segunda-feira, janeiro 05, 2015

A culpa é do pastor

Por Renato Vargens

A vida nos reserva momentos extremamente desagradáveis, até porque, não são poucas as  vezes em que enfrentamos problemas em nossa caminhada.

Em situações onde a crise se faz presente é natural com que sejamos tomados pelo sentimento de que alguém e não nós mesmos, é o responsável direto boa parte dos nossos conflitos.

O fato é que tais indivíduos inconscientemente procuram bodes expiatórios para transferir a estes a responsabilidade direta dos seus fracassos. Se o desemprego chegou a casa, se o casamento não vai bem, ou se o time do coração perde, alguém precisa ser responsabilizado por isso.

Talvez este seja um dos motivos porque os pastores levem a culpa de algumas das frustrações dos membros de sua igrejas, até porque, não são poucos os cristãos que fazem do seu pastor um tipo de pára-raios onde descarregam suas decepções.

Creio que somente o poder de Cristo e do evangelho podem ajudar tais pessoas a assumirem seus erros e responsabilidades, transformando-as em indivíduos mais saudáveis, plenos e felizes. Para tanto, torna-se indispensável que haja no coração daquele que desenvolve este tipo de comportamento uma necessidade de mudança imediata em seus hábitos e atitudes.

Quanto aos pastores, em vez de nutrirem a alma de sentimentos perniciosos devido as pedradas lançadas pelos membros de sua comunidade, devem se reanimar no Senhor, depositando diante daquele que tudo pode suas dores e angústias crendo que o Senhor cuidará de cada uma de suas necessidades.

Pense nisso!

Renato Vargens
Antonio Mano disse...

A vida pastoral é árdua, sobretudo, porque em geral, pessoas com as mais diversas dificuldades, sofrimentos e deficiências, procuram os pastores para soluções e conselhos, socorros e curativos, confissões e desabafos.
Esta avalanche, muita das vezes, encontra pastores despreparados, transformando-os assim, em pessoas feridas, amarguradas e até céticas quanto ao valor do ser humano.
Há casos também, que o pastor se coloca nessa posição de super-homem. Ele entende que se faz necessário, ser um exemplo intocável para a congregação, inevitavelmente, a congregação acredita... mas só até descobrir a verdade.
É por isso.. que tal função.. realmente deve ser exercida com vocação, pois o pagamento não virá dos homens apascentados.

Andrea disse...

Verdadeiramente os Pastores são para-raios para os erros de seus membros, mas eles como seres humanos que são algumas vezes também erram e tem que ser compreendido da mesma forma que queremos que nos compreendam.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only