segunda-feira, março 15, 2010

Será que perdemos a doçura?

Por Renato Vargens
Hoje um amigo me falou algo que mexeu substancialmente comigo. Ele afirmou que possivelmente a Igreja Evangélica Brasileira tenha perdido a doçura. Confesso que essa afirmação levou-me a um profundo estado de reflexão, cujas questões, desde então, têm ecoado insistentemente em meu coração e ouvidos.

Será que o fato de combatermos com veemência as discrepâncias e aberrações teólogicas do nosso tempo, tem nos tornado insensíveis? Será que nos tornamos um tipo de "ciborg espiritual" onde pressupostos ideológicos sempre prevalecem sobre a vida? Será que por desejarmos apaixonadamente que a verdade prevaleça sobre a mentira nos transformamos em fariseus da pós-modernidade? Será que a firmeza dos valores cristãos impôs uma ditatura despótica sobre a doçura? Será que é possível sermos firmes e doces ao mesmo tempo sem contudo negociarmos os valores do Evangelho do Senhor Jesus?
Pois é, a afirmação feita pelo meu amigo me levou a pensar que ainda que necessitemos ser firmes diante das loucuras e aberrações teológicas deste tempo, em momento algum devemos abandonar a doçura, porque caso contrário corremos sérios riscos de nos transformarmos em fariseus da pós-modernidade.

Pense nisso!
 
Renato Vargens
Luís Wesley disse...

Este é o Renato que conheço desde há muito! Grato, Renato, pelo coração que você possui, aquele que quebranta diante do Pai, enquanto mantém sua fidelidade ao Senhor da história. Com o afeto de Jesus, Wesley

Jailson Freire disse...

Ops! Muito bem posto. Não dá para apontar o dedo o tempo todo... Tem que haver equilíbrio.

Banda Contemplar disse...

Não resisti ao ver sua matéria sobre os Mantras Gospel e acrescentei no meu blog. Sábias palavras. Temo pelo futuro da música cristã e como ministro de louvor tenho estado muito preocupado com o tipo de relacionamento com Deus que essas pessoas estão tendo. Louvor baseado na emoção, sem racionalidade, sem conteúdo. Fazem esforços, mas só geram vento.
Vou te acompanhar, pastor.
Grande abraço!

vagner luiz disse...

Se eu não acreditasse na possibilidade ser firme e doce ao mesmo tempo, eu não acreditaria em Cristo Jesus.
Pois Ele é a pessoa mais firme e doce que eu conheço, que como homem combateu todas as discrepâncias e aberrações "teológicas" com a maior firmesa possível, mas também com esplêndida doçura capaz de converter o coração mais endurecido.
É possível sim pastor combatermos todos os falços ensinamentos sem abandonarmos a doçura, pois o nosso mestre Jesus nos ensinou como fazer, e disse:

"...aprendei de mim que sou manso e humilde de coração"

Paz!

Pereira disse...

alô Pr.Renato Vargens:

Venho,assiduamente, acessando ao seu BLOg e compartilhando as respectivas mensagens c/ m/ irmãos e amigos.Sou o psiquiatra josé Maria(deFortaleza), que visitou sua igreja em Niteroi,nos tempos do Pr.Luciano e Carla Pinheiro.Tenho sido edificado c/ suas exortações.Estou c/ 81 anos e brevemente visitarei a Igreja da Pra.Carla.Deus o abençôe.Jmaria

OH ! GLÓRIA. disse...

" Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juizo, a misericórdia, e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas ".
Mt 23:23
JESUS chamou atenção dos escribas e fariseus nesta oportunidade, onde se preocupava muito com mandamento mosáico, e se esquecia dos outros atributos do evangélho, que deve ser vivido no integral, no corpo a corpo, no doar de graça o que de graça recebeis, saber se o vizinho está a precisar de algo, de dar uma túnica, tendo duas, o alimento a quem está com fome, o cobertor a quem está com frio, um abraço a quem precisa do calor humano, um sorriso muda o ambiente, se nos transformarmos em técnicos da palavra temos que ter cuidado para não perdermos a sensibilidade, e só o amor constrói para eternidade.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Renato Vargens disse...

Prezado Dr.José Maria,

Quando vier ao Rio por favor entre em contato será um enorme prazer enconrá-lo novamente.

Abraços,

Pr. Renato Vargens

Filipe Bento disse...

Só é possível quando oramos enquanto pregamos, choramos enquanto exortamos, e clamamos com Cristo enquanto somos crucificados: "Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem".

Wilson S. Bento disse...

Tudo com doçura de coração, mas sem perder o foco da Verdade.

Mat 3:7 Mas, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira vindoura?

Mat 16:6 E Jesus lhes disse: Olhai, e acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus.

Mat 23:13 Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais aos homens o reino dos céus; pois nem vós entrais, nem aos que entrariam permitis entrar.

Mat 23:14 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque devorais as casas das viúvas e sob pretexto fazeis longas orações; por isso recebereis maior condenação.

Mat 23:15 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o tornais duas vezes mais filho do inferno do que vós.

Mat 23:27 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos e de toda imundícia.

1Co 5:1 para que a recebais no Senhor, de um modo digno dos santos, imoralidade que nem mesmo entre os gentios se vê, a ponto de haver quem vive com a mulher de seu pai.
1Co 5:2 E vós estais inchados? e nem ao menos pranteastes para que fosse tirado do vosso meio quem praticou esse mal?
1Co 5:3 Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já julguei, como se estivesse presente, aquele que cometeu este ultraje.
1Co 5:4 Em nome de nosso Senhor Jesus, congregados vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus,
1Co 5:5 seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus.

francisco disse...

Verdade, tambem corremos o risco de perder a fé nas curas divinas,entre outras coisas que aconteceram na igreja primitiva e como Deus nao mudou continua operando hoje, zelamos tanto pelas escrituras e pela interpretaçao ao pe da letra que corremos o risco de ser completamente ceticos quanto ao agir divino!

augusto elias disse...

Se tiver a necessidade de levar a palavra amarga, de acordo com as escrituras sagradss para os corações que estão em pleno engano,assim como o meu esteve em alguns anos,tem que apontar o dedo sim,pois o nosso Mestre apontava os erros e nãoo media a quantidade das palavras,ou seja,tocava nas feridas.Se tivesse que levar a palavra como mel,Ele,o Grande Sábio dos sábios derramava com doçura sobre o povo.A palvra de Deus é amarga e doce quando precisa ser!!!!

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only