sábado, fevereiro 21, 2009

Vale a pena acreditar!

Renato Vargens
Eu sou demais !
Foi exatamente isso que o meu filho mais velho falou depois de ter atravessado a nado, o rio Marumbi, na agradável cidade de Morretes. Permita-me explicá-lo:Numa tarde ensolarada de verão, eu e minha família desfrutávamos das águas límpidas e cristalinas de um rio no norte do Paraná. Num determinado momento, resolvi atravessar a nado o rio de uma margem a outra. Assim fiz, nadei sem parar aproximadamente 25 metros, que com a força da correnteza, pareciam bem mais. Ao chegar do outro lado, acenei para minha esposa, como alguém que diz: viu, consegui! Nesse momento, João Pedro, ao ver que tinha sido bem sucedido em meu empreendimento gritou do lado de lá dizendo:
- Pai, me deixa ir também?
Naquele instante, confesso que o medo e a preocupação tomaram conta do meu coração, até porque, na ocasião o menino só possuía 11 anos de idade! No entanto, antes de respondê-lo negativamente, pensei calmamente com os meus botões: Por que não deixá-lo? Sem titubeios, cheguei pra minha irmã que estava ao lado, e lhe disse:
- Vou permitir com que João Pedro atravesse o rio a nado, me ajude a socorrê-lo caso ele precise!
Olhei fixamente pro garoto, que ansioso estava do outro lado do rio. Ao meu sinal, rapidamente começou ele a nadar. Braçada a braçada, nadando contra a correnteza, lá vinha o menino, até que depois de alguns minutos, vitoriosamente ele chegou do outro lado gritando em bom tom:
- Eu sou demais!
Naquele instante, refleti o quanto tê-lo deixado sozinho diante desse desafio, foi importante pra ele. Na verdade, o simples fato de ter demonstrado de que acredito nele e na sua capacidade, contribuiu pra que entendesse de que é absolutamente capaz de ultrapassar obstáculos.
Fico pensando nas vezes em que nós pais, dizemos aos nossos filhos de que eles não podem, de que não vão conseguir, de que sem a ajuda de uma pessoa adulta, ser-lhes-á impossível superar metas.
Amado leitor, nossa relação com nossos filhos, deve permitir desafios, descobertas, além de possibilidades concretas e tangíveis de se enfrentar corajosamente o desconhecido.
Como você tem lidado com seu filho? Será que diante do desconhecido, você o tem encorajado?De fato, ser pai não é fácil, até porque, existem momentos que precisamos firmemente estabelecer limites aos nossos filhos ensinando-os de que “o nosso não” a algumas de suas vontades significa preocupação e amor. Entretanto, se estabelecermos uma relação onde limites e transgressão andam de braços dados contribuiremos significativamente para que os nossos filhos desenvolvam uma boa auto-estima!
Soli Deo Gloria!
Pr. Renato Vargens
Gilbert Raposo disse...

Alguns pais estragam seus filhos super protegendo-os não os deixando dar passos decisivos para sua auto estima, claro que devemos respeitar a sua idade e observar com equilibrio os limites, mas vejo absurdos por aí e tem um programa no SBT " super Nany " aos sábados á noite onde vemos situações que os pais perdem
o controle por que não foram preparados por quem os criou, onde ví o cúmulo de uma mãe escovar os dentes de um garoto de 9 ou 10 anos, pais que não sabem
para sua própria conduta jamais deveriam gerar filhos, somos instrumentos para edificar esses pequeninos dentro da palavra de DEUS e para serem exemplos neste mundo com suas atitudes e ousadia.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Robert disse...

É realmente um grande desafio, mas vê-los rompendo "seus limites" é algo muito gratificante.

Que o Senhor nos ensine como ser pais que refletem a imagem de Deus.

Abraços

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only