Deus não precisa de mulas pra pregar o evangelho.

Por Renato Vargens

Volta e meia tenho ouvido de alguns crentes a afirmação que Deus usa quem ele quer e da forma que quer, e que a prova disso é que até uma mula ele já usou. 

Pois é, concordo com isso! O Deus das Escrituras é magnânimo e cumpre a sua vontade soberanamente do jeito que bem achar melhor, entretanto, afirmar que Deus constantemente usa mulas, é dar desculpas esfarrapadas, mesmo porque, a responsabilidade de pregar o evangelho cai sobre os filhos de Deus e não sobre elas. Contudo, movidos por estranhas e escalafobéticas escusas, muitos dos cristãos se eximem das suas responsabilidades de anunciar Cristo através da pregação, optando pela aparente facilidade das mulas. Nesta perspectiva, fazem da música, do teatro, da TV e até  da Globo seus instrumentos de pregação, quando na verdade, quem deveria pregar eram eles.

O problema disso tudo é que mulas não sabem pregar! Mulas não conhecem o evangelho, não sabem as doutrinas fundamentais da fé cristã, como também não sabem expor Cristo e as Escrituras. A consequência direta disso é que o evangelho anunciado pelas mulas não produz mudanças e transformações na vida dos incautos, nem tampouco confronta o homem em seus delitos e pecados.

Caro leitor,  a responsabilidade de anunciar Cristo cabe a Igreja e a forma escolhida por Deus para isso é pregação da Palavra. É através da palavra, mediante a Palavra e pela Palavra que as Boas Novas de Salvação Eterna devem ser proclamadas.

Isto posto, gostaria de exortar àqueles que preferem mulas em detrimento a Palavra que pensem segundo as Escrituras se de fato o trabalho das mulas é melhor do que a exposição das verdades eternas através da pregação da Palavra.

Pense nisso!

Renato Vargens


5 comentários:

O o pastor está cheio de razão esse evangelho se é que pode chamar assim, que que este povo tem pregado não leva ninguém ao arrependimento, pois não fala em pecador e pecados, somente em vitórias hoje, agora e o gênio (o deus deles) obediente tem que realizar, eles determinam. Só pode ser um evangelho de mulas!

Luís

Anônimo
22 de dezembro de 2011 20:10 comment-delete

Eu sou músico e até uso a música como ferramenta para falar de Cristo e tbm para outras coisas, como criticar modos de vida e nossa conduta como cristãos. Mas o q deve realmente convencer os homens do pecado, justiça e juízo é o Espírito Santo, através da Palavra de Deus que deve ser PREGADA e VIVIDA por nós. Sem isso, músicas, peças de teatro, até mesmo cultos serão INÚTEIS.

22 de dezembro de 2011 20:10 comment-delete

Santo Agostinho disse:"crer para pensar,ou pensar para crer"

O saudoso Jonh Stott disse:"crer é também pensar",esse é um excelente livro que todos os cristãos deveriam ler para apaixonar-se pelo saber.

Como disse também Francis Bacon:"quem tem conhecimento,tem poder"

O apóstolo Pedro disse:"estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós"

Estar "preparados" requer muito estudo,muito esforço da mente,muito labor no estudo das Escrituras.E é exatamente isso que os 'evangelicos' de hoje não querem,eles querem tudo pronto,eles querem outras pessoas que pensem por eles.


Esse é o grande defeito desse 'evangelho' superficial de hoje.

Esse evangelho da mídia é profundamente;HUMANISTA,PRAGMATISTA,está longe der o evangelho da graça de Deus.

Pr.Renato, longe de nós esse 'evangelho' das mulas.

Em Cristo.

Adeilton
22 de dezembro de 2011 21:37 comment-delete

Como eu sempre digo e repito: A maioria dos Evangélicos atuais são como os Católicos de outrora. Não lêem a Bíblia, seguem em lider e as falsas doutrinas por eles ensinados cegamente, são idolatras e religiosos ao extremo. Infelizmenet se dizer Evangélico hoje não é mais sinal de carater e muito menos de separados do mundo, como a alguns anos atrás.

23 de dezembro de 2011 04:55 comment-delete

No caso dos nossos "irmãos", talvez fosse melhor que DEUS experimentasse usar uma ANTA, em vez de uma MULA.

VAMOS NOS CONVERTER!!!!

26 de dezembro de 2011 13:24 comment-delete