05 razões porque eu tenho restrições quanto ao teatro no culto

Por Renato Vargens

Antes de qualquer coisa é preciso informar aos que me leem que eu não tenho nenhum problema com o teatro. Antes pelo contrário, gosto de uma peça que me faça refletir sobre a vida, o cotidiano e o mundo.  Ressalto também que não possuo o menor problema quanto a contextualização, a qual julgo necessário ao tempo que vivemos. E por fim, ressalto não tenho por hábito "satanizar" a cultura, antes pelo contrário, creio plenamente que ela possa ser redimida e usada para a glória de Deus. Todavia, apesar disso, tenho algumas objeções quanto ao uso do teatro no culto, senão vejamos:

1-) O uso do teatro no culto fortalece e incentiva o entretenimento. Concordo plenamente com Spurgeon que dizia que a Igreja tem Cristo não foi chamada para promover entretenimento e sim proclamar o evangelho.

2-) O uso do teatro no culto fortalece e incentiva o pragmatismo. Ora,  o pragmatismo tem sido um dos maiores problemas da igreja brasileira, que prefere fazer o que pode dar certo e não aquilo que é certo. Nessa perspectiva incentiva-se e cria-se estruturas emotivas, sensitivas, fundamentadas num cristianismo semipelagiano cujo o objetivo é a qualquer custo a conversão do pecador. (para ler sobre pastores, evangelização e pelagianismo, clique (aqui)

3-) Deus determinou que o evangelho deve ser anunciado através da exposição das Escrituras mediante a pregação. No tempo de Jesus o teatro já era uma prática comum, contudo não encontramos em nenhum texto neotestamentário incentivos a prática das artes cênicas com vistas a evangelização. Antes pelo contrário, tanto o Senhor como os apóstolos incentivam a igreja a proclamar o evangelho, o que deveria ser feito através da pregação da Palavra.

4-) O uso do teatro tira a centralidade da exposição das Escrituras por parte do pregador.  Desde a reforma protestante, o púlpito ganho centralidade no culto. Como dizia Calvino a exposição das Escrituras é um meio de graça e portanto, deve ser o centro do nosso culto a Deus. 

5-) O uso do teatro no culto tira o foco da glória de Deus, ( o qual é incentivado na pregação da Palavra) e coloca na performance humana, incentivando assim, o antropocentrismo.

Depois de ler os meus argumentos você esteja perguntando: Quer dizer então que o teatro é do diabo e que não pode ser usado na igreja?

Não. Não é isso. Primeiro porque nada pertence ao diabo, antes pelo contrário tudo pertence a Deus. Em segundo lugar, apesar de acreditar que o teatro não deva substituir a pregação da Palavra, ou até mesmo ocupar centralidade no culto, penso que ele possa ser utilizado, em outras ocasiões, em que um culto não esteja acontecendo. 

Vale a pena ressaltar que eu mesmo já escrevi uma peça de teatro que foi encenada num dia específico, com propósito específico e que de forma alguma substituiu a pregação da Palavra e a centralidade de Cristo no culto.

Isto posto, quer usar o teatro, use para glória de Deus, mas, não o faça no culto nem tampouco use-o para substituir a pregação do Evangelho.

É o que penso!

Renato Vargens

5 comentários:

Paz do Senhor pastor Renato, estava lendo sobre o que o senhor escrever sobre o teatro no culto, e concordo plenamente com o senhor, pelo fato que tira a centralidade do culto de Cristo. Geralmente aqui na igreja realizamos JOGRAL, não sei se o senhor já ouviu falar, queria que o senhor analisasse um que estou enviando no link abaixo e gostaria que o senhor comentasse sobre, qual o seu ponto de vista, agradeço a sua contribuição. Deus abençoe

https://www.youtube.com/watch?v=wVDD5SEPEA4

21 de maio de 2016 10:35 comment-delete

Olá pastor! Em que ocasiões então, pode - se usar essa ferramenta?
Em programações públicas (praças e etc)?! Acampamentos ou em que?

Aguardo sua resposta?

2 de maio de 2017 16:12 comment-delete

Então, seguindo essa lógica, não devemos ter músicas durante o culto?

2 de maio de 2017 18:24 comment-delete

Seguindo essa lógica, talvez sim, se não fosse a biblia no NT reforçando a importancia dos canticos espirituais.

2 de maio de 2017 20:41 comment-delete

Aldi, como vc chegou a essa conclusão absurda? A bíblia está repleta de música usada para louvor a Deus. Olha esses textos:

falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor, Efésios 5:19

Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações. Colossenses 3:16

Pr.Davi

3 de maio de 2017 14:46 comment-delete