Bem que eu te tentei!

Renato vargens

Depois de um bom tempo sem ouvir rádios evangélicas, resolvi sintonizar o dial em algumas delas. Trinta minutos depois já havia desistido, isto porque, num curto espaço de tempo, ouvi pregações distorcidas, canções estereotipadas, manifestações politiqueiras dos pilantras da fé, além de decretos e determinações contrárias as Sagradas Escrituras.

Ora, antes que alguém me apedreje não estou de forma alguma desfazendo deste veículo de comunicação. Sei da importância dos meios de comunicação em massa e louvo a Deus por termos alguns destes em nossas mãos, entretanto, prefiro ouvir bons CDs de gente que com certeza está compromissada com evangelho do que dedicar o meu precioso tempo a programações que manipulam a fé do povo de Deus.

Caro leitor, que bom seria se as músicas tocadas em nossas rádios fossem frutos de vidas comprometidas com o Reino de Deus . Ah! que saudade! da boa música, ministrada, cantada com unção, cujo interesse era simplesmente engrandecer o nome de Deus!

Meus amados, a situação anda tão deprimente que já existe fã-clube de artista gospel. Sei ainda de algumas histórias de cantores que precisam de segurança pra andar em lugares públicos. Ora irmãos, mais uma vez eu pergunto que evangelho é este?

Pois é, parece que nos últimos anos, a igreja brasileira definitivamente se perdeu no caminho em direção ao trono da graça.

Aviva sua obra Senhor, por amor de seu nome!

Renato Vargens

6 comentários:

Meu querido pastor, nem só de música viverá o homem, pois vou lhe dizer que tenho aprendido alguma coisa de bom numa rádio evangélica onde ouço debates exclarecedores e de grande utilidade pública e com participações de Irmãos que admiro pela sua trajetória e proposta ex:
Guilhermino Cunha, Magno Malta, Silas Malafaia etc... e além de temas relacionados ao evangélho fico por dentro do cotidiano do nosso município, estado e país, então concluo que como tudo na vida
temos que filtrar as informações, músicas que vem ao nosso encontro.
UM FELIZ NATAL PARA TODOS E UM 2009 CHEIO DE VITALIDADE E BOA VONTADE.

GILBERT RAPOSO
23 de dezembro de 2008 05:21 comment-delete

O grande problema do que ouvimos nas ditas rádios evangélicas é marketing pessoal.

O povo ouve e acaba idolatrando cantores, pastores e até os donos das rádios.

Já vi algumas vezes cenas de idolatrias com cantores(as) em lugaras públicos, lojas de cd e igrejas.

Só isto já deveria nos fazer parar e refletir: isto e fruto da pregação do Evangelho genuíno?

Sobre os debates, já ouvi muitos.
MAs os temas tb refletem o TOTAL desconhecimento do povo quanto as Escrituras.

Veja os temas que SE REPETEM: "Sexo antes do casamento", "dízimo e ofertas", "Adultério", "Se Deus me ama", "Se inferno existe", etc

Estes temas não seriam importantes?
Sim, mas deveriam ser ensinados em nossas EBDs e no discipulado!
E não ficar dependendo de ensinamentos de "pastores-de-debate", que nem sempre tem conteúdo(alguns só eloquência), que acabam "doutrinando" as ovelhas e trazendo problemas em suas congregações de origem.

Ai volta-se a questão: a programação das rádios "gospel" é ruim pois falta, E MUITO, reflexão no Evangelho genuíno!

PAZ e FELIZ NATAL!!!

Sandro
23 de dezembro de 2008 11:40 comment-delete

AMÉM!!!!!!!!!!

23 de dezembro de 2008 11:47 comment-delete

Sandro,

concordo com vc em gênero, número e grau.

Renato VArgens

Anônimo
23 de dezembro de 2008 13:49 comment-delete

Este comentário foi removido pelo autor.

23 de dezembro de 2008 20:46 comment-delete

Já faz alguns anos que não consigo ficar ouvindo rádio "evangélica", os cantores viraram artistas, estrelas, e ainda têm a cara de pau de dizer que o seu ministério é sustentado por Deus, só que pra dar uma ajudinha ao Senhor geralmente pedem algo, de preferência adiantado... e o pior é que nós que temos coragem de falar contra, corremos o risco de sermos reputados como contrários ao Evangelho, pelos que assim fazem e seguem e por aqueles que deveriam falar e ficam em cima do muro.

23 de dezembro de 2008 20:57 comment-delete