terça-feira, dezembro 14, 2010

Socorro! Sou solteira e tenho medo de ficar para titia!

Por Renato Vargens
 
No Brasil existem mais mulheres do que homens. No censo de 2007 o IBGE constatou que para cada 100 mulheres existem 99,6 homens. Entre os evangélicos, apesar de não possuir dados concretos que possam confirmar as minhas suspeitas acredito que existam muito mais mulheres em nossas igrejas do que homens, o que se pode nitidamente perceber em nossos cultos onde a esmagadora maioria dos frequentadores é do sexo feminino.
 
Pois é, do Oiapoque ao Chuí é comum encontrarmos nas igrejas evangélicas moças cristãs, comprometidas com Deus, bonitas, inteligentes, bem sucedidas profissionalmente, independentes, com 30 ou mais de 30 anos e… SOLTEIRAS.
 
Isso não seria um problema se não fosse cada vez mais latente, nessas mulheres, a necessidade de se ter ao lado um companheiro, alguém com quem dividir a vida e as suas conquistas, ter filhos e constituir uma família. Essa necessidade é extremamente natural e com o passar dos anos a idade começa a se tornar um peso, deixando a necessidade ainda maior.
 
Para piorar a situação a pressão que a sociedade faz para que a mulher case é quase desumana. Devido a isso,  não são poucas aquelas que vivem um  verdadeiro "inferno" existencial.
 
No meu livro "Namoro.com" conto a história de uma moça de 25 anos de idade que por se sentir velha estava completamente desesperada para casar. Segundo ela, o tempo havia passado deixando-a para titia. Ora, vamos combinar uma coisa? Ficado para titia com 25 anos é uma verdadeira sandice não é verdade?
 
Prezado leitor, Salomão em sua sabedoria afirmou com toda propriedade que existe um tempo determinado para todas as coisas. Existe tempo de abraçar e tempo para deixar de abraçar. Em outras palavras, ele está a nos dizer de que existem momentos da vida em que a solidão torna-se necessária.
 
Diante do exposto gostaria de aconselhar as moças a não se exasperarem, mas a confiar no Senhor e esperar o tempo e a pessoa certa para entrar no casamento. Agindo assim e não cedendo as pressões da sociedade com certeza experimentarão  momentos ricos e abençoadores na presença do Senhor. 
 
Pense nisso!
 
Renato Vargens
Barrabás disse...

Renato, eu vejo mto desse desespero nas moças mesmo..

Não sei, mas me parece que os homens sabem lidar muito melhor com essa situação..

Mas é só minha opinião.. rs

Wilton Lima disse...

Muito legal o artigo!
Gostaria de publicar no meu blog... se possivel!

Wilton LIma - Assuntados
http://assuntados.blogspot.com/

Renato Vargens disse...

Wilton,

Pode publicar. Só peço que não esqueça de mencionar a fonte.

Abraços,

Pr. Renato Vargens

Assuntados disse...

Com certeza...
Está publicado!!

Paz!

OH ! GLÓRIA. disse...

Pastor, conheces alguém nesta situação ? acho que pelo fato de nos dias de hoje mesmo os crentes estarem se separando aos montes, os que teriam vontade de um relacionamento sólido tremem na base, então focam suas vidas para outro campo, na maioria das vezes o financeiro/profissional e suas almas permanecem num vazio, " O homem não foi feito para viver só."; DEUS fez o homem a sua imagem e semelhança, mas depois fez melhor, kkkkkkkkkk, cavalheiros invistam em sua vida pessoal e quando sentir que é de DEUS confie e ame.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Françoise disse...

Tenho 25 anos e não acho que vou ficar pra titia...rsrs... na minha igreja é impressionante o numero de moças da minha idade ou mais que estão solteiras também... Acho que a ansiedade é mais pela curiosidade, pq todas as minhas amigas crêem na fidelidade de DEus e que Ele é poderoso pra fazer infinitamente mais que pedimos e pensamos.Não sabemos como ele fará isso, mas sabemos que ele fará.

Anônimo disse...

Caro pr. Renato,

Este é um assunto recorrente em várias denominações .... Me converti com quase 30 anos(abri mão de um relacionamento na época) e às vezes me arrependo pois passaram-se 14 anos e continuo solteira "esperando no Senhor" e posso dizer é muito difícil. Se o senhor me permite gostaria de contar meu testemunho para as irmãs que enfrentam a mesma situação.

No início da conversão viví a primeira fase :
"celibato" mudei minha maneira de vestir, demonizava tudo e todos que se aproximavam de mim. Demorei alguns anos para perceber que aquela máscara não representava a santidade do Senhor era simplesmente uma fuga.
Frequentava uma "seita" e portanto convivia com todo o "peso" de ser "achada" por algum irmão, nós(as irmãs + de 30) éramos olhadas como pessoas problemáticas. Lembro de uma vez que estava fechando o caixa do ministério de áudio e conversando com outras irmãs que haviam terminado suas atividades em outros ministérios e um pastor se aproximou de nós ... nos olhou(só nós podíamos entender aquele olhar) balançou a cabeça(negativamente) e supirou(como se estivesse cansado). Nunca mais esqueci aquela cena !!!! Bem, viví várias situações constrangedoras alí mas também fui muito feliz, fiz boas amizades e me lembro que os momentos mais felizes foram com o nosso grupo de "adultos solteiros", após os trabalhos saíamos, preparávamos jantares em grupo, etc ... alguns irmãos casaram (vimos verdadeiros milagres). Este ministério(adultos solteiros) nasceu após muitas orações, choro, etc, etc .... Pena que nossos pastores líderes da igreja caíram em algumas tentações (principalmente$$$$) e um ministério de 2.500 membros ficou reduzido a menos de 300. Mas neste período de oração, relacionamentos(cristãos e maduros) e trabalho para o reino entendi que nós solteirOS(AS) temos um papel importante no reino (trabalho/oração) temos mais tempo livre. Aprendi que Deus quer que sigamos em "santidade" nosso caminho e posso afirmar que quando vc abre mão do "celibato" e das "máscaras" é bem difícil resistir, continuar santo, etc, etc mais neste caso apelo para Deus e para as pessoas que amo(ore e peça a oração de quem merece sua confiança. Não aceite a "imposição" de alguns líderes : irmão x está orando por vc, se sua resposta não agradar o líder vc está em "rebeldia" viví esta situação, disse não e não me arrependo !!! Às vezes a tristeza vem, é claro, sou bonita, saudável, inteligente, etc, etc, recebo vários convites de colegas de trabalho, clientes ..... Sou paquerada sim, tirei a "mascara" !!!! Nestas horas lembro das palavras, das promessas de Deus para mim (em uma destas situações o Senhor me disse : "Não queira terminar a história que eu comecei") Então..... sigo para o "alvo" preciso me desviar dos "atalhos". Tenho inúmeros testemunhos para contar, palavras que o Senhor me enviou, situações que aconteceram e que claramente pude ver a mão de Deus. Hoje minha oração tem sido :

"Pai, para quem o Senhor está me guardando ?"

É muito difícil sim, mas creio, tenho fé que o nosso Pai não quer nos impor um martírio e sim nos conduzir para a vida eterna !!!

Caros irmãos(as) solteiros(as) um grande abraço e força, muita força !!!!!

Anônimo disse...

Concordo com a irmã Françoise, confio em Deus e espero Nele, mas tenho que orar constantemente para Deus aliviar a minha ansiedade... Tenho 23 anos e lá na igreja não tem um varão sequer, que a costela seja do mesmo tamanho da minha! Huahuahauhauhauah'

Graça e Paz queridos!

Leila Dohoczki disse...

É uma pena que algumas moças e mulheres com medo de chegar a maturidade sem um companheiro,comprometam sua felicidade quando se aventuram a procurar um parceiro para não ficar para titia.A mulher, por mais independente que seja, ainda representa a parte emocional da humanidade, aquela que acolhe, cuida e protege, por isso constituir uma família é algo que traz suas maiores realizações e faz com que tenha o sentimento de "dever" cumprido.Essa fragilidade em combate com as exigências de uma sociedade que em busca de liberdade beira a libertinagem,e que desvaloriza a mulher no que ela representa para a sociedade, faz com que a necessidade de ser Amada, valorizada seja ainda maior.Umas, buscam nas aventuras amorosas a possibilidade de encontrar o príncipe encantado, outras, na tecnologia, em relacionamentos virtuais com esperança de que se torne realidade.Um caso em cem dá certo,mas a maioria resulta em frustração.Talvez a saída seja mudar o foco.Ao invés de sair e procurar alguém, ser feliz, produtiva, amiga...Quem sabe, alguém saia por aí querendo encontrar alguém como ela e se não acontecer, ao menos não foi infeliz por causa de pressões da sociedade.

Johnnÿ Sleazer disse...

Pois é pastor. até eu como homem as vezes tenho medo de ficar pra titio. E minha irmã mais velha tem só 12 anos, vai demorar jeaeueahue!

Bom, mas eu levo isso numa boa, as vezes não sei se a culpa é minha só, se eu só escolho pessoas erradas, não faço ideia pq nunca saio do zero a zero no mundo do relacionamento amoroso, meus (poucos) relacionamentos normalmente acabaram em desastre, enfim, tenho plena consciência q se Deus quiser ele na hora certa me mostra a pessoa certa, mas q isso me dá uma angústia, isso dá!

Hugo Ferreira disse...

É, na igreja que sou membro,existe mais mulheres do que homens,algumas estão ansiosas para casar,uma jovem se interessou por mim,mas o problema que não amo ela para casar,e sim só por irmão na Fé,e outra se interessou também,mas é a mesma coisa,me interesso por uma,mas essa tá difícil,o casamento é uma questão tão séria,que precisa de muita oração,para saber quem realmente Deus quer que se una a gente para se formar uma Família.

Anônimo disse...

Conheço vários rapazes que também tem medo de ficar para titio. Acho que se um homem ficar para titio enfrentará mais dificuldades do que as mulheres. Daí porque correm e casam logo. Também penso que o problema não é a quantidade de homens que exitam. Exitem sim muitos, acho que a questão é primeiro chegar o interesse um ao outro como no caso do Hugo. Outro fator é que muitos tem se desviado do padrão bíblico, ou seja, não querem aquelas que tem um real compromisso com Deus (o que penso que deveria ser um dos primeiros itens que o jovem crente deveria observar numa jovem), mas aquelas que façam as suas vontades. Também penso que a sociedade em si tem se desviado do padrão família, e assim, muitos tem deixado o natural (mulherXhomem), ora, se dois homens se juntam já são duas mulheres a menos sem casar. Outros buscam um vida de embriaguez e ou vícios e chegam a prisão e ou morrem cedo. Sou professora das séries iniciais e em sala de aula observo que sempre tenho a mesma quantidade de meninos e meninas e muitas vezes mais meninos. Acho que precisamos conquistar mais os homens para Deus, como também ensinar-lhes de forma que permaneçam nos caminhos de Cristo.
Abraços!

El Misionero Matsuura Junichiro disse...

Oh, céus!!!! Se uma moça com 25 anos está velha, então eu, com 41 anos, estou decrépito!!!! SOCORRO!!!!

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only