Por que Jesus transformou agua em vinho? Uma resposta ao Bispo Macedo

Por Renato Vargens


O Bispo Edir Macedo criticou o primeiro milagre feito por Jesus. Na ocasião ele afirmou não entender o porque Jesus transformou água em vinho quando poderia prioritariamente ter transformado a vida das pessoas. (Veja aqui)

Pois bem, visando ajudar o Bispo Macedo e outros tantos em sua dúvida, resolvi explicar o porque o Senhor Jesus fez esse milagre.

Antes de tudo torna-se necessário que entendamos que o Evangelho de João foi escrito para que os homens creiam Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenham vida em seu nome” (Jo 20:31) 

Vale a pena ressaltar que o Evangelho de João nos traz ensinamentos extremamente importantes como:

1-) Jesus Cristo é o Filho do Deus, o Rei Ungido.
2-) Jesus Cristo é o Messias esperado e profetizado pelos profetas no Antigo Testamento.
3-) Jesus Cristo é o Salvador dos homens e que todo aquele que nele crer não perecerá mais terá a vida eterna.

Além disso, o propósito de João ao escrever este evangelho era afastar seus leitores da dependência da lei, e da especulação gnóstica , conduzindo-os diretamente para o “caminho, a verdade, e a vida”. 

Digo mais, o evangelho de João também foi escrito para demonstrar que Jesus era o Filho de Deus encarnado, através dos sinais que operou. Portanto, ao transformar água em vinho nosso Senhor demonstrou a todos quanto testemunharam este fato ou leram dele,   que Ele era verdadeiramente o Messias esperado, o Filho do Deus vivo. Junta-se a isso que Cristo com este milagre manifestou sua glória levando seus discípulos a crerem nele. (João 2:20) Portanto, o verso em si elucida a dúvida "macediana" que diz não entender porque Cristo operou tão estupendo milagre.

Pois bem, para que fique claro afirmo:

O milagre da transformação de água em vinho dentre tantos outros, foi feito prioritariamente pelos seguintes motivos:

1-) Manifestar a glória do Cristo, o Messias ansiado. Aleluia!
2-) Fazer com que os homens cressem!

Aliás, isso o Bispo Macedo precisa entender. O milagre da transformação da água em vinho se deu com  o duplo propósito de  Glorificar a Cristo e pregar o evangelho da reconciliação. 

Portanto, à luz destas afirmações o Evangelho é muito mais que riquezas, bênçãos ou vitórias. O evangelho é poder de Deus que salva o homem e que glorifica a Cristo como único e suficiente Salvador.

Renato Vargens

30 comentários

  1. Não poderia ter dado outra resposta melhor. Em poucas palavras expôs o sentido elucidado pelo milagre de Cristo a este que se diz "pastor", mas, que nem se dá ao trabalho de aprofundar-se naquilo que diz "crer".

    ResponderExcluir
  2. As pessoas carnais realmente não entendem, Pr Renato... Quem só consegue adoram Mamom, não enxerga a Cristo e nem discerne Seus milagres!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pura verdade nun tem como adorar dois Deus ou a de amar a um ou de odiar a outro ele é adirador de Mamom

      Excluir
  3. Difícil é fazer um ''Leão'' parar de comer carne e começar a gostar de comer capim!

    ResponderExcluir
  4. Além disso tudo, o Vinho bom representa o próprio Cristo e a mudança que trazia em si para o mundo e para os eleitos. Cristo mudaria, de algo de qualidade limitada (o período dos sacrifícios e das oferendas físicas) para algo sublime e eterno: adoração irrestrita em espírito e em verdade, após sua morte, tendo isso como o símbolo mais forte da ligação que Cristo proporcionou o véu do Santíssimo se rasgar. CRISTO É O VINHO BOM! O milagre era sua própria anunciação e o que aconteceria em todo cosmos a partir dali.

    Infelizmente a Universal tem templos em quase todo o Mundo e são mais de 8 milhões de membros apenas no Brasil, todos seguindo heresias pregadas por homens como o "bispo" Macedo.

    ResponderExcluir
  5. Esse foi um dos melhore milagres messiânicos. Adoro vinho!

    ResponderExcluir
  6. Esse foi um dos mais gostosos milagres do Cristo! Ah, se ele hoje transformasse meu mísero salário em um salário que, ao menos, me possibilitasse comprar um garrafa do melhor vinho francês. Depois de alguns gole, com certeza, daria glória a Jesus e por tabela, falaria em línguas estranhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só não se esqueça que teu corpo também é templo do Espirito Santo.
      Tudo me é permitido mas nem tudo me convém!

      Excluir
  7. tenho pena é daqueles que ficam criticando os outros ao inves de evangelizar vamos parar de apontar erros de Pastores, Bispos, Parentes de pastores, Padres e etc...
    Aquele que é de Deus não julga e nem critica ninguem. Com o pouco conhecimento que tenho da Biblia eu nunca escutei JESUS falar mau nem do DIABO pq então v6 que se dizer Evangelizadores insistem em falar mau um do outro?
    O trabalho que v6 escolheram é mostrar o caminho para DEUS e não Falar mau do DIABO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu conhecimento da Bíblia não é pouco, é nenhum! Impossível ler os evangelhos e não encontrar Jesus confrontando os líderes religiosos hipócritas e até chicoteando os que faziam comércio da fé.

      Excluir
    2. Engraçado o bispo Macedo pode criticar o Milagre de Jesus e nós não podemos expressar a nossa opinião, detalhe: com conteúdo bíblico e o cidadão Luiz Paulo de Oliveira Silva vem com esse discurso puritano.

      Com licença meu irmão, com licença...

      Excluir
    3. Luiz Paulo meu irmão, quero que você leve em consideração algumas coisas.
      Jesus, João, Pedro e Paulo nunca deixaram de combater os erros doutrinários dos religiosos da época. E algumas vezes foram além de somente criticar, como também citaram o nome dos que assim se comportavam. Os falsos mestres sempre foram combatidos dentro do Reino de Deus. Os pais da igreja do primeiro século até hoje, sempre se manifestaram contra as heresias.
      Talvez você sinta isso quando alguém querido de sua parte, como um familiar ou irmão na fé esteja sendo enganado, e você perceba o quão periogosos são os falsos mestres e suas doutrinas carnais e satânicas.

      Me admira, você ouvir um homem criticando um milagre, do próprio Jesus que você está defendendo neste post (como se nunca tivesse criticado ninguém - o que é um engano seu, pois Jesus sempre combateu os falsos mestres. Até usando palavras mais duras do que as que nós usamos, como "raça de víboras" "hipócritas" "perversos" "adulteros"), e isto não te incomodar. O que te incomoda são as tentativas de mostrar para as pessoas que isso é um falso ensino? Que isso é heterodoxia, e está longe de ser uma doutrina saudável? Este homem, que se intitula "bispo" está indo contra as Escrituras Sagradas, que é a nossa base e fundamento, para as regras de fé e prática, e você acha isso normal? Você não sente vontade de ler a Bíblia e ver todo o contexto da narrativa e tentar comparar com esta interpretação absurda e carnal?

      Sendo assim, que Deus continue te abençoando, pr. Renato Vargens, não páre de lutar contra os falsários da fé e todos que se levantam contra a sã doutrina.

      Em Cristo,
      Dionizio Neto.

      Excluir
    4. ninguem ta falando mal dele ,mais sim questionado o qui ele falou de Deus..intao cabe a nois defender nosso PAI. se ele nao tem a inteligencia de compreendero milagre de Deus...e uma opniao dele fica com ele e Deus, estou falando da doutrina e nao do Bispo em si.

      Excluir
  8. Gosto muito dessa passagem
    ela nos mostra também o quanto os filhos devem ser obediente
    aos seus pais, embora na minha mediocridade muitas das vezes
    não consiga.

    "3 A mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho.
    4 Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. (mostra que Jesus jasabia do que ela estava se referindo)
    5 Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser.

    Jesus era mesmo muito obediente, queria eu ser assim!
    Lutando a gente chega la!

    ResponderExcluir
  9. Querido Luiz Paulo,

    Obrigado pelo seu comentário, mas não estamos falando mal de ninguém, na verdade o que estamos discutindo são doutrinas, nada além disso.

    Abraços,

    Pr. Renato Vargens

    ResponderExcluir
  10. JESUS nunca criticou a forma de Evangelizar das outras pessoas na verdade nunca Criticou nem o DIABO pq v6 evangelizadores ficam procurando atingir uns aos outros com criticas e ofensas. O que um ou outro faz não é problema de ninguem. JESUS veio a TERRA mostrar que ele é o caminho para DEUS e o trabalho de v6 e mostrar para as pessoas isso tmb não ficar julgando não façam o trabalho de DEUS ele não precisa.

    ResponderExcluir
  11. Deixa eu voltar a enfiar a minha colher de pau no meio.

    Acredito que um apologista não critica pessoas, mas avalia comportamentos...

    Quanto a Jesus Cristo,
    se formos seguir a risca alguns dos seus métodos, vão não nos crucificar tal como fizeram com ele...

    Não foi ele que saiu derrubando tudo e ainda disse que a casa de Deus dever-se-ia chamar Casa de oração?...

    Na época não existiam pastores, bispos, padres, mas ao fazermos uma analogia aos líderes da época, chamarias os discípulos de Anás e de Caifás de...

    HIPOCRITAS!

    ResponderExcluir
  12. Prezado Jaime,

    Ao contrário do que disse eu não critiquei o Macedo e sim seu ensino. Por acaso, em que momento no texto vc me viu agindo de forma "AD HOMINEM?"

    Pois é, nenhum momento não é verdade? A única coisa feita foi discutir doutrinas, nada além.

    Que Deus o abençoe,

    Renato Vargens

    ResponderExcluir
  13. Prezado irmão Renato, também existe o fato de que por se tratar de uma festa de casamento era muito importante naquela época que os convidados não encontrassem um comemoração onde haveria a falta de bebida ou comida e supostamente segundo o costume local as mulheres da família da noiva ajudavam na preparação da comida e o noiva se responsabilizava de que não falta-se nada, pela mãe de JESUS já estar no lugar quando lá ele chega, é possível que eles fossem parentes dos noivos, e seria uma vergonha se falta-se algo na festa, pois seria uma tristeza muito grande ter que despedir os convidados por este motivo.
    O nome de JESUS sempre será através dos evangelhos engrandecido isto é muito claro para nós, más temos que conhecer a base histórica para nos direcionar e direcionar aqueles que buscam um conhecimento mais profundo das SAGRADAS ESCRITURAS.
    Que DEUS o abençoe, base para estes argumentos encontrada na Enciclopédia de JESUS CRISTO Editora Central Gospel ( cbpteo.blogspot.com.br ).

    ResponderExcluir
  14. Um bispo que critica o proceder divino - interessante.
    Chega a dar um novo e mais amplo sentido à palavra "bispo", pois muitos seriam capazes de jurar que um "bispo" deveria estar 100% alinhado aos desígnios de DEUS - mas não este "bispo", com certeza.

    ResponderExcluir
  15. Glória a Deus, pelos seus poderosos feitos, Aleluia! Na verdade pastor o Edir Macedo também tem dificuldade em entender que:

    1: O maior milagre de Jesus é a salvação de seus eleitos, (digo isto sem querer menosprezar seus outros feitos.
    2: Que se Deus achasse que nosso problema era dinheiro, mandaria ouro dos céus.
    3: Que nosso pecado é que m nos distancia de Deus.
    4: Que só poderemos ter reconciliação com os irmãos (familiares e vizinhos, mesmo que incrédulos) a partir da reconciliação com Deus através do Senhor Jesus.

    É lamentável ver como cresce em numero (de perdidos) a empresa dirigida por este suposto bispo, a minha vontade é de "detoná-lo" mas vou pedir a Deus que este líder se arrependa e se converta de seus pecados e suas heresias. Aí sim, pense num milagre.

    Paz e graça Pr. Renato

    ResponderExcluir
  16. Em momento algum aludi esta resenha a questões pessoais, nominais, e não seria errado, denominar pessoas, desde que fosse de forma questionadora como foi o argumento utilizado por você Marcio. O que não se pode fazê-lo é de forma inquisitória denigridora.

    ResponderExcluir
  17. Em momento algum aludi esta resenha a questões pessoais, nominais, e não seria errado, denominar pessoas, desde que fosse de forma questionadora como foi o argumento utilizado por você Marcio. O que não se pode fazê-lo é de forma inquisitória denigridora.

    ResponderExcluir
  18. O Primeiro Milagre de JESUS JA MOSTRA QUE ELE VEIO PARA TRANSFORMAR O MAIOR MILAGRE É TRANSFORMAR A NATUREZA DE ALGO, CRISTO TRANSFORMOU A NOSSA NATUREZA CAÍDA NUMA NATUREZA ESPIRITUAL,NOVA CRIATURA SOMOS GLORIA A DEUS

    ResponderExcluir
  19. Além do contexto historico citado por Cleiton, existe o profético!
    Cristo ali demonstrou que onde ele estivesse, como convidado, haveria transformação. O texto nos fala de "seis talhas", elas representam o homem que quando estão transbordantes da agua viva, que é a palavra de deus, são cheios do vinho bom que é o Espírito Santo.
    Isto é o que Jesus queria mostrar, que se me convidares ouvires minha palavra e as praticares, sereis cheios do Espírito de Deus!

    ResponderExcluir
  20. Eu sempre vi essa passagem de outra forma... porque transformar a água em vinho? o melhor da festa estava lá, Jesus.... o milagre menos falado. porque? porque não curou alguém?

    e vi que não adianta cura se vc não for primeiro transformado!
    Já viu aquele expressão: "nossa, fulano mudou completamente, foi da água pro vinho"....
    Então é isso. Transformação de nossos corações, do nosso modo de pensar sabe: imoral, egoista...etc, mudar o nosso caminhar, o nosso falar.

    A cura é boa, é um benção, claro de Deus... Jesus curou, mais é muita gente sendo curada, é muito culto de cura e libertação, e as pessoas saem curadas fisicamente e emocionalmente e espiritualmente continuam mesquinhas, odiosas, sem saber amar.

    Fui curada de uma cegueira, mas meu interior, ainda faltava algo, faltava FÉ, mudanças no meu falar, em perdoar, em mansidão. E hoje eu busco isso ser transformada, de uma forma que falem: - Julianna depois que virou Cristã, se transformou da água pro vinho!

    A paz do Senhor .

    ResponderExcluir
  21. Ao transformar a água em vinho, além das razões apontados no próprio texto - com este milagre manifestou sua glória levando seus discípulos a crerem nele. (João 2:20) -

    Há uma implicação teológica importantíssima:

    Na festa tinham 6 talhas de pedra, usada pelos judeus para os rituais de purificação, uma vez que, no ambiente, encontravam-se gentios (Caná da Galiléia). Portanto, a água era o elemento purificador. Ao transformar o elemento em vinho, um dos símbolos da nação de Israel ( a nação considerava-se a "videira de Deus"), o que Jesus está fazendo é eliminar o elemento que marca a distinção entre dois povos (judeus e gentios), transformando-o no elemento que une os dois povos diante d'Ele. Ou seja, diante de Cristo não há mais judeus e gentios, mas, sim, um ÚNICO POVO QUE SE REÚNE DIANTE DELE.

    O milagre, portanto, não era da transformação em si e, tampouco, apenas para perpetuar a alegria dos convidados, mas, sim uma ação didática/pedagógica, com aplicação teológica: Jesus Cristo, Filho de Deus, em seu primeiro milagre elimina o "muro da separação" entre judeus e gentios, apontando para a formação futura de único povo (Ef 2.11-22).

    Abraços!!!

    Idauro Campos
    Igreja Congregacional de Niterói

    ResponderExcluir
  22. ESSA SEMANA ESTAVA ORANDO NA CÉLULA QUANDO FUI IMPACTADO POR UMA RESPOSTA DE DEUS, NUNCA TINHA ENTENDIDO POR QUE JESUS TINHA TRANSFORMADO ÁGUA EM VINHO, MAS COMECEI A ENTENDER: ESSE FOI O PRIMEIRO MILAGRE DE JESUS E AGORA POSSO FALAR QUE FOI O MILAGRE MAIS IMPORTANTE, PORQUE??? POR QUE JESUS FEZ UM ATO PROFÉTICO, REFLITA COMIGO: JESUS CUROU UM CEGO, PORÉM ESTE CEGO PODERIA VOLTAR A SER CEGO SE CASO ALGO ATINGISSE O OLHO DELE, OU TIVESSE UMA DOENÇA DEPOIS DE ALGUM TEMPO. JESUS RESSUSCITOU LAZARO MAS LAZARO UM DIA MORRERIA NOVAMENTE , JESUS CUROU A MULHER DO FLUXO DE SANGUE PORÉM ELA PODERIA MUITO BEM VOLTAR A TER OUTRAS ENFERMIDADES, MAIS A TRANSFORMAÇÃO DA ÁGUA PARA O VINHO FOI UM ATO PROFÉTICO, JESUS FEZ UMA CONVERSÃO DE ÁGUA PARA O VINHO OU SEJA UMA CONVERSÃO NUNCA PODE VOLTAR , JESUS QUERIA DIZER QUE MILAGRES PODEM VOLTAR MAIS QUANDO HA CONVERSÃO ( TRANSFORMAÇÃO) COMO ELE TRANSFORMOU AGUÁ EM VINHO , O VINHO NUNCA MAIS PODERIA VOLTAR A SER AGUÁ, EM OUTRAS PALAVRAS ELE ESTAVA DIZENDO QUE O MAIOR MILAGRE NA VIDA DE UM HOMEM NÃO É VOLTAR A ANDAR, OU VOLTAR A VER OU ATÉ RESSUSCITAR É SER TRANSFORMADO !

    ResponderExcluir
  23. Enquanto absoluto neófito em assuntos doutrinários, gostaria de parabenizar a qualidade deste blog, e o bom senso da maioria dos participantes em manifestar sua opinião com clareza e profundidade, sem se deixar levar pela paixão, mesmo quando provocados. Esta fé que nos impele a amar ao próximo mesmo que dele discordando e mesmo que por ele ofendidos é de fato um gigantesco e válido desafio.

    ResponderExcluir
  24. Existe algo escrito referente a embriaguez física de frequentadores da festa? Ou a única embriaguez foi a do Espírito Santo, como é relatado nas passagens?

    ResponderExcluir

Caro leitor,

(1)Reservo o direito de não públicar criticas negativas de "anônimos". Quer criticar e ter a sua opinião publicada? Identifique-se. (2) Discordar não é problema. É solução, pois redunda em aprendizado! Contudo, com educação. Sem palavrão! (3) Ofereça o seu ponto de vista, contudo, a única coisa que não aceitarei é esta doutrina barata do “não toque no ungido” do Senhor. Querendo aprender sobre o direito de julgar, leia estes artigos:

Não julgueis para que não sejais julgados. Como é isso?

Julgando os críticos ou criticando os juízes?

O conselho de Gamaliel e o pensamento Cristão

Nele,

Renato Vargens