sexta-feira, novembro 14, 2014

16 cidades do Brasil estão entre as mais violentas do mundo

Por Renato Vargens

© Foto: Lunae Parracho/Reuters 
Há pouco a imprensa informou que 11% dos assassinatos ocorridos no mundo acontece no Brasil. 

Confesso que quando li a notícia fiquei estarrecido. Agora, o Business Insider (aqui) listou as 50 cidades mais violentas ao redor do mundo. Trinta e quatro das piores cidades do ranking estão localizadas na América Latina, sendo que o assassinato é o crime mais comum na região do que em qualquer outra parte do mundo. O destaque vai para San Pedro Sula, uma cidade em Honduras. O Brasil não passa longe dessa lista negra e abriga 16 municípios violentos. Confira a relação abaixo:

As brasileiras da lista ( por assassinatos por 100 mil habitantes) 

Maceió (5ª colocada) - 79,76 homicídios por 100 mil

Fortaleza (7ª) - 72,81 homicídios por 100 mil
João Pessoa (9ª) - 66,92 homicídios por 100 mil
Natal (12ª) - 57,62 homicídios por 100 mil
Salvador (13ª) - 57,51 homicídios por 100 mil
Vitória (14ª) - 57,39 homicídios por 100 mil
São Luís (15ª) - 57,04 homicídios por 100 mil
Belém (16ª) - 48,23 homicídios por 100 mil
Campina Grande (25ª) - 46 homicídios por 100 mil
Goiânia (28ª) - 44,56 homicídios por 100 mil
Cuiabá (29ª) - 43,95 homicídios por 100 mil
Manaus (31ª) - 42,53 homicídios por 100 mil
Recife (39ª) - 36,82 homicídios por 100 mil
Macapá(40ª) - 36,59 homicidios por 100 mil
Belo Horizonte (44ª) - 34,73 homicídios por 100 mil
Aracaju (46ª) - 33,36 homicídios por 100 mil

Caro leitor, os números são assustadores não é verdade?  O que fazer diante tanta perversidade? Definitivamente parece que o Estado brasileiro se perdeu no combate a criminalidade.

Em meio a tamanha violência além de pregarmos o evangelho, resta-nos clamar a Deus rogando ao Eterno que nos livre do mal.

Renato Vargens
Anderson Paz disse...

Caro pastor Renato Vargens, moro em João Pessoa e todos os dias vejo essa triste realidade. Ainda que os crimes estejam concentrados nas periferias por serem devidos em geral a crimes de tráfico de drogas, a população anda com medo e limitada.
O que acontece, porém, como colocou um jurista Azambuja, o Estado brasileiro foi divinizado – as pessoas vêem-no como a salvação.
Nós cristãos devemos confiar em Deus, orar, pregar e ainda participar em prol de melhorias sem esperar do Estado o que só Deus pode fazer: a transformação de tudo, a Nova Jerusalém.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only