Pastores que proibem o Natal

Por Renato Vargens
Alguns pastores têm afirmado que o natal é uma festa pagã, e em virtude desta crença tem extrapolado o limite da autoridade cristã proibindo os membros de suas igrejas de celebrarem a data que lembra o nascimento de Cristo. Para estes, o simples fato de os cristãos armarem em suas casas uma árvore de natal, abre “legalidade” para a ação do diabo. Tais pastores , fundamentados numa espiritualidade despótica proíbem de púlpito a armação de árvores, as reuniões familiares do dia 24 de dezembro, além de qualquer confraternização que envolva troca de presentes.

Para piorar a situação os generais da fé ensinam que o cristão que não atende as demandas pastorais encontra-se em rebeldia contra autoridade constituída e que a conseqüência da desobediência é o juízo divino.

Caro leitor, o pastor não possui autoridade para legislar naquilo que a Bíblia não legisla, além do mais, ninguém pode interferir na liberdade cristã. Ora, determinar que o crente está proibido de possuir uma árvore de natal em casa, ou ouvir música natalina, é arbitrário e extrapola os pressupostos de autoridade bíblica. Além disso, afirmar que o cristão que monta uma árvore de natal dá legalidade ao diabo, é usar de subterfúgios escusos e anticristãos cuja configuração determina no mínimo abuso de poder.

Isto posto afirmo que os pastores devem ser guias do rebanho, não seus feitores; conselheiros do povo de Deus, não generais; construtores de pontes não de muros.

Pense nisso!

Renato Vargens

10 comentários:

Caro pastor

sempre leio seus posts e os acho bastante inteligente e muitos com muito conteudo biblico

mas esse de hoje "Pastores que proibem o Natal " sinceramente não espera ve-lo protegendo um ritual comprovadamente criado por pagãos...

paz

Prezado Presbitero Sérgio,

Hoje às 16:00 h, postarei um longo estudo sobre os beneficios e maleficios do Natal.

Depois que ler o texto, manifeste novamente sua opinião.

abraços,

Pr. Renato Vargens

9 de novembro de 2009 09:37 comment-delete

Prezado pr. Renato.
Meu nome é Silvano, pr. da OBPC Em Santa Cruz de Minas.
Quanto ao seus post: Bem o senhor afirma que não há base bìblica para proibir, pois lhe digo também que não há base bíblica para tal pratica. Os pais da igreja não cultuavam o natal. Os apostolos não cultuavam o natal. Bem estou sempre aberto a aprender e se o senhor tem alguma base bíblica para que eu incentive a comemoração do natal então por favor pode até enviar para: reissilvanopr@gamil.com
No amor de Cristo.

9 de novembro de 2009 10:08 comment-delete

olá, Renato vargens, gosto muito do seu blog e seus artigos, mas tambem não concordo com esse artigo sobre o natal, natal é pura adoração aos deuses druidas,elfos, na tradição druídica, os elfos eram demônios ou espíritos das árvores.

http://www.espada.eti.br/n1132.asp

9 de novembro de 2009 11:01 comment-delete

Prezados,

O que está em jogo não é a validade do NATAL e sim a atitude despóstica de se proibir o NATAL. Ainda hoje escreverei sobre o NATAL, aí vcs poderão emitir suas opiniões.

Abraços,

9 de novembro de 2009 12:57 comment-delete

Prezado Renato,

Ótimo post.
Todo mundo sabe que o Nascimento de Jesus não foi em Dezembro, pois neste período (muito frio) nenhum pastor levaria as ovelhas às pastagens. E historicamente sabemos (ou achamos que sabemos, pelo menos ouvimos e lemos) que a festa do Natal foi introduzida por Constantino, como uma jogada política para agradar cristãos e pagãos.
Mas é uma grande hipocrisia dizer que não devemos celebrar o Natal. Devemos sim aproveitar esta data para pregarmos a Palavra e o Filho de Deus nascido como Verdadeiro Homem e Verdadeiro Deus.
Se seguirmos as orientações bíblicas, celebraríamos apenas os cultos da comunhão, o batismo e a Ceia do Senhor. (Só existem estas 03 festas, genuinamente cristãs no NT).
Mas o que vemos não é isto. Estamos celebrando festas judaicas e todo tipo de festa e shows sem base bíblica para Nova Aliança. Estamos convidando pregadores e cantores nos roubarem em nossas festas da Igreja.
Minha opinião é. Ou o cristão celebra tudo ou não celebra nada. Fim de papo.
Quem diz que o Natal é pagão, não sabe a origem das festas de aniversário. Não sabe por exemplo a origem do costume do bolo de aniversário, que surgiu nos cultos a deusa pagã Diana em Éfeso (o mesmo lugar onde o apóstolo Paulo foi pastor da igreja dos cristãos).
E as festas de aniversário dos conjuntos da Igreja, tem origem bíblica? E o dia dos evangélicos, tem origem bíblica? E a Festa judaica da Páscoa que todos os anos aproveitamos para pregar sobre libertação, aí não tem problema.
Vamos deixar de besteira e aproveitar para convidar uma pessoa que não conhece a Jesus neste Natal a ir à Igreja, e deixar claro que Jesus nasceu nesta terra como Homem (Se em dezembro ou março/abril, não importa), mas deseja nascer hoje em cada coração.
Não devemos celebrar árvores, druídas, pois se são demônios, nada são.
Mas deixar de aproveitar esta data para Jesus às pessoas, é questão de inteligência.
E aí irmãos que dizem que o Natal é pagão. Vocês celebram aniversários com suas oferendas e místicas.

É a opinião de um laico.
Julio Garcia.

Anônimo
9 de novembro de 2009 16:38 comment-delete

Nós temos que ter muito cuidado com a Igreja de Cristo, principalmente nós os pastores. JESUS disse: Eu Sou a Verdade. Então meus amados, não pode haver enganação, mentira ou qualquer que seja o nome se dá para uma coisa que não é VERDADE. Se não é Dezembro não é e se dizemos que é, então estamos enganando, Muito cuidado, Pois DEUS não compartilha com algo errado. Por isso, alem do natal as igrejas ja estão comemorando CARNA GOSPEL, ARRAIAL GOSPEL E ASSIM POR DIANTE, TUDO NO AFIM de atrair pessoas para igreja. Mas o que tem que atrair pessoas para Igreja e JESUS CRISTO.

Pr. Carlos Grangeiro

Anônimo
12 de novembro de 2009 20:37 comment-delete

na minha opinião,nós cristãos não devemos comemorar, festas com horigens pagãs, oportunidades de pregar a palavra de Deus deve ser todos os dias.Quando temos noção do que significa uma festa,ou seu sentido ai sim, temos responsabilidades sobre o que fazemos, festa de natal é materialista e cheia de misticismos,"arvores, duendes,papai(dequem?)noel,etc", devemos fugir disto,"não fugir da oportunidade de pregar as boaws novas", mas fugir da festa pagã!.

10 de janeiro de 2010 18:23 comment-delete

Pode crer, infelizmente neguzinho né mole não e fala qq besteira para prender a galera numa vã filosofia de não toques...!

20 de novembro de 2011 11:39 comment-delete

A paz do Senhor,
q o natal é festa pagã isso quem conhece a palavra de Deus sabe, o q ñ nos cabe é julgar pastor A ou B pq proíbe de comemorar, pq comemorar natal ñ acrescenta em nada na vida do cristão e se ñ acrescenta, ñ faz falta. E com tdo respeito, qro registar em meu comentário, q PASTOR Ñ é pra star CRITICANDO atitudes de outro pastor, principalmente de coisas q ñ têm nada a acrescentar, PASTOR é pra PREGAR O EVANGELHO, mas parece q muitos hoje, fazem tdo, se importam com tdo, se incomodam com tdo, menos com o principal.
Deus o abençoe!

Leia:
A ORIGEM DO NATAL
Por: Rev. Edemar Vitorino da Silva (*)é pastor da ComunidaVirtual Shekinah e autor do livro "Orelhas Furadas" e diversas outras publicações e artigos. Realiza, também, um abençoado ministério virtual pela internet através do site http://www.blogdopastor.com.br/

20 de novembro de 2011 13:38 comment-delete