segunda-feira, agosto 03, 2009

Uma confusa história relacional entre uma lésbica e um travesti.


Por Renato Vargens
O portal G1 anunciou o lançamento de um filme onde um travesti se apaixona por uma lésbica. A película retrata a história de um pai que abandona a família para se tornar travesti. Anos mais tarde, tenta se reconciliar com os parentes, mas se apaixona pela namorada do filho. O caso mostrado em um programa mexicano, desses no qual convidados lavam a roupa suja em frente a um auditório, inspirou a história do filme "Elvis e Madona", do diretor Marcelo Laffitte.

Caro leitor, ao ler esta noticia sou tomado pela convicção que o adversário das nossas almas tenciona fazer uma enorme confusão de conceitos e valores neste tupiniquim país. Na verdade, o que nitidamente se percebe é que os relacionamentos sexuais tem sido cada vez mais relativizados. No acaso retratado por Laffitte, o que se vê é uma enorme confusão, onde ninguém consegue definir quem é quem. Ora, Deus criou homem e mulher, macho e fêmea os criou, e ao travestir-se do sexo aposto, relativizando gênero e comportamento, o ser humano descaradamente afronta a Palavra do Criador.

Sem sombra de dúvidas vivemos em um mundo submerso em pecado e que despreza os padrões de moral e justiça divina. A sociedade, de forma geral, encontra-se envolvida em um estilo de vida que se contrapõe aos princípios da lei de Deus. Os padrões de moralidade parecem não mais existir, a forma de se medir felicidade e sucesso difere daquela encontrada na Palavra de Deus. O objetivo de vida do ser humano não é a glorificação do nome do Senhor e sim a busca desenfreada pela satisfação pessoal, ainda que para isso seja necessário desconstruir conceitos e valores jogando-os definitivamente na lata do lixo.

Como já escrevi anteriormente fomos chamados pelo Senhor a vivermos de modo absolutamente diferente dos que compõem esta geração. Compromisso com a moral, decência e santidade devem fazer parte da vida daqueles que nasceram de novo, levando-nos a exalar sobre os que se encontram em estado de putrefação espiritual o bom perfume de Cristo.

Pense nisso!

Renato Vargens
augusto elias disse...

Ao fazer um estudo no livro de Romanos que trata da idolatria e depravação dos gentios,pude observar a questão do desprezo sobre os padrões de moral e Justiça Divina,onde o senhor menciona com muita propiedade.Devemos ser oposição a este século,mas com discernimento embasado nas Escrituras Divina,sem discurso politicamente correto,como o senhor mesmo diz.Deus fez o homem para mulher e a mulher para o homem.As pessoas ,por sua vez,não estão se deixando conhecer o Deus que liberta e que é Deus da família.A consequência,porém, é o grito dolorido da humanidade.Entre tantas outra dores,é o sofrimento da família destruida devido a falta de valores,segundo a vontade de Deus.Quem nasceu de novo e se passou por experiências,onde teve a estrutura dessa instituição tão importante que Deus criou, precisa ser a voz contra toda imundícia desse gênero,onde os corpos vão sendo desonrados entre si,como o própio Livro de Romanos rela.È chocante,duro de ser lido, mas é a verdade sendo falada por Deus;ROMANOS 1;18 AO 32.
QUE DEUS NOS PROTEJA CONTRA TODO MAL!!!!

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only