Uma das melhores coisas para se fazer no feriadão!

Por Renato Vargens

Certa vez eu li um artigo escrito por um pastor bem idoso, que se ele pudesse regressar no tempo e recomeçar sua família de novo, uma das coisas que faria, seria desenvolver com seus filhos uma relação onde o riso sempre se mostrasse presente.

Rir faz bem, e rir juntamente com os filhos faz a gente se sentir melhor ainda. Tenho aprendido que a relação entre pais e filhos deve ser uma relação onde à festa e a celebração se fazem presentes em quase todo tempo.

O simples fato de estar inserido no mundo dos filhos e fazer deste mundo o nosso mundo, contribui em muito para o desenvolvimento salutar de suas emoções.

Você já se deu conta que muitas das vezes nós desenvolvemos para com os nossos filhos uma relação mais repressora do que aliviadora? Na verdade, os pais, na maioria das vezes não conseguem vivenciar o tão desejado equilíbrio. Talvez você esteja dizendo: Ora, não sou repressor, o que faço simplesmente é dar limites! Tudo bem, limites são importantes, no entanto, você já percebeu que em nome daquilo que achamos certo não permitimos com que nossos filhos vivam a vida como deveriam viver, ou seja, como crianças?

Meu amigo, que tal neste feriado de sete de setembro você dedicar um tempo especial para os seus filhos? É uma boa oportunidade de botar o papo em dia não  é verdade?
 
Isto posto, quero incentivá-lo a resgatar o lúdico, a ir ao cinema com seus filhos, a instituir o dia da guerra do travesseiro, a jogar conversa fora, a contar "causos" do passado e muito mais.

Neste feriado aproveite a aoportunidade desenvolva com seus filhos e cônjuge uma relação de cumplicidade e de alegria. Celebrando  a vida, a festa e a família!

Pense nisso!

Pr. Renato Vargens

5 comentários:

Paz!
Renato, parabéns pelo seu blog!
Divulgar o que está acontecendo em nossa contemporaneidade é um importante papel que deve ser desempenhado de maneira muito consciente pelos blogueiros cristãos!
Deus abençoe,
Marcos.
Visite meu blog:
marcostedesco.blogspot.com

6 de setembro de 2010 12:45 comment-delete

Recomendo Karate Kid em cartaz, verei com Heitor meu caçula de 10 anos, vimos nas férias de julho o Shrek foi legal, no judo é muito engraça pois ele não consegue fazer treino comigo sem morrer de rir, mas dou-lhe umas quedas mesmo assim, e cada um traz uma experiencia, assim foi com o Gilbert Neto de 29 anos, com o Rodrigo de 27 e agora o Heitor de 10, tudo muito bacana heinnnnn !!!!!!!
Obrigado DEUS.

6 de setembro de 2010 14:42 comment-delete

Querendo ou não, eu estou lá do lado da minha menina. Nem que seja para assistir um programa infantil ou para brincar das coisas mais bobas possíveis. Mas, ela fica tão feliz por eu estar ali, pertinho dela. Como não estar ao lado de uma criança tão linda?

6 de setembro de 2010 14:48 comment-delete

É isso aí! Depois de Deus, a família em primeiro lugar!
Creio também, que os filhos não devem ser criados numa redoma. Como ovelhinhas lunáticas, que não interajam com o mundo em nossa volta. Correndo o risco de que, quando tiverem que enfrentar o mundo, sejam alvos fáceis de lobos. Infelizmente, algumas vezes dentro da própria igreja...
Carlos Gomes

Anônimo
6 de setembro de 2010 20:39 comment-delete

Paz Renato, gostaria de ter tido momentos assim com o meu pai, mas tenho esperança que isso ainda aconteça, se não, minha esposa está grávida e daqui há alguns meses eu serei pai, vou tentar viver isso com meus filhos. Deus te abençoe.

12 de outubro de 2011 20:36 comment-delete