quarta-feira, abril 23, 2014

A Niterói que conheci e que não existe mais

Por Renato Vargens

Eu nasci em Niterói. Moro na cidade Sorriso desde então. Conheço cada canto dessa município e me surpreendo com aquilo que ela se transformou.

Quando criança, andava seguramente nas ruas, jogava bola com os amigos tranquilamente nas areias da Praia de Icaraí, caminhava pelo centro da cidade sem medo de ser assaltado, ia a padaria, ao mercado, e ao comércio em geral sem nenhuma preocupação mais séria. Lembro que desde os 10 anos de idade andava de ônibus sozinho sem  medo de sequestros, pedófilos ou  homens do mal. 

Quando adolescente , eu e os meus amigos sentávamos a porta de nossas residências e ficávamos horas a fio brincando, rindo e festejando a vida sem preocupações com a violência.

Hoje a coisa mudou. A pacata Niterói deu lugar a uma cidade violenta, repleta de homens maus e inescrupulosos. Hoje a população tem medo de sair as ruas, o número de assaltos, latrocínios, roubos a carros e homícidios aumentaram siginificativamente

Pois é, a cidade, outrora "sorriso", para nossa tristeza transformou-se na cidade do purgatório, da desordem e do caos.

Deus tenha misericórdia de nós,

Renato Vargens
PC Amaral disse...

A paz do Senhor!

Pastor Renato um grande período de minha infância passei em Niteroi. Uma tia minha morava em frente ao Campo e São Bento e eu e meu irmão amávamos ir para a casa dela pois tínhamos três primos e nos divertíamos muito na praça andando de patins ou indo à praia de Icaraí ou São Francisco atravessando o túnel. Temos ótimas lembranças daquele tempo.

Tenho visto os noticiários e fico extremamente triste e inconformado com a situação atual. Que Deus nos ajude, e tanto em Niterói como no Rio de Janeiro Deus atenda nossas orações para que os próximos governantes tenham olhos para o povo e esta situação possa se reverter.

Deus o abençoe Pastor Renato e a seu ministério cada vez mais.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only