quarta-feira, novembro 30, 2011

Pode o pastor cobrar para pregar?

Por Renato Vargens

Lamentavelmente se tornou comum os pastores cobrarem para pregar o Evangelho da Salvação Eterna. Infelizmente sei de casos de pastores cobrando até R$ 15 mil para "ministrar" numa conferência. Além disso, muitos destes exigem hotel 5 estrelas, cardápio variado, carro do ano a disposição e segurança full time. 

Pois é, definitivamente a pregação do Evangelho tornou-se um grande bussiness onde o mais importante é fechar bons negócios. 

Caro leitor, eu sou absolutamente contra aqueles que cobram para pregar. Jesus nunca cobrou para anunciar a salvação, como também nenhum dos apóstolos estabeleceram cachê para anunciar Cristo.   Paulo, apesar de ter experimentado em seus ministério  necessidades que envolvem a obra missionária, nunca exigiu que a igreja lhe enviasse ofertas, antes recebia de bom grado e com ações de graças aquilo que lhe era enviado. A verdade é que nenhum dos apóstolos do Senhor jamais estipularam uma quantia para pregar a palavra de Deus em alguma cidade.

Agora em contrapartida, existem igrejas que tratam o obreiro com enorme descaso. Há pouco soube de um fato escabroso. Uma proeminente comunidade cristã convidou um pastor para pregar em uma conferência. O pastor convidado era de um estado diferente da igreja, o que exigiu com que a viagem acontecesse no seu  próprio carro. Durante três dias o pastor pregou intermitentemente o Evangelho. Ao final do congresso, os seus anfitriões, lhe estenderam a mão agradecendo a sua vinda sem contudo lhe dar uma oferta sequer, isso sem dizer que os hospedeiros tiveram a cara de pau de não pagar as despesas relacionadas a viagem do seu convidado.  

Um amigo meu, líder de uma grande missão brasileira relata que não são poucas as vezes, que recebe de oferta R$ 50,00. Ele conta, que volta e meia viaja horas de carro, ônibus ou avião, se ausentando da igreja a qual é pastor, deixando em casa mulher e filhos, e que ao final da conferência recebe  no máximo 100 pratas de oferta.

Prezado amigo, vamos combinar uma coisa? Sou absolutamente contra quem cobra para pregar o Evangelho, entretanto, não concordo com aqueles que agem com descaso não horando com dignidade os seus convidados. Há pouco, soube de um relato de um pastor que foi convidado para ser preletor de uma grande conferência, não é que a igreja que o convidou queria cobrar dele a inscrição no congresso? Veja bem, ele seria o preletor, e ainda assim queriam que ele pagasse a inscrição, mesmo porque, ele iria comer no local. Ora, isso é um deboche!

Pois é, bom senso nessas horas é fundamental. Sem sombra de dúvidas o pastor não deve cobrar para pregar, mas em contrapartida a igreja deve tratar seus convidados com decência e dignidade. Tirar o pastor de sua igreja e família e lhe dar "esmolas" ao final do culto afronta os ensinos bíblicos.

Diante disto minha sugestão é que a igreja pense duas vezes em convidar alguém para pregar. Se ela não tem condições de arcar com as despesas relacionadas a hospedagem, transporte e oferta, é melhor não convidar.  Se não possui condições de cobrir as despesas mínimas, não convide ninguém, se organize, se capitalize, e no tempo certo convide alguém para pregar.

Pense nisso!

Renato Vargens

Obs: Ainda sobre o tema, sugiro a leitura de um texto escrito pelo Pastor Judiclay Santos (aqui)
Bruno Luiz disse...

Olá Renato,

E casos em que um pastor é convidado para pregar e até é tratado bem, mas fica sabendo que além dele um destes pop-star gospel foi convidado e ia receber 18.000 além de uma baita churrasco na churrascaria mais cara da cidade? Como fica essa disparidade? Tipo o irmão que não tem nome (e o único nome que deve aparecer é o de Jesus) recebe uma oferta, tem as dispesas pagas e tal, mas o pop é hotel 5 estrelas, churrasco e cachê e tudo no mesmo evento.

Roberto Aprigio disse...

Concordo. Para pregar o Evangelho, não precisamos de "cachê". Pregar é um privilégio dado por Deus a nós, privilégio esse que até os anjos desejavam. Em contrapartida, é essencial que as igrejas e entidades cristãs que promovem eventos e conferências honrem dignamente os pregadores. Pois, bem, cabe ao pregador ser sábio e ponderar sempre sobre os eventos, conferências na qual vai participar. Abração Pr.

Alan Capriles disse...

Perfeito!
Concordo plenamente!

Um forte abraço,
na paz do Senhor Jesus!

Roberto Amorim disse...

Olá Pr. Renato, graça e paz!

Suas palavras foram perfeitas, belo artigo!!!

Que Deus continue te usando poderosamente para falar a verdade!

Grande abraço

Roberto.

Anônimo disse...

Parabens Pr.Renato Vargens pela matéria. fico imaginando Jesus cobrando para pregrar, chega até ser engraçado. O que este pastores dirão quando chegarem diante de Deus?

O Bereiano disse...

"Pois é, bom senso nessas horas é fundamental. Sem sombra de dúvidas o pastor não deve cobrar para pregar, mas em contrapartida a igreja deve tratar seus convidados com decência e dignidade. Tirar o pastor de sua igreja e família e lhe dar "esmolas" ao final do culto afronta os ensinos bíblicos."

Meu amigo Renato, é por essas e por outras que não abandono minha igreja para pregar em outra, recebo uma ajuda de minha igreja para pastorear e pregar aqui e aqui fico, se recebo algum convite de fora, eu vejo se tenho condições de arcar com minha própria despesa, senão não vou; salvo se combinado a despesa de viagem (nunca combinbei, rsrs).

Penso que meu serviço pastoral não pode ser terceirizado e quando necessitamos de algum assunto que exige 'especialista', nesse caso convidamos, mas antes combinamos o valor das despesas. Como entendemos que esmolas é para mendigos e seros de Deus não o são.

Saudades de te ver pos esses lados, vamos combinar amigo, amamos voce.

Pr Ilton

Ciro Sanches Zibordi disse...

Falou e disse.

Um abraço, meu amigo.

Ciro Sanches Zibordi

Renato Vargens disse...

Querido pastor Ilton,

Obrigado pelo comentário e a saudade é reciproca. será um enorme prazer reencontra-lo juntamente com sua familia e igreja.

Abraços,

Renato vargens

vagner ribeiro disse...

Se sou membro de uma igreja que paga 18.000 para alguem pregar é ruim de eu dar dízimo nessa igreja, prefiro ajudar uma instituição que ajuda pessoas e crianças que realmente precisão

APACONT www.apacont.org.br ou ligue para 021-3472-1785 disse...

O único momento em que Jesus Cristo demonstrou ira, foi quando os homens transformaram a porta do tempo em mercado.

O padre, o missionário, o pastor, se o são por dom, devem fazer apenas aquilo que estiver ao seu alcance, o que uma mão dá a outra não vê, faz o bem sem olhar a quem.

Portanto, não há que ser pago pelo exercício da missão cristã.

Se vai de carro e tem despesas, saiba que se foi é porque Deus já lhe deu o que por de gasolina.

As ovelhas querem a palavra e a verdadeira palavra de Deus não pode ser cobrada.

Já pensou se Jesus, um andarilho, fosse cobrar por tudo que nos fez?

Se o objetivo como pastor, padre, missionário etc é o enriquecimento, que o façam com o próprio trabalho, não usem a bíblia como esteio de suas torpezas.

ClaucimirPereira, Presidente da APACONT.ORG.BR

Anônimo disse...

Eu nem terminei de ler o artigo.... o tema me enojou.. mas NÃO, a resposta é NÃO, UM PASTOR QUE COBRAR PRA PREGAR, NÃO PREGA EVANGELHO ALGUM... ESTÁ DISTANTE DA GRAÇA....

Alguém que entende o Evangelho, acaba as vezes dando tudo que possui para anunciar aos perdidos uma mensagem...

Homens de Deus morrem pra si e tornam-se escravos, como os moravianos...

DE GRAÇA RECEBEMOS, DE GRAÇA DAMOS...

@walterkano

Jefferson Ricardo disse...

Perfeito!

BISPO ROBERTO TORRECILHAS disse...

QUEM CONVIDA DEVE ARCAR COM AS DESPESAS DE HOTEL , TRANSPORTE , ALIMENTAÇÃO ETC.
A OFERTA PARA ELE JÁ É OUTROS 500.

Zilton Alencar disse...

Pr. Renato, inclua aí neste Artigo os cantores, músicos e bandas (os "levitas" que não levitam) que também cobram fortunas...

Gleidson Lacerda disse...

Pr Renato,

Cá entre nós, creio que alguns pastores sinceros se metem em roubada: não sabem fazer orçamento, pesquisa de público e acabam cortando as ofertas aos palestrantes quando veem que vai ficar no vermelho.

Creio que o problema está até mesmo no esquema de "congressos" e "convite".

Esses eventos tem sido muito mais para lucrar do que para dar oportunidade de instruir a igreja com homens de Deus que possam estar geograficamente distantes ou ainda não ter oportunidade de ministrar sobre aquele tema em suas igrejas locais.

Já começa errado porque o evento é vento. Pura maresia pra crente que não tem o que fazer.


Mas a maioria dos casos em que há abusos desse tipo são de pessoas mau-intencionadas mesmo, sem nenhum respeito a Deus e aos recursos que Ele destina aos seus filhos pra estabelecer o Reino. Pensam que vão fazer dinheiro de forma errada e chegar no céu de cara lavada pra Deus "porque vidas foram abençoadas".

De toda forma, aquele que prega o Evangelho, não deveria cobrar para fazê-lo. Se não tem como pagar do seu próprio bolso as despesas (como Paulo se orgulhava de poder fazer para provar ainda mais seu amor para com seus filhos espirituais), então se comunique sinceramente com quem fez o convite.

Ainda sim, o erro no fim das contas é nossa, de todos os crentes. Não damos uma oferta sequer na igreja onde nosso pastor rala todo dia e toda semana pra oferecer a Palavra genuína e pagamos 400 ou 600 reais pra participar de um congresso cheio de charlatão e mercador da "palavra".

George Gonsalves disse...

Excelente. Como disse Warren Wiersbe, no ótimo "Crise de Integridade", temos hoje estrelas de mais e cicatrizes de menos na igreja. Convido todos a lerem o pequeno texto "Celebridades evangélicas: precisamos delas?", em http://igrejabatistadoverbo.blogspot.com/2011/10/celebridades-evangelicas-precisamos.html.

Jabesmar disse...

Bom artigo meu irmão! Tanto no que se refere a pregadores quanto a igrejas. Quando sou convidado pra pregar nunca falo em $. Normalmente a igreja cobre a despesa da viagem e dá uma oferta. Uma vez viajei para pregar e não me deram nada. Mas Deus levantou um irmão de uma outra cidade que me enviou uma oferta que cobriu as despesas e ainda sobrou.

Leandro Martins disse...

Concordo com o Claucimir Pereira.

El Misionero Matsuura Junichiro disse...

Mas é justamente por isso que eles cobram. Porque eles sabem que muitos não dão valor. E por temer serem ludibriados, muitos "popstars gospel" cobram valores exorbitantes. Pura e simplesmente para não ficarem no prejuízo. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. O grande problema, por outro lado, é o excesso de gerenciamento. "Gerentes" se acham, e não valorizam os outros. Se lixam para as necessidades dos outros. Sabendo disso, os "popstars" cobram pelo que deveria ser gratuito. Eles sabem, que se não cobrarem, correm o risco de levar uma bela "pernada".

VAMOS NOS CONVERTER!!!!

Claudio Nossa disse...

A muito tempo fizeram comércio da nossa fé. Tudo é pretexto para cobrar nas igrejas, quer na venda dos lanches, dos retiros, dos livros ou dos CD's. A praxes foi e é tão banalizada que não nos damos conta quando começou. Congresso pago??? Que coisa estranha no Reino de Deus!
O obreiro convidado deve, primeiro, entender que é a vontade de Deus a sua ida à aquele local. Se não for não vá. E sendo a vontade de Deus, ELE irá levantar os recursos necessários para a sua ida. Imagina, minha igreja é pobre e quero que os meus amados sejam abençoados com uma palavra de uma pessoa abençoada, como não posso ofertar conforme a tabela, ele não vai? E tem mais, tem pastores que já recebem de suas igrejas, e ao sair para estes eventos, os dias ausentes são descontados? Até onde sei são pagos integralmente, quer dizer ganha da igreja local e re-ganha da igraja que é visitante.
Vamos ter bom senso, TODOS!!!

Cris Neves disse...

Agree :)

klaldya glitter disse...

Caro Renato. Concordo que não se deve cobrar para pregar o evangelho...pois isso é patifaria. Concordo em dar repouso, alimentação, ajudar nas despesas de viagens, e não se deve falar oferta...e sim um presente, assim penso. Se o pregador for a igreja, DEUS o usar de maneira tremenda, e for perceptivel que o mesmo é servo...deve sim , dar um presente em forma de dinheiro e porque não? mas usar a palavra oferta, fica estranho, não acha?

Clévison Valverde disse...

Graça e paz, pastor Renato.
Outro dia esteve pregando em nossa igreja um pastor de Minas Gerais.
Ele não foi convidado, mas como é de nossa denominação e estava a passeio por aqui (Rondônia), acabou ministrando em nossa comunidade.
Sempre que alguém prega aqui, temos o hábito de dar-lhe uma oferta, ainda que nossa igreja seja de pequeno porte.
Quando fui entregar-lhe a oferta, o referido pastor ficou vermelho, pois nos quase quarenta anos de vida cristã, já pregou em muitos lugares, sem nunca ter recebido nenhuma oferta.

Cilas Menezes disse...

Qual o critério para quantificar a oferta ???

Eu acho incontestável a obrigação da igreja em pagar hospedagem e viagem, mas a oferta eu ainda tenho minhas dúvidas !!!

Pequeno Cristo disse...

Tirar o pastor de sua igreja e família e lhe dar "esmolas" ao final do culto afronta os ensinos bíblicos. ESSA É BOA !!!!!! AONDE ESTÁ NA BÍBLIA ISSO PASTOR? ME MOSTRA CRISTO, PAULO, PEDRO etc...COM ESSE TIPO DE PENSAMENTO? EXISTE IGREJAS LOCAIS POBRES EM MINHA CIDADE, UM PASTOR NÃO PODE TER PREJUÍZO FINANCEIRO PARA PREGAR NELA ? OU COMER E DORMIR NA CASA DE ALGUÉM DA IGREJA ? SER SIMPLES COMO CRISTO ? ...deixando em casa mulher e filhos, e que ao final da conferência recebe no máximo 100 pratas de oferta. AJUDAR NAS DESPESAS TUDO BEM !!! AGORA, SE RECEBER OFERTA, DEPOIS DA PREGAÇÃO, ESTÁ COBRANDO CACHE DO MESMO JEITO.

Paulo Assis disse...

Muito bom seu artigo, sugiro que você escreva ja não não o fez um artigo sobre os pastores que pagam para pregar, muitos pastores tem sido abusado até mesmo por estas igrejas que pagam muito dinheiro para pregadores pop star. Então fica a questão, se digno é o trabalhado do seu salário e o pastor pregador não tem fonte de renda, é certo, permitir que ele passe necessidade? Jesus nunca cobrou para pregar, mas haviam pessoas e em especial mulheres que financiavam o ministério de Jesus.

Ronaldo Corrêa disse...

Será que um erro (o pagamento de cachê alto para o cantor "gospel") poderia justificar outro (o "pastor" exigir o seu quinhão do bolo)?

É fácil concluir que NÃO!

Lineu Barros disse...

Respeito sua opinião, Pastor mais, vamos pensar juntos, o Apóstolo Paulo diz em sua segunda carta aos Coríntios capítulo 9, que é para ofertar com coração, vemos isso também quando Davi pede oferta para construção do templo, etc.. eu acho que: SE DEUS QUISER QUE EU VÁ PREGAR EM QUALQUER LUGAR ELE IRÁ TOCAR O CORAÇÃO DA PESSOA PARA QUE TODA A MINHA SUFICIÊNCIA SEJA SUPRIDA, NADA MAIS E NADA MENOS, PORQUE O NOSSO DEUS É O DEUS DA PROVISÃO E SUFICIÊNCIA. EU NÃO SOU NINGUÉM SOU APENAS UM ESCRAVO DE CRISTO QUE TENHO POR AMOR, QUE FOI POR DEUS COLOCADO EM MEU CORAÇÃO ATRAVÉS DO SEU SANTO ESPÍRITO, O ESTUDO TEOLÓGICO, SE UM DIA O MINISTÉRIO QUE NÃO É MEU MAS DEUS É QUE ELE ME DELEGOU PARA EXERCÊ-LO, EU TIVER QUE DAR UM PALESTRA OU PREGAR EM QUALQUER LUGAR, EM PRIMEIRO LUGAR EM PERGUNTO A DEUS SE É ISSO QUE ELE DESEJA PARA MIM, DEPOIS, EU VOU O RESTO É COM ELE É NELE QUE EU CONFIO, SE ELE TOCAR O CORAÇÃO DE ALGUÉM PARA ME DAR 10.000,00 OU 100,00 REAIS. GLÓRIA A DEUS SE EU FUI E CUMPRI COM A ORDENANÇA DO NOSSO AMADO DEUS JÁ ESTOU FELIZ, E MAIS, SE FUI É PORQUE EU TIVE CONDIÇÕES DE IR E QUANTO A ESTADIA QUALQUER COLCHÃO NUM LUGAR QUIETO LIMPO E QUENTE, COM UM BOM PRATO DE COMIDA PARA MIM ESTÁ BOM. SERÁ QUE NÃO ERA ASSIM QUE JESUS FARIA, ELE CONFIAVA NO PAI E NÃO NO CORAÇÃO ENGANOSO DOS HOMENS. AS VEZES EXISTE A NECESSIDADE DE SE PREGAR O VERDADEIRO EVANGELHO EM LUGARES MUITOS POBRES. EU MESMO VI UM VÍDEO DO PAUL WASHER, PREGANDO PARA MEIA DUZIA DE PESSOAS NUMA REGIÃO DA AFRICA E DORMINDO NUM DORMITÓRIO PEQUENO HUMILDE E UM POUCO SEM HIGIENE....É ISSO, VAMOS MUDAR ESSE PENSAMENTO SOBRE COBRAR E SOBRE OFERTAS.

Ricardo disse...

(OFERTA) ESMOLAS

Para os pastores avarentos que dizem que não se deve dar esmolas...

Atos 10:2
Piedoso e temente a Deus, com toda a sua casa, o qual fazia muitas esmolas ao povo, e de contínuo orava a Deus.

Atos 10:4
As tuas orações e as tuas esmolas têm subido para memória diante de Deus;

Atos 20:33-35
De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem o vestuário. Sim, vós mesmos sabeis que para o que me era necessário a mim, e aos que estão comigo, estas mãos me serviram. Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os >enfermos<, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é >dar do que receber.<

DAR PRA QUEM? PRO PASTOR?

___________________

OFERTA SALÁRIO DO (PRESBÍTERO) TIM 5:17

Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina; Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário. 1 Timóteo 5:17-18 ????

Os anciões viviam de caridade, comer, beber e hospedar, ache na bíblia um presbítero recebendo dinheiro! Era alimentos! Eram hospedados posto que viajavam e não tinham como exercer suas profissões.

Bandidos e Mercadores da Fé! Muito do que os apóstolos escreveram foram contextuais e específicos para aquele povo, para uma determinada época e circunstância. Infelizmente as pessoas preferem ignorar o viceral que é Jesus e permanecer no superficial que foi o contextual. Alem do mais ao tentarem imitar o supérfluo, fazem tudo errado, transformam alimento em dinheiro, dom em cargo, graça em obrigação, trabalho

Tudo o nosso PAI e CRIADOR nos deu de GRAÇA. Ele não cobrou nada.

ALIMENTO pedido eram para os necessitados, os que tem fome. Não para encher os bolsos daqueles que se aproveitam daqueles que nada sabem. Certamente eles replicarão: O DINHEIRO é para a obra de Deus!

O DINHEIRO é para a casa de Deus!
O DINHEIRO é para nosso salário!

Quem faz a obra é o pai. Nós levamos o evangelho de boca em boca como no passado. Você tem que pregar o evangelho não é pagar para os outros pregarem em seu lugar! o pastor da bíblica era um guia que nunca recebia dízimos nem dinheiro, ele recebia hospedagem e alimento, vivia de caridade, mas trabalhava também para servir de exemplo! viver do evangelho é safadeza. se temos a palavra por escrito, sejamos nossos próprios pastores, bispos e sacerdotes.

Casa de Deus? O PAI não habita em PEDRA, TIJOLO E CIMENTO! Nós somos o TEMPLO! É em nós que o ESPÍRITO Dele habita! Não em algo construído por mão humanas. Para concluir, fica a mensagem:

Tim 6:10
Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores”

• POR ISSO ELES NÃO REVELAM A VERDADE AS POBRES OVELHAS ALIENADAS.

Colossenses 2:8
Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;

2 Pedro 2:3
E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.

• O todo poderoso instituiu o dizimo para Israel e havia regras meu caro amigo! O erro dos cristãos é viver da invencionice e afrontar a palavra do Todo Poderoso! A lei do Pai não pode ser desrespeitada pelo homem!

Jose Brawn disse...

FALOU TUDO

Jose Brawn disse...

Falou tudo

Denise Souza disse...

Gostei do seu comentário Lineu Barros

Jairo Teodoro disse...

É bíblico que o obreiro é digno de seu salário , até aqui tudo bem mas assaltar em nome da fé isso se chama safadeza mesmo

guesinger disse...

Palavras mais do que sensatas !

guesinger disse...

Palavras mais do que sensatas !

Davi Assaiantr disse...

Muito bom , me ajudou muito essa reflexão . Que Deus abençoe sua vida sempre

latino disse...

Gostaria de perguntar. Sou músico e estou desempregado posso cobrar pra tocar na igreja? Porque nas igrejas os pregadores ganha pra pregar em quanto o músico que fica o culto todo não ganha nem obrigado

Rev Arnaldo Matias disse...

Não deve ser negociada a Palavra de Deus.

Apenas uma questão de boa educação.

Não cobro para pregar.
Não espero receber presente de quem me convidou.
Vou somente para onde minhas condições permitem.
Quando convido, aviso logo que vou cobrir as despesas, onde ficará hospedado e que ajudaremos com uma oferta para eventuais surpresas e como gratidão e apoio ao ministro que convido por admiração e certeza de um ministério sério.

Welderlan Sales disse...

Meu nobre irmão, você não deve cobrar para tocar. Aqueles que cobram para pregar e cantar (digo cantar porque se louva de graça, dando glória ao único que merece) são mal exemplo que não devem ser seguidos.

Lembre-se: Quem cobra por uma noite de prazer é uma prostituta, a noiva jamais cobra. Aqueles que cobram da noiva (igreja) tornar-se como cafetões do evangelho, aproveitando-se dele para seu enriquecimento.

Bill Hamilton disse...

Cobraria para tocar na própria igreja? Se fosse assim, por que não pagar todos que utilizam seus dons e talentos para ministrar? Há respaldo bíblico para remunerar os pregadores no contexto da igreja: 1 Coríntios 9.14.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only