domingo, maio 31, 2009

O Evangelho de Marcos Feliciano e a venda moderna de indulgências

Renato vargens
O pastor Marcos Feliciano lançou em seu site a campanha “O milagre vai acontecer.” Nele, o famoso pregador traz orientações práticas de como o milagre poderá acontecer, sendo que uma delas seria sacrificar o valor simbólico de R$ 7,00 (sete reais), que deverá será enviado através de depósito ou boleto bancário ou transferência eletrônica, para uma de suas contas bancárias.
http://www.marcofeliciano.com.br/site2007/Campanha7DiasDeOracao.asp

Pois é, infelizmente a cada dia somos surpreendidos com novos fatos que nos levam a mais profunda perplexidade. As praticas litúrgicas por parte da igreja evangélica brasileira fazem-nos por um momento pensar que regressamos aos tenebrosos dias da idade média. Nessa perspectiva, as bênçãos de Deus não são frutos de sua maravilhosa graça, mais sim, conseqüências diretas de uma relação baseada na troca ou no toma-lá-dá-cá ou da comercialização das bênçãos de Deus.

Por favor, responda sinceramente: Qual a diferença da oferta extorquida do povo sofrido nos dias atuais pra venda das indulgências da idade média? Qual a diferença dos utensílios vendidos no século XVI, para os que comercializados em nossos templos nos dias de hoje? Ora, vamos combinar uma coisa? Atrelar o milagre de Deus a uma oferta de R$ 7,00 no mínimo fere os princípios da moral e da decência.

Sem a menor dúvida afirmo que o evangelho pregado pelos inquisidores do século XXI contrapõe-se em gênero, número e grau ao evangelho da salvação eterna. Acredito piamente que diante de tantas aberrações pregadas em nossos dias, o lema “Eclésia reformata, semper reformanda”, deveria ressoar em nossos ouvidos e corações, desafiando-nos à responsabilidade de continuamente caminharmos segundo a Palavra, sem nos deixarmos levar por ventos de doutrinas e movimentos que tentam transformar a Igreja de Cristo, num circo eclesiástico, nas mãos de líderes inescrupulosos, que manipulam o povo ao seu bel prazer, tudo isso em nome de Deus!

Pense nisso!

Renato Vargens
CCVN ¡DIOS ES FIEL! disse...

Quero FELICITAR ao Renato pela matéria. Es muy propia y oportuna. Pero la culpabilidad de que "Predicadores" como aquel mencionado en esta materia tenha esta abertura, son los pastores que hicieron de el un predicador emergente sin una verdadera formación de siervo y discipulo. En nuestros pulpitos, hay que volver la Palabra de Dios. FELICITACIONES. Pr Jr Montheiro (Comunidad Crisitiana Bethesda) Santiago, Chile.

Wagner Antonio de Araújo disse...

Não sei se serei o primeiro a comentar.

Mas quero parabenizar mais uma vez o meu amigo Pastor Renato, pela brilhante crônica do evangelicalismo brasileiro.

Vivemos os dias do Olimpo, pastor, onde cada um tinha o seu próprio deus humano, saradão e cheio de defeitos, e que pedia sacrifícios, que eram para o benefício dos sacerdotes respectivos.

Pagar 7 reais para ele orar por mim? E se eu não pagar, não serei digno de receber pelo menos uma oraçãozinha michuruca? Como está caro falar com Deus atualmente!

Dias atrás li estupefacto: IRMÃO LÁZARO LOUVANDO À DEUS EM OSASCO - venda de convites: lojas do Shopping Osasco Plaza - pensei: VOU PAGAR PARA O LÁZARO LOUVAR. SE NINGUÉM PAGAR ELE NÃO LOUVARÁ?

Um abraço, amigo.

Wagner

Gilbert Raposo disse...

Pastor Renato, no sábado passado ví parte do programa televisivo do pastor mencionado, comentei em casa
meu DEUS virou comércio em favorecimento pessoal, acho eu que o pastor que não sabe pedir o seu ministério não se amplia, mas pelo andar da carruagem vão criar o terço gospel para novenas, o povo merece respeito, estão divulgando um evangelho pessoal-capenga.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Roberto Pizarro disse...

Por ações esdrúxulas como a que parte do dito citado, muitos se revoltam, lamentavelmente não contra as esquisitices desses alucinados mercantilistas da fé, mas sim contra Deus.
Devido a ver cada dia mais a proliferação desse tipo de gente no meio dito evangélico e não conseguindo engolir tais absurdos, cada dia mais me afasto de tudo relacionado ao meio, não aguento mais dar explicações de que essas atitudes em nada estão relacionadas ao Cristianismo Biblico, como disse GOndin em uma de suas matérias..."estou cansado".
É trágico que Cristo esteja sendo representado de maneira tão errada diante do mundo por “alguns” que alegam falar e agir por Ele.

Rev. Ailton disse...

Rev. Renato, parabéns pelo artigo!
Realmente esse "evangelho" pregado pelos pregadores da "prosperidade" é uma vergonha!
Infelizmente, sem generalizar, esse é o retrato da "mensagem" que milhões estão seguindo nos dias atuais e pela qual inúmeros templos estão lotado.
"Sola Scriptura"

Isaias Lobao disse...

Caro Pastor Renato. Eu nem sempre deixo o meu comentário, mas sempre estou lendo seus artigos e fico feliz de ver que o irmão tem discernimento e se mantém na sã doutrina apostólica.

Realmente, esse dito pregador e outros tem transmitido uma mensagem perniciosa e tem levado muitos ao engano.

Por isso, cresce a cada dia os decepcionados com a igreja e com a mensagem evangélica.

Pessoas como esse dito pregador, que nem exemplo de vida pode dar, doutrinam grande parte do mercado gospel.

Por isso, precisamos de profetas como você Pr. Renato. Um abração.

Dougllas knnor disse...

nossa isso e um absurdo como pode um pastor cobrar 7 reais para que ore por vc! isso paresse uma piada .. so acreditei quando cliquei no link e realmente vi.
ISSO é mais um dois sinais da vinda do senhor !

Anônimo disse...

É a síndrome de Laudicéia!


Precisamos de uma REFORMA JÁ!

cleber disse...

Pr. Renato, eu assistí um video era um congresso no Bauneario Camborium onde o preletor da noite dizia, acredito que pelo Espírito Santo, que tal "Pastor" estava recebendo de Deus uma segunda chance.
A história foi bem contundente, mas eu acho que o sr. Marcos não entendeu a mensagem!
É uma pena porque o conteúdo que ele tem é enorme, porém não está fazendo uso para ganhar almas verdadeiramente.
"Deus obrigado por sua misericórdia"

Renato Vargens disse...

Cleber,

Infelizmente sopu obrigado a discordar de vc. O Sr. Marcos felicano não tem conteudo algum, porque, caso tivesse não cometeria as arbitrariedades que costuma cometer.

Abraços,

Renato Vargens

comunicando vida disse...

Pastor Renato.

Infelizes são aqueles que tornam-se motivo de escândalo. Tenho a responsabilidade de pregar o evangelho real, mas sinto que as pessoas tem comichões nos ouvidos e não querem ouvir, por isso pagam para receber um evangelho que os agrade. Estes são dias como os dias de Jeremias. Profetizam paz onde não há paz.
Pr Claudiney
http://comunicandovida.zip.net

tina sanches disse...

Pastor, como uma leiga Cristã, vou desbafar uma coisa, esse povo tem o dom da pregação e nós o dom de crer. Mas eles fazendo isso descreditamos, pagamos impostos por demais e temos tb o dízimo e as ofertas. Dai de graça o que vos dado de graça não é? então....a casa vai cair pra todos esses aí, profetizo as igrejas que realmente querem a salvação dos povos, Pastor nem todos q dizer senhor senhor, herdarão os reinos dos céus, sou a favor da evolução pra pregação e ganhar almas, mas daí cobrar por aquilo que nos é dado sobrenaturalmente, eu não aceito!!! deixo praqueles q realmente amam a Deus q orem por nós e nós certamente oraremos por eles e automaticamente seus ministérios fluirão, dentro da humildade, assim como a do Senhor Jesus Cristo, onde seu templo era nos montes.....abraços e deixemos de pré julgar os outros irmãos, pois isto virá dos céus, a bençãos do senhor jesus esteja com o Pastor.

Professor Adilson Neves disse...

Sou absolutamente levado a concordar que o mundo gospel está sendo assaltado por apresentadores (levam o nome de pregadores) que tem atitudes que estão completamente fora da Palavra de Deus. Tive o desprazer de assistir a uma pregação de um clone de um famoso pastor pentecostal do Brasil em um congresso em Minas Gerais, numa cidade próxima de Belo Horizonte, com um conteúdo bíblico duvidoso, baseado em uma exegese pessoal da entrada triunfal do Mestre em Jerusalém; recheada de jargões popularescos a ponto de imitar com a voz um cavalo do rei Herodes conversando com o de José de Arimatéia por causa do "sucesso" de um jumento. Um contador de histórias do Sul do Brasil em nome do evangelho e de um “ministério de sucesso", como ele mesmo fez questão de afirmar em alto da sua arrogância e sua autosucifiência, crendo ele erroneamente que sucesso na terra garante lugar na Nova Jerusalém.
Como estamos em tempos de alta tecnologia de um mundo globalizado, o clone profetizou "revelações" para os que portavam aparelhos celulares no auditório, ao esbravejar a todos que levantassem os seus celulares para receber a profecia da prosperidade em 40 dias.Ele imitou o célebre pregador com perfeição, na entonação da voz, na alternância entre voz pausada e acelerada, na gesticulação e aquelas frases de efeito: "Levanta o dedo profeta"; "Crente tem de cuspir fogo"; "Se você crê nisso levanta a mão"; "Se você ficar de boca fechada vai voltar mais vazio"; "Enche, enche, enche..."; "Quem quer se cheio?".O caráter teatral da sua pregação abundante em gestos e berros, mas pobre em palavras das Santas Escrituras.

Ele é mais um desses pregadores que escolheram "viver da fé".

É um pregador itinerante que parece sobreviver da venda de seus DVD´s, pois os ofereceu insistentemente no fim da sua apresentação, fazendo questão de pedir mais três minutos ao organizador do evento para falar um monte de baboseiras com o firme objetivo de manipular os presentes e garantir um pouco mais de faturamento para o seu bolso, permitindo-o notebook vaio da Sony, anéis, roupas da moda e seus altos cachês para pregar.

Foi triste assistir a manipulação, quase histérica, da venda de 12 pacotes de DVD`s pela bagatela de R$ 100,00 com pagamento em cheques pré-datados para 120 dias e (pasmem!) que neste período os “sortudos” seriam alvo de oração incessante por parte do clone. E, ainda, termina o pedido dizendo o seguinte: “São apenas 12 famílias as escolhidas, apesar de eu ter 40 pacotes de DVD`s no hotel, foram determinados que divulgasse apenas esses 12 para 12 famílias”.Pasmem, mas é verdade!

Omar L M Rosa E Família disse...

Recebemos o Pastor marcos feliciano em nosso ministério!
Êle estava há 72horas pregando, sendo esta a sexta pregação. Pela manhã estava no ES,chegou no RS às 19:00 enfrentou uma diferença de 20graus, afônico, e pregou! Que pregação, para mais de 3500 pessoas. As igrejas tem ouro e prata, mas lhes falta o levanta-te e anda!

dansentoma@yahoo.com.br disse...

PR.RENATO,
NÃO SOU ADVOGADO DE NINGUEM,
MAS A BIBLIA FALA, QUE DAVI TEVE
A OPORTUNIDADE DE MATAR SAUL,CERTO.
QUANTAS ALMAS TEM CIDO SALVAS POR
MEIO DA VIDA DO PR.MARCOS ATRAVÉS DA PALAVRA DE DEUS.
ELE COMO HOMEM,TAMBEM É FALHO COMO EU E VOCÊ, E O FATO NÃO É ESSE DE NÃO PODER TOCAR NUN UNGIDO DE DE DEUS, O FATO É, QUE O EVANGELHO ESTÁ TÃO VAZIO NOS DIAS DE HOJE, QUE TEMOS MAIS TEMPO DE ATACAR NOSSOS IRMÃOS NA FÉ, DO QUE PREGAR O REINO DE DEUS.
EU NAÕ VEJO PADRE FALANDO MAL DE PADRE,ESPIRITA FALANDO MAL DE ESPIRITA,ETC.

Luciana disse...

Realmente tem muitos pastores que degrinem o evangelho, como se o preço pago no calvário fosse para nos dá riquezas terrenas.Ao invés de pregarem o genuino evangelho de Jesus Cristo,estão usando o nome de Deus para para enriquecerem. É muito triste ler ou ouvir coisa desse tipo, creio que só uma pessoa que não está alicerçada na palavra para da crédito a um tipo de pregação desse tipo. Sendo assim o povo contia perecendo por falta de conhecimento. Que Deus tenha misericórdia dessas pessoas.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only