quinta-feira, junho 16, 2016

Homens que "feminilizaram" sua masculinidade

Por Renato Vargens

A feminilização da cultura é uma característica de uma sociedade que sofre forte influência por parte do feminismo. Ora, antes de qualquer coisa peço por gentileza que não confundam " alhos com bugalhos," afirmando que por escrever um texto contra a feminilização masculina, estou fazendo a defesa do machismo,  o que não é verdade.

Como já escrevi anteriormente a feminilização da cultura no meu modo de ver é um problema grave da sociedade ocidental. Repare por exemplo nas roupas usadas pelos homens. Alias, não sei se você já percebeu, mais existem homens que se vestem com roupas tão femininas, que a primeira vista, não sabemos se são homens ou mulheres. O que falar então da enorme quantidade de homens que pintam as unhas, depilam os corpos, fazem maquiagem e comportam-se como mulheres?
 
Pois é, o  feminismo empoderou de tal maneira as mulheres, a ponto de que homens tem considerado "démodé" ser homens. Nessa perspectiva, a masculinidade foi feminilizada, o comportamento firme comum a homens, foi "docificado" e a sua postura, outra máscula, tornou-se afeminada proporcionando com isso uma grave crise comportamental na sociedade, além  de uma nítida inversão de papéis.

Verdadeiramente vivemos dias complicados onde o feminismo tem levado os homens a vivenciarem comportamentos absolutamente antagônicos aos modelos ensinados pela as Escrituras.

Isto posto, reafirmo que sem a menor sombra de dúvidas que torna-se necessário resgatar os valores bíblicos relacionados aos papeis de homens e mulheres na sociedade, lutando assim contra os valores deste mundo caído e pecador, que a todo custo tenta desconstruir o padrão tanto de masculinidade como feminilidade, estabelecido pelo Criador.

Renato Vargens
El Misionero Meu Cérebro Minhas Regras disse...

Feminilização, ou boiolização???? Alguém me esclareça, por favor. Tem umas figurinhas por aí que realmente estão muito bizarras. Quando eu vejo um desses manés, a primeira coisa que eu penso é "esse pilanra safado tem sorte de não ser meu filho". Tem uma galerinha muito sem noção por aí, essa geração oito ou oitenta. Quanto não viram uns pseudomachões grotescos, viram "pseudoboiolas", querem viver como gays sem se assumirem como tais. Como pode uma barbaridade dessas???? E que ninguém me venha com esse papo ridículo de "tolerância", "ideologia de gênero", "homofobia", e insanidades esmelhantes, por favor.
VAMOS NOS CONVERTER!!!!

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only