Cadeia Neles! Não a impunidade!

Por Renato Vargens

O Brasil encontra-se estarrecido com as cenas de violência protagonizadas pelos torcedores do Coritiba ontem no Couto Pereira. Após o término da partida uma multidão de transloucados invadiram o campo desferindo golpes contra o árbitro e seus auxiliares. Para piorar a situação esses vândalos travestidos de torcedores atacaram os policiais militares atirando neles pedras, madeira, e objetos dos mais variados possíveis. Sobrou até para a casa de Cuca, técnico do Fluminense, que foi apedrejada, segundo informações da Rádio CBN/Rio. A esposa do treinador e sua filha mais nova moram na capital paranaense.

Caro leitor, tenho plena convicção de que não nos é possível tratarmos com naturalidade o episódio de ontem. O ministério público tem o dever de identificar e prender esta corja que covardemente atacou os policiais militares no jogo do rebaixamento.

Como inúmeras vezes afirmei neste blog, a barbárie em hipótese alguma deve fazer parte de uma sociedade democrática e desenvolvida. Na verdade, não devemos e nem podemos nos acostumar ao que temos visto e ouvido em nossas cidades, antes pelo contrário, nós cidadãos de bem devemos nos posicionar impetuosamente confrontando o estado caótico que se encontra nossos municípios, deixando a margem da existência o blá-blá-blá que tanto nos tem prejudicado. Além disto, não dá mais para o poder publico e a sociedade civil deste país brincarem de polyana fazendo o jogo do contente achando de que tudo está muito bem, e que assim como a violência veio, ela um dia irá embora. Tenho absoluta certeza de que se algo não for feito URGENTEMENTE, em breve experimentaremos o mais profundo caos social, cujas caracteristicas principais serão o desrespeito pelo ser humano, a banalização da vida e a anarquia.

Isto posto afirmo que a impunidade deve ser rechaçada e que os pseudo-torcedores sejam presos e que paguem pelos crimes cometidos.

Renato Vargens

6 comentários:

Pr. Renato, estou totalmente de acordo. Penso que a impunidade tem sido uma rotina neste país. A impunidade do dinheiro na cueca, deu origem ao dinheiro na meia, que dará origem ao dinheiro em outros lugares fazendo com que este país permaneça na lista dos mais corruptos do mundo. A impunidade de torcedores assassinos no último Atlétiba na capital, os problemas estruturais do Couto Pereira sem as devidas providências de prevenção, a falta de treinamento de policiais e o desleixo com a segurança em eventos públicos em Curitiba, tem feito com que acontecimentos como os de ontem nos envergonhe demais. Mas não podemos generalizar. Não sou torcedor "coxa branca", isso pode comprometer minha opinião, contudo, sei também que havia no estádio inúmeras pessoas e famílias de bem que estão igualmente decepcionados e horrorizadas com o que a raça humana é capaz de fazer com seus semelhantes. Não faltou fotos, imagens e registros dos baderneiros (assassinos), portanto, CADEIA NELES!! Não podemos permitir a continuidade da impunidade em casos como este.

Grande Abraço,

Gloecir Bianco

7 de dezembro de 2009 14:11 comment-delete

Gloecir,

Há dois anos atrás estava em Curitiba, quando tive a oportunidade de ver a torcida do Coritiba saindo do Couto Pereira. Confesso que na ocasião fiquei estarrecido com a violência daqueles famigerados torcedores. Bem sei que a maioria dos torcedores curitibanos não compactuam com essa corja. N entanto, alguma coisa precisa ser feita logo, caso contrário a impunidade aumentará mais e mais.

Abraços,

Renato VArgens

7 de dezembro de 2009 14:15 comment-delete

Olá Renato, estive vendo a anarquia que se instalou em Curitiba e no Rio de Janeiro... uma saida seria a suspensão dos jogos com torcidas, quando for no seu próprio campo (cidade)e/ou quando o jogo for no mesmo estado.
Sem penalizar, sem consequências sérias nunca haverá respeito.
Fazem isso porque acreditam piamente na impunidade, e ficarão mesmo impunes!!!
Os estádios, hoje em dia, já pertencem aos marginais, é preciso limpar a área.
Vamos promover um movimento radical pela restauração da "humanidade" nos estádios do Brasil.
Abraço

Wilson S. Bento
7 de dezembro de 2009 15:46 comment-delete

Já ouvi de muito crente deslumbrado que o Milênio será um tempo maravilhoso de atmosfera tolerante, onde a solidariedade e o amor permearão todos os cantos. Não tenho dúvidas que será uma benção realmente, um período de refrigério e justiça como jamais houve na Terra, pois o próprio Rei dos reis e Senhor dos senhores é quem estará diretamente no comando, reinando juntamente com a Igreja remida. Agora que será um governo de tolerância tenho certeeza absoluta que não, pois a Bíblia afirma que Ele regerá as nações com cetro de ferro, ou seja, será uma ditadura onde a paz e a ordem serão impostas à ferro e fogo e o juízo será sem misericórdia, exatamente como era na lei. Pedófilos, prostitutos(as) e depravados de toda ordem, abomináveis sexuais (quem lê entenda), assassinos, corruptos, ladrões, violentos, blasfemos, todo tipo de viciados e todos aqueles que amam e praticam a iniquidade serão extirpados da face desta terra, provavelmente apedrejados.
Coisas deste tipo não ficarão impunes sob o governo de Jesus Cristo, podem ter certeza.

Antonio
7 de dezembro de 2009 18:46 comment-delete

Marginais, perversos, desequilibrados, maus, fiquei com sentimento solidário com aqueles PMs, e ai que está, não aparece ninguém dessa tal organização dos direitos humanos para apoiá-los, se fosse ao contrário o chicote iria comer nos PMs, ir a um estádio de futebol para você e eu que somos de indole boa não é legal, levar a familia, nem pensar, vejamos pela telinha que é muito melhor, em geral estamos chegando ao velho oeste do terceiro milenio, tanta quadrilha de tanta ramificação em nossa sociedade, que não está fácil não, rigor nas leis e penalização para todo tipo de marginal.

Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Gilbert Raposo
7 de dezembro de 2009 19:07 comment-delete

Pastor,
Gostaria e lhe enviar artigos que foram publicados na Folha de São Paulo,com conteúdo de intolerância religiosa.
Poderia me enviar seu emai?

Maria Martins
8 de dezembro de 2009 18:13 comment-delete