Sexta-feira 13? Pé de pato mangalô três vezes missifio

Por Renato Vargens
O brasileiro é extremamente superticioso. Tem medo de passar debaixo de escadas, evita encruzilhadas, se benze diante despachos de macumba, tem pavor de gato preto, não deixa o sapato virado pois atrai a morte,  e odeia a sexta feira 13. 


Lamentavelmente os evangélicos são tão superticiosos quanto aos não cristãos, isto porque, influenciados por uma fé mística e sincrética, são tomados pela crendices populares. 

O comportamento de algumas das igrejas chamadas evangélicas, cada vez mais se aproxima dos rituais espíritas. Óleo ungido para arrumar namorado, reteté de Jeová, sal grosso para espantar mal olhado, terapia do amor que trás a pessoa amada em sete dias, videntes espirituais, balas consagradas para “abençoar” crianças, culto do descarrego, despacho gospel, garrafada do tempo dos apóstolos, unção com óleo de objetos inanimados, quebra das maldições hereditárias, encostos, atos proféticos e muito mais.

Pois é, do jeito que a coisa anda daqui a pouco ouviremos em nossos cultos expressões como o sangue de Jesus tem poder, pé de pato, mangalô três vezes,  ou " sai capeta em nome de missifio".

Ora, vamos combinar uma coisa? Infelizmente algumas das liturgias evangélicas estão tão miscigenadas que um desavisado qualquer ao entrar em um de seus cultos pode pensar que entrou no centro de macumba. Ouso afirmar que o sistema comportamental e doutrinário do neopentecostalismo brasileiro se deve em parte ao famigerado sincretismo religioso. O que nos leva a entender que mais do que nunca, precisamos em nosso país resgatar os valores da Reforma Protestante, retornando a Bíblia, fazendo dela a nossa única regra de fé.

Isto posto, afirmo categoricamente que em hipótese alguma experiências mágicas esquizofrênicas, como supertições inequívocas e burrificadas devem nortear o comportamento de nossas igrejas, até porque, somos e fomos chamados pelo Senhor a vivermos um cristianismo equilibrado, racional, apaixonante e apaixonado por aquele que por sua infinita graça e misericórdia nos salvou.

Como inúmeras vezes afirmei neste blog, confesso que estou absolutamente perplexo e preocupado com os rumos da igreja evangélica. Chego a conclusão de que mais do que nunca a igreja brasileira precisa URGENTEMENTE de uma nova reforma.

Pois é, como costumava dizer o reformador João Calvino o verdadeiro conhecimento de Deus está na bíblia, e de que ela é o escudo que nos protege do erro. Em tempos difíceis como o nosso, precisamos regressar à Palavra de Deus, fazendo dela nossa única regra de fé, prática e comportamento.

Soli Deo Gloria,

Renato Vargens

4 comentários:

Pois é, amado Pr. Renato.

Infelizmente a carroça está descendo ladeira a baixo, e a crentaiada está fazendo aviãozinho enquanto o estrago não se completa! Lamentável!

Entretanto, a Igreja, e refiro-me à autêntica, à genuína, a que de fato merece o nome de Igreja, permanecerá marchando triunfante, sem vacilar para as moradas celestiais. E oro, crendo, que Deus tem levantado algumas vozes nesse país para protestarem contra esse evangelho "meia cuia", que se dissemina entre os incautos! Servos de Deus comprometidos com a santidade e a sanidade do Evangelho protestado contra essas barbaridades que se fazem em nome do um poder e de uma unção que assustaria até Jesus Cristo!

Tiago Rosas
13 de maio de 2011 16:18 comment-delete

Essas coisas que a igreja acaba aderindo é por dois detalhes muito negativos:chamar a atenção para encher os cultos e a falta de conhecimento.O povo perece por falta de conhecimento (entendimento das escrituras sagradas).

13 de maio de 2011 16:53 comment-delete

Como sempre um bom artigo!
Sou grato a Deus por ainda haver pessoas com esse pensamento, pois é extremamente triste ver o que a comunidade evangélica vem se tornando. Não somos mais reconhecidos por sermos filhos de Deus e sim pelos rituais que empregamos para "resolver" problemas espirituais.
Como disse o Pastor, voltemos à Bíblia, voltemos à Deus, esqueçamos as coisas da carne para viver a novidade do Espírito!
Graça e Paz.

13 de maio de 2011 18:42 comment-delete

Graça e Paz,

Estou de pleno acordo Pr. Renato Vargens, estamos em um momento crítico no meio evangélico brasileiro. Faço minhas as palavras do Rev. Hernandes Dias Lopes, quando diz que nós estamos, desesperadamente, necessitado de um avivamento. No qual voltaremos a Palavra pura e sem macula. Isso só pode acontecer quando "voltarmo-nos para o Senhor de todo coração, isso com jejum, lamento e pranto" (Jl 2.12).
Oro a Deus para que, nós, a Igreja brasileira voltemos o mais rápido possível para Ele. Pois na maioria dos avivamentos que tive conhecimento, Deus derramou Seu Espírito em momentos de crise, e creio que essa é a realidade evangélica atual do Brasil.

13 de janeiro de 2012 12:04 comment-delete