quinta-feira, junho 11, 2009

Os Dalits tupiniquins e a Igreja de Cristo.

Renato Vargens

Na Índia encontramos um rígido sistema de castas, sendo que a mais desprezada de todas é a dos Dalits. Para os Dalits, dor e sofrimento fazem parte de seu cotidiano, isto porque, estão presos a um sistema de castas que lhes nega a adequada educação, água potável, empregos com decente pagamento e o direito a terra ou à casa própria.

Em nosso país, (salvo as devidas proporções) existem muitos Dalits desprezados pela sociedade. Infelizmente até mesmo na Igreja de Cristo percebemos um número impressionante de pessoas que tratam os pobres como lixo e escória. Para nossa vergonha, inúmeras comunidades cristãs têm feito ao longo do tempo distinção de pessoas, tratando bem aos ricos e desprezando os pobres.

Diante do fato narrado fico a pensar nos nossos Dalits tupiniquins que sem sombra de dúvidas têm passado pela vida literalmente à margem da sociedade. Ora, quantos destes não são estigmatizados, violentados em seu habitat, marginalizados por uma burguesia preconceituosa, discriminadas pela sua cor? Quantos deles não possuem famílias, casas para morar, pais e mães, beijos, carinhos e abraços?

A Bíblia é extremamente enfática quanto à necessidade de se fazer justiça ao pobre. Tanto no Antigo como no Novo Testamento a pobreza é destacada como ligada à opressão. Portanto, a pobreza é para a Bíblia um estado escandaloso atentatória da dignidade humana e, por conseguinte, contrária à vontade de Deus.

Caro leitor, viver para Deus tira-nos de nós mesmos, faz com que enxerguemos a vida pra além dos nossos umbigos. Viver para Deus, nos proporciona a certeza de que somos sal desta terra e luz deste mundo, o que implica de imediato em compromisso social com os que gemem e choram. Ora, não dá pra vivermos uma espiritualidade assecla, fria, interesseira. É importante que saibamos que quando gostamos de Deus, gostamos de quem Deus gosta.

Ah! Não se esqueça: Deus gosta de gente! Deus gosta de Justiça social, de ética, de compromisso com a verdade, de pão, de moradia para o pobre, de educação, de vida plena e digna.

Pense nisso!

Renato Vargens
Dougllas knnor disse...

tem igrejas que esquecem que Cristo em sua passagem pela terra veio como humilde andou de burro e viveu com os pobres .
Tem pessoas no meio cristão que não olham para o carater da pessoa mais sim com sua posição financeira!
E a india e um pais que precisa muito de oração!!!

Anônimo disse...

Caro Pastor. Essa é uma área que muitas igrejas têm sido negligentes - a área social. Não falo de assistencialismo, mas de sermos melhores actores sociais, quer através de participação em ONG(s) que trabalham com os pobres, quer influenciando os poderes públicos a ter melhores políticas de inserção social para os mais desfavorecidos. Criticamos muito os políticos, mas raramente nos abeiramos deles com propostas concretas de combate à pobreza. Se queremos ser o sal da terra, temos de sair do saleiro.

Joao Gomes

Anônimo disse...

Dear Pastor Renato,
Greetings to you in the name of our Lord and Saviour Jesus Christ.
I am thankful to you for this article I could not uncderstand bcz of
language but i understand ur focus the word which you used "Dalit"
We learn "Dalit theology" in our seminary days and we implimented in
our ministry. This is the main part of Indian x-n theology. Thanks for ur
concern. God bless you abudently.

IN CHRIST
PR. SANDEEP KUMAR

vagner luiz disse...

Pastor, mais uma vez parabéns por mais um artigo bem pertinente aos tempos atuais.
Já é hora de despertarmos para a realidade do nosso país que com certesa precisa ser reeducado em várias áreas e uma delas é com certesa a que tange a questão social.
A igreja "de Cristo" com certesa seria a melhor opção para tal ensinamento, não que a igreja se torne um ponto de ação social simplesmente, mas sim que os cristãos desenvolvam um dos principais mandamentos de Deus que é o amor ao próximo.
Com Jesus em nossas vidas, com certesa teremos justiça social em uma sociedade que à tempos perdeu-se em suas políticas simplesmente por afastar-se de Deus.

GILBERT RAPOSO disse...

Fé e obra tem que caminhar juntas, a coisa de dois anos aproximadamente conhecemos um lar de idosos, cuja sobrevivencia caminha só pela misericórdia de DEUS, apesar de ser amparados por uma igreja Presbiteriana são muito carentes, então na época num passado próximo levantamos alguns kilos de alimentos e com muita alegria fomos levar para os velhinhos(as), que vou lhes dizer, não há murmuração mesmo na situação que se encontram sorriem, e nos dão uma lição fantástica, daí pegamos a responsábilidade de estarmos por perto, e as coordenadoras nos relatou que a carencia maior em sua alimentação era o leite, e muito necessário pois é fonte de cálcio, enfim meu coração partido está desde então pois não conseguimos mais arrecadar
um nada para o lar de idosos, e acho eu que uma das formas de adorar ao SENHOR é fazendo assistencia aos que precisam, infelizmente pensamos que o limite
é a igreja que frequentamos.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Danilo Fernandes disse...

Pastor Renato!

Parabens! Sorte da igreja que tem o senhor como pastor!

Pretendo ir visita-lo em breve e ter a oportunidade deste convivio abençoado com sua palavra, ao vivo e a cores!

Em Cristo,

Danilo

Renato Vargens disse...

Querido Danilo,

Obrigado pelo carinho.

Será um enorme prazer em receber sua visita.

Abraços,

Renato Vargens

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only