Novela "Viver a Vida". Um festival de traições.

Por Renato Vargens

 A psiquiatra Carmita Abdo, professora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, e coordenadora do Projeto Sexualidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP, que fez a pesquisa sobre o comportamento sexual do brasileiro, em 2000 afirma que o relacionamento extraconjugal já foi incorporado pela cultura brasileira, mesmo que isso não seja o que as pessoas almejam", Segundo a médica apenas um em cada quatro brasileiros casados espera fidelidade do parceiro. Isso significa que 75% das pessoas comprometidas acreditam que, mais cedo ou mais tarde, podem ter de encarar a traição. Os dados são de uma pesquisa que ouviu mais de mil pessoas casadas (ou com parceiro fixo) no Brasil.

Uma pesquisa recente da Universidade Federal do Rio de Janeiro aponta que 60% dos homens confessam a traição contra 47% das mulheres. Esses dados são o resultado de um estudo que vem sendo feito desde 1989 por Mirian Goldenberg, professora do departamento de Antropologia Cultural do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais.
Para piorar a situação a Novela global "Viver a Vida" incentiva e promove um festival de traições. Na verdade, quase todos os seus personagens estão envolvidos em relacionamentos adulterinos onde a filosofia  reinante é  o hedonismo.  Infelizmente em pleno horário nobre o que se vê na principal emissora de televisão do país é a ênfase em amores proíbidos e puladas de cerca onde que mais importa é a satisafação e o prazer pessoal.

Caro leitor, o adultério sempre foi e sempre será fonte de marcas, mágoas, dores e desgraças. A separação e falência conjugal são hoje uma gravíssima epidemia que tem vitimado milhões de pessoas em toda planeta. Isto posto, tenho plena convicção que como crentes em Jesus não nos é possível tratarmos com naturalidade comportamentos adulterinos. Antes pelo contrário, temos por dever confrontar de forma clara e objetiva este comportamento imoral. Além disso, cabe a nós chorarmos diante do Senhor, pedindo perdão pelos pecados de uma nação que teima em desrespeitar os valores da decência e moralidade.

Pense nisso!

Renato Vargens

5 comentários:

Triste realidade!! Principalmente pq não se trata hj de um assunto entre mundanos.. o assunto invadiu as igrejas e é opção para os crentes!! Pra vencer esse espirito.. só na oração mesmo, pq a parada é espiritual!!

Abraço irmão,

Alinne
25 de janeiro de 2010 17:28 comment-delete

Meu irmåo pr. Vargens, a porta é extreita e também larga em todas areas e aspectos, por isso, esses numeros a luz da palavra de Deus såo normais. Os que lutam para entrar pela porta estreita, såo e sempre seråo a menoria, e såo também esses que dåo costas a esse pecado super nojento, e os restantes que våo pelo caminho largo, naturalmente våo se sujeitar tarde ou cedo a essa barbaridade. Nenhuma sujeira me surpreende jhoje em dia, principalmente dentro da igreja, pois, é mesmo dentro da igreja que se faz sentir cada vez mais a existencia das duas portas.



JOAO MAPIE
MAPUTO-MOÇAMBIQUE

25 de janeiro de 2010 18:28 comment-delete

Já estava me sentindo desconfortável por não ter lido em lugar nenhum uma opinião tão parecida quanto a minha.

É impressionante como essa novela consegue envolver praticamente todos os personagens em traições, sempre com um ar de "inocência", como se fosse algo natural.

E como se já não bastasse a tal novela, logo depois vem o Big Brother que, na minha opinião, é outra depravação da tv brasileira.

Que Deus tenha misericórdia do nosso país!

26 de janeiro de 2010 17:48 comment-delete

Concordo demais!! Essa novela só incentiva coisas que não edificam ninguém, só destroem. É um festival de erros e falhas. Não adianta nada Manoel Carlos tentar fazer campanhas sociais, se ele não tem a decência de não trazer a tona de uma maneira leviana o tema das traições, entre outras coisas. Vidas fúteis, pessoas interesseiras...
O que nos pode confortar é o baixo número de audiência, que prova que talvez os brasileiros se cansaram.
Quanto aos atores, muitos estão de parabéns! Mateus Solano é ótimo, Alinne Moraes, Barbara Paz, Lilia Cabral e alguns outros, exercem o seu papel como atores e isso é gostoso de assistir. Do resto, meus pêsames para essa novela e para aqueles que a assistem sem refletir sobre seus tremendos equívocos.
Um abraço!
Beatriz Marconi Weisel

Anônimo
5 de fevereiro de 2010 02:24 comment-delete

a pornografia está campeando.....

4 de julho de 2013 22:56 comment-delete