Contando as bênçãos de Cabo Verde - Parte I

Prezados irmãos,

Depois de 12 horas de viagem cheguei a Cabo Verde. O primeiro dia nesta nação foi extremamente abençoador. Encontrei neste país um povo amável, acolhedor e extremamente abençoado. A Igreja que me recebeu é uma comunidade cristã séria e comprometida com Deus e sua Palavra.
Ontem à noite, mesmo diante do cansaço e de uma forte chuva (para os caboverdianos a chuva é uma grande bênçao, visto que no país a estação das chuvas não é longa) havia uma grande multidão na Igreja do Nazareno no Bairro da Achada de Santo Antônio (foto ao lado) desejosa de ouvir a Palavra do Senhor. Depois de algumas canções ministradas pelo ministério de música da igreja local, foi-me dada a oportunidade expor as Escrituras. Durante aproximadamente 50 minutos diante de um auditório extremamente atento, preguei sobre a intervenção do Senhor na vida de Jairo e sua familia. ( Mc 5:21-25)
Ao final do culto, antes que convidasse as pessoas para um momento de oração, espontâneamente alguns irmãos saíram de seus lugares dirigindo-se ao púlpito, curvando seus corpos e almas Àquele que reina e vive eternamente.
Caro leitor, Há uma santa expectativa no meio do povo de Deus quanto aquilo que o Senhor fará em nosso meio. Minha oração é que o Todo-poderoso possa abençoar nossos irmãos caboverdianos através de sua Palavra e presença.
Ressalto que o povo de Cabo Verde é comunicativo e extremamente simpático. No entanto, entender o crioulo (um dos idiomas locais) não é fácil, contudo, tenho esperança que até o final de minha estadia neste amável país, consiga falar e entender algumas palavras.
Hoje à noite volto a Igreja do Nazareno onde continuarei a pregar o Evangelho da Salvação eterna.
A despedida vai em Crioulo,
"ora akeli ki é puderoso pa fazi infinitamente mâs do ki tudu ki nu ta pidi y nu ta pensa conforme sê puder ki ta opera na nós a el seja glória na igrexa em Cristu Jizus pa século e século amém.
Renato Vargens

9 comentários:

Que bênção esse testemunho! Que povo acolhedor!

27 de outubro de 2009 09:30 comment-delete

Prezado Pastor

Nós é que fomos abençoados por aquilo que Deus transmitiu através de si. Você foi usado de uma forma tremenda. Estamos convictos de que as famílias serão abençoadas com suas mensagens, pois o bem estar delas é prioridade de Deus e das Igrejas. Estamos todos orando nesse sentido. Quando voltar para o Brasil, levará o nosso dialeto na ponta da lingua. João Gomes

Anônimo
27 de outubro de 2009 10:35 comment-delete

Caro Pr. Renato,

O Nosso Senhor é contigo !!

Seu testemunho é um "doce, doce som" receba todo o amor do Senhor(neste tempo) através da vida destes irmãos !!!!

Meu pastor também está fora(Coréia) adorando o Nosso Senhor com centenas de pastores de todas as partes do mundo.

Que bom !!!! A igreja vivendo o "ide" !!!!

Na paz do Nosso Senhor.

ELiana

Anônimo
27 de outubro de 2009 10:35 comment-delete

Amém! Glória à Deus por vidas como a sua Pr Renato.

Deus abençoe seu retorno à igreja do Nazereno te use como sempre usou.

Paz e aguardamos sua possível vinda ao Peru.(rs,rs)

27 de outubro de 2009 13:30 comment-delete

Bom é ler notícias como essa pastor, que o Senhor multiplique cada vez mais as "BOAS NOTÍCIAS" e o povo caboverdiano fique atento ao que o Espírito Santo tem a dizer aos seus corações.
Paz de Cristo!!!

27 de outubro de 2009 19:43 comment-delete

Deus abençoe sua estada na minha terra. Sou familiar de muitos da Igreja do Nazareno (Pr. Daniel Barro e seu pai que já está na glória, entre outros)

Sou membro da Igreja Cristã Presbiteriana do Barreiro em Portugal (reformada) e estou me preparando para o ministério.

Dê meus cumprimentos à igreja da nossa parte.

NP

27 de outubro de 2009 22:23 comment-delete

Prezada Jonara,

Aqui em Cabo Verde tem sido disas especiais. Sinto que o Senhor nosso Deus nos têm abençoado ricamente. Se Deus quiser estaremos juntos aí no Perú compartilhando da mensagem de Cristo Jesus.

Abraços,

28 de outubro de 2009 10:44 comment-delete

Fiquei muito contente ao ler sobre a visita a Cabo Verde, pois sou filho do primeiro pastor nazareno do Brasil, que é caboverdiano, o Rev. José Zito Oliveira, que veio para nosso grande pais em 1956 e que com os missionários Earl e Gladys Mosteller (americanos vindos de Cabo Verde para Campinas, SP, em 1958), começaram o ministério da Igreja do Nazareno no Brasil. Sou pastor há 22 da Igreja do Nazareno Central de Brasilia, cidade onde nasci, mas também, ´m se Oliveira di Santo Antão, Covoada, Ribeira Grande.
Rev. Luiz Carlos Rocha Oliveira

Luiz Carlos Rocha Oliveira
20 de maio de 2010 22:25 comment-delete

Rev. Luiz Carlos Rocha,

A igreja do Nazareno de Cabo Verde é uma igreja santa, séria e compromissada com o evangelho de Jesus.

Abraços,

Pr. Renato VArgens

20 de maio de 2010 22:52 comment-delete