quarta-feira, maio 08, 2013

Escândalos que envergonham os evangélicos.

Por Renato Vargens

Eu tenho andado estupefacto com as notícias envolvendo pastores no Brasil.  Confesso que estou estarrecido com as reportagens estampadas em importantes órgãos da nossa mídia secular. Para vergonha nossa, as matérias jornalisticas que tratam dos evangélicos estão repletas de escândalos  protagonizados por indivíduos inescrupulosos que envergonham a Igreja de Cristo.

Caro leitor, antigamente era comum ouvir de parte da sociedade civil que os crentes eram pessoas honestas. Lembro de uma senhora que me disse que naquela época uma pessoa ao ser indicada a uma vaga de emprego, tinha meio caminho andado se crente fosse. Em outras palavras, as pessoas preferiam empregar os protestantes (ainda não eram conhecidos como evangélicos) pelo fato destes serem honestos. O que falar então dos pastores? Ora, os pastores de antigamente  ostentavam uma vida ilibada e por tanto mereciam consideração e apreço, todavia, hoje é diferente.

Pois é, lamentavelmente nunca tantos escândalos eclesiásticos vieram à luz como nos últimos anos. Para a nossa tristeza a cada novo dia ouvimos notícias que nos fazem ruborizar de vergonha. 

Diante disto resta-nos lembrar das palavras de Jesus que disse: 

"Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!" ( Mateus 18:07)

Além disso, as Escrituras nos ensinam que nenhum daqueles que se dizem cristãos devem ser perseguidos, presos ou manietados por comportarem-se desonestamente, o que infelizmente te acontecido a muitos daqueles que se dizem nossos irmãos.

“Se, pelo nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus. Não sofra, porém, nenhum de vós como assassino, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se intromete em negócios de outrem; mas, se sofrer como cristão, não se envergonhe disso; antes, glorifique a Deus com esse nome.” (1 Pedro 4:14-16)

Com lágrimas nos olhos,

Renato Vargens

claudiopimenta disse...

outro dia estava dialogando com um pastor antigo sobre esse mesmo assunto e ele afirmou que a qualidade dos pastores tem diminuido muito por que a qualidade dos crentes tambem tem diminuido e as causas sao:
antigamente quando alguem aceitava a jesus 1 esse elemento era incentivado a ira a escola biblica e pedir em oraçao o batismo com o espirito santo e santificaçao
era acompanhado de perto por um irmao ou obreiro ate o batismo onde era feito uma sindicancia na vida desse elemento para nao batizar qualquer um apois isso
o individuo se tivesse limpo era batizado ai tomava um cha de cadeira para ser obreiro diacono presbitero e pastor ? somente mesmo com uma observaçao apurada da vida do elemento

hoje o cara entra numa igreja ocm 15 dias ja esta no altar contando trsitimunho e mentido ai viu ai no que da sem falar que hoje qualquer um se ocnsagra a pastor e va dizer que o elemento nao e pastor para ver

Robson Lelles disse...

As raposas e lobos não procuram galinheiros ou redis arrasados e adoecidos para se alimentarem. Eles preferem justamente aqueles ajuntamentos que esbanjam saúde e pureza, onde a carne é viçosa, a lã e as plumas são sedosas e onde impera a certeza insana de que nada pode atingir "tão próspera" comunidade..

Claudinéia disse...

Fico a meditar: "Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia". 1 Coríntios 10:12

Marcia Teixeira disse...

Transcrevo aqui o comentário que fiz no Facebook:

Há uma interpretação bíblica em que se diz que seis vezes cairá o justo e na sétima Deus o levantará. Mas é preciso cair seis vezes? É necessário ser recorrente no erro? Certamente não podemos julgar o Pastor Marcos Pereira apenas por informações veiculadas por telejornais, mas que idolatria evangélica é essa que sequer aceita-se a dúvida razoável? Se Eli vivesse nos dias de hoje ninguém iria poder falar que ele estava cego espiritualmente e que seus filhos profanavam o sacrifício feito ao SENHOR.
Sejamos inteligentes, racionais, bem como, espirituais e perdoadores, mas não queiramos que pelo simples fato de um homem ser um pastor possa permanecer na impunidade. Me envergonho desse evangelho corporativista, que acusa as pessoas que não comungam a mesma fé e protegem incondicionalmente os que são do mesmo segmento religioso.
Padecer pelo nome de Cristo é louvável, mas se erramos, sofreremos as consequências dos nossos erros e isso é inevitável.

"Porque é coisa agradável, que alguém, por causa da consciência para com Deus, sofra agravos, padecendo injustamente.
Porque, que glória será essa, se, pecando, sois esbofeteados e sofreis? Mas se, fazendo o bem, sois afligidos e o sofreis, isso é agradável a Deus".
1 Pedro 2:19-20

Sérgio Costa disse...

Eu acho que nós deviamos dar uma olhada neste vídeo antes de se posicionar acerca destes assuntos. Não dá mais pra confiar na mídia, ela é muito tendenciosa. Concordo que existem muitos que envergonham o evangelho, mas há que se tomar cuidado para não cometer injustiças com alguns antes de ver os fatos e os dois lados.
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=loVnGcFxOnI#!

Sérgio Costa disse...

Este vídeo também é muito importante que vejam para a veracidade dos fatos. Por favor, assistam. A partir de 04:00 minutos até o décimo minuto. Denúncias e fatos não divulgados na mídia na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro acerca do Pr. Marcos Pereira.
http://www.youtube.com/watch?v=K5hlMyJ4RNU&feature=youtu.be

astrosnomundo disse...

Eu fico mais estupefato é pelo fato de os crentes ainda continuarem apoiando tamtos ministérios fraudulentos, de pastores desonestos que escandalizam o evangelho. Se é crente e caiu, arrependa-se, volte-se para Deus que é misericordioso, mas não tem mais autoridade para estar a frente de nenhum ministério pastoral. Aqui vemos homens e mulheres, a frente de igrejas e movimentos, envolvidos em corrupção, engano, mas mesmo assim defendido e seguido por milhares. E ainda dizem-lhe "não julgueis...."

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only