O universalismo e a praga da teologia liberal

Por Renato Vargens

Sem sobra de dúvidas o liberalismo teológico é um câncer que vagarosamente arrebenta a saúde da Igreja. Como bem afirmou Augustus Nicodemus os "Liberais são parasitas, e assim como um vírus  se instala num organismo debilitando o corpo do individuo, da mesma forma eles se instalam na igreja sugando-a até ficar só a carcaça, para depois buscar outro hospedeiro".  

Caro leitor, nesses últimos dias a BLOGOSFERA CRISTÃ tem sido bombardeada por teólogos liberais que definitivamente relativizaram a doutrina da salvação anunciando que FORA DE CRISTO é possível ser salvo. Para estes, os adeptos das mais diferentes religiões também poderão experimentar o livramento da condenação eterna, desde que por exemplo, sejam pessoas de bem ou caridosas.

Pois é,  ao olharmos as Escrituras percebemos que Jesus repetidamente advertiu sobre o inferno. (Mateus 5:21-22, 27-30; 23:15,33.) Negar a existência do inferno é, portanto, rejeitar a autoridade de Jesus. Seria estranhamente inconsistente aceitar Cristo como Senhor, mas rejeitar um aspecto de Seu ensino. Além do mais, isto seria colocar uma gigantesca falha moral no caráter de Cristo, se Ele ensinasse sobre a realidade do inferno quando na verdade ele não fosse um perigo para ninguém.

Prezado amigo, o Inferno é uma realidade bíblica e não pode ser questionada, mesmo porque, segundo as Escrituras o próprio Deus o instituiu. O problema é que liberais e universalistas em nome do amor abandonaram nas prateleiras da vida, algumas verdades a respeito de Deus, como por exemplo a afirmação de que ele é Soberano, e como tal possui o direito de fazer aquilo que lhe apraz, e que o fato de determinar sua vontade quer em tragédias ou no estabelecimento do juizo eterno não o torna menos amoroso.

Ora, o Universalismo afirma que todas as pessoas serão salvas por Deus. Essa percepção teológica apela para as emoções humanas e insinua que um Deus bom jamais enviaria as pessoas para o inferno.

Sim Deus é amor, no entanto, ele também é justo e governa soberanamente sobre tudo e todos. Nosso Senhor estabeleceu que a salvação é por intermédio de Cristo. Se assim não fosse, por que então evangelizarmos? Por que fazermos missões? Por que obedecer as ordens da grande comissão? Ora, por favor, pare e pense comigo se o homem será salvo sem os méritos da cruz, por que razão Deus enviou seu filho para morrer por nós?

Sinceramente, o Universalismo é uma grande e aberrativa heresia.

Pense nisso!

Renato Vargens

6 comentários:

A Paz do Senhor!

Penso que o "amor" defendido pelos liberais como justificativa para que Deus não aplique o seu Justo Juízo é um FALSO amor. O pai que corrige o faz movido pelo amor. Assim é Deus, segundo a Palavra. E o pecado do homem afronta a justiça de Deus, que é acionada e precisa agir, senão Deus seria a favor da impunidade, tão comum no Brasil e em vários lugares no mundo. Este rebelde está em um relacionamento errado com Deus, e somente Cristo pôde e pode resolver este problema, mediante a fé em Seu sacrifício e ressurreição. O amor sem a verdade aprisiona, por fim, eternamente, "O problema é que liberais e universalistas em nome do [falso] amor abandonaram nas prateleiras da vida..." (permita o acréscimo rs).

Deus abençoe a todos!

22 de maio de 2012 08:30 comment-delete

Dizem os liberais: Deus é amor , sim esta é uma verdade Bíblica porem Deus também é justiça e “Ele não pode manifestar seu amor à troco de sua justiça”. A grande verdade que em busca da ‘contemporanização’ da igreja estamos nos deparando com a sincretizarão dela.
RobsonParma

RobsonParma
22 de maio de 2012 21:15 comment-delete

Que Deus é Amor não são os "liberais" quem dizem, mas a própria Bíblia 1Jo 4:8. E ela diz mais; "qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus.Aquele que não ama não conhece a Deus".

Outra coisa, justiça de Deus não é sinônimo de vingança. Pelo contrário, isto pq ela se manifestou no Evangelho de Cristo Rm 1.17.

Portanto, parabéns aos anti-fundamentalistas, aqueles que vcs rotulam erroneamente de liberais, por repensarem a fé cristã fazendo com que a mensagem de Jesus responda às inquietações do homem moderno.

Abçs

23 de maio de 2012 08:07 comment-delete

Realmente, o liberalismo teológico é extremamente maléfico para o verdadeiro Evangelho.

Para quem quiser saber um pouco mais sobre esse câncer (como bem rotulou o Pr Renato), sugiro que leiam a entrevista abaixo.

http://tempora-mores.blogspot.com.br/2011/07/afinal-o-que-e-fundamentalismo-e.html

Que nosso grande Deus continue a guardar Sua Igreja contra essas mazelas disfarçadas de "amor" e "adaptação aos tempos modernos, aliás, pós-modernos".

Petrônio.

Anônimo
24 de maio de 2012 20:07 comment-delete

A grande surpresa na nossa era ou na história da igreja seria, a concordância, universalizada das verdades do evangelho, Paulo aconselha seu filho a se manter no evangelho e a perseverar na doutrina porque, no decurso dos tempos haveria o que hoje é uma realidade negação a sã doutrina. Negar o que Deus diz é adotar o comportamento do primeiro casal, aceitar a proposta do inimigo, e rotular a Deus como mentiroso. Assim como é um fato bíblico a existência da salvação pela cruz de Cristo, também é um fato o julgamento dos inimigos dessa Cruz e o inferno é seu lugar reservado por Deus e pensado por ele mesmo.

17 de junho de 2013 13:44 comment-delete

Amado você não Refutou o Universalismo... Por favor me dê embasamento Bíblico! sobre Inferno me fale sobre Ge'hinom/γεενναν que é usado em Mt 5:21-22,27-30; 23:15,33.Pois a palavra Inferno/Inferus Latin só veio com a Vulgata de Clemente o qual saiu dando nomes aos Bois...Lúcifer...Inferno...O próprio nome Inferus=Submundo=Necrópole=Mansão dos Mortos=Mundo dos Mortos...Não esquecendo do Hades/Ἅιδης e também Tártaro/Τάρταρος...Não sou Universalista nem tão pouco Liberal mas tenho muitas Dúvidas!

22 de junho de 2015 00:28 comment-delete