A maravilhosa mensagem da Cruz.

Por Renato Vargens
Tomaram eles, pois, a Jesus; e ele próprio, carregando a sua cruz, saiu para o lugar chamado Calvário, Gólgota em hebraico, onde o crucificaram e com ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio.” Jo 19:17-18

Parte das igrejas evangélicas brasileiras tem pregado um evangelho muito diferente do evangelho da Bíblia. Em dias tenebrosos como os nossos, muito se tem falado sobre vitória, bênçãos e prosperidade, contudo, quase não ouvimos mais pregações sobre a centralidade da Cruz. O pastor anglicano John Stott acerta vez afirmou que um dos mais graves equívocos da igreja evangélica é querer um cristianismo sem cruz.

Caro leitor, a cruz de Cristo deve ser a nossa mensagem central. A morte do Cordeiro que tira o pecado do mundo deve ser a nossa proclamação. O sangue justo derramado na cruz a favor dos eleitos deve ser a nossa ênfase principal. A cruz é o centro da história do mundo. A encarnação de Cristo e a crucificação de nosso Senhor são o centro ao redor do qual circulam todos os eventos de todos os tempos.

Como bem afirmou John Stott, qualquer pessoa que investigue o cristianismo pela primeira vez ficará impressionada pelo destaque extraordinário que os seguidores de Cristo dão a sua morte. No caso de todos os outros grandes líderes espirituais, a morte deles é lamentada como fator determinante do fim de suas carreiras. Não tem importância em si mesma; o que importa é a vida, o ensino e a inspiração do exemplo deles. Com Jesus, no entanto, é o contrário. Seu ensino e exemplo foram, na verdade, incomparáveis; mas, desde o princípio, seus seguidores enfatizaram sua morte. Além disso, quando os evangelhos foram escritos, os quatro autores dedicaram uma quantidade de espaço desproporcional à última semana de vida de Jesus na terra – no caso de Lucas, um quarto; de Mateus e Marcos, cerca de um terço; e de João, quase a metade.
Oh! Quão maravilhosa é a mensagem da Cruz! Como diz a clássica canção: "Sim eu amo a mensagem da cruz, até morrer eu a vou proclamar, Levarei eu também minha cruz, até por uma coroa trocar."
Renato Vargens

3 comentários:

O que aprendi sobre prosperidade na Bíblia foi dita por Jesus:
"Vende todos teus bens e dá aos pobre e terá um lugar no Reino dos Céus". Difícil? É para isso serve a prosperidade! Cristo não visitou as grandes cidades -Galiléia Marítima, Séroforis a 3km de Nazaré, etc.. Apenas os lugares pobres de Israel. Jesus sempre associou pobreza a riqueza no Céu. A Cruz de Cristo é meu baluarte e nela eu lembro o que fez por mim.

16 de março de 2010 13:19 comment-delete

Negar a si mesmo e carregar a sua própia cruz aponta para a vida com Jesus,de Jesus, e morrer com Jeus!Existem uma quantidade absurda de pessoas que não sabe o verdadeiro sentido da morte de Jesus para a humanidade.A essência disso é muito forte!É a nossa vida eterna ao lado Dele e que é o própio DEUS!!!!!!!!NÃO É SENSSACIONAL!!!!

16 de março de 2010 23:08 comment-delete

Pr. Renato e demais irmãos
Com o propósito de contribuir com o Reino de Deus e ajudar pessoas a verificar o rumo que estão levando sem a cruz de Cristo, resolvi montar meu blog: www.servocarregandoacruz.blogspot.com

Será um prazer tê-lo me visitando.

17 de março de 2010 18:16 comment-delete