nos faz sentir até uma paz por dentro.
Deus é amor

29 de setembro de 2010 13:51 comment-delete

Glória a Deus, Ele é maravilhoso sim.


Fique na paz

29 de setembro de 2010 14:23 comment-delete

Deus é maravilhoso e simples, não precisa nada além de nossa santidade para agrada-lo... Deus te abençoe!!!

29 de setembro de 2010 20:19 comment-delete

Lindo demais... e ainda por cima este Deus ainda gosta de mim!!
Que texto fofo!!!!!!!!!


Lênzie

Lenzie
30 de setembro de 2010 11:09 comment-delete

Prezado Renato,

Voltei a meia eu apareço por aqui e é bom saber que existem pessoas que entendem Deus de maneira ampla, como você expressou belamente no texto acima.

Obrigada por compartilhá-lo conosco.

4 de novembro de 2010 09:54 comment-delete

Glória a Deus..\o !!


Graça e paz!!

1 de março de 2012 11:15 comment-delete