segunda-feira, agosto 11, 2014

Dilma, os politicos e suas visitas as igrejas evangélicas

Por Renato Vargens 

Em época de eleição os púlpitos de algumas igrejas evangélicas ficam lotados de politicos. 

Para piorar a situação muitos desses senhores durante os anos que antecedem o pleito, negligenciam Cristo, seu evangelho e o povo de Deus, todavia, bastam as eleições se aproximarem que essa corja se aproxima da igreja na expectativa de conseguir votos que os conduza a um novo mandato.

Pois é, confesso que estou impressionado com a quantidade de candidatos dispostos a irem a igreja e a "cultuar" a Cristo. Há pouco recebi o pedido de um "crente" candidato a deputado federal querendo o meu apoio incondicional. Noutra ocasião, um destes politicos oportunistas, me pediu a oportunidade de compartilhar seu "plano de governo" numa cerimônia fúnebre que na ocasião oficializei. 

Complicado sabe?

Na semana passada fui surpreendido com a ida da presidente Dilma a uma igreja evangélica. (veja o vídeo abaixo) Na ocasião a "camarada Estela" leu a Bíblia, pediu orações e cantou louvores. Ora, vamos combinar uma coisa? A presidente depois que se elegeu em 2010 nunca foi uma igreja, antes pelo contrário, defendeu com unhas e dentes conceitos e valores que nós cristãos abominamos e agora a eleição se aproxima se dispõe a ir a igreja e pedir a bênção de Deus? 

Prezado amigo, eu não sou simplista nem tampouco ingênuo, até porque, bem sei que os outros candidatos a presidência farão a mesma coisa. No entanto, choca-me ver pastores "comercializando a fé".

Caro leitor,  pra  vergonha do evangelho de Cristo e tristeza daqueles que amam ao Senhor, os lobos (ops) digo, alguns pastores, tem feito negócios escusos em troca de apoio e benesses para a igreja do Cordeiro. (II Pedro 2:1-3) Todavia, a contrário destes,  decidi que o pulpito da minha igreja está fechado pra todo aquele que usa do nome de Deus para fins pessoais e que por mais que tentem me convencer ao contrário eu não abrirei espaço na liturgia de minha comunidade local para qualquer tipo de campanha política.

É o que penso, é o que digo!

Renato Vargens


 
Samuel Oliveira disse...

Pr.Renato sou seminarista da Igreja Batista Reencontro, em Belo Horizonte - MG, e posso te falar que o Senhhor tem sido uma fonte de inspiração pra mim, com as suas argumentações embasado no evangelho, e não ficando calado diante das loucuras que essa "teologia torta prega", fique com firme Pr. e colocarei o Senhor em minhas orações para que o Senhor continue o fazendo ferramenta de Deus nesse mundo tenebroso.

Etc & Poesia disse...

A casa de Deus virou baderna... Lamentável e triste.

ehowill disse...

Complicado...algumas semanas atrás Serra e Alckmin estavam em um evento da Sara Nossa Terra...na última eleição, Serra foi multado por fazer propaganda em um culto (?) da igreja Bola de Neve.
Não sei quem é pior: os líderes que se vendem ou as ovelhas que aceitam tudo numa boa...

Unknown disse...

Não é de se admirar que o Tabernáculo Caído do Manoel tenha aberto as portas para a Jezabel...

Diógenes Spartalis disse...

Muitos políticos durante a campanha eleitoral são como "camaleões", agem adequadamente e falam o que convém para agradar os ouvidos do povo. Não canso de dizer: Maranata!!!!

Jairinho disse...

As coisas de Deus não se mistura com essa política suja, no púlpito que dizem ser local consagrado... vamos abrir os olhos povo de Deus, não devemos nos vender como fez balaão

Márcio Abrahão disse...

kkkkkk só rindo para não chorar! Dilma falando versículo bíblico e muitos lideres fanfarão.

samnelio disse...

Quando Jesus Cristo é assimilado por uma pessoa como Verdade libertadora (João 14:6; 8:32,36), fruto da ação do Espírito Santo, na vida daquele que ouve a mensagem poderosa do Evangelho, pregado sem adições fantasiosas da pródiga mente humana, dificilmente essa pessoa será levada por “novidades” doutrinárias – sejam elas teológicas, filosóficas ou político-ideológicas. Eu vejo nesses líderes de igrejas que hipotecam seus tempo e púlpitos aos profissionais espertalhões da política em época de eleições, não como pessoas bem intencionadas, mas, interesseiras em algumas benesses para eles mesmos, oriundas dos conchavos feitos, usando a boa fé dos seus rebanhos. Espero o dia em que verei a maioria esmagadora do povo crente sabendo pensar e assimilando a Verdade libertadora que é Jesus Cristo, deixando de ser massa de manobra de maus: líderes eclesiásticos e candidatos a cargos parlamentares. Pois só assim estaremos começando a fazer a diferença de fato, na vida da nação brasileira.

Gilmar Batista disse...

Nossos "pais" no passado era chamado de legalistas, bodes velhos, "quadrados", etc. Mas eles, jamais aceitariam políticos subirem no púlpito. Seus ministérios eram por eles honrados. Não traiam o Nosso Senhor. Hoje o que vemos! Pastores "abrindo" o púlpito para esses ratos, em troca de favores pessoais. Esses que aparecem no vídeo, eu não gasto um segundo do meu tempo para ouvi-los. Como dizia a minha avó: tudo farinha do mesmo saco.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only