quinta-feira, março 20, 2014

John Piper - Para onde vão as crianças e bebês que morrem?

Por Renato Vargens

Um vídeo de John Piper sobre o destino das crianças bebês e incapazes. 

Renato Vargens


ADRIANA BRUZACA disse...

MUITO BOA A VISÃO DO PASTOR, PORTANTO SE AS CRIANÇAS NÃO OBTIVERAM O CONHECIMENTO, ASSIM JÁ ESTAM SALVAS, POIS A PALAVRADIZ CONHECEIS A VERDADE E A ELA OS LIBERTARÁ

Fernando Lima disse...

Gostei deste princípio, mas tenho uma dúvida. Não poderiam desavisadamente aplicar ele para índios, muçulmanos, etc. Ou aqueles povos que nunca tiveram contato com o evangelho? Por que não seria possível esta aplicação e porque seria um erro?

Para mim é difícil compreender este princípio, me parece uma salvação sem a crença em Cristo.

André Gomes disse...

Lendo Romanos 1, conforme o Pr. falou, e na minha limitação de conhecimento, ficou meio estranho, pois lá Paulo fala que quem está alí em Roma, ou seja a igreja que está alí, conforme v7 e não o mundo todo.

Landim disse...

Faz sentido, mas talvez não seja o caso de quem tenha perdido a lucidez depois de atingir a idade em que se obtém mínimo entendimento.

Mas achei muito legal da parte do John Piper colocar isso como sendo apenas uma opinião, aqui traduzida por "eu acho". Talvez tenha passado despercebido dos outros, mas implicitamente ele assume que talvez não seja isso. É apenas uma opinião, ainda que baseado nas Escrituras.

É tão raro ver um gesto de humildade como esse da parte dos pregadores, mesmo os dignos de respeito.

William de Jesus, Pr. disse...

Muito boa a explicação, mas a mesma nos leva a um princípio: todos nascem salvos e se perdem num ponto da vida. Esse princípio seria bíblico???????

Nixon Amaral de Souza disse...

Romanos 1.18-23

Fernando Lima disse...

Mas Rom 1 diz que as pessoas são indesculpáveis porque não o glorificaram. Crianças não o conheceram, mas também não glorificaram.

E o argumento também não implicaria que apenas o conhecimento de Deus através da criação já é suficiente para desculpar?

Rafael G. disse...

Paulo está, na verdade, falando de humanos que moram em Roma. Porém, se os homens e mulheres de Roma não podem ser desculpados por isso, conclui-se que nenhum outro homem pode ser, já que o argumento é que na natureza está expressa a glória de Deus e que o ser humano já nasce com o "senso do divino", como define Calvino. Portanto, todo ser humano se torna indesculpável ao olhar para a natureza e não enxergar a glória do Deus verdadeiro e deter a verdade por mentira, ou seja, sufocar a verdade de Deus colocada no homem.

Rafael G. disse...

Não, mas aqueles que nascem e morrem ainda quando criança, nasceram predestinados à salvação. Os demais (que passaram dessa fase - infância) só nascem salvos os que são predestinados à Vida Eterna, do contrário, não.

Fernando Silva disse...

Não existe salvação fora de Cristo. "Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vai ao pai senão por mim." Palavras de Jesus.
Agora de facto existe um factor que é importante aqui
1- Jesus nos ensina que o reino de Deus é das crianças: Deixai vir a mim as criancinhas porque delas é o reino dos céus Lucas 18: 16,17 . Concordo com o Pr. John Piper.

Henrique Prudêncio disse...

As crianças não pecaram.. diferente dos indios, mulçumanos, etc.

Fernando Lima disse...

Qual a base bíblica pra isso? Por que biblicamente, a condição de pecador não está ligada a pecarmos ou não. Está ligada a nossa natureza pecadora, e a temos desde que nascemos.

Eis que eu nasci em iniqüidade, e em pecado me concedeu minha mãe.
Salmos 51:5

renata benke disse...

Mateus 19:14. "Jesus, porém, disse: Deixai vir a mim as crianças e não as impeçais, porque o reino dos céus é dos que são como elas."

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only