País do nunca mais


O meu amigo Sandro Wagner  me apresentou um cantor da década de 70 chamado Guilherme Lamounier. Numa de suas canções, Guilherme cunhou a frase "país do nunca mais".  

Pois é, confesso que a frase me chamou atenção e me fez pensar no nosso querido Brasil.

Que bom seria se esse país fosse o país do nunca mais.

Que bom seria que em nosso país não existisse  mais corrupção, impunidade, opressão social, miséria, hospitais sucateados, educação falida, professores mal remunerados, políticos desonestos, desvio de verba pública, casas desprovidas de dignidade, esgoto a céu aberto, alto índice de mortalidade infantil, alto índice de crimes e assassinatos, violência contra a criança, pedofilia, crimes contra idosos e tantas outras coisas mais.

Que bom seria que o nosso país fosse o país do nunca mais.

Renato Vargens


1 comentários:

Impossível! Em tese tudo isso seria bom. Se com o mundo abarrotado de catástrofes, muitos cristãos estão vivendo em uma letargia enorme. Fico a imaginar, se vivêssemos sem problemas. As igrejas viveriam vazias..... Parabéns pelo blog. Tenho aprendido muito com seus artigos. Abraços.....

6 de agosto de 2014 21:59 comment-delete