quarta-feira, janeiro 09, 2013

Deus está morto!

Por Renato Vargens

Deus está morto. Foi exatamente isso que um jovem universitário me falou ao tentar me convencer sobre a relevância do comunismo. O moço influenciado pelo maldito marxismo arrotava arrogância dizendo que caso Deus estivesse vivo, não precisaria dele para nada. 

Há pouco, uma irmã em Cristo, enquanto se encontrava na sala de cirurgia com vistas a uma intervenção cirúrgica disse ao médico que iria lhe operar. "Doutor, que Deus lhe ajude a fazer um bom trabalho." O médico movido pela empáfia proveniente aos tolos respondeu: "Deus nada! Se a operação for bem sucedida, isso não tem nada a ver com Deus e sim com o fato de que eu lhe salvei."

Prezado amigo, confesso que não me surpreendo com gente deste tipo, mesmo porque, o homem sem Cristo, é incapaz de glorificar ao Senhor com suas vidas.  Na verdade, "falas" deste nipe, apontam para a cegueira espiritual daqueles que acham que podem viver sem Deus.

Caro leitor, ao contrário destes, os salvos por Cristo, reconhecem que Ele VIVE e que somos de Deus e que a vida bem como tudo aquilo que somos e fazemos depende exclusivamente daquele que REINA soberanamente sobre tudo e todos.  A vida pertence a Ele, e se Ele achar por bem que vivamos assim será, contudo, se desejar que morramos, quem impedirá? Ora, quem é sã consciência pode garantir que daqui a um ano estará vivo?  O salmista com muita propriedade escreve: “O homem é como pó, cuja existência na terra passa rapidamente diante de Deus." "Os anos vêm e vão diante do Deus eterno... A vida do homem, em média de 70 a 80 anos, é breve." Tiago em sua epístola, nos alerta: "Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois apenas como neblina que aparece por instantes e logo se dissipa".

Amado irmão,  queiram os incrédulos ou não, Cristo está vivo e é por Ele que vivemos, nos movemos  e existimos! 

A Ele toda glória!

Renato Vargens

Filósofo Calvinista disse...

Permita-me aproveitar para perguntar-lhe e compartilhar uma reflexão sobre essa questão da morte de Deus. Tenho pensado sobre isso. Mas no sentido do texto, claro e, sim, sobre a morte de Cristo. Quem morreu? Só a natureza humana? Ou, Deus mesmo, efetivamente morreu? Claro, não que a morte o tenha apanhado de surpresa, como a nós e, se, querendo Ele ter experimentado a morte por amor aos seus eleitos. Podes comentar um pouco sobre essa questão? Aparentemente é simples, mas não é.

Tudo de bom!

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only