A igreja e a venda de indulgências.

Renato Vargens

Em 31 de outubro de 1517, o monge alemão, Martinho Lutero afixou às portas do castelo de Wittenberg, as suas 95 teses denunciando as indulgências e os excessos da Igreja Católica, dando inicio a Reforma Protestante. Quase quinhentos anos depois, parte da igreja dita evangélica, experimenta em seus arraiais as mais estranhas doutrinas, o que com absoluta certeza faria com que o reformador alemão ficasse de rosto ruborizado. Igrejas como a Universal do Reino de Deus, nos últimos anos tem propalado desvios doutrinários dos mais estapafúrdios, comercializando em seus cultos, objetos mágicos, utensílios ungidos, além de incentivar os crentes a fazerem uma sociedade com Deus.

Esta semana recebi um vídeo em que a Igreja Universal do "Reino de Deus" em Portugal anunciava uma campanha cujo título era: "Faça uma sociedade com Deus, alcance o SUCESSO FINANCEIRO". http://www.youtube.com/watch?v=Fa3Rg5dm_bE

No final do vídeo, um dos pastores diz o seguinte: "Vai dar certo e tem que dar. Na noite dos impossíveis, Deus TEM que fazer o impossível e acabou!"

Pera aí, Deus tem que fazer o impossível e acabou? É isso mesmo? Ora, definitivamente isto é o fim da picada! Com dor no coração sou obrigado a confessar que infelizmente este pessoal não tem pregado o evangelho do Reino. Antes pelo contrário, o evangelho o qual estes têm propalado é humanista, hedonista e personalista.

Caro leitor, ser protestante, não é somente se identificar com o protesto feito pelos reformadores contra a corrupção eclesiástica e o falso ensinamento católico do século XVI; é muito mais do que isso. Ser protestante, é viver debaixo de um avivamento integral, é resgatar os valores indispensáveis a fé bíblica através da Palavra, é proclamar incondicionalmente a mensagem da graça de Deus em Cristo Jesus.

“O lema Eclésia reformata, semper reformanda, deveria estar sempre ressoando em nossos ouvidos e corações, desafiando-nos à responsabilidade de continuamente caminharmos segundo a Palavra, sem nos deixarmos levar por ventos de doutrinas e movimentos que tentam transformar a Igreja de Cristo, num circo eclesiástico, nas mãos de líderes inescrupulosos, que manipulam o povo ao seu bel prazer, tudo isso em nome de Deus!

Pense nisso!

Soli Deo Gloria.

Renato Vargens

5 comentários:

INDULGÊNCIAS A VENDA, realmente os doutores dessa igreja continuam muito sabidos, mas ainda não se fez uma real limpeza nos meios mnisteriais dela, a começar pela sua santidade atual, Bento16. Não podemos imaginar a dor sofrida pelo irmão Lutero, em abri o protesto santo e sagrado em se postar contra o comercio da fé, ainda hoje podemos ver uma defsa da fé, recheado de interesses pessoais. Incrível, como a herediariedade de personalidde deomindas de padres, bispos si dizem católicos, apostólicos e romanos.. aleluia!

20 de setembro de 2008 19:50 comment-delete

Igreja universal do reino de satanas! porque de Deus não é, o que eles fazem é pior do a igreja catolica, pelo menos os catolicos assumem que são catolicos romanos, não se dizem evangelicos.
Mais não devemos nos espantar, porque esta escrito na palavra de Deus que nos últmos dias isso aconteceria, o que devemos, é alertar,nossa gente para os enganos desta malfadada corja.

Anônimo
21 de setembro de 2008 01:21 comment-delete

Pastor vejo que as campanhas firmadas por X igrejas aproveitam-se da falta de leitura e compreensão do evangélho ( OSÈIAS 4:6), porque se JESUS nos resgatou
já somos vencedores nele(ROMANOS 6:18) e temos a promessa de um DEUS verdadeiro ( ISAÍAS 65:13 e 22), porém sabemos que nada acontece sem a permissão do nosso DEUS e vejo frequencia nessas igrejas pessoas que largaram alguns
hábitos negativos (álcool, fumo, drogas, prostituição etc...). então
penso que como o Senhor usou a mula, quem sabe temos um monte espalhadas por aí e sabemos que nem
todo usado será aprovado.
Oremos por esses irmãos.
Graça e Paz, Gilbert Raposo.

Anônimo
21 de setembro de 2008 08:01 comment-delete

Excelente!

Anônimo
21 de setembro de 2008 08:05 comment-delete

Pastor Renato,
A Universal nada tem a ver com o evangelho. Na verdade eles não se apresentam como evangélicos e nem querem. Eles nunca citam outros pastores quer do presente ou do passado.
O único objetivo da Universal é ganhar dinheiro. Eles não estão nem aí pro Martinho Lutero. Aliás, poucos de seus pastores sabem que Lutero existiu.

Marcos Damazio

Anônimo
22 de setembro de 2008 10:43 comment-delete