Um recado aos jovens: Alguns pastores pensam que vocês são idiotas

Renato Vargens

Estou convicto que alguns pastores e líderes pensam que jovens são imbecis. 

Talvez essa seja a razão por criarem estruturas infantilizadas, idiotizadas para atrair e manter jovens na igreja. Nessa perspectiva tenho visto pastores vestindo-se de Chapolin, Capitão America, Lobo Mau e muito mais. Senão bastasse isso, não tem sido poucos os líderes de jovens que tornaram seus encontros semanais em grandes besteiróis onde tudo é possível ser encontrado, menos a exposição fiel as Escrituras.

Certa feita, fui procurado por irmão que me disse: " Pastor, se a gente não fizer umas palhaçadas, umas comédias, uma coisa do tipo "stand up" os jovens vão embora. Jovens não querem ouvir a Palavra de Deus, jovens querem diversão e a igreja precisa oferecer uma estrutura alegre para eles, porque caso contrário eles vão para o mundo, disse ele. 

Pois é, os conceitos que tem norteado boa parte dos lideres de jovens nas igrejas evangélicas, além de obtusos, ignóbeis são ineficazes e antibíblicos. 

Veja bem, Deus não chamou a igreja para promover entretenimento, mesmo porque entretenimento não produz arrependimento. Vale a pena ressaltar que a Palavra de  Deus em nenhum momento nos incentiva a promover "diversão" para a salvação dos pecadores, como também  prover entretenimento aos jovens.  Spurgeon costumava dizer que o diabo raramente criou algo mais perspicaz do que sugerir à igreja que sua missão consiste em promover entretenimento para as pessoas, tendo em vista ganhá-las para Cristo."

Talvez ao ler esse texto você esteja perguntando o que fazer então? Devem ser as reuniões de jovens desprovidas de alegria? 

Veja bem, não se trata disso, até porque, uma coisa é alegria, outra coisa é a "idiotização" da fé. Ora, você pode ter um encontro de jovens alegre sem contudo torná-lo imbecil. Ademais, quem disse que a exposição das Escrituras castra a alegria de alguém? 

Sabe qual é o problema? Ele é simples e ele se divide em três partes, senão vejamos:

1- No fundo, no fundo, os pastores do entretenimento não acreditam no poder regenerador do Espírito Santo, bem como na capacidade da Palavra de Deus transformar o coração do pecador.

2- Os pastores do entretenimento nivelam por baixo a inteligência do jovem considerando-o além de inepto, um apedeuta incapaz de compreender a Palavra de Deus.

3- A "idiotização"  do evangelho além de servir como instrumento de manipulação doutrinária, funciona como um atestado pastoral quanto a incapacidade de ensinar, pregar, bem como instruir os jovens nos caminhos do Senhor.

Isto posto, concluo este texto afirmando:

Pastores, parem com o "evangelho" do entretenimento. Jovens não são idiotas, eles não precisam de entretenimento barato, e sim de Cristo, portanto, pregue a Palavra como ela é, e deixe a Palavra fazer aquilo que somente ela pode fazer. 

Jovens, vocês não são idiotas e nem tampouco precisam de um pseudo evangelho, cujo conteúdo é imbecilizado. Procure igrejas saudáveis cujo foco seja Cristo e não o entretenimento e experimente assim o poder transformador do evangelho.

Pense nisso!

Renato Vargens

2 comentários:

Ótimo texto e muito necessário também, porém acho que ainda assim, tem muito jovem idiota dentro da igreja sim, rsrs.

23 de janeiro de 2017 15:34 comment-delete

Concordo, estão e distraindo os jovens e não ensinando a palavra, se fosse assim Timóteo não tinha acompanhado Paulo

2 de fevereiro de 2017 16:56 comment-delete