terça-feira, outubro 27, 2009

Contando as bênçãos de Cabo Verde - Parte I

Prezados irmãos,

Depois de 12 horas de viagem cheguei a Cabo Verde. O primeiro dia nesta nação foi extremamente abençoador. Encontrei neste país um povo amável, acolhedor e extremamente abençoado. A Igreja que me recebeu é uma comunidade cristã séria e comprometida com Deus e sua Palavra.
Ontem à noite, mesmo diante do cansaço e de uma forte chuva (para os caboverdianos a chuva é uma grande bênçao, visto que no país a estação das chuvas não é longa) havia uma grande multidão na Igreja do Nazareno no Bairro da Achada de Santo Antônio (foto ao lado) desejosa de ouvir a Palavra do Senhor. Depois de algumas canções ministradas pelo ministério de música da igreja local, foi-me dada a oportunidade expor as Escrituras. Durante aproximadamente 50 minutos diante de um auditório extremamente atento, preguei sobre a intervenção do Senhor na vida de Jairo e sua familia. ( Mc 5:21-25)
Ao final do culto, antes que convidasse as pessoas para um momento de oração, espontâneamente alguns irmãos saíram de seus lugares dirigindo-se ao púlpito, curvando seus corpos e almas Àquele que reina e vive eternamente.
Caro leitor, Há uma santa expectativa no meio do povo de Deus quanto aquilo que o Senhor fará em nosso meio. Minha oração é que o Todo-poderoso possa abençoar nossos irmãos caboverdianos através de sua Palavra e presença.
Ressalto que o povo de Cabo Verde é comunicativo e extremamente simpático. No entanto, entender o crioulo (um dos idiomas locais) não é fácil, contudo, tenho esperança que até o final de minha estadia neste amável país, consiga falar e entender algumas palavras.
Hoje à noite volto a Igreja do Nazareno onde continuarei a pregar o Evangelho da Salvação eterna.
A despedida vai em Crioulo,
"ora akeli ki é puderoso pa fazi infinitamente mâs do ki tudu ki nu ta pidi y nu ta pensa conforme sê puder ki ta opera na nós a el seja glória na igrexa em Cristu Jizus pa século e século amém.
Renato Vargens
Jackie disse...

Que bênção esse testemunho! Que povo acolhedor!

Anônimo disse...

Prezado Pastor

Nós é que fomos abençoados por aquilo que Deus transmitiu através de si. Você foi usado de uma forma tremenda. Estamos convictos de que as famílias serão abençoadas com suas mensagens, pois o bem estar delas é prioridade de Deus e das Igrejas. Estamos todos orando nesse sentido. Quando voltar para o Brasil, levará o nosso dialeto na ponta da lingua. João Gomes

Anônimo disse...

Caro Pr. Renato,

O Nosso Senhor é contigo !!

Seu testemunho é um "doce, doce som" receba todo o amor do Senhor(neste tempo) através da vida destes irmãos !!!!

Meu pastor também está fora(Coréia) adorando o Nosso Senhor com centenas de pastores de todas as partes do mundo.

Que bom !!!! A igreja vivendo o "ide" !!!!

Na paz do Nosso Senhor.

ELiana

Jonara disse...

Amém! Glória à Deus por vidas como a sua Pr Renato.

Deus abençoe seu retorno à igreja do Nazereno te use como sempre usou.

Paz e aguardamos sua possível vinda ao Peru.(rs,rs)

vagner luiz disse...

Bom é ler notícias como essa pastor, que o Senhor multiplique cada vez mais as "BOAS NOTÍCIAS" e o povo caboverdiano fique atento ao que o Espírito Santo tem a dizer aos seus corações.
Paz de Cristo!!!

Nuno Pinheiro disse...

Deus abençoe sua estada na minha terra. Sou familiar de muitos da Igreja do Nazareno (Pr. Daniel Barro e seu pai que já está na glória, entre outros)

Sou membro da Igreja Cristã Presbiteriana do Barreiro em Portugal (reformada) e estou me preparando para o ministério.

Dê meus cumprimentos à igreja da nossa parte.

NP

Renato Vargens disse...

Prezada Jonara,

Aqui em Cabo Verde tem sido disas especiais. Sinto que o Senhor nosso Deus nos têm abençoado ricamente. Se Deus quiser estaremos juntos aí no Perú compartilhando da mensagem de Cristo Jesus.

Abraços,

Luiz Carlos Rocha Oliveira disse...

Fiquei muito contente ao ler sobre a visita a Cabo Verde, pois sou filho do primeiro pastor nazareno do Brasil, que é caboverdiano, o Rev. José Zito Oliveira, que veio para nosso grande pais em 1956 e que com os missionários Earl e Gladys Mosteller (americanos vindos de Cabo Verde para Campinas, SP, em 1958), começaram o ministério da Igreja do Nazareno no Brasil. Sou pastor há 22 da Igreja do Nazareno Central de Brasilia, cidade onde nasci, mas também, ´m se Oliveira di Santo Antão, Covoada, Ribeira Grande.
Rev. Luiz Carlos Rocha Oliveira

Renato Vargens disse...

Rev. Luiz Carlos Rocha,

A igreja do Nazareno de Cabo Verde é uma igreja santa, séria e compromissada com o evangelho de Jesus.

Abraços,

Pr. Renato VArgens

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only