A Globo, os cantores gospel e a negociação da fé.

Por Renato Vargens

O Festival Promessas promovido pela Rede Globo de Televisão foi extremamente polêmico. Gente de todo tipo e de todo lugar polemizou sobre o evento organizado pela Vênus Platinada.

Eu por exemplo devido ao artigo que escrevi (veja aqui) recebi inúmeros emails de irmãos em Cristo dizendo que não interessa os interesses globais e sim a pregação do Evangelho. Para estes, o mais importante de tudo foi Cristo ter sido pregado, ainda que com isso tenha sido necessário negociar alguns valores, mesmo porque, segundo alguns crentes em GEZUIS os fins justificam os meios. 

Na verdade,  para estes não importa a motivação global, nem tampouco o show business evangélico, muito menos os rios de dinheiro que rola no famigerado mundo gospel, até porque,  se Cristo for cantado,  tudo vale. Se não bastasse isso,  alguns crentes enebriados pelos encantos globais "profetizaram" nas mídias sociais dizendo:  "Deus vai nos dar uma novela evangélica global!  Vamos tomar posse da Globo! Aleluia! Disseram os mais animados! 

Pois é, não se surpreenda se para atingir esse funesto objetivo o conteúdo do evangelho seja negociado.

Caro leitor, por fatores diversos, a sociedade brasileira vem vivendo há muitos anos debaixo de uma enorme crise moral e relacional. E claro, como não poderia deixar de ser, a igreja evangélica também. Há pouco tempo, ouvi a história de um crente que ao ser reprovado no exame de uma auto-escola, recebeu a proposta por parte do examinador de pagar por fora R$ 50,00, a fim de que o exame fosse refeito. Tal “irmão” sem titubeios prontamente aceitou, dizendo ser aquilo a uma grande benção de Deus, afinal de contas o que importa é não perder. 

Diante deste triste relato sou obrigado a lhe perguntar: Será que os fins justificam os meios? Será que devemos dar um “jeitinho” em tudo para atingirmos os nossos objetivos? Para pregarmos Cristo temos  que negociar nossos valores? Ora, claro que não. Entretanto, essa sociedade encontra-se tão adoecida, que práticas como esta, se entranharam em nossos hábitos e costumes, fazendo-nos achar que não existe nenhum mal em subornar alguém. Junta-se a isso o fato de que as relações interpessoais são egoístas, manipuladores e utilitárias. Na verdade, parece que vivemos debaixo de uma síndrome, onde o que é importa é prevalecer sobre o outro, independente de que para isso precisemos atropelar conceitos, princípios e vidas. 

Caro leitor, como cristãos somos desafiados a não vivermos segundo as regras deste sistema. De maneira alguma podemos permitir que valores antiéticos e amorais conduzam nossas vidas. Na perspectiva bíblica jamais nos será permitido negociarmos o inegociável, nem tampouco, instrumentalizarmos as pessoas com vistas ao nosso sucesso pessoal. Os pressupostos do reino nos motivam a vivermos uma vida justa, reta e equânime, onde nem sempre ganhamos.

Soli Deo Gloria,

 Renato Vargens

31 comentários:

O que teve de crente usando Fp 1.18 para justificar o "é-vento" como propagação do Evangelho num tem nem como medir. Infelizmente fruto ainda de uma má interpretação da Palavra bem como sua descontextualização. Enfim, que Deus possa nos dar discernimento bíblico real e verdadeiro, para que ao invés de utilizarmos versículos bíblicos para justificarmos nossa inclinação carnal possamos pregar o Evangelho puro e simples que Paulo tanto defendeu. Soli Deo Gloria.

20 de dezembro de 2011 23:45 comment-delete

Pastor , na boao senhor , tem medo do crescimento do evangelho ? Porque tudo que for levar a palavra de DEUS o senhor vê com ooutros olhos ?

20 de dezembro de 2011 23:45 comment-delete

Olá amado Pastor Renato Vargens! Mais uma vez descordo do seus comentários embora respeite eles!
''Com a queda do império babilônico e da sua malfadada tentativa de descaracterizar os povos, a Pérsia assumiu o cenário internacional. Ao invés de tentarem destruir a identidade dos povos com o propósito de enfraquecê-los e conquistá-los, os persas decidiram resgatar a identidade dos povos a fim de fortalecê-los e tê-los como aliados. Por essa razão, Ciro escreveu um decreto permitindo e encorajando a volta de todos os judeus para a Palestina. Ele inclusive patrocinou a reconstrução do templo em Jerusalém, pedindo aos judeus que orassem por ele. Não que Ciro tivesse se convertido ao Deus do Céu. Ele não pensava religiosamente, mas sim politicamente. Ele queria ter aliados políticos a fim de manter o seu império. Enquanto Ciro pensava a partir da perspectiva política, o povo Judeu pensava a partir da perspectiva divina. Para eles, não importava se Ciro queria alcançar favores políticos, mas, sim, que Deus o estava usando para que o Templo fosse reconstruído, o fogo do altar fosse reaceso, a adoração fosse restaurada e o povo judeu pudesse reafirmar a sua identidade como povo de Deus. Portanto, ao invés de levantarem a voz contra Ciro, eles decidiram agradecer e adorar a Deus pela porta que havia sido aberta.
A igreja evangélica brasileira passa por um momento parecido. Se antes, havia uma tentativa de desacreditar e descaracterizar a igreja evangélica por meio de caricaturizações, hoje existe uma tentativa de aproximação dos evangélicos. A Rede Globo, por exemplo, que é uma empresa de comunicação plenamente comercial, tem se aproximado dos evangélicos. Ela faz isso não porque tenha se convertido a Jesus, mas, sim, porque reconheceu que os evangélicos se tornaram numerosos no país, e, consequentemente, uma força consumidora. Portanto, ao invés de manter uma ofensiva contra os evangélicos, a Rede Globo decidiu encorajar e patrocinar cultos com o propósito de conseguir ganhos de audiência. Enquanto a Rede Globo pensa a partir da perspectiva comercial, a igreja evangélica precisa pensar a partir da perspectiva divina. Se Deus usou Ciro para que o culto no Templo de Jerusalém fosse restabelecido, será que Ele não teria poder para usar a Rede Globo para que a mensagem do evangelho seja proclamada, o nome de Jesus seja levantado e a identidade da igreja seja reafirmada? Ainda que muitos possam duvidar, Deus continua tendo todo o poder! Portanto, ao invés de levantarmos a voz contra Ciro, que tal agradecermos e adorarmos ao Senhor por essa porta que foi aberta!?''
(Só estou colocando Anônimo porque não tenho cadastro pra colocar o nome).

Anônimo
20 de dezembro de 2011 23:51 comment-delete

Concordo com o Sr Pr, pois vejo neta relativização de tudo, o conceito de que não importa o caminho, o que importa é chegar a Deus, como se os meios justificassem o fim.
Pois bem sabemos "o" caminho.

Anônimo
21 de dezembro de 2011 00:40 comment-delete

Os que ficam aqui defendendo o indefens'avel est~ao fazendo vista grossa quando: A Globo em todas as suas novelas promove homossexualismo, espiritismo, adult'erio, rebeldia dos filhos contra os pais, valores anti-fam'ilia, zombaria contra evang'elicos em seus personagens, zombaria contra crist~aos em geral, idolatria, feiticaria... ? Os que defendem a Globo acham que agora devem fazer vista grossa contra tudo isso ? A Globo ARREPENDEU-se e agora CR^E no Evangelho de Cristo, por isso eles a defendem ? Porque se a Globo nao se arrempendeu de todo esse lixo espiritual que ela canaliza para dentro de MILHOES de lares de brasileiros, que me desculpem seus defensores aqui; ela faz todos os que pensam assim de imbecis-explico: Na mesma semana que a Globo promove o tal show "Gospel" ela lancou a campaanha anti-"homofobia". Campanha esta que visa amaciar o brasileiro para que apoie o tal Pl 122, cujo objetivo final e' silenciar QUALQUER manifestacao de pensamento, inclusive pregac~ao b'iblica contra o homossexulismo; com penas de prisao para quem ousar dizer por exemplo que esta pratica e' pecado abomi'avel. Alem disso, ela jamais renunciou a todo aquele lixo espiritual de que falei para promover o show "Gospel". A Globo promove o lobo em pele de cordeiro, ela quer entrar no aprisco para destrocar as ovelhas. A Globo quer seu dinheiro e sua compreensao a favor da sua agenda das trevas, nada mais.

21 de dezembro de 2011 02:32 comment-delete

Paz do senhor!Pastor o promessas na Globo nao deveria ter sido encarado por nós evangelicos como uma vitoria? A menos que eue steja muito desinformada mas nao em lembro desta emissora de tv,ter exibido um evento envangelico...ainda mais no horario que foi...se nos oramos a Deus e pedimos mudança...pq quando as mudanças começam a acantecer alguns repudiam e se colocam contra...Me responda somente uma coisa...o que foi melhor o festival promessas sendo exibido...ou deveria ter cido um programa qualquer cheio de baboseiras e mulheres seme nuas como é o de costume acotecer...

21 de dezembro de 2011 06:54 comment-delete

Não levem a mal, mas que coisa chata! Agora me lembro de quando ainda não havia me convertido o grande motivo da minha repulsa pelos que se nomeiam evangélicos. Pastor, o senhor é um homem vivido, experiente e, de certa forma, tomado pelas melhores intenções possíveis! Mas tomando a liberdade de parafrasea-lo, "vamos combinar uma coisa": discussões infindáveis como essas não levam a lugar nenhum! Todos os dias só vejo rixas entre irmãos e pontos de vista particulares sendo apoiados pela Santa Escritura. Voltemos ao Evangelho!! Edifique-nos com seus posts que outrora fizeram arder ainda mais dentro de nós o amor de Cristo.
Com amor e com esperança,Lincoln.
Fiquem na Paz de Jesus.

Anônimo
21 de dezembro de 2011 08:09 comment-delete

Sinceramente, to começando a desistir desse povo! Querem idolatrar Fernandinho e Cia, vão lá!
Desisto de falar, de remar contra maré! Parece que somos descendentes de Isaque (missão) contra os descendentes de ismael (bençao). Esse povo que assiste o Promessas e adora a Lagoinha e cia não quer enxergar! Esses são os piores cegos! Eles querem somente bençãos e músicas que o "alimentem" Chega desse evangelho antropocentrico, onde só o homem é que importa. Vamos tocar músicas como "dá vontade de pular, dá vontade de gritar..." (coisa horrivel) e nada de adorar a Deus!
Músicas ruins, vazias, sem nada para dizer a Deus! Se for para ir a um show, o do Teatro mágico e muitos outros são melhor do que Distante do Trono e outros... Que na verdade são apenas cópias das bandas "seculares".

Deixamos de lado nosso culto a Deus e temos adorados a nós mesmos!
Pra que o evangelho? Esse evangelho que está sendo pregado não faz mais diferença na vida de ninguém!

João Vitor

Anônimo
21 de dezembro de 2011 08:42 comment-delete

Os que ficam aqui defendendo o indefens'avel est~ao fazendo vista grossa quando: A Globo em todas as suas novelas promove homossexualismo, espiritismo, adult'erio, rebeldia dos filhos contra os pais, valores anti-fam'ilia, zombaria contra evang'elicos em seus personagens, zombaria contra crist~aos em geral, idolatria, feiticaria... ? Os que defendem a Globo acham que agora devem fazer vista grossa contra tudo isso ? A Globo ARREPENDEU-se e agora CR^E no Evangelho de Cristo, por isso eles a defendem ? Porque se a Globo nao se arrempendeu de todo esse lixo espiritual que ela canaliza para dentro de MILHOES de lares de brasileiros, que me desculpem seus defensores aqui;

[/b] Como tem crente que julga viu , então a gente não pode ver program evangélico em canal nenhum mais , pq a Record da IURD passa tudo isso e da mesma forma , se tivéssemos só canais 100% cristãos eu discordaria mais compreendia mais com os canais aberto por aí tudo isso é balela

21 de dezembro de 2011 08:50 comment-delete

A paz amado irmão. Na verdade fiquei foi chocada e envergonhada ao assistir esse festival promessas na televisão. Como pode o povo cristão se desviar tanto da vontade de Deus. Fiquei imaginando Jesus, Paulo, Timóteo lá em cima daquele palco louvando do jeito que eles estavam cantando!!
Foquei imaginando Jesus, e seus discípulos tendo comunhão com as trevas, onde é muito claro nas escrituras que dizem que a luz não tem comunhão com as trevas.
Jesus e seus discípulos nunca precisaram e nunca precisariam deste meio para pregar o evangelho, e para dizer a verdade não vi o evangelho sendo pregado ali, vi somente um show que parecia muitas das vezes igual ao um show mundano. Fiquei muito envergonhada, e deve ter alguma coisa por detrás disso, pois a globo não suporta cristãos.
Infelizmente a maioria dos cristãos não leem a bíblia, e é por isso que são levados por ventos de doutrinas que não pertencem à Deus.
Que possamos orar uns pelos os outros para que também não venhamos a ser enganados, pois o mundo está no maligno.
Abraços.

21 de dezembro de 2011 08:54 comment-delete

Graça e paz vos sejam acrescentados!

Olha querem justificar o injustificável, o festival não tem respaldo bíblico, forçam para interpretá-lo como divino e digno de ser feito, é tão óbvio que fico muitas vezes perplexo com tanta má interpretação dos trechos bíblicos para serem a favor deste festival.

Pelo pouquíssimo conhecimento que tenho da Bíblia, sei que a evangelização é e sempre foi por meio da Palavra, pregação feita por Jesus e seus apóstolos e discípulos não vemos na Palavra "festivais" com o intuito evangelístico.

Podemos pegar a reforma protestante como um ótimo exemplo, pois foi por meio da pregação que pessoas foram evangelizadas também, os reformadores se preocuparam em fazer conforme a Bíblia ordena, pois foi assim nos tempos apostólicos.

Já a música ou o louvor se preferirem, na Bíblia foi feita somente para uma coisa: Adorar a DEUS.

Mas dizem: "Ah...mas o louvor hoje é um meio eficaz de trazer pessoas para Cristo."

Antes de mais nada quem atraí a pessoa é somente o Espírito Santo, a obra é totalmente dEle, somos meros instrumentos na mãos dEle e vemos na própria Palavra de Deus que o meio eficaz é a pregação mesmo.

Então concordo que o meio eficaz de evangelização é o que foi ordenado na Palavra e quanto ao louvor devemos fazer o que foi ordenado na Palavra de Deus, que é para a própria adoração dEle.

O que passou disso é o resultado que vemos nos comentários a favor do festival, fico triste com este liberalismo por parte da maioria dita cristã, mas creio que pela grande misericórdia do Senhor, que tudo isso um dia vai mudar.

21 de dezembro de 2011 08:56 comment-delete

É profundamente lamentável ver tantos cristãos defendendo essa manobra das trevas da globo, será que não estão vendo a agenda do anti-cristo nisso tudo? Chega a ser insultante ver a inteligência do cristão sendo afrontada dessa maneira. O pastor Renato tocou no âmago dessa questão toda, os cristão esqueceram a ética cristã, relativizaram o padrão moral a individualidade de cada um, portanto, não importa nada, desde que eu não me condene. É palhaçada, nosso padrão moral deve ser o padrão divino, e o padrão divino me condena se eu fizer sociedade com as trevas, se me amoldar a esse mundo (sistema), está na hora de parar de querer agradar o mundo e pregar o verdadeiro evangelho de Cristo, o que liberta da condenação do pecado e por consequente livra as almas do inferno, esse evangelho ecumenico que a globo quer empurrar garganta abaixo devemos rejeitá-lo com todas as nossas forças. O verdadeiro evangelho de Cristo nos dá uma vitória que é maior vitória de todas, SALVAÇÃO!, as recompensas terrenas dessa salvação são consequencias dessa vida que foi salva do inferno pela cruz de Cristo. Será que ainda não entendemos que não devemos almejar sermos queridos pelo mundo, mas sim pregar o evangelho ao mundo e por consequencia disso sermos odiados por ele, que jaz no maligno? ACORDE POVO DE DEUS, ENQUANTO VOCÊS SE EMBRIAGAM COM AS PROMESSAS DA REDE GLOBO, CRISTÂO ESTÃO DANDO SUAS VIDAS POR PREGAREM O EVANGELHO EM PAÍSES COMO A CORÉIA DO NORTE! Prometo que não falarei mais sobre esse assunto.

Marcelo A. Mittelstädt

21 de dezembro de 2011 09:47 comment-delete

Amigos, muitos cristãos dão suas vidas pela pregação do evangelho em países onde NÃO se pode pregar.. nós temos liberdade para isso.. Glória a Deus!! Vamos anunciar o evangelho em todos os lugares!!!! Deus não precisa de empresários ele É Deus!! Não precisa de negociação Ele é Deus!! Deus NÃO precisa nem de mim e nem de vc, mas GRAÇAS AO SEU AMOR E MISERICORDIA, ALELUIA, fomos chamados por ELE E PARA ELE! Se vc diz q é impossível Deus agir e mudar o coração do homem.. vc está anulando o poder de Deus!!
Ele É Deus INDEPENDENTE DA SUA OPINIÃO! Então Glória a Deus pq a palavra foi anunciada no domingo em rede nacional!!! Pode ser na globo, ou em qualquer lugar, a globo não é mais impura do q outro lugar, irmãos o MUNDO jaz no maligno!
Se nós não nos levantarmos, se nós não sairmos de nossas igrejas confortáveis, cheias de “santos” e salvos, quem pregará o evangelho??? Acordem as pedras vão clamar em nosso lugar!! NÃO VAMOS PERDER TEMPO COM POLEMICAS E MT MENOS JULGANDO NOSSOS IRMÃOS, SE VC É CONTRA, ORE POR ELES E PEÇA A DEUS DICERNIMENTO SOBRE ISSO. ENQUANTO OS CRENTES ESTÃO CHEIOS DE JULGAMENTOS E ENVOLVIDOS EM POLEMICA, MTS ESTÃO MORRENDO SÓ PQ SOMOS SANTOS DEMAIS E NÃO PODEMOS CONCORDAR COM CERTAS COISA!!
ACOOOOOOOOOORDA GENTE VAI PREGAR O EVANGELHOOOOOOO!!! sem mais!

Anônimo
21 de dezembro de 2011 10:25 comment-delete

Oi pastor, infelizmente tem pastores que pregam que o Evangelho é prosperidade, Cantores que cantam aquilo que faz sucesso e irmãos que compram CD´s pirata, carteiras de habilitação (que diga-se de passagem não tem como passar senão participarem do esquema, já ouvi dos próprios policiais que participal). Que mundo estamos chegando..
Em contrapartida com os debates e tal, o evento não foi feito escolhendo cantores a dedo, hove 6 meses de votação via internet, em que eu mesmo participei e os mais votados pelo público foi os que apareceram no programa. Em outras palavras os de gosto popular.
Mas enfim gostaria de saber se o problema foi ter sido na globo? Não se deve usar meios de comunicação? Ou qual seria a forma correta de agir. Pois se só criticarmos e não indicarmos soluções fica difícil.

21 de dezembro de 2011 10:48 comment-delete

Pastor... Utilize mais o seu blog para pregar a palavra de Deus e não ficar polemizando coisas que já passaram.

Neto
21 de dezembro de 2011 11:33 comment-delete

Pastor, graça e paz!

Concordo com muitas coisas que fala, mas em específico a esse show transmitido, os cantores receberam algo $$$$ da Globo? Acredito que tenham recebido sim para fazer o evento, mas se a Globo apenas o transmitiu dias depois não configura uma barganha pelo evangelho entre a emissora e os cantores.

No mais, também abomino toda forma de negociar com o evangelho. A palavra deve ser pregada de graça, é o nosso dever como cristãos. Jesus não cobrava para falar do reino. Mas levo em conta também como um "puxão de orelha" para os cristãos que brigam entre si quando poderiam através de seus canais falar sobre Jesus. Daí Deus permite que um canal com raízes espíritas e corrompido pelo mal como é leve o Seu nome pelo país.

Um abraço.

Márcio Almeida
21 de dezembro de 2011 11:52 comment-delete

Toda safadeza tem seus defensores...
Eles são tão ignorantes que juram que alguem se converte ouvindo musica.
Se isso ocorreu essa conversão é falsa.
Mas isso é convicção de quem lê a biblia ok....
E o texto de filipenses fala da prisão de paulo não ser em vão... NOssa como o povo viaja

21 de dezembro de 2011 12:43 comment-delete

Indicando
- Vender conteúdo cristão de qualidade é uma louvável e santa iniciativa.
- Vender heresias enganadoras, como a confissão positiva é coisa terrível.
- Há muitas editoras que são ministérios, sem fim lucrativos, e também dão sustento a missionários e seminaristas. Outras, objetivam lucro, mas também estão financiando bons projetos e investindo em gente e conteúdo de qualidade e são benção para todos.
- Vender autoajuda, com rótulo de autoajuda é comercio, dá emprego. Maravilha. Compra quem quer, vende quem tem competência.
- Vender autoajuda, como rótulo espiritual e dizer que é evangelho é falso profetismo. Paulada na moleira.

- Vender música cristã de qualidade e bibliocentrica é santa iniciativa.
- Vender música gospel de todos os estilos, segundo as tendências e o gosto dos grupos de crentes, e de não crentes, é uma atividade comercial legítima e dá emprego a milhares de músicos cristãos, técnicos, artistas gráficos, etc.
- Vender música gospel cantada por gurus espirituais que se apresentam como pregadores do Evangelho e pregam algo totalmente distinto é lamentável e um grande risco, tanto mais se a gravadora tiver uma reputação a perder e uma imagem a preservar. Não vale a pena colar uma boa imagem institucional a um guru de quarta categoria. Ainda mais quando estes começam a “ministrar” suas doutrinas novaeristas e a praticar rituais estranhos em seus shows.

Bons profissionais do ramo fonográfico passam ao largo destas tentativas de "divinizar" e espiritualizar produtos musicais. Vamos entender uma coisa: Música é música e cada um gosta do que gosta. Adoração e proclamação são outra coisa. Ministério é uma coisa, carreira musical é outra. Carreira musical é coisa para ser administrada por consultores especializados, gravadoras, etc. Ministério é chamado. Não é meio de vida. E levita... Bom, levita é personagem de ficção evangélica.

21 de dezembro de 2011 12:52 comment-delete

Infelizmente é difícil ver o evangelho de Cristo ser pregado através de músicas "gospel". Pois as músicas em si, a grande maioria, nada têm de evangelho, nada falam de arrependimento e não glorificam a Deus, são letras vazias. Como dirão muitos, são músicas inspiradas pelo Espirito Santo de Deus, como pode algo ser inspirado pelo Espirito Santo se em nada glorificam a Deus? Vemos Deus ser glorificado através das músicas gospel? Infelizmente esse comércio gospel está cegando as pessoas. As pessoas, em sua grande maioria, que "adoram" as coisas gospel não possuem o conhecimento da palavra e não o buscam, as vontades e verdades de Deus através da Sua Palavra por outro lado preferem que outras pessoas o façam por elas, aceitando a palavra interpretada pelos "inspirados de Deus" e não confrontando com a verdadeira palavra e o verdadeiro evangelho de Cristo, mediante oração e meditação da palavra. Infelizmente, ao ser exposta a verdade de Cristo, do arrependimento, a verdade de que a única regra de fé é a palavra de Deus, as pessoas são vistas com maus olhos. Oremos e peçamos a Deus misericórdia, discernimento e bom entendimento.

21 de dezembro de 2011 13:24 comment-delete

Crente, até o capeta é, e nem por isso, ele deixa de ser o capeta. Então é óbvio que ele, o capeta, ins-pire um bando de endemoninhados-filhos-dele para usar o Santo, Santo, Santo Nome do Nosso DEUS para afrontar a nossa inteligência, e ludibriar um bando de crentes sem-noção, adoradores de "artistas gospel". VÃO ADORAR JESUS, SEUS SEM-NOÇÃO!!!! Veja bem, eu disse JESUS, e não Gezuis. Como podem se deixar enganar, por um pervertido sexual estúpido, um boiola enrustido chamado Serginho Groisman, e por um bando de adoradores de Gezuis???? Não entendem que isso é puro caô???? Até o Pr. Silas Malafaia - eu era fã dele pra carvalho - entrou nessa de anunciar os produtos dele na Dona Bola. Será que ele tá traindo o movimento, véio???? Fala sério!!!! Gente, isso é caô!!!!
VAMOS NOS CONVERTER!!!!

21 de dezembro de 2011 13:24 comment-delete

Seus argumentos sempre depreciativos tem o tornado tão arrogante, que o impede de ver que Deus é soberano sobre todas as coisas, por isso usou mula, reis impíos, perseguições a igreja para o cumprimento do Seu propósito maior: alcançar a todos, em tempo e fora de tempo!

Deus só pode usar a televisão evangélica para divulgar a palavra! Fora isso é pecado, né?!!

Wanessa
21 de dezembro de 2011 14:09 comment-delete

A que ponto chegamos, dizer que um festival musical, onde alguns artistas "gospel" cantam suas heresias em uma emissora ímpia, é defendido por "evangélicos", que acham que assim o evangelho está sendo pregado.

Isso é falta de discernimento espiritual, conhecimento das sagradas escrituras, falta de temor.

É a preparação para a apostasia final, quando muitos aceitarão a falsa religião do anticristo, e aceitarão qualquer coisa que lhes seja oferecida como religião.

O apóstolo Paulo diz o seguinte: 2Co: 14 Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas?
15 Que harmonia há entre Cristo e Belial? ou que parte tem o crente com o incrédulo?

Precisa ser mais claro do que isso?

21 de dezembro de 2011 14:51 comment-delete

Uma pergunta para nossa reflexão: O programa Sagrado da Globo permite a presença de protestantes no mesmo. Isso necessariamente significa a propagação do Evangelho?

21 de dezembro de 2011 19:24 comment-delete

Pedro:

Leiam o comentário do pator Gustavo Bessa:

A Rede Globo, A Babilônia e a Pérsia! , por Gustavo Bessa

Fonte: http://www.guiame.com.br/v4/166354-1692-A-Rede-Globo-A-Babil-nia-e-a-P-rsia-por-Gustavo-Bessa.html

Anônimo
24 de dezembro de 2011 15:53 comment-delete

Olá... A paz de Cristo a todos.

Não assisti ao Festival Promessas então, não tenho o que dizer sobre o que aconteceu ou deixou de acontecer lá (seja ao vivo, seja no que foi ao ar após a edição); Fiquei sabendo de alguns aspectos do evento por meio de alguns irmãos que assistiram o programa e comentaram. Assim sendo, vou me reservar ao direito de comentar a situação sob uma outra ótica... A bíblica (pelo menos assim creio):
Em 1Samuel 4 e 5... A Palava Eterna e Fiel nos conta que, em aperto, durante uma peleja contra os filisteus, Israel levou a Arca de Deus (que representava - e era, a presença de Deus) para a Batalha.
Inicialmente os filisteus tremem de medo. Mas, apesar do alvoroço inicial - que deve ter contado com muitos ALELUIAS, decretos, atos proféticos, coreografias, orquestra de Shophares e outras ações proféticas (licença poética minha); o exército hebreu foi derrotado e a Arca tomada como deposjo pelos inimigos de Deus (e de Israel). A história nos conta que A Arca foi colocada no templo de Dagom (um dos deuses principais da filistia - até onde minha teologia leiga me permite saber).
A Arca foi depositada à frente de Dagon (ou seja, a seus pés). Mas ao levantar-se na madrugada os filisteus encontraram dagon caído com a cara no chão (diante da arca). Eles o levantaram e colocaram ele em pé. Mas no dia seguinte aconteceu de novo, só que dessa vez nada mais havia para ser feito, o idolo estava com a cabeça e as mãos cortadas... Dagon fora derrotado e destruido pelo Senhor que habitava entre os querubins.
Como eu disse, não posso comentar um evento que não presenciei, tudo o que eu faria seria baseado no que "ouvi dizer"; e ouvi muita coisa.
O que entendo é que estamos perdendo muito tempo discutindo se é de Deus ou não. O que sei: Alguns homens e mulheres de Deus (até onde sei), que dizem ministrar louvores em nome do Senhor (não estou dizendo que não o façam) e que chamam a si mesmos (e assim são chamados pelos seus fãs - "fãs"? Curioso) de levitas (e como tais carregam em seus ombros a Arca de Deus - Não vou comentar o fato de o ministério levitico não ser para os nossos dias - sou leigo) levaram a Arca de Deus ao templo de Dagom (ou será Mamon - tanto faz...). E a depositaram aos pés da (li muito esse termo esses dias) Venus Platinada (acredito ser uma representação moderna de Dagon, mas quem vai saber).

Concluindo:
Se Arca (que representava a presença de Deus em meio ao povo de Israel) e a presença santa dAquele que Era, que É e que Há de vir, que esses pseudo-levitas (desculpem o pseudo, mas algum dos "fãs"/leitores já ouviram falar da Ordem de Melquisedeque?) alegam ter levado àquele palco (ou seria um altar) foi real, a Venus Platinada, assim como se deu com Dagon, cairá; se rendendo aos pés do Rei dos reis. Apesar do primeiro ela será levantada; apenaspara cair de novo, quebrada; sem cabeça (comando, governo) e sem mãos (capacidade de operar).
Mas... Se a Arca (e a presença que ela deveria trazer) que foi depositada lá for falsa (uma imitação barata; cobre polido ao invés de ouro batido...) que cairá então? Serão os levitas (ou pseudo-levitas)?
Serão os que tomaram o nome do Senhor em vão?
Não estou dizendo que se dará desse ou daquele jeito... Estou dizendo que: Ou acontece uma coisa, Ou acontece outra... Não há meio termo, não há empate. Se Deus abriu aquela porta e entrou lá, entrou para destronar Mamon/Dagon/Venus Platinada... E reinar. Mas se Deus não estiver nesse negócio... Bem, ai a coisa muda de figura.

Mas isso, só o tempo dirá.

Assim, gastemos nossos dias fazendo o que recebemos a incumbência (do próprio Deus) de fazer, que é ser testemunhas até a volta dEle.

No amor de Cristo...
Renato Barbosa (Um leigo)

Anônimo
24 de dezembro de 2011 20:49 comment-delete

Como é grande a inversão heim?
o que vale mais
O que um pastor diz baseado no velho testamento num texto interpretativo ou
a taxativa palavra de Deus
que
Diz
NÃO

Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? 2 Coríntios 6:14

Pobre gustavo bessa quiz parecer tão sabio o coitado

24 de dezembro de 2011 23:34 comment-delete

Engraçado. Alguns tempos atrás a globo não servia ao povo evangélico. Relacionavam a globo a vários adjetivos contrários a fé cristã ( não me convém relaciona´-los )
E agora.... Me vem com esta história de que o que importa é que está sendo pregado o evangelho. Hipócritas...A globo descobriu uma nova fatia de fazer dinheiro e os... descobriram que também podem ganhar um dindin em nome da fé. Adivinhem onde suas músicas vão serem cantadas. Só em pensar... Fico por aqui

25 de dezembro de 2011 18:34 comment-delete

Quem liga a TV está em busca de entretenimento. Por este motivo, o evangelho na TV, tem sido mais prejudicial do que bênção, pois as pessoas acabam vendo o evangelho nesta mesma perspectiva. Por outro lado, os teleevangelistas e músicos pousam como artistas e promovem shows gospel, acentuando o propósito e expectativa com a TV. Com isso o comércio da Palavra de Deus corre solto e parece que não terá fim. Existe atualmente até suicídio de crentes que iludidos pelo evangelho da prosperidade, se esquecem que Deus está no controle e que PROVA A QUEM AMA. Ao contrário da realidade do Evangelho, o crente sob a influência deste evangelho pernicioso, diante de qualquer problema, já pensa que é vítima de olho grande, de encosto, de demônio, de macumba e outras superstições. NÃO SE ESQUEÇA MEU AMADO IRMÃO EM CRISTO, É JESUS QUEM ESTÁ NO CONTROLE E NÃO O DIABO. PORTANTO, SE SUA PRIMEIRA PREOCUPAÇÃO QUANDO TEM UM PROBLEMA É QUE É COISA DO MAL, VC JÁ É UMA VÍTIMA DO HIPNOTISMO GOSPEL DO EVANGELHO DA PROSPERIDADE, PORQUE, A PRIMEIRA COISA QUE UM CRENTE DEVE PENSAR QUANDO ESTÁ COM PROBLEMA É QUE ESTÁ SENDO PROVADO POR DEUS QUE O AMA E NÃO QUE SEJA MALDIÇÃO OU COISA DO DIABO. Deus nos livre do evangelho da prosperidade e de seus arquitetos.

Pr. Elci Carlos
28 de dezembro de 2011 13:13 comment-delete

Ontem, eu estava assistindo ao tal do "Esquenta", da Dona Bola, e vi uma coisa absurda. Primeiro, umas mães-de-santo, com vassouras, começaram a "varrer" o cenário ao som de pontos-de-macumba. Depois, veio uma tal de "pastora" Ana Lúcia cantar um "louvor" gospel. E pensei: Virou bagunça. Depois outras baianas, vendedoras de acarajé, vieram reclamar de uma cristã, que vendia os seus "bolinhos de Jesus" (na verdade era o mesmo acarajé, mas esta cristã não se sentia á vontade com o nome original, acarajé), na porta de sua igreja, sem as vestes típicas de baiana. Vai entender uma coisa dessas.

VAMOS NOS CONVERTER!!!!

2 de janeiro de 2012 15:20 comment-delete

FAMA E DINHEIRO!!!!!ISTO TUDO E ESPIRITO DE ENGANO!!!!JESUS ESTA VOLTANDO!!!!!

11 de janeiro de 2012 02:31 comment-delete

A Paz do Senhor pastor , concordo plenamente com o sr. pois hoje em dia não se pode dizer que alguns ditos "ungidos do Senhor" ou "homens de Deus" estão errados , não podem ser contestados...é uma idolatria disfarçada...alguns crentes precisam voltar para cruz urgente....

13 de janeiro de 2012 13:36 comment-delete