10 dicas que ajudarão o ministro de louvor a escolher as músicas a serem entoadas no louvor da igreja


Participar de alguns cultos em algumas igrejas evangélicas exige uma grande dose de paciência, isto porque, as canções entoadas pelo denominado "ministério de louvor" estão recheadas de heresias e distorções teológicas. 

Diante disso, pensando em ajudar pastores e líderes de música, resolvi elencar dez dicas que se aplicadas, poderão ajudar  os ministros de louvor a escolherem as canções que deverão ser cantadas em seus ajuntamentos.

1-) A música que pretende tocar tem como centro suas necessidades pessoais? Ela foca exclusivamente naquilo que você acredita que precisa e não na glória de Deus? Se a resposta for positiva, isso é uma clara indicação de que não deva tocá-la.

2-) A música que pretende tocar possui desvios doutrinários? Ela ensina aquilo que a Bíblia não ensina? Se a resposta for positiva, não cante a canção.

3-) A música que pretende tocar é do tipo que incentiva a autoajuda?  Geralmente as letras destas canções funcionam como mantras repetitivos cujo objetivo principal é massagear o ego daquele que canta dizendo  a este que vai vencer, que tudo pode, e etc. Se a canção que deseja cantar se encaixa nesse perfil, não cante.

4-) A música que pretende tocar foca em dinheiro e prosperidade financeira? Se a resposta for positiva não a toque.

5-) A música que pretende tocar é a música da moda, escrita pelo cantor da moda? Boa parte dos ministros do louvor, cantam as canções da moda, simplesmente pelo fato delas estarem tocando nas rádios. Ora, por uma canção está sendo tocada numa rádio não significa necessariamente que possui uma letra bíblica.

6-) A música que pretende tocar fala mais no diabo do que em Deus? Se a resposta for positiva não a cante no culto.

7-) Verifique se a canção que deseja tocar está de acordo com as doutrinas fundamentais da fé cristã. Se por acaso ela ferir pressupostos indiscutíveis como salvação pela fé mediante a graça, a doutrina da Trindade, perdão de pecados, vida eterna em Cristo e outras mais, rejeite a canção.

8-)  A música que pretende cantar possui ênfase judaizante? Se a resposta for positiva, não cante a canção.

9-) A música que prentende cantar incentiva as obras em detrimento a salvação por graça? Por acaso ela leva ao que canta a acreditar que precisa fazer alguma coisa em troca da salvação? Se a resposta for positiva, não cante a canção.

10-) A música que prentende cantar vai glorificar a Deus, ou será somente uma forma de você manipular o povo para acreditar naquilo que você deseja que ele acredite? 

Pense nisso!

Renato Vargens

1 comentários:

Não cante músicas judaizantes, porque se você não é judeu, não os faça passar vergonha! Esses crentes são chatos mesmo!

15 de janeiro de 2016 15:46 comment-delete