sábado, janeiro 09, 2010

Os mercadores da música gospel

Por Renato Vargens

Robson Fernandes relata uma triste experiência que teve ao tentar marcar um evento com uma cantora gospel famosa aqual reproduzo abaixo:

"Durante essa semana tivemos a oportunidade de entrarmos em contato com determinada agência de promoções e eventos para sabermos as condições necessárias para se realizar um evento com certa “cantora” gospel e sua banda. É necessário obtermos essas informações para que possamos estar a par da real e atual situação no denominado “mundo gospel”, que encontra-se recheado de estrelismos e fanatismos, abusos e concessões, descaracterização do evangelho genuinamente bíblico e aceitação de modismos. A comentada “cantora” apresenta entre as muitas exigências para se “louvar a Deus” em um evento evangélico, um carro novo com ar condicionado exclusivo para ela e seu marido, com motorista particular. Exige, ainda, passagem aérea para 14 pessoas unicamente pela empresa TAM. Exige, ainda, duas vans: uma com 16 lugares para o transporte de sua equipe e outra para os equipamentos. Exige, ainda, que a hospedagem seja realizada em um hotel com categoria máxima, e um quarto diferenciado para a “cantora” e seu marido. Exige, ainda, que não fará refeições no hotel, mas em um restaurante que disponibilize o seu café da manhã, almoço, jantar e lanche da tarde. Exige, ainda, que sejam utilizados o equipamento de show e mapa de palco de acordo com o que a “cantora” estipular. Como se todas essas exigências não bastassem, a cantora cobra pela “apresentação” o valor de R$ 25.000,00. Isso mesmo, vinte e cinco mil reais por cerca de uma hora a uma hora e meia de “show”. E mais, exige que nenhuma gravação em áudio, vídeo ou qualquer outro meio seja realizado, seja parcial ou integral do seu “show”. Agora, eu me pego a pensar: onde está Jesus nessa história toda? Jesus nos dá a salvação como um presente, mas uma cantora cobra R$ 25.000,00 para dar uma hora de música.

Pois é, o número de cantores evangélicos cobrando nababescos cachês é um verdadeiro absurdo! Infelizmente essa coisa chamada gospel virou febre neste tupiniquim país! A conseqüência disso é que em nome da espiritualidade a fé bíblica-cristã tem sido comercializada de modo escandaloso. Em nome de Deus, a música e a adoração, passaram a ser vendidas como um produto qualquer em nossos templos. Cantores, cantoras em nome do ministério, estipulam valores altíssimos, para adorar aquele que é digno de todo louvor.

Isso me faz lembrar do episódio em que Jesus entra no templo com azorrague nas mãos derramando o dinheiro dos cambistas no chão. “E encontrou no templo os que vendiam bois, ovelhas e pombas e também os cambistas assentados; tendo feito um azorrague de cordas, expulsou a todos do templo, bem como as ovelhas e os bois, derramou pelo chão o dinheiro dos cambistas, virou as mesas, e disse aos que vendiam as pombas: tirai daqui estas coisas, não façais da casa de meu Pai casa de negócio." Jo 2:14-16

No texto em questão a Bíblia nos mostra um Jesus indignado, isto porque, os valores da casa de Deus estavam absolutamente deteriorados. Vendia-se tudo que se era possível para o sacrifício. Na verdade eles estavam muito mais preocupados com o lucro do que com o sacrifício em si. Repare que Jesus repreendeu os que vendiam as pombas (vs 16), isto se deve ao fato das pombas ser geralmente oferecidas como sacrifício pelos mais pobres. Jesus aqui combate também a espoliação dos menos favorecidos pela sociedade. Sim, combate o enriquecimento de alguns em detrimento da religiosidade de outros. O Interessante é que ele joga o dinheiro no chão. Isto nos leva a entender de que o lugar que dinheiro deve estar é bem longe da cabeça e do coração. Dinheiro tem que estar no chão! Debaixo dos nossos pés, submetido inteiramente a Deus.

Caro leitor, por favor, pare, pense e responda: Qual a diferença dos chamados artistas gospel para os artistas seculares? Ambos não cobram cachês? Qual a diferença das músicas cantadas? Ambas não são para entretenimento do ouvinte? Qual a diferença entre seus fãs clubes? Ambos não adoram seus ídolos? E quanto as suas canções? Não são ambas antropocêntricas? Ora, vamos combinar uma coisa? Esta historia de artista gospel é uma verdadeira vergonha. Afirmar que seus shows fazem parte de um ministério cristão é no mínimo afrontar o conceito bíblico de serviço.

Isto posto, repudio veementemente os que em nome Deus se locupletam da fé publica cobrando valores imorais por seus shows e apresentações.

"Ao contrário de muitos, não negociamos a Palavra de Deus visando lucro; antes, em Cristo falamos diante de Deus com sinceridade, como homens enviados por Deus." (II Coríntios 2. 17)

Renato Vargens
Claudia disse...

Se ela vive disso, nada mais justo.

Crente tem mania de querer tudo de graça.

Qto ele ia cobrar pras pessoas assistirem o show? Qto ele acha justo pagar pelo serviço da cantora, ele queria q ela fizesse de graça e dormisse na casa dos irmãos? Tem que ter coerência de ambos os lados, ela exagera no estrelismo e ele exagera ao desqualificar o trabalho dela não querendo pagar ou achando que não vale tudo isso. Ela tem equipe, ela paga aquelas pessoas, ela compra o material elétrico, ela pagou pelas caixas de som e instrumentos, há de se pensar nisso.

Complicado julgar. E sim o mundo gospel é completamente comercial, as pessoas consomem o que é gospel travestido de ministério, essa é a realidade.

Renato Vargens disse...

Claudia,

Obrigado pelo comentário. Tudo bem que ela tenha despesas, agora, o que me diz de R$ 25.000,00 de cachê, é justo? Hotéis luxuosos são indispensáveis?

Abraços,

Pr. Renato Vargens

Meire disse...

Tudo bem a pessoa investir em bons instrumentos e equipamentos de som. Afinal ninguém merece "Pamonhas de Piracicapa" no ouvido, mas qual o problema de se hospedar na casa de irmãos, imagino que no início da carreira ela deve ter feito isso. Tudo bem, ela quer um hotel, mas não precisa ser o mais luxuoso, e por que ela e o maridinho tem direito ao melhor do hotel e sua equipe não? No palco ela deve dizer que eles são todos como uma família.
Dígno é o trabalhador do seu salário, mas não de ostentação de luxos supérfulos...

Dump de Memória disse...

Foi muito interessante o comentário da Claudia, sem dúvida, que se ela *vive* disto, nada mais justo dela cobrar o que quiser, quem tiver disposto a pagar, que pague.

Mas a questão é mais sociológica. Seu mercado (o mercado dela), é de pobres pessoas, que precisam "bancá-la", através de campanhas, ou seja, ela enriquece através da suposta "Mensagem de Jesus", o que é totalmente contra qualquer questão evangelística.

Sobre o tema, infelizmente, faltou dar nome aos bois, caso contrário é parecido com histórias de H.C.Andersen, ou seja, "certa cantora", "certo tal coisa", e por aí vai.

Abraços

magela disse...

claro que se deve pagar as despesas, mas,,, transformaram o ministero em uma profissão, meio de se ganhar dinheiro, e viverem nanabescamente, infelizmente, o dom que foi dado por Deus, está numa gaveta de cofre de algum banco!

Renato Vargens disse...

Meire,

Pamonhas de Piracicaba é ótimo! De fato é complicado as exigências da cantora gospel.

Abraços,

Renato VArgens

Valéria Braidotti disse...

Concordo com o comentarista que cobra o nome dela.

Era o que ia fazer. O post é bom e tira vendas, mas falta o "nome do boi", no caso, da "vaca" (sem qualquer nota ofensiva... ao animal). Ah, desculpe. Não queria "pegar pesado", mas estes absurdos me deixam indignada. Sobre ela viver disso, quero emendar ao já dito: ela vive disso quando deveria viver de Cristo. E isto, longe de ser voto de pobreza, significa voto de coerência com os princípios cristãos. Já pensou se nossos missionários começarem a exigir o melhor hotel para ir pregar a Palavra com "palavras"?? Como ficaria 90% do mundo??? E me diz, a música não é um meio de levar a Palavra? E onde está escrito que ela vale mais que o coloquial?? (Tudo bem, me esqueci dos bispos, apóstolos e coisas do gênero..) Certo está o autor de eclesiastes "vaidade, vaidade, vaidade".

Pr. Luiz Fernando disse...

Prezado Pr. Renato,
o que não consigo entender é dizer que isto é ministério. Não encontramos isso no Novo Testamento. Digno é o trabalhador do seu salário aplica-se ao ministério pastoral e isso somente. Não cobro R$25.0000,00 quando sou convidado para pregar. Não exijo hoteis de padrão superior quando sou hospedado. Já fiquei sim na casa de irmãos e em nada foi demerito para mim. Depois dizer que foi para glória de Deus, absurdo esse meio gospel. Creio que se Jesus estivesse em um evento gospel de hoje, talvez começasse quebrando tudo novamente. Essa é a geração da música e não da Palavra. Uma vergonha mesmo esse mercado gospel. Parece-me que a Cláudia não conhece um pouco da história da igreja no Brasil. No início cantava-se de graça mesmo. Muitas vezes os custos eram bancados por quem vinha cantar em nossas igrejas. Gloria Gaynor uma cantora norte-americana é cristã e canta músicas populares. Não grava música evangélica e ela diz que Deus a chamou para promover entretenimento para as pessoas. Ficou rica como cantora popular. Tais cantoras e cantores gospel se querem ganhar dinheiro entrem no mercado musical popular. O falecido cantor Jessé era oriundo de igreja evangélica. Cantava algumas músicas evangélicas em seus shows assim como fazia Elvis Presley. Mas nunca cobrou um centavo para apresentar músicas evangélicas.
Que pena!

Anônimo disse...

devemos, todos nós, deixar de ficar em cima do muro quanto a nomes de pessoas que assim agem , a Valeria está com razão quanto a dar "nomes aos bois",só assim se saberá quem são estes supostos adoradores, por causa disso vemos pregadores, denominações,cantores,missionarios e tantos outros, banalizando o evangelho!

Rafiwskis disse...

As fontes das informações deveriam ser reveladas, assim como o nome dos envolvidos, pois às vezes podem surgir especulações à toa, assim como boatos sem fundamento.

Bruno Jovita disse...

Galera...como diz Ronaldo Lidório: Eu não quero saber quem morreu, quero é chorar! Pra quer saber o nome da cantora se na verdade isso é geral? O custo benefício do mercado gospel vai apontar outros q cobram mais barato, R$15.000 apenas...
O fato é que nossas igrejas estão repletas de HIPOCRISIA!!! Como no comentario da Valeria, falando sobre os missionarios. O pior é saber q ninguem abraça a causa missionário como responsabilidade cristã, mais tem uma dezena de pastor 171(me perdoa Senhor..) que paga os R$25.000 e continuam mantendo esse CARTEL EVANGELICO. To cansado desses crentes.....

Erike Couto disse...

É triste este fato! Como foi afirmado, tudo ok! Ela pode combrar sim pelo trabalho dela. Mas exigências como hotéis caros e cachês altíssimos é mais uma ostentação do que dignidade de salário e mérito no que fez. O problema é que esse povo não entende que é com o nome de Jesus que se faz isso. Um nome precioso, Daquele que GRATUITAMENTE desceu dos céus para morrer por nós, nunca merecedores de nada diante Dele!!! E ahhh, a palavra "Ministério" significa "serviço". O problema é que, em todo contexto neo-testamentário, somos servos de um serviço gratuíto a Deus, em gratidão. Mas como estas estrelas "gospels" estão servindo ao homem, com letras focadas em nossos sentimentos de euforia e deleite, e não em Deus, que cobre... problema é de quem paga!

O ruim disso tudo é que a Igreja é que fica com o nome manchado com este mercado todo da fé e do louvor a Deus...

Abraços,
Erike

Joao disse...

Como diz o pr. Caio Fábio, é necessário que os cantores Gospel se convertam. Nåo estou contra algumas exigencias, mas, dessa natureza, revelam o lado extremamente carnal dessa cantora, e, só canta pelo dinheiro e nada mais. É Luxo demais. Mesmo que o seu sustento tenha como base isso, mas, as exigências såo extremamente absurdas.


JOAO MAPIE
MAPUTO-MOÇAMBIQUE

Anônimo disse...

Em nome de Deus hoje pode tudo....enquanto essa "artista" cobra R$25.000,00 e mais exigências, milhares de evangélicos vivem com um salário mínimo. Infelizmente ser cantor evangélico hoje é profissão.

Anônimo disse...

Queridos(as),

Já fiz esta pergunta antes ...... PRECISAMOS DISTO ??? PRECISAMOS CONSUMIR ESTE TIPO DE "PRODUTO GOSPEL" (Shows, CDs, DVs, Camisetas, etc) ???? Eu afirmo :
NÃO PRECISO !!!!! Se tivéssemos outra postura, estes "artistas" não existiriam !!!!
A Paz de Cristo !!!
ELiana

Anônimo disse...

Quanto a solicitar o transporte (eu disse:solicitar, não exigir determinadas empresa A ou B), não vejo problema. Assim como exigir aí sim, um som de qualidade, pois o mundo evoluiu, não dá pra ir para as ruas com uma caixinha de som como fazíamos antigamente. Porém, as outras exigências são absurdas. Faltou realmente dar nome aos "bois". Já que vai denunciar tem que ter coragem de falar o nome destes mercenários. Até para que as igrejas já fiquem sabendo quem são.

Carlos Gomes

Renato Vargens disse...

Prezados,

Claro que não dá para absolutizar, mas basta entrar no site destes cantores e cantoras famosas, pegar o telefone deles e perguntar quanto seria a apresentação de cada um.

Acredito que boa parte dos cantores estarão incluidos no perfil denunciado pelo artigo.

abraços,

Renato Vargens

Jonis disse...

A Paz do Senhor.

Gente, caso queiram um bom pregador com mensagens edificantes e práticas, eu solicito o seguinte:
Um quarto confortável na casa de algum irmão onde tenha um colchão D45 ou superior, um ventilador - aceito ar condicionado -, sem televisão e, opcional, com banheiro;
O irmão que fornecer o quarto deve ser casado, possuir filho(a)s, torcer pelo Flamengo e ser bom de papo;
Que este mesmo irmão esteja casado com uma mulher que cozinhe bem. E, gosto de comida bem simples no estilo arroz, feijão, ovo frito, frango, bife, etc. Detesto comida elaborada. Até como para não fazer desfeita, mas prefiro alimentos mais simples. Não esquecer de ter à mesa Azeite extra virgem português - com o brasão de Portugal - ou espanhol ou italiano, desde que não ultrapasse 0,5 de acidez;
Café da manhã, almoço, café da tarde e jantar - entenda por "café" o seguinte: Café preto, pão, margarina, queijo minas e alguma fruta tipo mamão, banana e maçã. Aceito uvas, desde que as mais baratas. Detesto uva cara!
Caso o local seja distante de Macaé mais que 600 KM, peço ajuda no sentido de conseguir a passagem que pode ser de ônibus ou de avião - a que estiver mais barata no momento;
Oração durante 14 dias antes do dia da pregação - não sou superticioso, mas é bom ser "coberto" espiritualmente.
Um carona da casa do irmão que fornecer o quarto até o local da pregação, que pode ser de carro, carroça ou outro meio de transporte que não seja ônibus urbano. Aceito carro com ar condicionado;
E, por fim, a solicitação fundamental de todo esse processo, que a igreja forneça 2 kg de alimento perecível por pessoa para alguma instituição de caridade da cidade.

Sendo atendidas essas solicitações, pregarei em sua igreja mensagens edificantes ou ministrarei estudos bíblicos que reforçam a espiritualidade da igreja e a santidade de nosso santo Deus.

Sendo assim, tenho dito.

Mas, falando sério, um cantor gospel consegue fazer, no mínimo, 1 show por semana. Se ela cobra R$ 25 mil, isso gera para ela R$ 100 mil. Daí, me pergunto o seguinte:
Quanto ela paga para cada um dos integrantes da equipe dela? Quanto ela tem de lucro? Ela declara isso no imposto de renda?
Hummm, sei não.
Quanto a dar nomes aos bois e vacas, não acho necessário, visto que é uma prática comum. Alguns usam de discernimento, outros não. Se há lei de mercado. Você só paga um determinado valor pelo produto se você achar conveniente. Caso tenha um produto similar e que te atenda, você pode comprar o similar. Um exemplo para isso: Eu não pago R$ 3,20 por 2,5l de um certo refrigerante se o refrigerante de R$ 2,30 me atende perfeitamente.

Ary disse...

é importante esclarecer, se é que eu posso contribuir com o assunto: o Mercado Gospel se tornou uma coisa desassociada da função da Igreja; não é Igreja e tampouco serviço a Deus. Precisamos enxergar que a coisa virou mercado, e como tal, deve ser encarado como algo secular.
Se o artista faz essas exigências para um grande evento ou show numa cidade, é bem apropriado, pois o retorno em publico garante o investidor. O problema é que o publico cristão ficou viciado em artistas Gospel que atraem público e eles se valem disso para "encher" igrejas de público, e o pastor ou líder paga para ter esse público - ou seja - esqueçam a pureza de intenção! Quem paga tem conluio com quem cobra, infelizmente...
Quanto aos nomes, é fácil, é só ver quem ta no topo e ver o seu procedimento (se é exacerbado ou não): Aline Barros, Di(st)ante do Trono, Kleber Lucas, a família Arolde de Oliveira, Oficina G3, Rosa de Saron, A família Nascimento e tantos outros...
é nem entrei em nomes de pastores, hein... rsrsrsrs

augusto elias disse...

Henriquecer-se através da palavra de Deus é pecado!Está no palco ou no púlpito comercializando a palavra de Deus é pecado!É lícito ter o necessário ,em dinheiro, para os gastos de transportes,aparelhagem de sons,remanejamento de pessoas,pagar os músicos no que convém ao trabalho nada abusivo,receber o relativo as necessidades de cada um.É um enriquecimento ilícito para esses "artistas" a questão em foco.Na justiça dos homens,o enriquecimento ilícito,de acordo com o grau de cupabilidade,antecedência etc,o sujeito passivo ou ativo terá um determinado espaço de tempo pagando pelo crime que cometeu,mas NA JUSTIÇA DIVINA,o condenado ficará eternamente como cumpridor de seus deveres pelos atos praticados ilícitamente perante ao Deus do Altíssimo,só que lá na "frigideira".Nos presídios dos homens,ainda se poderá ver a Luz como Misericódia de Deus,mas nas garras do Diabo se ouvirá ranger dos dentes,dor e sofrimento e não terá mais a oportunidade de ver a Luz.Isto digo para os mentirosos que estão alí em adoração falsa,sem verdade e ao contrário do que se deveria ser,totalmente fora do Espírito de Deus.A palavra de Deus é incomparável,mas podemos ilustra de uma forma doce para alguns e amarga para outros ;JOÃO 2:15:"E,tendo feito um azorrague de cordéis,lançou todos fora do templo,também os bois e ovelhas e espalhou o dinheiro dos cambiadores,e derribou as mesas".//// Podemos então dizer:E TENDO FEITO UM AZORRAGUE DE CÓRDEIS,LANÇOU TODOS FORA DO TEMPLO,TAMBÉM OS CDS,OS MICROFONES DOS CANTORES GOSPEL,ESPALHOU OS VÁRIOS MALOTES DE 25 MIL,E ETC ($),EPALHOU O DINHEIJRO DOS CAMBIADORES,E DERRIBOU AS MESAS DAS CAIXAS DE SOM." Malditos , aparta-me de mim que nã ti conheço"!!!!

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Pre3zamado pr. Renato Vargens,

A paz do Senhor!

Concordo que deve existir uma lógica correta ao se convidar um pregador ou cantor para estar em uma igreja.

É óbvio que deve se estabelecer parâmetros conformes à estadia do convidado.

Mas o que está ocorrendo em nosso meio por causa de líderes incoerentes é motivo de sem procurar muito, somente encontrarmos uma palavra para estas atitudes: VERGONHA!

MUITA VERGONHA!

Onde iremos parar com a bestialidade dos shows de categoria GOSPEL?

o Senhor nos ajude!

O menor de todos!

Paulo de Tarso disse...

Graça e Paz!

O autor do texto, ora reproduzido, é de fato o Sr. Robson T. Fernandes que deveria ser a pessoa indicada para apontar o nome da cantora, sem o qual fica desqualificada a matéria.

Ademais, sendo o referido Sr. da Paraíba, não há como especular quem seja, o que, também, não faz diferença.

Necessário que fosse nominada a estrela de Gisuz para maior credibilidade ao relato.

Laus Deo

lael21_cs disse...

Afinal, por que não se denuncia esse escandalo nominando essa moça arrogante?

Gedmar disse...

Muito relevante o post. O qe temos visto são lobos disfarçados de ovelhas. Artistas disfarçados de ministérios. Cachês avultosos e imorais disfarçados de ofertas.
Não dá pra relativizar essas coisas. Pra mim é a versão moderna dos vendilhões do templo e como eles merecem o mesmo tratamento.

Claudia disse...

Olá Renato eu concordo com tudo o que você disse. O lance é que haveria um retorno desse evento, tanto pra ela qto pra igreja que queria contrata-la, a não ser que fosse algo beneficente, mas não acredito que ele contrataria uma "estrela" gospel pra se apresentar dentro de uma igreja com lotação máxima de 100 pessoas, ele provavelmente tb ia lucrar com a apresentação dela.

E acho tb que se ela se sente uma DIVA é pq há pessoas que banquem os custos e exigências dela e equipe.

Volto a afirmar, o mercado gospel não passa disso, MERCADO.

Não dá definitivamente pra esperar grande espiritualidade de pessoas que tratam isso como profissão e que gostam de colher os frutos dessa profissão, como reconhecimento e dinheiro.

Anônimo disse...

A PAZ PASTOR RENATO!
GERALMENTE NÃO GOSTO DE EMITIR COMENTÁRIOS SOBRE CANTORES GOSPEL, MAS.. INFELIZMENTE NÃO É SÓ ESSA CANTORA, A GRANDE MAIORIA AGE COMO "ESTRELAS", QUANDO A ESTRELA MAIOR É JESUS.
JÁ TIVE A OPORTUNIDADE DE PARTICIPAR DE ALGUNS CONTATOS PARA VIREM EM MINHA IGREJA, E CONFESSO, A COISA É MAIS PODRE DO QUE SE PODE IMAGINAR.
MAS, SABE DE QUEM É A CULPA DISSO TUDO? DO PÚBLICO, QUE IDOLATRA,QUE BANCA ESSA INDÚSTRIA, COMO SE ELES FOSSEM DEUSES INATINGÍVEIS, INCLUSIVE PEDINDO AUTÓGRAFO E POR AÍ VAI.. LAMENTÁVEL

Anônimo disse...

Sim, nada mais justo que cobrar se ela vive disse. Porém, se nós pagamos por exemplo a mensalidade da escola do filho, é certo ainda termos que comprar material de higiene, limpeza, folhas de mimiógrafos, e outras coisas que é obrigação da escola fornecer?
Nesse cache, já deveria estar incluido as despesas com alimentação, transporte e hospedagem da cantora e sua banda. E ainda tem quem vem dizer que nós evangélicos devemos dar prioridade a lançar um livro por uma editora evangélica, comprar produtos de empresas evangélicas, priorizar negociações com evangélicos, etc, etc, etc. Como, se muitos evangélicos cobram absurdos e não o justo, por aquilo que oferecem?
Infelizmente se tratando de música, ou assistimos ao show evangélico, mesmo pagando um ingresso caro, ou não assistimos nada.
Clis

Anônimo disse...

Oi pastor! Uma coisa que acho abusiva é o preço dos CDs gospel. Não encontramos CD de boa qualidade com valor menor de 19 reais. As pessoas de modo geral são de baixa renda e quando compram cd não original são condenadas. Agora se o preço fosse mais acessivel diminuiria com certeza a vendagem de CDs piratas.

rodrygo disse...

O que mais me chama atenção é o fato de muitos pastores convidarem esse pessoal para contarem em suas Igrejas. Isso só vai acabar quando atavés da fé na palavra de Deus, nos concientizarmos que o evangélio não é negócio.

Isabella disse...

Também gostaria de saber os nomes. Muitas pessoas não tem idéia do que outros fazem e continuam dando suporte, apoiando, comprando cds e etc para sustentar essa palhaçada.

Anônimo disse...

Não concordo e nunca vou concordar com esses absurdos que vemos por aí!
valores abusivos e o estrelismo dessas Celebridades,
mas a música "gospel" evangélica enfim...não deve ser generalizada e bombardiada
Não devemos julgar todos por um,tem muita coisa errada? sim tem ,mas também existem cantores e pastores que tem compromisso com Deus e com a palavra já que vale lembrar que não são os cantores que estão cobrando horrores para se apresntar tem muitos pastores cobrando absurdos para pregar por 50 minutos ao máximo

DARCI disse...

Movimento, gira em torno do dinheiro facil.quem paga e mais mercador ainda porque esta visando mais gente em sua igreja para o pedido daquela ajuda missionaria. e este que paga com sua igreja crescendo ele se tornara mais famoso e comprara mais luxo e ostentara mais poder.
dinheiro, luxo e poder, e o pre requisito para quem quer fazer parte do mundo cospel e da teologia da prosperidade. vamos criar o movimento anti vendilhoes do templo, e os senhores veram que eles iram se juntar com o estado para protege- los como fizeram os farizeus. seria nosso cheque mate neste mercado. um dia,de numa passeata em sao paulo de evangelho gratuito, revistas que falascem do tema,VENDILHOES DO TEMPLO ETC...

darci disse...

Precisamos criar o dia do evangelho gratuito com uma passeata no centro de sao paulo, como resposta a tudo isso que ai esta. precisamos criar revista especializada para alertar a populacao deste estelionato espiritual, porque senao esta peste que atende por nome vendilhao do templo vai tomar nossos filhos e os filhos de nossos filhos. qual a vacina e a palavra de Deus pura, e nao esta lavagem que estao servindo que atende por biblia na letra misturada com dinheiro, faco parte de uma igreja que nao e conhecida porque nao quer, seus pastores sao profissionais liberais, funcionarios de empresas,nao recebem salario e atendem melhor que os vendilhoes, judas escariotes e espirito de balaao.

Anônimo disse...

Concordo com seu ponto de vista em tudo. O evangelho é muito mais profundo e atraente demais para nos prendermos a estes dados como "estrelas", já que estas existem em quantidade suficiente para enfeitar nosso céu! A principal estrela do mundo cristão e/ou os do caminho é Jesus este sim têm brilho próprio a ponto de ofuscar a nossa visão natural.
Que brilhe, que resplandeça, o incomensurável YESHUA!

Alexandre Bee disse...

MEUS AMADOS, PQ. A SURPRESA? KARA, MANDA COISAS NOVAS, POR FAVOR, TEMAS INÉDITOS. E TEM MAIS , ESSE MERCADO TEM DEMANDA, ORAS BOLAS. É UM SHOW E COMO TAL TEM SEU CUSTO. O PIOR é QUE SE PAGA COM RECURSOS DOS IRMÃOS. SERÁ QUE TODOS FORAM AVISADOS DOS CUSTOS DESSA PALHAÇADA??? SERÁ QUE LANÇARAM NA CONTABILIDADE DA IGREJA E EM QUAL CONTA? SERÁ QUE PAGARAM I.R. PRO LEÃO? AH DESCULPE, DEVE TER AINDA ISENÇÃO TRIBUTÁRIA.MEU CURRICULO EM 25 ANOS DE " CRENTE" 2 CDS (DE QUARTETOS), NENHUM LIVRO E 02 "SHOWS" "GOSPEL"(E NUNCA MAIS). VÃO TRABALHAR VAGABUNDOS PQ AQUI, NAUM,

Anônimo disse...

Pensem comigo: Sou um empresário, tenho 10 empregados hiper qualificados, que não trabalharão comigo por um salário mínimo certo? Certo!
É claro que existem muitos querendo se enriquecer com a música cristã, mas o que acho um absurdo, é como os crentes são avarentos. Digo isto, pelos comentários que li, e pela minha vivência nos meus 18 anos de crente.
Meu pai é Pastor, e trabalha com crianças, e sempre é convidado para ir a Igrejas realizar trabalhs infantis. Ele conta de uma Igreja na cidade que contribuiu com uma quantia boa, vamos "fingir" que seja 500,00, pois não sei o valor, e está Igreja é a mais próspera da cidade, e uma das maiores. Outra vez, convidaram ele para ir em uma cidade super longe, e não queriam pagar cerca de 250,00, sendo que a viagem ficaria quase isto, tirado que ele tem sua Igreja para pastorear, mas isto não vem ao caso.
O que quero dizer, é que os crentes amam fazer o mínimo, o básico, o ralo. Eu trabalho em uma Universidade, e quando se realiza alguns eventos, compra-se tudo do bom, do melhor, enquanto os crentes se contentam com o pouco.
Abram os olhos irmãos, Jesus merece muito mais do que queremos oferecer!
Estive lendo hoje, que o cantor Luan Santana cobra 500.000,00 por show, e mesmo com este valor, faz muitos shows por todo país, já Ivete Sangalo cobra 400.000,00, e o mundo paga, investe.
São milhões em estrutura, milhões em equipe qualificada, enquanto os crentes esperam que Irmãos evangélicos venham fazer evdento de "busão", cantar de playback e não cobrar nada.
Eu choro, por que a visão de muitos é pequena.
E sei que muito farão questão de me criticar por este comentário.
Mas não ligo, afinal, quando se mexe na ferida dõe.
Eu sonho em um dia poder ganhar muito dinheiro na minha profissão, para poder bancar mega eventos, onde milhões de vidas possam ser alcançadas para os braços do Senhor.
E o mundo saberá que nós podemos competr com eles sim, mas para vencermos, por que para Deus, deve-se fazer o melhor do melhor.
Encerro meus pensamentos com um belo hino.

Tua visão - Diante do Trono
Tua visão pra minha vida
É o que eu quero ter
Os teus propósitos pra mim
Vou viver
Nenhuma outra ambição
A conquistar
Somente uma motivação de te agradar

Limpa o meu coração
Deste mundo mal
ensina-me a viver
Teu reino aqui
Tu me deste tua vida
Pra que eu não viva mais por mim
Olhar somente a ti
Viver só para ti
Não me perder de ti

Abraços queridos, A Paz do Senhor.

Anônimo disse...

VALEU A PENA LER ATE O FIM, COMEÇEI QUERENDO CONTRATAR UM CANTOR GOSPEL, FIQUEI FURIOSO COM QUE LI, QUASE DESISTI, MAS E AS BENÇÃOS MATERIAIS SE RECEBE AQUI, ENTAO QUE AQUELES QUE TRIUNFARAM NA BATALHA SEJAM RECONHECIDOS, COMO POSSO NEGAR MEU TRIBUTO PARA AQUELES QUE CONSEGUIRAM O SUCESSO. VOU CONTINUAR COM O PROPOSITO INICIAL E DEIXAR MEU CORAÇÃO DURO DE LADO.

jose vitorino disse...

Por favor irmãos pastores não chamem essas pessoas a igreja nos somos os responsaveis por essa loucura,tem muitos aproveitadores no nosso meio, pessoas que se dizem cantores de jesus mas que são na verdade cantores do diabo.

Unknown disse...

Renato,

É a lei da oferta e da procura. Se os cantores gospel estão cobrando essas fábulas para "ministrar" é por que tem quem pague, simples assim.
Pastores e organizadores, a fim de bombar seus eventos, chamam cantores famosos; tais cantores, por serem famosos e requisitados, se acham no direito de cobrar o que quiser, e assim a roda gira.

Paulo Guedes disse...

Sou instrumentista arranjador professor e cantor e não obtive estes dons gratuitamente,estudei muitos anos e tive uma vida de renucia,hoje trabalho com musica gospel e tenho gastos com gasolina energia eletrica pago musicos manutenção de equipamentos sem contar o desgaste de longas horas em ensaios portanto é preciso sim receber um valor honesto equivalente ao trabalho para produzir um evento de qualidade com musicos estudados não estou falando de fazer um louvor feio e sem unção eu busco a DEUS minhas musicas são baseada na biblía e tem como finalidade tocar o coração de pessoas carentes do espiríto santo,as igrejas não pagam musicos e nós precisamos e temos o direito de viver do nosso trabalho saiba que os levitas viviam de 10%dos dizimos mas hoje as igrejas são egoistas por isso a maioria estão perdendo musicos bons par o mundo pois acham que nós temos que trabalhar com outra profissão,eu escolhi a musica e tenho o direito de viver honestamente daquilo que eu busquei e quanto maior o evento mais gastos terei maior deverá ser o valor isto não é antibiblico e nem contra a lei do mundo.

Paulo Guedes disse...

VOCÊ ESTÁ CORRETO SOU CANTOR EVANGÉLICO E SOFRO COM A AVAREZA DAS IGREJAS QUE MUITAS VEZES NÃO ME DÁ NEM AJUDA DE GASOLINA PARA MINISTRAR COM MINHA EQUIPE MAS CONTINUO FAZENDO POIS EU TENHO CERTEZA DO MEU CHAMADO E DEUS JÁ ESTÁ ME RECOMPENSANDO, UM ABRAÇO

Paulo Guedes disse...

A musica é profissão seja secular ou não ela requer anos de estudo diciplina e talento,por isto deve ser valorizada sim dentro de uma ética profissional,o valor deve ser de acordo com os tipos de gastos pois tem muitos profissionais envolvidos os tecnicos de som os tecnicos de iluminaçao o transporte dos equipamentos e os musicos que gastam horas dentro de estudio para apresentar um trabalho de qualidade não sejamos ignorantes em dizer que é pra DEUS,pois os gastos são do mundo fisico o que é para DEUS é a forma que esta musica vai atingir o coração dos ouvintes e isto eu falo com experiência pois sou lider de louvor e tenho minha banda sei o trabalho que da mas conheço o valor espiritual do verdadeiro louvor a DEUS e isto não tem valor que compre.

Corpo de Bombeiros Manhuaçu disse...

Pr. Renato Vargens,
O problema é que em muitas vezes esses cantores é que são valorizados, conheço um cantor de carreira independente que suas canções são de letras fundamentadas na bíblia, e o que temos visto é uma verdadeira corja de falsos pastores, uns negam oportunidades e outros nem ao menos oferecem um copo de água, mas pagam cachês altíssimos aos famosos.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only