Lutando pela santidade da igreja

Por Renato Vargens

Uma das maiores lutas dos pastores é a santidade da igreja. Eu particularmente tenho lutado por uma igreja santa e compromissada com a Palavra. Luto por jovens comprometidos com o Evangelho e livres do pecado, por casais cujo leito matrimonial seja sem mácula, por adolescentes livres do mundanismo, e por homens e mulheres santos como o meu Senhor. No entanto, as vezes tenho a impressão que tenho dado soco em ponto de faca, isto porque, não são poucos aqueles que em nome da contextualização do evangelho tem amado o mundo, bem como as coisas que existem no mundo. 

Nesta perspectiva os jovens tem tido relacionamento sexual fora do casamento, os adolescentes se embriagado de cerveja e vinho, além é claro, de muitos homens e mulheres preferirem desfrutar dos prazeres das boates em noitadas recheadas de pecados e imoralidades. Se não bastasse isso, o adultério se faz presente em muitos relacionamentos conjugais, onde maridos e mulheres optaram pela infedelidade em detrimento a Palavra do Senhor.

Caro leitor, ser pastor não é fácil! Em algumas ocasiões somos taxados de retrógados, fundamentalistas e ultrapassados. Infelizmente não são poucos aqueles que nos condenam por lutarmos por uma igreja santa. Volta e meia ouço de alguns a seguinte afirmação: "O mundo mudou, as pessoas mudaram, não dá pra seguir ao pé da letra o que a Bíblia diz." Se não bastasse isso, muitos pastores tem advogado a tese de que os jovens cristãos podem se relacionar sexualmente fora do matrimônio, desde que esteja com casamento marcado. O que falar então de inúmeros jovens que sentam a mesa do bar e bebem todas as cervejas possíveis? O que dizer de outros tantos que em nome de um espiritualidade barata, proferem todo tipo de palavrão?

Prezado amigo, desculpe, se lhe contrario, mas prefiro ser considerado chato do que liberal. O meu compromisso, doa em que doer, é com as Escrituras Sagradas. Como pastor fui chamado para pastorear as ovelhas de Cristo, exortá-las e corrigi-las diante das dificuldades da vida, admostá-las a uma vida santa, conduzi-las a glorificar com suas vidas o Supremo Pastor.

Isto,  posto, afirmo sem titubeios que mesmo diante das dificuldades continuarei lutando pela santidade da Igreja. Que Deus conceda graças aos milhares de pastores nessa nação, que com dedicação e esmero, tem lutado pela Igreja do Senhor.

A Deus toda glória.

Renato Vargens



3 comentários:

Graça e paz Pastor Renato,


Os membros de sua igreja deveriam agradecer a Deus por um líder que zela pela palavra e por seus bons costumes. Viver em santidade em nosso país onde a libertinagem e onde os valores estão cada dia distantes dos da Bíblia, não tem sido fácil. Os ataques tem sido constantes.

Espero que as igrejas onde existem lideres comprometidos com a sã doutrina como o senhor possam se despertarem para os dias maus em que estamos vivendo buscando Deus enquanto ainda podem achar.

Abraço!!

11 de junho de 2012 13:53 comment-delete

Graça e paz pastor Renato.Concordo na totalidade com suas observações e argumentações no post. Tenho lhe acompanhado já há muito tempo em boas leituras e agora resolvi abrir também um espaço na blogosfera cristã para dentro de minhas limitações contribuir para edificação do Reino e defesa da volta da igreja visível ao Evangelho puro e simples conforme ensinado nas Escrituras. Gostaria de sua autorização para repercutir na íntegra alguns de seus textos apologéticos em ArautosCristãos.blogspot.com.br Fique na paz e continue na caminhada dessa luta que é do Senhor nosso Deus.

11 de junho de 2012 19:48 comment-delete

Amém!

Sem a santificação, ninguém verá o SENHOR! Hb 12:14

Petrônio.

Anônimo
12 de junho de 2012 00:20 comment-delete