O desafio de pregar Cristo a uma sociedade viciada em pornografia.

Por Renato Vargens

A industria pornô movimenta milhões de dólares em todo mundo. Infelizmente os chamados filmes pornô fazem parte da realidade de uma multidão de pessoas nos mais variados países.
Para piorar a coisa a cada dia cresce mais o número de sites pornográficos, bem como a procura por materiais do mesmo gênero.  Há pouco um conhecido tabloide inglês publicou a notícia  que uma empresa inglesa de filmes pornô, ofereceu 1 milhão de dólares para que a cantora Susan Boyle perdesse a virgindade em um filme adulto.

Pois é, lamentávelmente os números da indústria pornô são impressionantes e apontam para o profundo estado de depravação humana, senão vejamos:

43% de todos os internautas vêem material pornográfico (1 de cada 3 são mulheres);
Apesar de, pelo primeiro ano, não aparecer como os termos mais buscados no Google Brasil, "sexo" e "pornô" permanecem dentro do top 5 de palavras mais buscadas por jovens abaixo dos 18 anos;
Só 3% dos sites requerem uma verificação de idade;
Só 0,5% dos sites tem certificadores de conteúdo;
35% de todas as descargas em internet são relacionadas a pornografia;
A média de tempo para ver pornô na internet é de 15 minutos;
10% dos usuários que vêem pornô admitem ser viciado à pornografia;
Em todo mundo a pornografia gera ganho de 97 mil milhões de dólares (28% China, 27% Coréia do Sul, 21% Japão, 14% EUA);
Estados Unidos gasta 13.600 milhões de dólares em pornô;
Companhias como a Time Warner, GM e Marrriot fazem milhões vendendo erotismo;
San Fernando Valley (ao sul da Califórnia) produz 90% de todos os filmes pornográficas e estreia 20 mil filmes para adultos ao ano;
Uma estrela pornô feminina pode ganhar em qualquer lugar de 100 mil a 250 mil dólares ao ano;
Em média uma ator pornô pode ganhar até 40 mil anuais;
15 novos casos de DSTs de atores e atrizes pornô são reportados a cada semana.
Caro leitor, sem sombra de dúvidas vivemos em um mundo submerso em pecado e que despreza os padrões de moral e justiça divina. A sociedade, de forma geral, encontra-se envolvida em um estilo de vida que se contrapõe aos princípios da lei de Deus.

Como já escrevi anteriormente fomos chamados pelo Senhor a vivermos de modo absolutamente diferente dos que compõem esta geração. Junta-se a isso o fato de que mais do que nunca, a Igreja de Cristo, necessita sair do "saleiro", pregando o Evangelho da Salvação Eterna àqueles que  estão escravizados  pelo pecado.

No mais, cabe a nós discípulos de Cristo, um posicionamento audacioso diante da promiscuidade que tomou conta do nosso país, como também refutar veementemente a comercialização do corpo da mulher. Tenho plena convicção de que como cristãos, não devemos nos curvar diante da imoralidade que tem destruído parte da sociedade brasileira. Como evangélicos, temos por missão anunciar a esta geração, Cristo, o qual é único capaz de satisfazer o vazio da alma, transformando gemidos em esperança, escravidão em liberdade, morte em vida.

Pense nisso!

Renato Vargens

6 comentários:

Olá Pr. Renato :

Sabe o quanto eu lhe respeito, mas, onde está a fonte de informação fidedigna destas informações ?

Forte abraço

D.Gerth

10 de fevereiro de 2010 11:29 comment-delete

Dalton,

Obrigado por ter escrito. Havia esquecido de colocar o link da pesquisa. Já coloquei lá.

Mas, se preferir, clique diretamente no link abaixo:

http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=9879

Abraços e obrigado,

Renato Vargens

10 de fevereiro de 2010 11:37 comment-delete

Boa :

Eu não tenho nenhum problema com isto, porque seu caráter responde por si mesmo, mas, no caso das informações, sempre é bom colocar as fontes.

Forte abraço

D.Gerth

10 de fevereiro de 2010 11:42 comment-delete

Dalton,

Vc está certíssimo.
Eu que cometi um lapso de não mencionar a fonte. Mais uma vez obrigado,

Renato Vargens

10 de fevereiro de 2010 11:46 comment-delete

Saudações.

É interessante lembrar que o Vaticano possui uma significante participação nos milhonários lucros da GM (General Motors) a qual tem faturado mais com pornografia (como citado no artigo) do que com qualquer outra das áreas na qual tem participação.

É possível consultar a este respeito: "Money and ther rise of the Modern Papacy", John Pollard, publicado pela Universidade de Cambridge, e “The Vatican Billions", Avro Manhattan.

O evangelicalismo rasteiro não fica atrás em sua ganância pelos lucros da pornografia. A bília NVI é copyright das empresas de Rupert Murdock, junto com toda a produção da Zondervan, tudo submetido aos publicadores HarperCollins, os quais hipócritamente publicam pornografia pérfida. Rupert Murdock é também dono do "The Sun" um dos primeiros jornais de notícias a incluir pornografia (como hoje no Brasil o jornal "Meia-Hora" e tantos outros fazem) e da Fox Broadcasting, que produz shows pornográficos para TV. O site da própria HarperCollins confirma estas informações.

Portanto o problema do vício pornográfico da nossa sociedade é apenas uma pequena mostra da intrincada rede de corrupção traçada pelo pecado da humanidade decaída. Cabe a nós, Cristãos, combatermos, pelo Espírito e pela Palavra, nossa própria pecaminosidade, denunciando com vidas Santas a maldade que nos cerca e, pelo puro e simples Evangelho Eterno, fermentar esta massa com o bom fermento da Palavra da Graça.

11 de fevereiro de 2010 08:35 comment-delete

Qualquer vicio nos levar a saber que a pessoa dependente é um doente, no espirito, na mente e no corpo, o que todos devem fazer é evitar essas chamadas da mídia, porque como diz o popular " O que os olhos não veem, o coração não sente ".
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Gilbert Raposo
11 de fevereiro de 2010 11:19 comment-delete